18 de ago de 2010

Roseana ameaça demitir operários do PAC Rio Anil que participariam de encontro com Jackson Lago

     A governadora e candidata a reeleição Roseana Sarney (PMDB) encarregou o secretário de Estado das Cidades, Filuca Mendes, de desarticular uma reunião de lideranças comunitárias do Bairro da Liberdade com o candidato da coligação "O Povo é Maior", Jackson Lago (PDT). Para isso, autorizou a utilização de métodos terroristas.
     O encontro foi organizado pela distrital do PDT do bairro que convocou moradores e operários contratados por empreiteiras do PAC Rio Anil a participar de bate-papo com Jackson Lago, na noite desta quarta-feira,18. O ex-governador do estado deu iniciou ao projeto Rio Anil, incorporado ao Programa de Aceleração do Crescimento, PAC, do governo Lula.
     O projeto, concebido na Secretaria da Igualdade Racial na gestão Jackson Lago, patina desde que a governadora Roseana Sarney assumiu o governo por determinação do TSE. Na tentativa de desviar a autoria do projeto, a governadora trouxe o presidente Lula e a presidenciável Dilma Rousseff. Boa parte das etapas já concluída no projeto foi feita por Jackson Lago com recursos do Estado.
     Ao tomar conhecimento do evento político com o adversário, agentes do secretário entraram em ação. Fizeram espalhar entre os trabalhadores contratados pelas empreiteiras do PAC Rio Anil que, caso participassem da reunião com Jackson Lago, teria seus salários semanais suspensos.
     A ameaça terrorista de Roseana Sarney aos trabalhadores, quase todos moradores do Bairro da Liberdade, considerado o maior aglomerado urbano de descendência quilombola no país, foi relatada a Jackson Lago pelo presidente do Conselho Comunitário do Bairro, Rafael França. Mesmo assim mais de duzentas pessoas participaram da reunião com o candidato.

Manchete do Jornal Extra

"Jegue do som" - Candidata troca gasolina por milho e capim

A candidata a deputada estadual Zetinha Sampaio (PDT), irmã do ex-deputado e ex-prefeito de Açailândia, Deusdedith Sampaio, tem agora um novo propagandinista. Diferente dois outros candidatos, em sua campanha ela utiliza um "jegue do som" para chamar a atenção para sua candidatura. Trocou a gasolina pelo milho e o capim.
Da coluna Bastidores dos Municípios - Isaías Rocha

Suspeita de lavagem de dinheiro por Roseana Sarney continua dando ibope no site do Estadão

+ comentadas
01 Ibope: Dilma abre 11 pontos sobre Serra e ...
02 Cresce chance de Dilma vencer no 1º turno, ...
03 Israel rejeitará garantias dadas aos ...
04 Vox Populi: Dilma abre 16 pontos de vantagem ...
05 Em vídeo, Lula pede 'sacrifício' por Dilma
06 Roseana só regularizou acordo pouco antes da ...
07 Os grandes arrepios
08 Procurador pede investigação sobre Roseana ...
09 Roseana lavou dinheiro, indicam papéis
10 Pressão por Sakineh busca afastar Irã de ...

Sem Dilma e Serra, MTV cancela debate entre presidenciáveis

     A MTV Brasil decidiu cancelar o debate entre presidenciáveis que estava marcado para o dia 24/08. O motivo foi a não confirmação de dois deles: Dilma Rousseff, do PT, e José Serra, do PSDB. Como o quórum mínimo era de três candidatos, o encontro foi cancelado.
     O debate da MTV seria o único em que os candidatos responderiam às perguntas do eleitor, principalmente o jovem entre 16 e 34 anos, faixa etária da audiência do canal.
     Mais de mil perguntas foram enviadas pelos telespectadores. Delas, 50 foram escolhidas para o debate. Como o cancelamento, a emissora informa que está estudando uma maneira de aproveitar as perguntas.

Mineradoras prejudicam lavradores e destroem meio-ambiente em Rosário e municípios vizinhos

     A pressa na "regularização" da exploração de pedra brita em Rosário e municípios adjacentes é para atender a demanda da terraplanagem da área da Refinaria Premium da Petrobras. A extração da brita está diretamente associada a de areia. Para redução de custos, o alvo são as comunidades mais próximas do empreendimento. Várias mineradoras existentes na região aumentam a sua produção, mas estão longe de atender a demanda. A ordem é expandir a qualquer custo. Comunidade próximas às mineradores reclamam do tormento provocado pelas explosões com lançamento de pedras a quilômetros e rachaduras nas casas.
     Todas as comunidades da região do Munim estão recebendo visitas para levantamento de possíveis jazidas. Em algumas comunidades com posse de suas terras (como é o caso de São João dos Costas, em Presidente Juscelino), os "filantropos" empreiteiros levaram a documentação da terra a pretexto de regularização das mesmas para as comunidades. Lá acabaram com o rio Sumaúma por 12 mil reais. Nesta comunidade, assim como em outras, as mineradoras chegam empregando trabalhadores/as rurais com carteira assinada para destruírem seus próprios recursos naturais.
     Ao contrário de ofensivas anteriores este "método" tem virado praxe entre os "algozes do meio ambiente" (como se fosse uma cartilha difundida entre eles): dá um ar de "regularidade" e tem efeito devastador na "adesão cega" destas populações diante do imediatismo de ter alguma renda monetária extra, fora da atividade de lavrador.
     Segundo os Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadores Rurais, com a carteira assinada eles perdem o direito à aposentadoria como trabalhadores rurais. A maioria desconhece a lei. Os alertados não ligam pra isso.
     Até em assentamentos federais, como o do PAE São João do Rosário: o superintendente do INCRA, Benedito Terceiro, em ato inédito (acreditamos que até em nível nacional) liberou a área de reserva legal do assentamento para a Secretaria Estadual de Indústria e Comércio- SINC, para a exploração de área de pedreira durante vinte anos.
     Apesar do "caráter irrevogável" que consta na referida liberação, a pesada reação (que contou até com a Prefeitura e Câmara de vereadores de Rosário) fez com que o Benedito Terceiro voltasse atrás. O superintende está sendo acionado na justiça por ato que extrapola as suas atribuições.
     Em alguns assentamentos estaduais, o "jugo" do Estado sobre as áreas deverá "naturalizar" e simplificar este procedimento. No PAE Novo Tempo, em Santa Rita, a extração de areia é dada como certa e causa grande empolgação entre os moradores.
     A Associação Agroecológica Tijupá, o Fórum Carajás e os STTR`s de Santa Rita e Rosário estiveram nas comunidades Itaipu (Rosário) e Morada Nova/Santa Filomena (Santa Rita), ambas comunidades ribeirinhas do Itapecuru. No local teve dimensão do nível de desinformação da população a respeito dos impactos que o empreendimento da refinaria vai trazer. Muitos não acreditam quando são informados sobre os desetos que  dutos gigantescos vão joga no Itapecuru.
Com informações da Associação Agroecológica Tijupá/Fórum Carajás

Maranhense contracena com Serra na estreia da propaganda eleitoral

     A maranhense Maria de Lourdes contracenou com o candidato à Presidência da República, José Serra (PDSB), na estreia da propaganda eleitoral de televisão desta terça-feira. Ela foi uma das pacientes do mutirão da catarata, iniciativa adotada por Serra quando era ministro da Saúde.
     Maria de Lourdes é moradora do bairro do Turu. A gravação com a senhora submetida à cirurgia de catarata foi realizada quando da passagem do tucano em São Luís, nodia 13 de julho. A saúde foi o foco  central do primeiro programa de José Serra.

Propaganda eleitoral gratuita custará quase R$ 1 bilhão

     O horário eleitoral gratuiro, que teve início na terça-feira,17, e se estenderá até 30 de setembro, custará aos cofres da União quase R$ 1 bilhão. Precisamente custará R$ 856 milhões em isenções fiscais.
     Segundo a legislação eleitoral, rádios e televisões poderão deduzir até 80% no IMposto de renda do que receberiam, caso o período do horário gratuito fosse vendido para propaganda comercial. O levantamento foi feito pela ONG Contas Abertas.

Manchetes dos jornais

AQUI - MA - Coroadinho:Puxão de orelha
ATOS & FATOS - Campanha: Falta de recursos prejudica Jackson e comitê de Roseana esnoba prefeitos
JORNAL EXTRA - Base naval da marinha no Maranhão foi só migué
O ESTADO DO MARANHÃO - Prominp oferece 634 vagas em cursos no Maranhão
O IMPARCIAL - Petrobras abre vagas para formar mão de obra
TRIBUNA DO NORDESTE - Jackson diz que a "Ilha Rebelde" não tem dono