15 de mar de 2010

A conversa real que Flávio Dino teve com Vilmar Lacerda

     A conversa entre o deputado federal Flavio Dino (PC do B) e Vilmar Lacerda, membro da direção nacional do PT, parece não ter nada a ver com o que foi noticiado por alguns blogs. As especulações sobre uma possível aliança de Dino com governadora Roseana Sarney (PMDB), recebendo uma eventual candidatura para uma segunda vaga de senador em troca da retirada de sua legítima pré-candidatura ao governo do Estado com apoio do PT, PSB e PC do B, não apresentam nenhuma razoabilidade.

     Na reunião dos petistas ocorrida no últiimo sábado, no auditório do Grand São Luis Hotel, ficou decidido, entre outros itens, a abertura de conversação com as direções nacionais dos três partidos que integram a base de apoio a Flavio Dino, inclusive com a ministra Dilma e o próprio presidente Lula. A idéia seria explicar os verdadeiros motivos de não aceitar a coligação PT / PMDB no Maranhão e garantir um segundo palanque para Dilma no Estado. Parece que Dino não perdeu tempo e tratou logo de começar a conversa com o representante do PT nacional que se encontrava no Maranhão.

     Veja o comentário que o próprio Flavio Dino fez em seu blog sobre o encontro do PT e sua conversa com Vilmar.

O debate com o PT

     Muito bom o evento promovido por lideranças petistas no sábado, em São Luís, em apoio à minha pré-candidatura a governador. Cerca de 300 dirigentes do PT presentes, muita animação e convergência nos discursos.

     A direção nacional do PCdoB foi representada por nossa vice-presidente, Luciana Santos, ex-prefeita de Olinda e atual secretária de Ciência e Tecnologia do Governo de Pernambuco, a qual fez um discurso firme e claro em favor de uma aliança de esquerda no Maranhão.

     Na reunião, reiterei o meu propósito de disputar o Governo do Estado, com apoio do PT, do PSB, e outros partidos, empunhando a bandeira da mudança e da renovação.

     Também disse o mesmo ao amigo e companheiro Vilmar Lacerda, membro da direção nacional do PT. Aliás, botafoguense como eu. Por aproximadamente duas horas, analisamos a conjuntura estadual e apresentei a ele os argumentos que sustentam a manutenção do campo histórico PT-PCdoB no Maranhão.

     Nós do PCdoB respeitamos a autonomia do PT. Não fazemos pressões ilegítimas. Limitamo-nos ao diálogo respeitoso e institucional com todas as correntes e tendências do PT. Nós podemos fazer isso, pois temos relações políticas e pessoais sólidas, construídas em décadas de convivência e lutas sociais.

     Finalmente, reitero o que disse no sábado. Estou totalmente à disposição para debater no Encontro do PT com os demais pré-candidatos a governador, como a lei eleitoral autoriza.

Fórum colhe assinaturas para reverter aumento de passagens

     O Fórum Permanente de Lutas Populares iniciou nesta segunda-feira a coleta de assinaturas para calçar a ação popular que pretende revogar o aumento no preço das passagens do transporte coletivo de São Luís. O aumento que vigora desde o Sábado de carnaval,11 de fevereiro, foi de cerca de 23%. Além da Praça Deodor, o fórum recolhe assinaturas em ao menos 42 bairros de São Luís.

     Orientados pela promotora Litia Cavalcante, titular da 2ª Promotoria de Justiça do Consumidor, o colhimento de assinaturas para o abaixo-assinatura está sendo feito mediante a informação do cadastro do título de eleitor na Justiça Federal. O procedimento gerou uma barreira diante do objetivo de recolher 35 mil assinaturas e concomitante uma desconfiança da população.

     Involuntariamente o Fórum, caso atinge o número mínimo para embasar a ação, estará de posse de um cadastro poderoso em plano ano eleitoral.

     O fórum reúne lideranças comunitárias, culturais, estudantis, sindicais e outros ativistas. Os exemplos recentes de cooptação de lideranças resgatadas nessas categorias pelos plantonistas do poder público são inúmeros. O maior deles vem do movimento estudantil. Desnecessário citar nomes para corroborar os rumos os rebeldes dignos tomam, à revelia dos liderados e em favor deles próprios. Revelam-se lideranças de aluguel num piscar de olhos, sem rubor algum. Muitos até levantam a voz como se estivessem permanentemente em uma passeata, mas o cálculo do benefício não tem trave ou entrave.

     O fórum reivindica além da revogação do aumento histórico das passagens; passe livre estudantil, licitação pública para dar cabo ao monopólio imperioso como ocorre na região do Itaqui-Bacanga; e por fim a criação de um órgão fiscalizador do sistema de transporte com participação popular.

     Se ação bater nas barras da Justiça, dificilmente o fórum logrará êxito em sua tarefa existencial. Afinal, antes do aumento a justiça havia concedido a majoração para os empresários com base em planilhas fugidias. Os de bom propósitos acham que mesmo se não lograrem êxito marcarão posicionamento diante da política de transporte perversa que perdura em São Luís.

     Interessante é a comparação que o fórum faz do índice de aumento com outros gastos. Segundo esses cálculos com o aumento dar para comprar

Veja quanto você vai perder com o aumento das passagens:

Pães 142 pãezinhos/mês
Feijão 11.2kg/mês
Açúcar 17,6kg/mês
Café 17,6kg/mês
Carne 3,5kg/mês
Arroz 17,6kg/mês

     Os valores foram calculados com base nos gastos de uma família de três usuários (um trabalhador e dois estudantes) do transporte coletivo em São Luís, de segunda a sexta-feira.

     Veja quanto você vai gastar a Mais em um ano, com o aumento das passagens R$ 442,40

E o que você poderia comprar com esse dinheiro:

Produtor                                      Valor

Uma televisão 21”                       R$ 389,00 
Um guarda roupas                      R$ 415,00
Uma cama de casal                    R$ 380,00
Um armário de cozinha              R$ 420,00
Um microondas                           R$ 299,0

Orkut e e-mail do Fórum Permanente de Lutas Populares: fplsaoluis@gmail.com-orkut







Calvet quer ver de perto as 131 escolas construídas por César Pires

Em sua curta, conturbada e, pelo visto, infrutífera passagem pela Assembleia Legislativa o suplente de deputado Reinaldo Calvet (PMDB),agora no exercício do mandato, quer ir à forra contra o secretário de Estado da Educação, o deputado estadual licenciado César Pires (DEM). 

     Sem qualquer experiência no exercício parlamentar, Calvet assumiu na AL e de pronto apresentou o Requerimento Nº 042/2010, que com a regimental aprovação do plenário, autorizaria a constituição de uma comissão especial, composta por sete deputados, para no prazo de 180 dias visitar todos 217 municípios do Maranhão, verificando “in loco” as condições de funcionamento da rede estadual e municipal de ensino. Por falta de quorum regimental a discussão e votação do requerimento ainda não aconteceu.

      O deputado Calvet quer ver de perto as 131 escolas que o governo do Estado diz ter construído em dez meses de mandato de Roseana Sarney. A façanha não convence nem mesmo aos aliados históricos como Calvet.  São perto de duas escolas construídas a cada três dias.

     Ex-prefeito do município de Bacabeira, o suplente de deputado estadual assumiu o mandato em 22 de fevereiro, com a licença médica do deputado Hélio Soares (PP) por um período de 121 dias.

     A posse de Calvet na Assembleia foi garantida pela desembargadora Nelma Sarney que derrubou decisão da Câmara de Bacabeira que havia cassado os direitos políticos do ex-gestor municipal. Ele foi o primeiro prefeito do município, por dois mandatos consecutivos, no período de 1996 a 2004.

     Como deputado, Calvet jurou que enquanto permanecer na Assembleia Legislativa honrará seu mandato, trabalhando juntamente com seus colegas parlamentares pelo desenvolvimento do Estado.  Daí a comissão ser formada por quase um quarto do Bloco Parlamentar Democrático, de sustentação do governo no legislativo.

     Não se passou uma semana de sua posse e Calvet pontificou no noticiário controverso. Desta vez um suposto pedido de prisão preventiva apresentado pelo Ministério Público Estadual teria mobilizado o delegado David Félix. Já como deputado Calvet esteve homiziado.  A prisão seria uma medida coercitiva motivada pela ausência do deputado em audiência para responder processo. Ele nega tudo. Acusa o secretário e deputado licenciado César Pires de autor intelectual do boato. Daí o troco estapafúrdio do deputado Reinaldo Calvet, como Pires da base de apoio da governadora Roseana no legislativo.

Manchetes dos jornais

AQUI-MA— Morto com mais de 100 facadas
JORNAL PEQUENO – Empreiteiras são suspeitas de montar cartel no país
O ESTADO DO MARANHÃO – Pré-sal vai aumentar receita dos municípios
O IMPARCIAL – Igrejas fecham as portas com medo de assaltos