19 de ago de 2011

Dutra quer propor a Dilma piso de R$ 1090,00 para agentes de saúde

   O estado da Paraíba recebeu, nesta sexta-feira,19 a Comissão Especial da Câmara dos Deputados que analisa o Projeto de Lei (PL) 7495/06 o qual visa fixar nacionalmente o piso dos agentes comunitário de saúde e de endemias. O relator, deputado Domingos Dutra (PT), destacou a importância de melhor o salário das categorias e a importância do governo local nesse processo.
    “Sugiro que seja estabelecida uma audiência com a Presidente Dilma Rousseff com o intuito de conscientizar a Câmara pela aprovação de dois salários mínimos, R$ 1.090,00. As audiências têm o objetivo de atrair governadores e prefeitos a serem sócios da luta”, destacou Domingos Dutra.
    O parlamentar disse ainda que “colocar recursos para melhorar o salário dos agentes não é gasto, é investimento. É mais interessante prevenir doenças a desembolsar com remédios para o tratamento. E são esses agentes que vão de casa alertar e prevenir”.
    Para concluir, Dutra enfatizou que, economicamente, esse acréscimo não deixará o Estado mais pobre, mas sim ajudará os profissionais a salvar vidas.
    Após o Seminário, o deputado maranhense seguiu para o gabinete do governador Ricardo Coutinho para discutir parcerias satisfatórias aos agentes comunitários. Até o fechamento desta matéria ainda não havia concluído o resultado da audiência.
    Além da Paraíba, o seminário da Comissão Especial já ocorreu em Goiás, Ceará e Bahia.
Da Agência Câmara

Turismo de mosca é no lixo

Nelson Motta
Se a Espanha encarasse o turismo com a mesma seriedade que o Brasil, não teria faturado 60 bilhões de dólares com visitantes em 2010. O orçamento mirrado e a irrelevância de uma pasta periférica, usada como moeda de troca política, e o desempenho pífio dos seus ministros e gestores, ajudam a explicar porque o Brasil só faturou 6 bilhões.
    A lambança no Ministério do Turismo, a patética figura do ministro octogenário que paga contas de motel com dinheiro público, a infinidade de ONGs de fachada, de "turismólogos" e "cursos de capacitação" fantasmas são o resultado da importância que o governo dá ao turismo - uma indústria limpa e sustentável, que não tira nada do País, só trás divisas, gera empregos e divulga nossa cultura.
    Com orçamento indigente, o ministério vive de emendas de deputados e senadores. No ano passado, 460 parlamentares destinaram 2,7 bilhões para o turismo, que fizeram a festa dos promotores de festas com dinheiro público. Com o clamor na imprensa e os cofres arrombados, o governo proibiu a mamata. A nova festa é o "curso de capacitação": só mudam as moscas, o lixo continua o mesmo.
    Ladroagens em ministérios são normais no Brasil, frutos podres do aparelhamento político e dos consórcios cleptopartidários. Anormal é o desperdício de um país com o nosso potencial turístico ter um ministério como o que estamos vendo nas páginas policiais.
    Em Brasília se acredita que o turismo não exige qualificações técnicas, como engenharia ou urbanismo, basta ser da turma. Lembra o não saudoso Milton Zuanazzi, que foi presidir a ANAC, com resultados desastrosos, porque tinha uma agência de viagens em Porto Alegre e era petista.
    A Espanha tem uma estrutura turística eficiente, tem história, diversão e arte, mas é no verão que mais fatura, com as suas praias e ilhas ensolaradas. Neste quesito ganhamos de goleada. A oferta de lazer e de atrações artísticas no Rio de Janeiro e em São Paulo também não fica devendo nada a Madri e Barcelona. Somos 16 vezes maiores, mas fazemos só 10% do que eles ganham com turismo. A culpa deve ser da mídia golpista que difama o País lá fora.
Da Folha de S. Paulo

Museu de Tudo: o artista plástico Péricles Rocha e João do Vale

No Painel da Folha de S. Paulo

tiroteio"
Apesar das suspeitas que envolvem a Agência Nacional de Petróleo, a faxina da corrupção não chega ao Ministério de Minas e Energia, porque ali dá choque."
DO DEPUTADO DOMINGOS DUTRA (PT-MA), referindo-se à pasta comandada pelo peemedebista Edison Lobão, aliado histórico da família Sarney.
Por Renata Lo Prete

Manchetes dos jornais

Maranhão
CORREIO DE NOTÍCIAS - Ronaldinho Gaúcho de volta à seleção brasileira
JORNAL PEQUENO - Delegados de polícia civil ameaçam entregar cargos
O DEBATE - Vereador é preso por tráfico no interior do Maranhão
O ESTADO DO MARANHÃO - Porto Grande pode ser usado para operações da refinaria
O IMPARCIAL - Nenhuma palavra sobre regalias a ex-deputados
Nacional
CORREIO BRASILIENSE:"Quero aprender com Rossi" afirma novo ministro
FOLHA DE S. PAULO:FGV é usada para fraudar licitação vencida pela PUC
ESTADO DE MINAS:Risco maior
O ESTADO DE SÃO PAULO:Preocupação com Europa e EUA volta a derrubar bolsas
O GLOBO:EUA e Europa pedem a saída de ditador sírio; Brasil diverge
VALOR:Voltam desconfiança e pessimismo
ZERO HORA:O desafio de Mendes - Agronegócio pede seguro e prazo para pagar dívidas
Regional
DIÁRIO DO PARÁ:
JORNAL DO COMMERCIO:Policiais vão trocar burocracia pela rua
MEIO-NORTE:Secretários de três gestões apoiam união
O POVO:Briga entre famílias deixa cinco mortos em um mês