12 de mai de 2010

Ministério Público Federal propõe ação civil pública contra o Estado e a empresa Suzano

O Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA) propôs ação civil pública, com pedido de liminar, contra o Estado do Maranhão e a empresa Suzano Papel e Celulose S.A, em relação ao plantio de eucaliptosna região do Baixo Parnaíba.


Na ação, o MPF/MA requer a anulação de todos os atos administrativos praticados pelo Estado do Maranhão referentes às licenças prévia, de instalação e de operação, além da autorização da supressão de vegetação concedidos para o empreendimento florestal da Suzano no Baixo Parnaíba.


A empresa pretende realizar o plantio de eucalípto em uma área deaproximadamente 42 mil hectares no Baixo Parnaíba, afetando principalmente o município de Santa Quitéria, com a possibilidade de impactos à bacia do rio Parnaíba, em empreendimento que foi iniciado pela empresa Margusa.


Segundo o MPF, várias irregularidades foram verificadas no licenciamento da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e de Recursos Naturais do Estado do Maranhão (Sema); os impactos podem alcançar o rio Parnaíba, que é de domínio federal, além do estado vizinho do Piauí,considerando que nesse estado a empresa vai desenvolver atividade semelhante.


Além disso, a Sema concedeu autorização para desmatar mais de cinco mil hectares, quando teria poderes para permitir somente o corte de até mil hectares de vegetação, conduta que pode prejudicar o cerrado maranhense. E, mais, as licenças de instalação e operação da empresa foram concedidas no mesmo dia, o que é ilegal.


Assim o MPF entende que as licenças prévias, de instalação e operação da empresa, expedidas pela Sema são irregulares. Para o MPF, os estudos deveriam ser submetidos à analise do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais e Renováveis (Ibama), que tem competência para a análise.

Alcântara inicia Festa do Divino em meio a uma crise sem precedentes

Sem um cartaz sequer anunciando sua realização, os alcantarenses repetiram na tarde desta quarta-feira, com a subida do mastro da Imperatriz, mais um ritual da secular Festa do Divino Espírito Santo. A festa se estende até o Domingo de Pentecoste, 23 de maio, quando será lido o pelouro, após a missa da tarde na Igreja do Carmo, anunciando o imperador de 2011.

A cidade exibe os sinais da crise que mergulhou mais profundamente após vir à tona os desvios cometidos pela ex-prefeita de Alcântara, Heloisa Franco Leitão, sarneysta desde criancinha e uma espécie de tutora do atual prefeito Raimundo Soares, ambos do DEM. A advogada chegou a ser detida na Polícia Federal durante a operação Rapina II, em novenbro do ano passado.

Atual procuradora geral de Alcântara a ex-prefeita Heloisa Franco Leitão é ficha suja por excelência. É acusa de desviar através de fraude milhões dos recursos do Fundef. Antes da prisão, foi cotada para assumir a Secretaria de Igualdade Racial do governo Roseana.

Sem pagar fornecedores e servidores dos programas federais, a prefeitura
 paralisa a parca economia local. O turismo não decola, tanto quanto o programa da Agência Espacial Brasileira e Alcântara Cyclone Space que passa ao largo dos problemas do município, um dos mais pobres do estado e do país.


Com problemas de inadimplência herdados da administração da prefeita Leitão, o município está impedido de receber recursos de emendas federais e de convênios com a união. A verba do Ministério da Cultura que nos anos anteriores abastecia a festa esse ano ainda não chegou às casas dos festeiros. No início eram nove. Por conta da crise restaram apenas sete festeiros. 

O prefeito Raimundo Soares cede espaço para o governo do estado realizar os projetos federais em convênios diretos como  os órgãos, sem a participação da prefeitura.

Não bastassem os problemas gerados pela péssima administração municipal, a Superintendência do IPAHN inaugurou no mês passado um Telecentro, sem banheiro, causando reclamação do púbico que busca o serviço.


Divino Espírito Santo de Alcântara de 2010

Imperatriz - Maria do Carmo Santos Macedo
Mordoma-régia - Conceição de Maria Lobato Sousa
Mordomos - Fábio Serejo, Maria Luzia Silva Diniz, Paulo César Santos, Efigênio Ferreira, Doralice Araújo


Na agulha



Não, não digas nada
(João Ricardo - Fernando Pessoa)
Não: não digas nada
Supor o que dirá
A tua boca velada
É ouvi-lo já

É ouvi-lo melhor
Do que o dirias
O que és não vem à flor
Das frases e dos dias



És melhor do que tu
Não digas nada, sê
Graça no corpo nu
Que invisível se vê

Não: não digas nada
Não: não digas nada

* Música do "Secos e Molhados Vol. 2", de 1974

Museu da Emigração Maranhense (I)

O jornaleiro Lourival Alves da Silva, 54 anos, corintiano doente, é dono da Banca Maranhão, na região central da cidade de São Paulo. Lourival vai a todos os jogos do Corinthians que pode e guarda, em casa, uma coleção de artigos relacionados ao time, como camisetas e toadas.

    O envolvimento do jornaleiro como Corinthians é tanto que contagiou até o primeiro filho de Lourival, Douglas, que hoje tem 20 anos, jogou como volante das categorias de base do alvi-negro até os 16.

     Dos momentos mais emocionantes que presenciou como torcedor; Lourival lembra da invasão corintiana no Maracanã, em 1976. No dia 5 de dezembro daquele ano, cerca de 70 mil torcedores corintianos foram ao Rio de Janeiro assistir à vitória do Corinthians sobre o Fluminense nos pênaltis.

     "Fiquei hospedado no Hotel Glória, junto com as delegações dos dois times. Foi uma emoção muito grande", recorda. "Na época. eu trabalhava em uma farmácia, e o chefe, que era uma pessoa muito boa, me dispensou", conta.

     A farnácia foi o último emprego que Lourival teve antes de assumir a Banca Maranhão, na esquina das ruas Almeida Torres e Muniz de Souza, na Aclimação, região Central. O nome da banca é uma homenagem ao estado onde Lourival nasceu e cresceu.

     Em 1973, o jornaleiro deixou a família na cidade de Imperatriz e veio para São Paulo em busca de trabalho. O objetivo foi alcançado logo no primeiro dia. Por coincidência, começou a trabalhar em uma banca de jornal. Após dois anos no turno da madrugada, Lourival passou para uma loja de sapatos. A volta às bancas foi inevitável. O jornaleiro está há 28 anos no ponto.


Matéria publicada no jornal Diário de S. Paulo

UFMA inicia seleção dos filmes e vídeos do 33º Festival Guarnicê de Cinema

A Universidade Federal do Maranhão, por meio do Departamento de Assuntos Culturais da Pró-Reitoria de Extensão, iniciou nesta semana os trabalhos de seleção dos filmes e vídeos inscritos no 33º Festival Guarnicê de Cinema.

     Duzentos e cinquenta trabalhos serão avaliados por uma comissão formada por professores universitários, dentre eles, Silvano Bezerra (DeCom) e Francisco Gonçalves (DeCom). Os trabalhos da comissão de seleção estão acontecendo na Sala de Música (manhã) e na Sala Especial (tarde) do Centro de Ciências Humanas do Campus do Bacanga.

     O 33º Festival Guarnicê de Cinema vai acontecer no período de 22 a 26 de junho de 2010, no Centro de Convenções do Maranhão Governador Pedro Neiva de Santana. A entrada é gratuita. Participe. Informações: 98. 3232 3901 e 3231 2887.

Manchete do Jornal EXTRA

Candidato apoiado pelo PMDB no Amapá foi nomeado por ato secreto em 2007


O presidente do Senado, José Sarney (AP), segue no malabarismo político que o obriga a duas campanhas: a do Amapá e a do Maranhão. No Amapá, ele articula uma aliança entre PTB e PMDB, da qual deve emergir como candidato ao governo o ex-deputado Luiz Cantuária Barreto (PTB).

Que vem a ser o mesmo Lucas Barreto, nomeado por um dos mais de 600 atos secretos, para o Conselho Editorial do Senado, entre 2007 e 2008, com salário de R$ 7 mil. Nessa época, sustentado pelo Senado, fazia sua campanha a prefeito de Macapá, mas foi o terceiro colocado.

Na ocasião, ao se defender, Sarney disse não conhecer Luiz Cantuária Barreto, que constava como funcionário do Senado, nomeado por ato secreto.

Depois divulgou nota oficial explicando que o conhecia como Lucas Barreto e, por isso, negara vínculo com o nomeado.

Mas, desfeita a confusão, tudo ficou por isso mesmo. Lucas ou Luiz Cantuária, que são a mesma pessoa, foi nomeado por ato secreto e não se falou mais nisso.

Agora, ele é candidato com apoio de Sarney, numa aliança com Gilvam Borges, que tenta a reeleição ao Senado.

“Praticamente as coisas estão encaminhadas nesse sentido”, disse Gilvam numa entrevista a uma rádio local.

No Senado, Gilvam integrou a tropa de choque de Sarney quando este se viu às voltas com o Conselho de Ética em função do escândalo dos atos secretos.

Sarney tenta uma chapa forte no Amapá para impedir a eleição de João Capiberibe, ex-senador cassado sob acusação de compra de votos, cuja vaga foi ocupada por Gilvam, segundo colocado nas eleições de 2002.

No Maranhão, Sarney enfrenta a oposição do PT a uma aliança que dê a Dilma Rousseff palanque único com a candidata do PMDB, Roseana Sarney.

O PT estadual prefere o candidato do PC do B, Flávio Dino, contra a vontade do presidente Lula.

Dino, terceiro colocado nas pesquisas, já tem um acordo com o segundo, Jackson Lago (PDT), de um a aliança no segundo turno contra Roseana.

A oposição a Roseana explora, nesse momento, o indiciamento de Fernando Sarney, pela Polícia federal, sob acusação de evasão de divisas.

A PF apurou que Fernando remeteu U$ 1 milhão para a China , numa operação não declarada à Receita.

Do Blog do João Bosco Rabello

Secom da prefeitura de São Luís escolhe foto irreparável do mutirão da vacinação contra gripe

A secretaria de comunicação do município de São Luís divulgou a foto acima ilustrando a matéria "Mutirão contra gripe movimenta postos de vacinação de São Luís".

Na foto, cuidadosamente escolhida pela equipe da Secom, a enfermeira aparece segurando com a boca o invólucro da seringa utilizada no posto de vacinação do Centro de Assistência Integral ao Idoso, CAISI, no bairro do Filipinho.

Segundo o texto oficial o secretário municipal de Saúde, vereador licenciado Gutemberg Araújo (PSDB), constatou pessoalmente o andamento dos trabalhos e revelou sua satisfação. Segundo Araújo, São Luís é vice-campeã em vacinação no país e isso o enche de orgulho. Talvez por conta disso seja explicado o descuido da enfermeira e da Secom. Vale um registro para a Ouvidoria da Saúde - Alô Saúde: 0800-2808877.



No Painel da Folha de S. Paulo

Ver pra crer 1. O Tribunal de Justiça do Maranhão indicou quatro desembargadores para vaga no Superior Tribunal de Justiça aberta com a aposentadoria da ministra Denise Arruda. Um deles é o de Nelma Sarney, cunhada do presidente do Senado, José Sarney. Outros dois indicados pelo Maranhão também são ligados ao clã.

Ver pra crer 2. Amanhã, o STJ tirará, de um total de 48 nomes, a lista tríplice a ser encaminhada a Lula, que escolherá o novo ministro.

Eu não sabia. Por meio da assessoria, Sarney afirmou que a decisão de apresentar o nome ao STJ foi exclusiva de sua cunhada Nelma, e que ele não foi consultado. Disse ainda que não se envolveu nem se envolverá na questão.

Manchetes dos jornais

AQUI-MA - Justiceiros presos
JORNAL EXTRA - Dunga convoca sua legiaão estrangeira
JORNAL PEQUENO - Candidado de Sarney no Amapá é nomeado por ato secreto
O ESTADO DO MARANHÃO -Sai a seleção de Dunga para Copa 2010
O IMPARCIAL - Deputado denuncia fraude em atestados
O QUARTO PODER - Ronaldo e Ganso na lista de espera