6 de mai de 2011

Na agulho: Gilberto Gil e Caetano no século XX de volta à Bahia

Leão abocanha Sarney

José Sarney, acredite, paga imposto. Ele, que entregou em dia sua declaração de Imposto de Renda este ano, teve que pagar ao Leão no IR apresentado ano passado.
Por Lauro Jardim no Radar On-line de VEJA

Eike Batista paga só metade por água no Ceará

Ceará dará desconto ao sétimo homem mais rico do mundo
    As usinas termelétricas Porto do Pecém Geração de Energia S/A e MPX Pecém II Geração de Energia S/A, de propriedade de Eike Batista, terão 50% de desconto na tarifa para aquisição de água bruta. Foi o que assegurou a Assembleia Legislativa, na manhã de ontem, ao aprovar a mensagem do Governo do Estado que autoriza a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) a conceder o incentivo.
    Alegando a “consolidação do desenvolvimento econômico com sustentabilidade no Estado”, o líder do Governo na Casa, deputado Antônio Carlos (PT), justificou que a aprovação da medida toma como base a política do Executivo estadual, que objetiva a geração de emprego para a população cearense.
    O deputado ressaltou ainda que, mesmo com o desconto, as empresas terão de pagar R$ 450 mil por mês a Cogerh para manter os serviços.
Oposição questiona
    Votos vencidos contra a proposta, os deputados Heitor Férrer (PDT) e Roberto Mesquita (PV) protestaram contra o “favorecimento” de empreendimentos do empresário Eike Batista.
    “Simplesmente porque é uma indústria, o governo quer fazer uma grande cortesia com chapéu do povo ao sétimo homem mais rico do planeta?”, questionou Heitor.
    Por sua vez, Mesquita afirmou que, com todos os incentivos realizados, o governo estaria contribuindo para que Eike se torne o “4º ou 5º homem mais rico do mundo.
    “Essas empresas, que já têm incentivos na aquisição do terreno, redução de impostos, financiamento pelo BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social) e na compra de matéria prima, merecem ser incentivadas numa proporção muito menor que a do micro-irrigador”, disse.
    Outras mensagens do Executivo foram aprovadas. Uma altera a denominação do atual Departamento de Estradas e Rodagens (DER), para Departamento Estadual de Rodovias. Foi também autorizado o remanejamento de recursos para a Procuradoria Geral do Estado (PGE) e a correção de deficiências pontuais da legislação do órgão.
De O Povo

Pedro Novais exalta potencial turístico da Bahia

Jacques Wagner e o ministro Pedro Novais(de rosa)
    O ministro do Turismo, Pedro Novais, ao participar da cerimônia de entrega da primeira etapa das obras de urbanização de Imbassaí, nesta manhã, recebeu do governador Jaques Wagner uma bolsa artesanal feita por artistas locais. Em discurso de gratidão, em entrevista coletiva logo após a cerimônia, Novais falou da atenção especial que a Bahia terá no âmbito do turismo, inclusive nos investimentos para a Copa do Mundo.
    "A Bahia se destaca não só pelo trabalhos dos seus dirigentes (políticos). Aqui temos pontos turísticos que são preferência no Brasil e no mundo”, aclamou o ministro Novais. Sobre a bolsa, Wagner parabenizou o trabalho. “Isso aqui (a bolsa) para as pessoas daqui é simples, mas quando vai parar nas vitrines de São Paulo e de shoppings do mundo todo, a coisa é diferente”, disse o governador petista.
Do Política Hoje

Flávio Dino defende pleviscito para decidir sobre criação do Maranhão do Sul

    O ex-deputado federal e presidente do PCdoB Maranhão, Flávio Dino,    através da rede social twitter, defendeu  a realização de um plebiscito no estado para decidir sobre a possível criação do Maranhão do Sul, antiga reivindicação da região tocantina, centro e sul maranhenses.
    Dino se manifestou logo após a aprovação pela Câmara dos Deputados de plebiscito para decidir sobre a redivisão do Pará. “Se vai haver plebiscito para possível redivisão do Pará, por isonomia deve haver nos outros estados também, inclusive Maranhã do Sul”, afirmou o ex-parlamentar e ex-juiz federal.
    Dino sustenta que o melhor modo de resolver bem essa questão da redivisão territorial do Brasil é ouvindo as populações interessadas. “esse (o plebiscito) é o procedimento democrático que a Constituição garante para todos. Plebiscito e debate no Congresso”.
    Durante o mandato de deputado federal, Flávio Dino várias vezes fez declarações simpáticas à redivisão do Maranhão. “Em dezenas de entrevistas concedidas aqui em Imperatriz e em outras cidades da região, bem como na Câmara Federal, Flávio Dino sempre fez questão de reconhecer a legitimidade dessa nossa reivindicação já histórica do Maranhão do Sul”, garantiu ontem o presidente do PCdoB de Imperatriz, Clayton Noleto.
Do Portal Vermelho

O avesso do avesso

Nelson Motta
    Está bombando no YouTube e provocando acessos de gargalhadas e deboches um filme de sete minutos em preto e branco com o prosaico título de "Maranhão 66". Aparentemente é um documentário sobre a posse de José Sarney no governo do Estado, feito por encomenda do eleito. Mas é assinado por Glauber Rocha.
    Com 35 anos, cabelos e bigode pretos, Sarney discursa para o povo na praça, num estilo de oratória que evoca Odorico Paraguaçu, mas sem humor, a sério, que o faz ainda mais caricato e engraçado. Sobre seu palavrório demagógico, Glauber insere imagens da realidade miserável do Maranhão, cadeias cheias de presos, doentes morrendo em hospitais imundos, mendigos maltrapilhos pelas ruas, crianças esquálidas e famintas, enquanto Sarney fala do potencial do babaçu.
    Só alguém muito ingênuo, ou mal-intencionado, poderia imaginar que Glauber Rocha fizesse um filme chapa-branca. Em 1964, com 25 anos, ele tinha se consagrado internacionalmente com "Deus e o diabo na terra do sol" e vivia um momento de grande prestígio, alta criatividade e absoluto domínio da técnica e da narrativa cinematográfica. E odiava a ditadura que Sarney apoiava. Em "Maranhão 66", a narrativa se estrutura na dialética entre as imagens da realidade dramática e a demagogia caricata do jovem político provinciano que está tirando do poder um velho coronel — para se tornar ele mesmo o novo coronel.
    O filme dentro do filme é imaginar o susto de Sarney quando o viu. Em vez de filmar uma celebração vitoriosa, Glauber usou e abusou da vaidade e do patrocínio de Sarney para fazer um devastador documentário sobre um arquetípico político brasileiro. E uma pesquisa para "Terra em transe", que filmou em seguida e hoje é considerado a sua obra-prima. Sarney foi a base para o líder populista interpretado por José Lewgoy, famoso como vilão de chanchadas.
    Glauber dizia que o artista também tem que ser um profeta; mas a sua obrigação é de profetizar, não de que as suas profecias se realizem. O discurso de Sarney e as imagens de "Maranhão 66" são os mesmos do Maranhão 2011, num filme trágico, cômico e, 46 anos depois, profético.
Da Folha de S. Paulo
ASSISTA "MARANHÃO 66"

História da imprensa do NE: Vanguarda completa 79 anos de existência



    O jornal Vanguarda, de Caruaru (PE), comemorou no domingo, 1º de maio, 79 anos de existência. Desde a década de 60 o jornal é considerado de utilidade pública  O semanário é o mais tradicional da cidade e da região.
    Todos os repórteres do jornal são formados (apenas um está cursando jornalismo) e pós-graduados.
    As edições saem aos sábados. Em formato europeu (berlinese), semelhante ao Le Monde (FR) e La Repubblica (IT), Vanguarda é acessível através da internet.
    A histórica do jornal começou quando José Carlos Florêncio, com apenas 20 anos, decidiu fundar um jornal independente. O nome foi instpirado num periódico carioca e o acerco material e anúncios foram adquiridos de "O Pororoca" um jornal irreverente e humorístico de propriedade de José Férrer. As primeiras assinaturas custaram 800 reis por mês,e anúncias, as 5 mil reis mensais.
    Em 1º de maio de 1932 circulou o primeiro número em 12 municípios do Agreste Pernambucano, entre eles Caruaru, Agrestino, Bezerras, Bonito, Garanhuns, Arcoverde e Recife. Tinha quatro páginas e uma tiragem de mil exemplares.
    Foi o coronel Leocádio Porto quem vendeu as oficinas onde era impresso o Vanguarda. José Carlos então procurou outro coronel, João Guilherme, que lhe alugou as oficinas do "Jornal de Caruaru", que não circula mais. Mais tarde José Carlos Florêncio adquiriu as máquinas do coronel Guilherme.
    Em 1940 Gilvan José da Silva chegou ao Vanguarda. Entrou como varredor, depois passou pela impresão, tipografia e se tornou proprietário após a morte de José Carlos.
    A primeira máquina linotipo de Caruaru foi comprada por Gilvan nessa época. A partir de 1977 o jornal passou a ser diário, mas durou apenas 11 meses, voltando a ser semanal. Até 15 de novembro de 1985 Gilvan foi proprietário do jornal de semanário caruaruense quando foi vendido para o grupo Lyra. Atualmente é dirigida por Mércia Teixeira Lyra.

Dia do Acordeon é comemorado pela primeira vez no Brasil

Comemorado pela primeira vez no Brasil, o Dia Mundial do Acordeon será lembrado nesta sexta-feira (6), por acordeonistas. A Confederação Internacional dos Acordeonistas (CIA) com o reconhecimento da Associação dos Acordeonistas do Brasil (AAB) instituiu o dia 06 de Maio como o "Dia Mundial do Acordeon".
    O dia foi escolhido por ter sido o dia em que o Acordeon foi patenteado no ano de 1829. O lançamento oficial foi no ano de 2009 e todos os anos a CIA promove vários eventos comemorativos juntamente com outras associações de diversos países. O objetivo de tais eventos é promover a diversidade musical deste instrumento tendo como protagonistas os melhores acordeonistas de cada região.
    O dia Mundial do acordeon é uma oportunidade única para promover a conscientização pública da sanfona, um instrumento sem fronteiras, que abrange todas as culturas e gêneros musicais.
Literatura
    No Nordeste do país o instrumento recebe vários nomes: concertina, pé de bode são alguns."Velhos Sanfoneiros", de Sulamita Vieira, volume 51 da Coleção Outras Histórias do Museu do Ceará (2006) . O livro é resultado de pesquisa realizada pela socióloga e professora da Universidade Federal do Ceará, UFC, aborda aspectos do "mundo da sonfona e dos velhos sanfoneiros", elaborado a partir de entrevistas com sonfoneiros residentes no Ceará, Paraíba e Pernambuco.
    Reúne também um conjunto de definições relativas ao instrumento e gêneros musicais considerados como integranets deste mundo. Nele são apresentadas biogradias de Ivonaldo barbosa, Môzo da Ambulância, sanfoneiro paraibano nascido em 1947; Silvério Ferreira Neto, Seu Silvério, cearense tocador de sanfona; Francisco Paes de Castro, Chico Paes, dos oito baixos.
    No Pernambuco programação oficial comemora a data.

Agenda dos professores da rede estadual do Maranhão

No claudiohumberto.com.br

PMDB DÁ NÓ NA EMBRATUR INDICANDO HÉLIO COSTA
O PMDB no Senado indicou o mineiro Hélio Costa para presidir a Embratur e complicou ainda mais a disputa pelo cargo. Parece até que foi combinado: o PMDB sabe que Dilma não deseja o ex-ministro no governo, mas o indicou porque o PCdoB queria Flávio Dino, ex-deputado que chefia oposição ao clã Sarney no Maranhão. Dino foi vetado por José Sarney. O impasse político favorece a permanência do petista Mário Moisés na presidência da Embratur, o que agrada Dilma.
DIÁLOGO DE SURDOS
A indicação de Flávio Dino ficou fragilizada pela necessidade que ele teria de lidar com Pedro Novais, ministro do Turismo aliado de Sarney.
PÕE NA COLEÇÃO
O veto a Flávio Dino na Embratur não é o primeiro. O ministro José Eduardo Cardozo (Justiça) o queria por perto, mas teve de desistir.




Manchetes dos jornais

Maranhão

JORNAL A TARDE - Usina Hidrelétrica de Estreito entra em operação comercial
JORNAL EXTRA - Governo quer reduzir tarifa de energia elétrica

JORNAL PEQUENO - 128 mil imóveis serão isento do IPTU este ano em São Luís
O ESTADO DO MARANHÃO - Entidades negam ter aprovado novos valores para IPTU
O IMPARCIAL - 128,6 mil imóveis serão isentos de IPTU na capital
Nacional
CORREIO BRASILIENSE:STF legitima direitos dos casais gays
FOLHA DE SÃO PAULO:Brasil aprova união estável gay
O ESTADO DE MINAS:Para Ouro Preto sem escalas
O ESTADO DE S. PAULO:Mercado 'corrige rota' e commodities despencam
O GLOBO:Supremo garante a casais gays todos os direitos civis
VALOR ECONÔMICO:Câmbio e custos derrubam rendimento da exportação
ZERO HORA:Supremo reconhece união estável entre casais homossexuais
Regional
DIÁRIO DO PARÁ:Plebiscito vai decidir se Pará será dividido
JORNAL DO COMMERCIO:Governo reage a onda de boatos
MEIO-NORTE:HU: Pronto, mas sem pessoal para atender
O POVO: Vovô surpreende o Mengão