25 de set de 2010

Em cartaz: Rosa Reis no Rio de Janeiro


ROSA REIS
SHOW “SARAU DE BAILADOS”
CENTRO CULTURAL CASA DO BARÃO
Rua Paschoal Magno 73, Santa Teresa-
Dia 26 de setembro, domingo, 17 horas
(ao lado do bar do mineiro)


Ficha Limpa volta à pauta do STF na próxima quarta-feira

     O Supremo Tribunal Federal decidirá na próxima quarta-feira,29 se continua a julgar a Lei da Ficha Limpa com base no recurso que fora apresentado por Joaquim Roriz (PSC). Durante essa semana, já havia ficado decidido que a decisão do caso de Roriz valeria também para todos os políticos “fichas-sujas”, ou seja, aqueles que fossem afetados pela nova lei.
     Um novo fato modificou o cenário. Roriz desistiu da ação que movia no STF. Foi substituído pela mulher. Com base nisso, os ministros decidirão na quarta se continuam ou não o julgamento a partir do que foi decidido no recurso de Roriz.
     Os ministros decidem se o atual julgamento – empatado em 5 a 5 - decide o futuro da Lei da Ficha Limpa ou se será necessário iniciar outro julgamento. Caso seja necessário reiniciar o julgamento, isso só poderá ser feito quando for apresentado outro recurso contra o Ficha Limpa, o que atrasaria ainda mais a decisão final.

Estadão publicará editoral em apoio a Serra

     A coluna de Ricardo Setti no portal da Veja informa que o jornal O Estado de S. Paulo vai declarar apoio à candidatura do presidenciável José Serra (PSDB) em editorial publicado amanhã, domingo (26), intitulado “O mal a evitar”.
     O jornal informará ainda que seu posicionamento  em favor do candidato tucano não interferirá em sua cobertura jornalística, que continuará a ser isenta. O jornal será o primeiro da grande imprensa a posicionar-se claramente a favor de um dos candidatos durante a campanha deste ano.

Maranhão: à la Hollywood

Juízes culpam Lula por demora em indicar novo ministro do STF

DE BRASÍLIA
     A responsabilidade pelo impasse criado no STF com o adiamento da decisão sobre a Lei da Ficha Limpa é do presidente Lula, na avaliação da Ajufe (Associação dos Juízes Federais do Brasil).
"É nefasto deixar a cadeira vaga, Lula tinha a obrigação de nomear alguém. São quase dois meses sem o 11º ministro", disse Gabriel Wedy, presidente da Ajufe.
     Desde agosto, após a saída de Eros Grau, a corte conta com apenas dez ministros.
O presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Ophir Cavalcante, criticou a falta de decisão dos Supremo Tribunal Federal. "A inexistência de decisão é a pior decisão. Cria-se uma insegurança jurídica para a sociedade e para o eleitor."
     O presidente da AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros), Mozart Valadares, cobrou uma rápida definição do STF. "A lei já mostra os seus efeitos", disse.
     A solução do caso foi defendida ainda plo Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, incentivador da lei, e pela CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil).
Nancy Dutra - Da Folha de S. Paulo

Candidatura de Jackson Lago não sofrerá influência direta da decisão do STF

     O candidato ao governo do Maranhão pela coligação "O Povo é Maior" (PSDB-PDT-PTC), Jackson Lago (PDT), está excluído da relação de candidaturas que sofre influência direta pela decisão do Supremo Tribunal Federal sobre a aplicabilidade da Lei da Ficha Limpa.
     Jackson Lago (PDT) teve seu registro de candidatura confirmado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão. Por seis votos e nenhum contrário, a Corte Eleitoral do estado optou pelo deferimento da candidatura de Lago em sessão plenária de 4 de agosto, negando pedido de impugnação apresentado pelo Ministério Público Eleitoral. O mesmo ministério recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral que ainda não apreciou o processo.
     Havendo o julgamento do TSE, na hipótese de Jackson Lago ter seu registro negado, a coligação poderá recorrer ao Supremo Tribunal Eleitoral.
     Por outro lado, na lista de candidaturas diretamente influenciadas pela aplicabilidade da Ficha Limpa estão os candidatos ao Senado Marcelo Miranda (PMDB-TO), e Cássio Cunha Lima (PSDB-PB). Os dois são ex-governadores foram cassados pelo TSE: Cássio em outubro de 2008; e Miranda em setembro de 2009. O primeiro por abuso de poder político, o primeiro; e abuso de poder político e econômico, o candidato ao Senado pelo Tocantins.
     No caso do STF decidir pela aplicação da Lei Complementar 135/2010 comente a partir das próximas eleições, a candidatura de Jackson Lago não sofrerá nenhum abalo, já que o processo no TSE será extinto por perda do objeto.

No Painel da Folha de S. Paulo

Salada de frutas. Frase colhida ontem no twitter. "Nesta eleição já tinha a Mulher Pera, Mulher Melancia, Mulher Melão. Agora o Roriz acaba de inventar a a Mulher Laranja".

Manchetes dos jornais

AQUI-MA - Herói: Cego prende ladrão
ATOS & FATOS - Ficha suja: Candidato ao governo renuncia e coloca a esposa na disputa
CORREIO DE NOTÍCIAS - Cursos de petróleo e gás conremplam maranhenses
JORNAL PEQUENO - Indefinição sobre Ficha Limpa pode levar eleição no MA para tribunais
O ESTADO DO MARANHÃO – Ibope:Dilma tem 50% e Serra 28%

O IMPARCIAL – Lei da Ficha Limpa sofre novo golpe

Gisele Bündchen declara voto em Marina

    
     Marina Silva conta com mais um nome de peso na sua campanha. A modelo brasileira Gisele Bündchen declarou seu voto em Marina. A página da campanha do PV à Presidência na República no YouTube já exibe um vídeo no qual a top model confirma seu apoio à candidata verde.
     No vídeo, Gisele diz que Marina “parece ter muita integridade” e elogia a atuação da candidata quando esteve à frente do Ministério do Meio Ambiente. Em seu twitter, Marina comemorou: “Fiquei muito feliz com a declaração da Gisele. Isso só aumenta a altura e a velocidade da onda verde”.