15 de jul de 2010

Pesquisa aponta segundo turno para eleição de governador no Maranhão

     Pesquisas indicam que no Estado do Maranhão a eleição para governador será resolvida no segundo turno. A análise é feita pelo jornalista Fernando Rodrigues na edição desta quinta-feira do jornal Folha de S. Paulo.
     Segundo a reportagem em 18 estados - das 23 pesquisas disponíveis - a eleição para governador será resolvida no primeiro turno.
     O PMDB, partido da candidato à reeleição Roseana Sarney, é apontado com possibilidade de manter o mandato em ao menos oito estados, dos nove que atualmente governo.
    O grupo Sarney até o momento não divulgou pesquisa alguma sobre intenção de votos. Está sendo aguardada neste final-de-semana. Na eleição de 2006, em todas as pesquisas contratadas pelo grupo, Roseana aparecia como vencedora em primeiro turno. 

TSE indefere candidatura à Presidência do maranhense Américo Souza

      O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Ricardo Lewandowski, indeferiu o pedido de registro formulado pelo maranhense Américo Souza, que pretendia concorrer às eleições de 2010 ao cargo de presidente da República pelo Partido Social Liberal (PSL).
     Ao decidir, o presidente do TSE relatou informações prestadas pela Secretaria Judiciária no sentido de que o pedido de registro estaria incompleto, pois foi verificada a “ausência da ata do PSL que teria deliberado em favor de sua escolha como candidato ao cargo de Presidente da República”.
     Salientou ainda, que foi juntada ao processo a “ata da Reunião dos Membros da Comissão Executiva Nacional do Partido, realizada em 2.7.2010, onde os presentes decidiram por unanimidade que a agremiação não terá representante ao cargo eletivo majoritário de Presidente da República e que não realizará o registro da candidatura de João Américo de Souza (...)”.
     Sendo a aprovação do partido um requisito necessário ao deferimento do registro e a prova da escolha recaindo na ata da convenção partidária, que não foi apresentada pelo pré-candidato, “é dizer, o pedido de registro individual foi feito ao arrepio do próprio partido ao qual o requerente é filiado, finalizou o ministro Ricardo Lewandowski ao julgar “manifestamente incabível, portanto, o pedido de registro”.
Do TSE

Serra foi seguido por jornalista da TV Globo (Mirante) durante visita a São Luís

     Corrigindo: o último compromisso do candidato a presidência da República, José Serra (PSDB), no Maranhão não foi a visita ao jornalista e ex-deputado federal Neiva Moreira (PDT). Serra fez questão de ir até o bairro do Turu constar o estado de saúde de um transplantado que teve doença detectada através dos mutirões de saúde implantados no tempo em que ocupou o Ministério.
     Durante todo o tempo em que esteve em São Luís, Serra teve uma companhia indefectível: foi o jornalista Honório Jacometto, de rede da TV Mirante (Globo). Até as duas da manhã de quarta-feira, quando embarcou no avião, o repórter esteve colado com o candidato.
     Jacometto não gostou da resposta do tucano ao lhe fazer uma pergunta afirmativa que o coloca em desvantagem com a candidata Dilma Rouuseff. "Essa é sua declaração de voto", frizou Serra à pergunta do repórter.
     Um dia antes da visita de Serra, o repórter de rede desfrutou de privilégios concedidos pela Secretaria de Estado da Segurança: entrevistou em sala revervada o empresário Alessandro Martins, ex-homem forte da Volksagem no Maranhão, preso por cometer vários crimes que causaram prejuízos a pessoas físicas e ao erário.

Manchetes dos jornais

O ESTADO DO MARANHÃO - Assinado contrato para terraplenagem da Refinaria
O IMPARCIAL - O que é isso, companheiro? 
O PROGRESSO - Procuradoria conclui lista com 108 candidatos impugnados