13 de nov de 2010

Museu de Tudo: Encontro antroponáutico

Luis Augusto Cassas autografa livro para Euclides Moreira Neto e é observado por Nerine Lobão

Exposição sobre o Brasil nas Copas de 50 a 70 percorrerá municípios da área da UH de Estreito


Fotografia da Copa de 70, no México, quando o Brasil foi tri

    O Consórcio Estreito Energia – Ceste promove até março do próximo ano exposição “Drama e Euforia – o Brasil nas Copas de 50 a 70” em parceria com o Arquivo Nacional e as prefeituras dos 12 municípios da área de abrangência da Usina de Estreito nos Estados do Maranhão e Tocantins.
    Em cartaz no Município de Estreito (MA), no Salão Paroquial da Igreja de São Sebastião, a exposição foca suas imagens em seis copas do mundo: 1950 (Brasil, vice-campeonato), 1954 (Suíça, eliminado na terceira rodada), 1958 (Suécia, Campeão Mundial, com Péle e Garrincha), 1962 (Chile, Bicampeão Mundial, sem Pelé – contundido -, mas com o Garrincha, Amarildo e Vavá), 1966 (Inglaterra, derrotado), 1970 (México, Tricampeão Mundial com Pelé, Rivelino, Gerson, Tostão e Carlos Alberto).
    Nas fotos em preto e branco, imagens também de torcedores ilustres – como os presidentes brasileiros Getúlio Vargas, João Goulart e Emílio Garrastazu Médici – e anônimos comemorando as conquistas, na maioria das vezes conhecida pelas ondas do rádio. Dessa forma, a exposição também proporciona um breve passeio pela história do país.
    O Prefeito de Estreito, José Gomes Coelho, disse não ter dúvidas da grande dimensão de mais essa ação cultural promovida pelo Ceste. “Essa exposição vem trazer a esses jovens a oportunidade de conhecer o passado brilhante do futebol brasileiro, mostrando o que o Brasil já fez pelos estádios internacionais, nos alegrando pelo mundo afora”, acentua o Prefeito.
    Para a Diretora de Socioeconomia do Ceste, Norma Villela, a exposição é mais uma oportunidade do Consórcio promover uma ação positiva na cultura, em sua área de abrangência. “É uma alegria enorme trazer mais uma exposição com o Arquivo Nacional, nosso grande parceiro, a esse público jovem e adulto daqui da região”, comemora.
Concurso de Redação - paralelo à exposição, o Ceste promove um concurso de redação sobre o mesmo tema da mostra fotográfica para alunos do Ensino Fundamental (5ª a 8ª séries), da rede pública municipal ou estadual (caso o município não disponha de rede de ensino), com idades entre 11 e 17 anos.
    As inscrições podem ser feitas até o terceiro dia da exposição e cada escola poderá participar com até 10 redações, cabendo ao próprio centro de ensino a pré-seleção dos textos. Caberá à direção da escola e/ou coordenador ou professor efetivar a inscrição das redações, entregues anexadas à uma ficha de inscrição, que pode ser obtida nos locais onde a exposição ocorre.
    Os três primeiros colocados de cada município receberão certificados, sendo que o vencedor será premiado com um troféu do concurso. Os nomes dos primeiros colocados serão revelados no último dia da exposição.
    Até março de 2011, a exposição terá percorrido os 12 municípios compreendidos pela UHE Estreito. O próximo município a receber o acervo fotográfico do Arquivo Nacional é Aguiarnópolis-TO, entre os dias 22 a 26 de novembro. Em Estreito-MA, a exposição permanece até o dia 18 novembro, aberta ao público sempre das 14 às 18h.
    Para mais informações sobre o concurso, basta ligar no telefone (99) 3531-3551.
Com informações da Clara Comunicação

PMBD se une para manter Sarney no comando do Senado

Por Andreza Matais
O PMDB fechou acordo para lançar o nome de José Sarney (PMDB-AP) à reeleição na presidência do Senado. Maior bancada da Casa, o partido antecipou a discussão para evitar que o PT ou o ex-governador Aécio Neves (PSDB-MG) se viabilizem para disputar a vaga. Desde 2001, com Jader Barbalho, o Senado tem em seu comando um congressista do PMDB. O acordo para manter o peemedebista no cargo inclui deixar Renan Calheiros (PMDB-AL) na liderança do partido.
    Renan avalia que, como líder, consegue ter melhor interlocução com o governo de Dilma Rousseff (PT) do que como presidente do Senado, que tem papel institucional. Pesou também o fato de o cargo ser “vidraça”, o que poderia reacender as denúncias que o levaram a renunciar ao comando da Casa, em 2007. Senadores peemedebistas avaliam que Sarney já foi suficientemente sangrado durante a crise do Senado em 2009 e, por isso, sua reeleição não deve causar desgastes para Dilma.
    Oficialmente, Sarney promete manter o discurso de que não será candidato por estar com a saúde frágil, mas negocia em silêncio a permanência no cargo. Ele foi protagonista dos escândalos dos atos secretos no Senado, que resultaram em dez processos internos por quebra de decoro. Todos foram arquivados. Nesse cenário, o senador Valdir Raupp (RO), que reivindica a liderança do PMDB, ficaria com a presidência do partido.
    A hipótese de Michel Temer (SP) renunciar ao cargo foi descartada. O senador considera “interessante” a recondução de Sarney. “Até mesmo o Aécio concordaria.” Cotado para entrar na disputa pela presidência, o senador Romero Jucá (PMDB-RR) também já obteve sinais de que permanece na liderança do governo no Senado.
COMENTO
    Tenho dito aqui repetidas vezes que, o PMDB é uma legenda suja de aluguel e não faz outra coisa a não ser cometer crimes e precionar o governo por cargos públicos, principalmente os de primeiro escalão. Será que um dia vamos conseguir eliminar esses 'cangaceiros da política' do nosso país? FFAA, precisamos sair da inércia.
    Sempre exacerbadamente ávidos por cargos, o abominável PMDB, indicando o vice-presidente Michel Temer, se sentiu vencedor com a vitória de Dilma Rousseff. Mas foi exatamente o contrário. Perdeu 10 deputados federais, perdeu 3 governadores, perdeu o prefeito de Porto Alegre. Ganhou 2 senadores - suplentes dos governadores eleitos do DEM.
Da Folha de S. Paulo

Petista cogita desalojar o PMDB de Minas e Energia

    A presidente eleita Dilma Rousseff quer aumentar o seu poder no setor elétrico -que ela julga ser estreitamente ligado à sua imagem.
    Segundo a Folha apurou, a petista estaria até disposta a desalojar o PMDB da pasta, colocando o petista Maurício Tolmasquim, seu braço direito no setor elétrico e presidente da EPE (Empresa de Pesquisa Energética), como o ministro de Minas e Energia.
    Também cotada para a Casa Civil, Maria das Graças Foster é outra opção de Dilma para o ministério.
     O PMDB, que dá como certa a nomeação de Edison Lobão (PMDB-MA) para a pasta, teria de se contentar com cargos de segundo e terceiro escalão nas estatais do setor (Eletrobras, Furnas, Eletronorte e Chesf), hoje com o PT.
    Em contrapartida, cinco diretorias importantes das estatais poderiam passar para a cota do PMDB, com exceção da de Engenharia da Eletrobras, que seria mantida com o petista Valter Cardeal.
    A Folha apurou que a presidente eleita tem ciência das dificuldades de emplacar um petista em um ministério tradicionalmente comandado pelo PMDB, e do desgaste político que isso pode provocar.
    Mas ela confidenciou a assessores que gostaria de pessoas de sua mais absoluta confiança para ter mais controle sobre temas polêmicos que terão que ser definidos no início do mandato.
    São decisões que envolvem interesses de quase todas as empresas do setor elétrico e que implicarão reflexos nas tarifas de energia.
    Dentre eles o encerramento, em 2012, dos contratos entre 18 geradoras e 35 distribuidoras elétricas, que atuam em praticamente todo o território nacional.
    Esses contratos foram feitos em leilão em 2005, a preços muito baixos-na faixa de R$ 57 o megawatt-hora (MWh). O valor é menor que os fixados para o próximo leilão de hidrelétricas, marcado para 17 de dezembro, com o MWh entre R$ 87 e R$ 131.
    O resultado do leilão terá impacto relevante sobre as tarifas de energia do país.
    O fim das concessões de empresas como Eletrobras, Cesp e Cemig - que vencem em 2015 - e reajustes tarifários em 2011 também são temas sobre os quais Dilma que ter mais controle.
Da Folha de S. Paulo

IV Feira do Livro: Gutemberg Araújo realiza tarde de autógrafos na Casa do Escritor

O médico e secretário de saúde do município Gutemberg Araújo
    O secretário municipal de Saúde e especialista em cirurgia bariátrica, médico Gutemberg Fernandes de Araújo, vai lançar neste sábado, dia 13, o livro “Cirurgia da Obesidade: o que você precisa saber”. A tarde de autógrafos acontece às 16h, na Casa do Escritor, espaço montado na Feira do Livro (Praça Maria Aragão) para o lançamento de grandes títulos.
    O evento vai contar com a presença do renomado médico Pedro Luiz Bertevello, da equipe da Pro Gastro Clínica e Cirurgia, de São Paulo, que também assina a obra. O livro recebe, ainda, a colaboração da equipe do Serviço de Cirurgia Bariátrica do Hospital Universitário da Ufma (HUUFMA), os médicos Francisca Luzia Macieira de Araújo, Luis Alfredo Neto Guterres Jr. e Manoel Francisco da Silva Santos.
    De linguagem fácil, o livro é destinado à pacientes, candidatos a cirurgia, portadores de obesidade, estudantes e professores. A leitura trata da obesidade – uma das principais doenças do século XXI, transcorrendo, ainda, pelos fatores causais da doença e fatores de risco, abrindo um parêntese para falar aos pacientes – independente se têm ou não indicação de obesidade mórbida.
    “É uma leitura bem informativa, indicada para leigos e todos que se interessam pela problemática da obesidade”, ressalta o autor, um dos precursores da implantação da cirurgia bariátrica no Maranhão, que aconteceu pela primeira vez em 2001, no HUUFMA.
    Desde essa época, o médico Gutemberg Fernandes de Araújo – empossado recentemente como imortal da Academia de Medicina do Maranhão (AMMA) – vem aperfeiçoando sua técnica e trabalhando a questão da obesidade. “Esta é uma doença que atinge a todas as classes sociais. Em todo o mundo são mais de 1 bilhão e 300 mil pessoas que sofrem as conseqüência da obesidade”, destaca o médico.
    No Brasil, cerca de 40% da população sofre com excesso de peso. “Se considerarmos que o Brasil possui mais de 180 milhões de habitantes atualmente, estamos tratando de um universo de 72 milhões de pessoas”, aponta Araújo, sinalizando que um dos maiores causadores da obesidade é a transição alimentar, como os alimentos tipo fast food.
    O livro “Cirurgia da Obesidade: o que você precisa saber” é o segundo título lançado por Gutemberg Araújo – que também assina “Bases da Metodologia Científica”, dividindo a autoria com Saul Goldenberg, Francisca Luzia Macieira de Araújo, Alcione Miranda dos Santos e Gladstone Fernandes de Araújo.
Sobre os autores
Gutemberg Fernandes de Araújo é médico cirurgião, natural de Coroatá (MA). Graduou-se em Medicina e fez Residência Médica na Universidade Federal do Maranhão. A seguir, fez Mestrado na Universidade Federal Fluminense e Doutorado na Universidade Federal de São Paulo. É professor da Ufma, tendo freqüentado os serviços cirúrgicos de referência no Brasil e no exterior, como o dos professores Jacques Perissat, em Bordeaux – França e Enrique Moreno Gonzalezez, em Madrid - Espanha. Tem artigos publicados em jornais, revistas científicas, capítulos e livros publicados. Orientou ao longo do tempo inúmeros trabalhos de conclusão de curso, Mestrado e Doutorado. Tem uma especial atenção pela obesidade, doença que cresce em proporção geométrica, atingindo a todos sem distinção. Recentemente, ingressou como o mais novo imortal da Academia de Medicina do Maranhão (AMMA).
Pedro Luiz Bertevello é graduado em Medicina pela Universidade de São Paulo, Mestre em cirurgia do aparelho digestivos pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Doutor pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica e membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Digestiva.
Francisca Luzia Soares Macieira de Araújo é professora Mestre do Departamento de Medicina III da UFMA, especialista em Terapia Intensiva e em Clínica Médica, é clínica do Serviço de Cirurgia Bariátrica do HUUFMA, clínica da UCG e autora do livro “Bases da Metodologia Científica”.
Luis Alfredo Soares Neto Guterres Jr. é membro associado da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica, do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, do Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Vídeolaparoscópica. É cirurgião do Serviço de Cirurgia Bariátrica do Hospital Universitário da Ufma.
Manuel Francisco da Silva Santos é professor Msc. de Cirurgia da Ufma, membro associado da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica, do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, do Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Vídeolaparoscópica. É cirurgião do Serviço de Cirurgia Bariátrica do HUUFMA.
Da Secom

Tecnologia e novas descobertas no stande da Vale na Feira do Livro

Computadores, carros, celulares e eletrodomésticos. Estes itens, que fazem parte da vida de milhares de pessoas pelo mundo, têm pelo menos uma característica em comum: todos foram fabricados a partir da mesma matéria-prima, o minério de ferro. Para compartilhar conhecimentos como esse, a Vale disponibiliza durante a IV Feira do Livro um estande com o tema "Descobridores", como forma de estimular a curiosidade e o espírito descobridor dos visitantes. O local estará disponível para visitação na praça Maria Aragão onde acontece a feira.
    O visitante terá acesso a três ambientes no estande: institucional, ambiental e social. No espaço institucional serão realizados jogos interativos como o Dominério, em que é possível saber que tipo de minério é utilizado para produzir bens utilitários como o carro, o celular, e muitos outros. Outro grande atrativo do espaço é o iPAD, tecnologia que o público poderá utilizar para ter acesso aos livros que estão disponíveis na rede mundial de computadores.
    "A tecnologia pode ser uma grande aliada no processo de ensino e aprendizagem. No estande da Vale, além do iPAD, os visitantes poderão ter acesso à leitura por meio de novas ferramentas que surgem a cada dia para promover a difusão de conhecimentos com maior facilidade e agilidade", destaca a gerente de Comunicação da Vale, Giselle Colins.
    No espaço dedicado ao meio ambiente, o visitante poderá fazer um passeio virtual de 360° no Parque Botânico, por meio de uma tela que mostrará, entre outras coisas, as trilhas ecológicas existentes no espaço que já recebeu mais de 200 mil visitantes desde a sua inauguração, em junho de 2008. As ações sociais da empresa, por meio do projeto Escola que Vale, da Fundação Vale, serão o foco do ambiente denominado Casa do Professor, projeto social voltado para a descoberta de jovens leitores e que promoverá, ao longo do evento, oficinas e rodas de leitura. O espaço dedicado aos investimentos da Vale em meio ambiente poderá ser visitado no domingo, 14,  e da Casa do Professor na próxima terça-feira, 16.
Da Assessoria da Vale

IV Feira do LIvro - Programação deste sábado

AUDITÓRIO MARIA ARAGÃO (100 LUGARES)
18hsA importância da família para a inclusão da pessoa com deficiência - Liane Rabelo de Souza
20hs O livro digital: perspectivas e realidade. - Sofiane Labidi

AUDITÓRIO JOSÉ LOUZEIRO (200 LUGARES)
19hsLeitura e escrita em blogs: diário de um escritor - Marcus Saldanha Barbalho Júnior
21hs – Celso Antunes (SP)

CAFÉ LITERÁRIO (40 LUGARES)
18h30min – Ceres Costa Fernandes e Lourival Serejo - Humberto de Campos e a crônica literária
20hs – Aldo Leite - "Reynaldo Faray"

CASA DO ESCRITOR
15h - Maria do Socorro de Araújo - Fome de pão e de beleza: Pobreza, filantropia e direitos sociais
16h - Gutemberg Fernandes de Araújo - Cirurgia da obesidade
17h - Gilmar Pereira dos Santos - O menino que sonhava
18h - Eva Maria Nunes - Cartel - 35 munutos de cirurgia
19h - José Luis Alves Pestana - Meu ancião professor
20h - Francisco Gonçalves da Conceição - O dissídio das vozes: a política dos jornais segundo os manuais de redação, Folha, Redação, Estado e Globo
21h - Evaldo Lopes - Meu canto maior

Casamento tem maior taxa de sucesso no Maranhão que no restante do país

    O Maranhão é o estado onde o casamento tem a  maior taxa de sucesso do país, segundo a pesquisa Estatísticas do Registro Civil do IBGE realizada em 2009. Pelo levantamento que mede a taxa de insucesso -  resultado da relação entre número de dissoluções e casamentos realizados, no estado as chances de dar errado são as mais baixas entre as 27 unidades da federação.    
    Por outro lado o Mato Grosso do Sul é o estado onde há maior chance do casamento dar errado. A taxa maranhense está próxima dos estados da região Norte, com excessão de Rondônia e Roraima, onde as taxas se comparam aos estados do sul: Rio Grande do Sul e Santa Catarina. O estado de Sergipe se destaca no Nordeste.
    No Maranhão a cada 100 casamentos apenas 7 são desfeitos.  Em Mato Grosso do Sul o mesmo número de casamentos resulta em 38 separações.
Com informações da FSP

Manchetes dos jornais

AQUI-MA - Bala na cabeça
JORNAL PEQUENO - Governadora demite Secretário da Educação, Anselmo Raposo
O ESTADO DO MARANHÃO - BR -226 é liberada por índios guajajaras
O IMPARCIAL - Rebelião em Pedrinhas: Quem são os três cabeças do motim?