23 de fev de 2011

Trabalhadores maranhenses são resgatados pela PF em Campinas

Três pessoas foram presas após o flagrante feito em um alojamento no Jardim Florence, periferia de Campinas, onde 26 trabalhadores da construção civil viviam em condições precárias. A Guarda Municipal e a Polícia Federal foram até o local após denúncia anônima. Nesta quarta-feira (23), fiscais do Ministério Público do Trabalho (MPT) e do Ministério do Emprego e Trabalho foram até o galpão para investigarem o caso. Eles fotografaram o local e conversaram com vizinhos, para colher informações que vão fazer parte do processo de investigação.
    O dono da empresa terceirizada responsável pelos trabalhadores e dois funcionários foram presos, encaminhados para a cadeia do 2º Distrito Policial e depois transferidos para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Hortolândia.
Promessas
     Os trabalhadores foram encontrados no galpão sem condições de higiene e sem cama para dormir, depois da denúncia de um morador do bairro. Eles foram trazidos do Maranhão com a promessa de ganhar mais de R$ 2 mil por mês, mas ao chegarem a Campinas foram levados para um alojamento totalmente inadequado. O empreiteiro que trouxe os trabalhadores do Maranhão com falsas promessas disse que eles estavam mal alojados porque chegaram antes do programado.
    A Guarda Municipal divulgou o nome da empresa Mestra Engenharia como responsável pelos operários, mas a empresa divulgou nota na manhã desta quarta-feira (23), informando que seu nome foi citado indevidamente, uma vez que não tem participação na obra. Segundo a empresa, os trabalhadores são de outra construtora.
    A Polícia Federal esclareceu que o que ficou provado até agora é que os trabalhadores foram trazidos por uma empresa terceirizada, cujo dono e mais dois funcionários foram presos na terça-feira. A empresa terceirizada presta serviço para a Goldfarb, responsável pela obra.
    A assessoria de imprensa da Goldfarb informou que a empresa desconhecia a situação dos trabalhadores, que vieram de outro estado e as condições do alojamento, uma vez que o contrato foi feito com o empreiteiro. A Goldfarb informou que forneceu apoio para os trabalhadores, como hotel e transporte de volta para o Maranhão para quem quiser.
DA EPTV.COM

Dona Marly é internada no Sarah Kubitschek

    O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), abandonou a sessão que vota o projeto de lei do salário mínimo para ir ao encontro de sua mulher, Marly Macieira Sarney, no Hospital Sarah Kubitschek, em Brasília --especializado em casos de ortopedia.
    Após bate-boca com Sarney, Itamar ironiza Jucá e mínimo de R$ 545
Dona Marly foi internada nesta quarta-feira (23) após levar um tombo em casa. Ela machucou o nariz e teve de ser levada ao hospital.
    O peemedebista presidia a votação no Senado quando recebeu um telefonema sobre o acidente. Passou, então, o comando para a vice-presidente da Casa, Marta Suplicy (PT-SP). O presidente do Senado reassumiu o posto algumas horas depois.
    Segundo a assessoria de Sarney, dona Marly passa bem --não há notícias sobre a gravidade do acidente.
    À frente do plenário, Marta interrompeu seu ex-marido Eduardo Suplicy para pedir silêncio aos políticos presentes na sessão.

Na agulha:Elton John e a eterna Your Song

Inscrições para ProUni se encerram nesta quinta,24

    Estudantes interessados em participar da segunda etapa de inscrições do Programa Universidade para Todos (ProUni) devem se inscrever até esta quinta-feira (24). Para receber uma bolsa do programa, é preciso ter cursado todo o ensino médio em escola pública ou estabelecimento privado com bolsa integral. É necessário ainda ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2010, atingido o mínimo de 400 pontos na média das cinco provas e não ter tirado zero na redação.
    Podem participar da segunda etapa de inscrições candidatos que não participaram ou não foram aprovados no primeiro processo seletivo. Quem já conseguiu o benefício não pode se inscrever novamente na disputa.
    As bolsas integrais são destinadas aos alunos com renda familiar mensal per capita (por membro da família) de até 1,5 salário mínimo. As parciais, que custeiam 50% da mensalidade, são para os candidatos cuja renda familiar mensal per capita não passe de três salários mínimos.
   Para o primeiro semestre de 2011, o Ministério da Educação (MEC) ofereceu 123 mil bolsas, mas não há informações sobre quantas já foram preenchidas na primeira etapa de inscrições. A lista dos candidatos pré-selecionados será divulgada no domingo (27).

Caetano: "Ninguém tem que se meter com a espiritualidade dos meus filhos"


"Isso é burrice. É burrice"

    Caetano Veloso polemiza quando o assunto é música; opina quando é política, mas esquiva-se quando o tema fica muito cabeludo. Caetano vira bicho quando a ofensiva volta-se para a religião de seus filhos. É o que se pode resumir da entrevista exclusiva que o cantor e compositor concedeu ao Terra na noite da última sexta (18) no Rio de Janeiro. O encontro se deu por ocasião do lançamento do DVD Caetano Zii e Zie, gravado em parceria com a MTV no final do ano passado e que chega às lojas na terça-feira (22). O vídeo registra a turnê de divulgação do álbum Zii e Zie, lançado em 2009.
    Na conversa, Caetano brincou quando o assunto era uma eventual disputa entre MPB e sertanejo universitário, personificado principalmente na figura de Luan Santana. "Eu não posso entender por que o Luan Santana não é MPB. Se isso não é música popular brasileira, o que é?", provoca ao criticar os "rotuladores" da imprensa. E ainda rejeita ter apadrinhado a nova geração da MPB. "Acho que muita gente não vai gostar desse apadrinhamento, então não quero atrapalhar."
    Sobre duo com Maria Gadú: "Nosso encontro foi por acaso"O músico baiano fala bastante de política. Até o assunto ficar perigoso. Caetano elogia Dilma - apesar de criticar sua campanha - e vê com bons olhos a gestão de Ana de Hollanda no Ministério da Cultura: "saudei a chegada dela porque é uma pessoa bacana, de alto nível". Mas esquiva-se quando o assunto vira o receio que a ministra despertou em parte da classe artística. "Esse negócio de ajuda ou facilitação oficial para expressão artística é um assunto muito delicado."
    Pai protetor, Caetano Veloso esbraveja - ao seu modo bem particular - quando seus filhos estão ameaçados. No encontro, relembrou as circunstâncias da entrevista que concedeu recentemente ao jornal Folha de S. Paulo em que disse que dois de seus filhos são evangélicos e frequentam a Igreja Universal do Bispo Edir Macedo. Ao saber da reação popular, que criticou a escolha, Caetano disparou: "ninguém tem nada que se meter na vida íntima, espiritual e religiosa dos meus filhos. Isso é burrice. É burrice."
Do Jornal do Brasil

Rebelião de Pinheiro foi programada em Pedrinhas

Antonio Pedrosa
    A Corregedoria do TJ já tem em mãos provas de que a Rebelião de Pinheiro teria ocorrido sob determinação oriunda do Complexo de Pedrinhas. Pelo menos dois dos líderes da rebelião teriam sido transferidos de Pedrinhas para a delegacia de Pinheiro: Ramiro e Louro. A rebelião estaria sendo programada somente para o dia 12 de fevereiro, mas foi antecipada, porque a delegada descobriu indícios de entrada de uma serra.
    Agostinho Bispo (denominado "Monstro de Pinheiro") foi perfurado com chuços por cerca de dez minutos, mas somente morreu por volta de uma hora da madrugada. O taxista, depois de morto, teve o olho arrancado e jogado no corredor. Outro preso foi furado e, antes de cair, teve seu sangue bebido pelo seu agressor.
    Ligações de um dos presídios de Pedrinhas deram a ordem para matar um preso por nome "Pampa". Se os presos não matassem o "Pampa", também morreriam quando chegassem em Pedrinhas. Familiares de presos foram extorquidos para salvar a vida de presos ameaçados de morte. Depósitos em dinheiro chegaram a ser efetuados. Os presos foram degolados com lâminas de capas metálicas de pilha, depois de mortos.
    Durante a rebelião, uma pessoa, de fora da cadeia, orientava os líderes da rebelião como negociar com as autoridades para findar a rebelião. Essas instruções partiam do interior de Pedrinhas.
    De dentro de Pedrinhas, mais rebeliões estariam sendo tramadas, inclusive uma para o período carnavalesco.
    Essas informações corroboram com a versão do Secretário de Segurança acerca de determinações externas, orquestrando a desestabilização do frágil sistema carcerário maranhense.
    É preciso esclarecer isso, com rapidez. Não adianta especular.A realidade dos acontecimentos exige um resultado para as investigações em curso.
    A OAB-MA pediu a instauração de uma CPI para apurar denúncias deste tipo, mas nem a totalidade dos deputados de oposição assinaram o requerimento (dos 12, apenas oito assinaram o documento).
Continuamos afirmando que esse assunto não pode dividir o Parlamento entre oposição e governo, visto que o problema não foi resolvido por nenhum dos grupos políticos em disputa. É um assunto de relevante interesse público. A sociedade clama uma resposta das instituições.
Texto do Blog do Pedrosa

Lobão Filho será vice-presidente da Comissão de Assuntos Econômicos

    O senador Lobão Filho (PMDB), suplente do pai, ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, será o vice-presidente da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal. Ele foi eleito nesta quarta-feiraa, 23, pela manhã.A comissão será presidida pelo senador DelcídioN Amaral (PT-MS).

Cinco deputados federais do Maranhão e o senador João Alberto se declaram "negões"

    Dos 43 deputados da atual legislatura da Câmara Federal que se declaram afrodescendentes cinco são da bancada maranhense:Cleber Verde (PRB), Domingos Dutra (PT), Gastão Vieira (PMDB), Nice Lobão (DEM) e Professor Sétimo (PMDB). O senador João Alberto (PMDB), nascido em Bacabal (MA), também se declarou descendente de africanos.
    Os dados fazem parte de levantamento feito pela União de Negros pela Igualdade (Unegro) em parceria com a Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP).
    O estudo se baseia em informações oficiais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e nas declarações dos próprios parlamentares para traçar um mapa da participação negra na política brasileira.
     O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), é citado como exemplo de parlamentar que se comprometeu com a bandeira da igualdade racial da Frente Parlamentar da Igualdade Racial.
Quem são os deputados negões
Cleber Verde (PRB-MA)
Domingos Dutra (PT-MA)
Gastão Vieira (PMDB-MA)
Nice Lobão (DEM-MA)
Professor Sétimo (PMDB-MA)

Com informações do Congresso em Foco

Prefeito de Presidente Vargas aponta falhas no Luz para Todos

    Coincidentemente no dia em que o Comitê Gestor do Programa Luz para Todos no Estado anuncia a prioridade dada ao Maranhão pelo Ministério das Minas e Energia o prefeito de Presidente Vargas, Gonzaga Júnior, faz uma denúncia sobre o cronograma do programa.
    “Entre tantas prioridades e obras importantes para o município de Presidente Vargas, o nosso objetivo agora é o “Luz para Todos”, pois no município ainda temos escolas na zona rural que funcionam à luz de lamparina. O atraso no programa foi do Governo Federal, mas vamos nos esforçar para mudar essa realidade", desabafa Gonzaga em matéria paga "Festa para os 46 anos de Presidente Vargas", veiculada na edição desta quarta-feira,23, no jornal O Estado do Maranhão, da família Sarney.
    Não precisa cantar em outra freguesia como Gonzaga Junior para constatar os percalços do programa Luz para Todos no Maranhão. Para o Comitê gestor do programa do governo federal no Maranhão, presidido pelo piauiense Luiz Adriel (indicação do senador José Sarney), o estado está na dianteira em relação às outras unidades da federação.
    O otimismo que perpassa o comitê projeta para 2012 serem eliminadas todas as lamparinas que Lula prometeu apagar até o fim de seu mandato. Para cobrir todas as áreas ainda nas trevas o programa dispõe de R$ 400 milhões, já houve liberação  de R$ 1 bilhão do total de 1,4 bilhões para a Cemar, concessionária contratada no Maranhão.
    Em Mirador, terra natal do ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, o programa se arrasta e a luz não chega para todos. A realidade se repete em vários outros municípios do estado, onde o Comitê planeja atingir 100% da população maranhense. Quando lançou o programa, em 2003, o ex-presidente Lula prometia levar energia elétrica para mais de 10 milhões de pessoas do meio rural até o ano de 2008.

Papoético no Sebo do Chiquinho tem participação de escritor português nesta quinta

    Nesta quinta-feira, 24, às 19 horas, o escritor português António de Abreu Freire, autor do livro 'Padre António Vieira – História de um Homem Corajoso Contada aos Jovens e Lembrada ao Povo", participa do Papoético no Sebo do Chiquinho (Rua da Cruz,  340, Centro).
    Além de vender livros, Chiquinho aluga filmes e vende CD'S. Quem quiser pode levar o seu CD para tocar.
    Lá rola jazz, blues, MPB, rock, etc. Funciona um pequeno barzinho e tem água mineral e bombom para os abstêmios.
    O encontro está sendo um sucesso e já virou point cultural. Vamos lá recuperar os bons tempos de conversa entre amigos escritores e apreciadores da arte. Os papos não serão apenas sobre Literatura, mas, sobre artes plásticas, cinema, teatro, etc.

Tarifas em aeroportos vão subir após o carnaval

    As tarifas de embarque e desembarques nos aeroportos do país vão subir após o carnaval. O reajuste liberado pela Anac estipula um limite de 30% para majoração. Aqui em São Luís, no aeroporto internacional do Tirirical, o embarque doméstico que custa atualmente R$ 19,62 deve ficar em torno de R$ 25,00.

No claudiohumberto.com.br

REFORMA POLÍTICA NÃO ANDA: É QUE FALTA CONSENSO
    O presidente do Senado, José Sarney, sonha com o legado de uma reforma política, por isso promoveu ontem o lançamento da comissão que tem 45 dias para estudar o tema. Mas ele sabe que são escassas as possibilidades de êxito, até porque não há consenso sobre aspectos importantes para uma reforma, como lista fechada de candidatos, voto distrital misto, tamanho de mandato e até extinção da Justiça Eleitoral, invenção brasileira considerada tão dispendiosa quanto desnecessária.

Manchetes dos jornais

AQUI-MA  Tráfico: Irmandade na cadeia
ATOS& FATOS - Usuários sofrem até com chuva dentro dos ônibus
CORREIO DE NOTÍCIAS - Representantes da Prefeitura vistoriam ações no Bacanga
JORNAL A TARDE - Maranhão deverá ser primeiro Estado a assinar Luz para Todos
JORNAL EXTRA - Lobão dá prioridade ao MA no programa uz para Todos
JORNAL PEQUENO - Aprovada criação do fundo estadual de combate à pobreza
O DEBATE - Quase 19 mil famílias perdem bolsa família
O ESTADO DO MARANHÃO - Preso fazendeiro acusado de mandar matar quilombola
O IMPARCIAL - Novo boicote a planos de saúde
TRIBUNA DO NORDESTE - Aprovação de MP causa iscussão na Assembleia

NO PAÍS
CORREIO BRAZILIENSE: Kadafi resiste e ONU faz apelo
FOLHA DE S. PAULO: Ditador líbio diz que só sai morto
O ESTADO DE MINAS: Execuções na serra provocam pressão pelo fim do Rotam
O ESTADO DE S. PAULO: Oposição avança e Kadafi promete ‘morrer como mártir’
VALOR ECONÔMICO: Mercados temem efeitos da escalada do petróleo
O GLOBO: Ainda mais isolado, Kadafi diz que só deixa poder morto
ZERO HORA: A fúria do ditador
JORNAL DO COMMERCIO: Membros do PCC capturados no sertão
DIÁRIO DO PARÁ: 14 mil perdem o Bolsa Família
O POVO: Como Fortaleza vai fiscalizar a Lei dos Paredões
MEIO-NORTE: Piauí pode ficar com nova unidade da Suzano