6 de jan de 2011

Novidades na tela

Na agulha: Caetano Veloso na trilha de Almodovar em "Fale com Ela"

Réquiem para o Cine Belas Artes

Pais denunciam estado lastimável do anexo da UEB Roseno Mendes mantido pela Prefeitura de São Luís

    Pais de alunos da Unidade de Ensino Básico Roseno de Jesus Mendes, escola da rede municipal de ensino, localizada avenida Ribamar de Oliveira  da Vila Janaína, denunciam as inadequadas condições físicas do Anexo I daquela escola, rua Cosme e Damião, no mesmo bairro. O anexo funciona em um prédio alugado em dois turnos com cinco salas de aula, oferecendo ensino da 1ª à 4ª série. São cerca de 300 alunos que estudam na escola mantida pela Prefeitura de São Luis.
Os banheiros estão estado deplorável, com vasos, portas e janelas destruídas; o telhado tem goteiras; o piso está com o revestimento precário. A área reservada para o lazer é de chão batido e sem cobertura. O espaço das salas é pequeno para a quantidade de alunos, obrigando-os a ficarem amontoados uns aos outros. Os bebedouros não oferecem as mínimas condições de higiene. Localizada de frente para o poente, com telhado baixo e sem ventiladores, a escola transforma-se em um “forno” no turno vespertino. No período chuvoso, o estabelecimento é invadido pelas águas das chuvas.
     Além da insegurança e risco à integridade física dos filhos que estudam no Anexo, os pais afirmam que as crianças constantemente ficam doentes devido à poeira, calor e falta de higiene do local.  Eles pretendem recorrer à Promotoria de Educação do Ministério Público para que a Secretaria Municipal de Educação seja obrigada a transferir os estudantes para um espaço com melhores condições.

Livro de Marcelo Flecha aprovado pelo BNB de Cultura será lançado amanhã na Praia Grande


Livro de Marcelo Flecha
     O livro "Cinco Tempos em Cinco Textos", dramaturgia reunida de Marcelo Flecha, diretor da Pequena Companhia de Teatro, será lançado amanhã, 07, às 19 horas, na Oficina Escola, na Praia Grande. A obra é patrocinada pelo Banco do Nordeste e pelo Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) através do Programa BNB de Cultura – Edição 2010.
    Durante o lançamento, a Pequena Companhia de Teatro fará um retrospecto da trajetória em 2010 quando serão expostos os cenários das peças “O Acompanhamento”, “Entrelaços” e “Pai & Filho”, e os atores Jorge Choairy e Cláudio Marconcine farão leitura dramática do texto Dois da obra.
    Com a proposta de ser informal e divertido, o evento promete inovar. “A ideia é passar uma noite agradável com amigos, tentando entender o que é esse momento de publicar uma obra. Vamos nos divertir vendo Jorge e Cláudio lerem um dos textos, fazer com que os convidados participem de intervenções urbanas, toquem, bebam um vinho, comam um queijo. Nada de mesa para autógrafos ou discursos. Vamos celebrar”, adiantou Marcelo Flecha.
Patrocínio
    A Edição de 2010 contemplou 24 projetos no Maranhão, somando a concessão de R$ 548,2 mil em benefícios, dos quais R$ 15 mil foram destinados à produção de Marcelo Flecha.
    Já na edição de 2011, o BNB e o BNDES destinarão o montante de R$ 6 milhões para projetos a serem selecionados nas áreas de música (com dotação de R$ 1,25 milhão), literatura (R$ 800 mil), artes cênicas (R$ 1,1 milhão), artes visuais (R$ 800 mil), audiovisual (R$ 800 mil) e artes integradas ou não-específicas (R$ 1,25 milhão).
Da Assessoria

Azul encerra em janeiro voo direto de Teresina a São Luís

    A empresa de linhas aéreas Azul confirmou, através de sua assessoria de imprensa, o cancelamento do voo diário e sem escalas que liga a capital do Piauí, Teresina, à cidade histórica de São Luís, no Maranhão.
    Segundo a empresa, a decisão foi tomada a partir de redefinição da malha aérea da companhia que venderá normalmente passagens ligando os dois destinos até o dia 31 de janeiro. A partir de 01 de fevereiro, o trecho não será mais disponibilizado para venda.
    A justificativa da Azul para tal disposição seria o benefício dos passageiros, visto que o voo direto limitava as possibilidades de conexões para outras cidades brasileiras.
    A empresa garante ainda que as outras linhas diretas envolvendo as duas capitais (São Luis para Belo Horizonte e Teresina para Campinas) não vão sofrer nenhuma alteração.
    A Azul tem por objetivo desenvolver a conexão regional através do transporte aéreo. Entretanto, a organização não tem previsto nenhum novo empreendimento, envolvendo os dois Estados, no primeiro semestre de 2011.
Promoção
    Enquanto o trecho não é encerrado, a Azul realiza promoção de passagens aéreas oferecendo bilhetes entre Teresina e São Luís pelo preço de até R$ 49.

Chiquinho Escórcio recorre ao STF para assumir vaga de Pedro Novais na Câmara

    O peemedebista Francisco Luiz Escórcio Lima, o Chiquinho Escórcio, ingressou com um Mandado de Segurança (MS 30249) no Supremo Tribunal Federal (STF) alegando que tem “direito liquido e certo” de ocupar o cargo de deputado federal de Pedro Novais (PMDB-MA), nomeado ministro do Turismo do governo da presidente Dilma Rousseff.
    Segundo Chiquinho Escórcio, o presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia, decidiu que o cargo será preenchido de acordo com a ordem de nomes que consta da lista de suplentes da coligação partidária formada pelo PMDB nas eleições de 2006. No Maranhão, a legenda disputou o pleito coligada com o PP, PTB, PTN, PSC, PL, PFL (atual Democratas) e PV.
    Escórcio afirma que a decisão do presidente da Câmara viola o entendimento do STF de que o mandato parlamentar conquistado no sistema de eleição proporcional pertence ao partido político e, por isso, o suplente deve ser do mesmo partido político do parlamentar que renunciou ao cargo. Essa decisão foi tomada por maioria de votos, em dezembro de 2010, no julgamento do Mandado de Segurança (MS) 29988.
    Primeiro suplente do PMDB, Pedro Novaes foi diplomado deputado federal porque Albérico Filho (PMDB) deixou o cargo após ser eleito, em 2008, prefeito Barreirinhas, no Maranhão. Escórcio alega que é o segundo suplente da legenda tendo, portanto, direito de ocupar a vaga de Novaes.
    “Está mais do que provado o direito líquido e certo do impetrante (Chiquinho Escórcio) de assumir imediatamente o mandato de deputado federal, já que este tem dia e hora certa para começar e terminar, e se no apagar das luzes da atual legislativa medidas urgentes não forem tomadas por parte desse STF, no sentido de coibir o abuso de autoridade da lavra do presidente da Câmara dos Deputados, seu prejuízo será irreparável”, afirma a defesa de Chiquinho Escórcio.
Do STF

Chiquinho Escórcio quer criar Planalto Central

Polêmica
O suplente de deputado federal Francisco Escórcio (PMDB-MA) deve assumir mandato na Câmara, a partir de fevereiro,no lugar do ministro do Turismo, Pedro Novais. Pretende trazer de volta ao Congresso o debate sobre a criação do estado do Planalto Central, incorporando as regiões do Entorno de Brasília. A iniciativa já foi levada ao Senado na década de 1990, mas não vingou.

R$ 27 milhões para seis cidades maranhenses

Edson Sardinha
    Seis municípios do Maranhão foram beneficiados com o empenho de mais de R$ 1 milhão no Ministério do Turismo na semana que antecedeu a posse do novo ministro, o maranhense Pedro Novais (PMDB). Juntas, essas prefeituras tiveram a promessa de pagamento (empenho) de R$ 27,6 milhões (85%) dos R$ 32 milhões empenhados para o estado nos quatro últimos dias do ano, para a execução de obras de infraestrutura turística. Em apenas uma delas o prefeito não é aliado do PMDB no estado. Duas cidades foram contempladas com emendas destinadas pelo novo vice-governador, o ex-deputado Washington Luiz (PT).
    Como revelou ontem (5) o Congresso em Foco, o Ministério do Turismo garantiu o repasse de R$ 32 milhões para obras de infraestrutura no estado natal do novo ministro. Parte desses recursos foi remanejada de emendas parlamentares que tiveram o empenho cancelado de última hora. O cancelamento gerou desconforto entre parlamentares da base aliada, que querem discutir o assunto com o ministro das Relações Institucionais.
    No Maranhão, o maior volume foi reservado ao município de Miranda do Norte, localizado a 129 quilômetros de São Luís. A cidade de 17 mil habitantes é comandada pelo PTB, partido que integrou a coligação do PMDB em outubro. Na virada do ano, o Ministério do Turismo se comprometeu a liberar R$ 8,7 milhões para pavimentação no município. O plano de trabalho, com a especificação da obra, foi cadastrado em março pelo prefeito José Lourenço Bomfim Junior. O empenho, ou seja, a promessa de que o dinheiro será liberado, só ocorreu às 22h45 do dia 30 de dezembro. Caso o empenho não tivesse sido feito até o último minuto de 2010, o recurso não poderia mais ser liberado.
    No dia 31, já após o empenho, uma funcionária do Ministério do Turismo pediu à prefeitura que incluísse na justificativa do plano de trabalho explicação de como a obra pode estimular o turismo na região e anexasse uma declaração comprometendo-se a por um secretário da área ou profissional habilitado sobre o interesse turístico do serviço a ser executado. A explicação não constava da justificativa entregue pela prefeitura, que apenas trazia o histórico da cidade, apontada no documento como “parada obrigatória de veículos de carga e passageiros” que transitam pela BR-135, que leva à capital do estado.
Repasses divididos
    Depois de Miranda do Norte, o segundo município do Maranhão a receber maior atenção foi Barra do Corda, distante a 346 quilômetros de São Luís. Os R$ 7,8 milhões empenhados pelo Turismo nos últimos dias do ano estão divididos em quatro repasses. Comandado pelo prefeito Manoel Mariano de Sousa, o Nenzim (PV), aliado do governo estadual, o município de 91 mil habitantes também reivindica asfalto.
    Novais também teve votação inferior a 1% dos votos válidos na cidade. Mas sua relação política com o município já o havia feito destinar, no orçamento do ano passado, R$ 1 milhão por emenda parlamentar para Barra do Corda. O pedido para que o município fosse beneficiado com esse recurso foi encaminhado pelo então deputado ao ministro Luiz Barretto em 19 de maio de 2010. O empenho desse valor ocorreu em junho.
    A terceira prefeitura maranhense mais lembrada pela equipe de Novais foi a de Dom Pedro, cidade localizada a 324 quilômetros da capital. Divididos em duas parcelas iguais, os R$ 5,3 milhões devem ser destinados à urbanização do balneário no Açude Lourenção. Um espaço com quiosques restaurantes, pista para caminhada e quadra poliesportiva, descreve a justificativa do plano de trabalho da obra.
Vice-governador
    Quase metade do total, R$ 2,5 milhões, teve como origem emenda de um deputado do PT: Washington Luiz, empossado dia 1º como vice de Roseana no governo do Maranhão. Ele apresentou emenda genérica para o orçamento de 2010 no valor de R$ 5 milhões para projetos de infraestrutura no estado.
    Mas, em ofício enviado dia 18 de novembro ao ministério, o petista pediu o cancelamento do empenho anterior, ocorrido ainda no primeiro semestre, e a redistribuição dos recursos: metade para Dom Pedro e a outra metade para Passagem Franca. O pedido de Washington Luiz acabou sendo atendido na integralidade na virada do ano. Passagem Franca, município de 15 mil habitantes distante 400 quilômetros de São Luís, é administrado por José Antonio Rodrigues da Silva (PTB), o Gordinho, outro aliado do governo Roseana.
    Município de apenas 5 mil habitantes, a pequena Nova Colinas foi a quinta maior contemplada. A cidade, onde Pedro Novais alcançou 46% dos votos válidos na eleição para deputado em 2010, recebeu a promessa de repasse de R$ 1,8 milhão para fazer a urbanização da orla do Rio Macapá, com a plantação de árvores, a chegada da iluminação e a construção de passeio e ciclovia.
Amigo do ministro
    Nova Colinas tem como prefeito Raimundo Nonato Rego Ribeiro, pedetista que apoiou a reeleição de Roseana e é aliado de Novais. Ele contesta que o valor empenhado tenha sido de R$ 1,8 milhão, mas não sabe precisar a quantia pleiteada pela prefeitura para a execução da obra. “Alguém publicou errado. Se fosse esse valor, daria para fazer a obra toda. Mas a prefeitura ainda vai ter de entrar com bom dinheiro”, afirmou Raimundo ao Congresso em Foco. Há dois registros de empenho na semana passada em nome de Nova Colinas, um no valor de R$ 1,4 milhão e outro, de R$ 390 mil.
    O pedetista diz que sempre teve boa relação com Pedro Novais enquanto deputado, mas que não conversou com ele depois que o peemedebista foi indicado para o ministério. “Ele sempre foi o deputado mais votado na região, sempre nos ajudou e é muito atuante”, declarou.
    Raimundo admite que votou em Roseana, mas diz que não há qualquer relação entre o recurso, seu voto e a governadora. “Isso já é um compromisso de muito tempo.” O pedetista diz não estar preocupado com a ameaça de expulsão feita pelo diretório estadual contra os prefeitos do partido que não apoiaram Jackson Lago. “Eu não tenho problema com isso porque já fui reeleito. Não preciso de legenda, não sou candidato a nada na próxima eleição”, ressaltou.
    A única entre as localidades mais contempladas que foge do padrão adotado pelo novo ministro é Caxias. O ministério empenhou R$ 1,4 milhão para obras num parque ecológico local. A cidade histórica está entre os 32 municípios maranhenses, de um total de 217, onde Roseana foi derrotada em outubro. Lá, o vitorioso foi o deputado Flávio Dino, que recebeu o apoio do prefeito, Humberto Costa (PDT). Pedro Novais teve menos de 1% dos votos válidos na cidade de 147 mil habitantes.
    O pedetista, no entanto, não está de todo afastado da família Sarney. A mulher dele, a deputada estadual Cleide Coutinho (PSB), fez dobradinha nas últimas eleições com a deputada federal Nice Lobão (DEM-MA), casada com o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão (PMDB), um dos mais ferrenhos aliados de Sarney.
Do Congresso em Foco

Dionísio Neto será Moisés na próxima novela da Globo

    O ator maranhense Dionísio Neto vai nterpretar Moisés na próxima novela das sete da Rede Globo "Morde e Assopra", assinada por Wlacyr Carrasco.
    Em 2010 iniciou com Carrasco uma parceria de sucessos teatrais como Seios e Desamor.José Celso Martinez CorrêaGerald Thomas e Bia Lessa recebeu a família que mora no Maranhão para passar o Natal em sua casa no Rio de Janeiro.
    Dionísio Neto é propietário do bar-teatro O Inflamável (Rua Maria Borba 87 - Consolação - f 11 25338543) que abriga a sede de sua companhia teatral e recebe outros artistas.
   Para manter o porte físico de Moisés o maranhense não ultrapassa 2.500 calorias por dia.

No Alcelmo Gois

Sem memória
Do historiador Marco Antonio Villa sobre Lula ter levado Sarney a São Bernardo no dia em que deixou o governo:
— Lula, realmente, não gosta de história. Esqueceu que Sarney era presidente do PDS quando Figueiredo determinou sua prisão e destituiu a diretoria do sindicato.

No Painel da Folha de S. Paulo

Pai da criança Foi José Sarney quem sugeriu ao PMDB abraçar a bandeira do aumento do mínimo como forma de retirar do foco a disputa por cargos no governo de Dilma Rousseff, real interesse do partido. "É só falar do salário que vai virar manchete", instruiu o presidente do Senado em reunião com correligionários no apartamento de Michel Temer.

Máxima

Na República da presidenta Dilma Rousseff, a participante do BBB11 Natália diz ser a superman

Governos do Pernambuco e Maranhão criam secretarias e ampliam gastos

    Enquanto governadores recém-empossados anunciam enxugamento de despesas e corte de comissionados, os governos de Pernambuco e de Maranhão, na primeira semana de um novo mandato, criaram secretarias e ampliaram gastos.
    A Assembleia Legislativa de Pernambuco aprovou hoje projeto de lei do governo de Eduardo Campos (PSB) que reajusta em 51%, em média, os salários de quase 11 mil funcionários comissionados e gratificados, como secretários e assessores.
    A nova lei também cria 200 funções gratificadas para atender duas novas secretarias --a da Copa do Mundo de 2014 e a de Trabalho, Qualificação e Empreendedorismo.
Com o aumento, o salário dos secretários de Estado passará de R$ 7.000 para R$ 10.570. O governador pediu para que seu subsídio, de R$ 9.600, não fosse alterado.
    O governo argumentou que os salários dos beneficiados estavam congelados desde 2003.
Campos inicia o seu segundo mandato com a economia estadual crescendo em ritmo acelerado e com o apoio da maioria na Assembleia. A expectativa é de que o PIB (Produto Interno Bruto) estadual tenha crescido cerca de 10% no ano passado.
MARANHÃO
    A governadora reeleita do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), criou duas secretarias (Administração Penitenciária e Juventude) e cerca de 970 cargos comissionados. A Secretaria da Administração foi incorporada à pasta do Planejamento. Nenhum cargo foi extinto.
    A medida provisória com a reforma administrativa havia sido assinada em dezembro pela governadora, mas entrou em vigor em 1º de janeiro. A matéria terá que ser votada na Assembleia, onde Roseana tem maioria.
    Com a reforma, foram criadas 26 gerências de articulação regionais com a função de adequar e fiscalizar políticas públicas. Os gerentes terão cargos comissionados com salário de R$ 3.500.
    Segundo a assessoria de imprensa do governo, a criação das gerências não irá aumentar a despesa do Estado, pois haverá redução de gastos com diárias e viagens de servidores.
    O governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), já havia anunciado nesta semana um projeto para elevar a remuneração de cerca de 500 cargos comissionados que ganham hoje R$ 1.200.
    Em Minas, o governador Antonio Anastasia (PSDB) criou mais três secretarias e instituiu o cargo de secretário-extraordinário para a Copa de 2014.
Da Folha online

Manchetes dos jornais

ATOS & FATOS - Governo faz concurso para 1.250 vagas na PM
JORNAL A TARDE - Claudio Azevedo afirmou que assumir a Sagrima é um desafio
JORNAL PEQUENO - PMDB endurece contra o governo Dilma em jantar na casa de Roseana
O DEBATE -Confirmado concurso público para policiais
O ESTADO DO MARANHÃO - Secretário anuncia concurso para as polícias Civil e Militar
O IMPARCIAL - Prefeito compra abadá com verba da educação
TRIBUNA DO NORDESTE - SMTT inicia moralização do trânsito em SL