18 de out de 2010

Lambe-Lambe: Largo de Santa Rita em Paraty (RJ)

Roberto Rocha recebe solidariedade de tucanos e aliados

    O deputado Roberto Rocha (PSDB) recebeu vários telefonemas do tucanato nacional e local durante todo o domingo (17), em solidariedade à reportagem da revista Veja desta semana, onde revela que foi vítima de estorsão por um assessor da ex-ministra da Casa Civil, Erinice Guerra.
    Entre os tucanos de proa que telefonaram para Roberto Rocha estão o presidente nacional do PSDB, senador Sério Guerra, o governador eleito de São Paulo Geraldo Alckmin, o senador eleito por Minas Gerais, Aécio Neves, além do candidato a presidente José Serra.
    Além de lideranças tucanas nacionais, o ex-candidato ao Senado Federal recebeu também manifestação de apoio de várias lideranças locais do PDT, PPS, PTC como o ex-governador Jackson Lago, o deputado Chico Leitoa, deputado Edivaldo Holanda, o ex-deputado Clodomir Paz, vereador Ivaldo Rodrigues, vereador Batista Matos, entre outros. Entre os tucanos maranhenses, ressalta-se a solidariedade dos prefeitos tucanos João Castelo (São Luís), Sebastião Madeira (Imperatriz)  e Ildelmar Gonçalves (Açailândia), e a deputada estadual Gardênia Castelo.
    Roberto Rocha denunciou à revista Veja que foi vítima de extorsão por um assessor da ex-ministra da Casa Civil, Erinice Guerra. Segundo o deputado tucano, o assessor Vladimir Muskatirovic teria cobrado R$ 100 mil para que a Casa Civil autorizasse uma mudança societária na TV Cidade, da qual a família do deputado é sócia.
    Durante carreata pró-Serra, realizada no domingo, 17, Roberto Rocha afirmou estar tranquilo e que se for necessário dará uma entrevista coletiva nesta semana, em Brasília, para esclarecer ainda o mais o assunto.
    “Não quero mais tratar dessa questão, mas se for necessário esclarecer algumas coisas ainda, falarei em entrevista coletiva no meu gabinete, em Brasília. Sou o deputado federal mais votado do Maranhão, tive quase 700 mil votos para senador e o povo do Maranhão conhece a minha seriedade. Não vou aceitar que agora tentem inverter as coisas, pois eu que sou vítima nessa história, quem deve explicação à sociedade são aqueles que quiseram me extorquir”, disse.

Bia Aroso nomeia o sétimo secretário de Educação em menos de dois anos de mandato

    A prefeita de Paço do Lumiar, Bia Aroso Venâncio (ainda filiada ao PDT), caminha para ganhar registro no Guiness Book. Em menos de dois anos de administração, a prefeita nomeou seis secretários para a pasta da Educação. Ela acaba de se superar seu recorde: nomeou o sétimo nome para comandar a secretaria.

    Desta vez o nome escolhido é Fred Campos, irmão do presidente da Câmara Municipal de Paço do Lumiar, o vereador cassado Alderico Campos, resistente.
    No município se comenta que a nomeação faz parte de um acordo entre a prefeita e os vereadores.
    Pendurada na Justiça por várias ações por improbidade, a prefeitura estaria contando com a Câmara para se manter no cargo.

Jader Barbalho troca apoio a Ana Júlia Carepa por ficha limpa garantida por Lula

     Lula e a candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff , devem livrar o senador eleito Jader Barbalho (PMDB) dos efeitos da Lei da Ficha Limpa. Na semana passada, Dilma Rousseff telefonou ao ex-deputado federal paraense para parabenizá-lo pela eleição.
    Barbalho não apoio no primeiro turno a governadora Ana Júlia Carepa (PT), candidata à reeleição que no segundo turno disputa com o tucano Simão Jatene.
    Dilma e Lula estiveram no Pará e costuraram um acordo com Jader Barbalho. Em troca do apoio a Ana Júlia o senador eleito teria garantia de que o indicado para compor o Supremo Tribunal Federal seja contrário à aplicação da Lei da Ficha Limpa nas eleições de 2010. A decisão pode sair antes do dia 17 de dezembro, quando todos os candidatos eleitos deverão ser diplomados.


Frase de efeito

“A arte, mesmo as mais pessimistas, é uma proposição de felicidade”

Mário de Andrade, escritor

Manchetes dos jornais

O ESTADO DO MARANHÃO - Dilma ganha reforço do Maranhão na campanha
O IMPARCIAL - Campanha presidencial ganha gás em São Luís