3 de mai de 2010

Breve em cartaz no Teatro Arthur Azevedo

Toyota inicia recall do Corolla nesta segunda

A montadora Toyota inicia hoje o recall do Corolla no Brasil. Proprietários de automóveis fabricados a partir de abril de 2008 devem comparecer às concessionárias do País para verificar o posicionamento dos tapetes de seus veículos, que podem afetar o pedal de aceleração e comprometer o desempenho.

A decisão de convocar o recall veio depois que a venda do modelo Corolla foi suspensa no Estado de Minas Gerais, a pedido do Procon, órgão ligado ao Ministério Público do Estado. De acordo com o MP, a montadora foi omissa no caso, pois já sabia que a colocação do tapete poderia causar problemas - há um aviso sobre isso no manual do proprietário.

Depois da decisão em Minas, a empresa fechou um acordo com o Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC). Calcula-se que 100 mil veículos possam ser afetados pelo problema no País.

Nota. Em comunicado, a Toyota diz que o tapete original da marca poderá ser fixado no veículo. Como medida de prevenção, a empresa pede que os motoristas removam o tapete. A verificação deverá ser feita nas revendedoras da marca. Os clientes também podem obter informações pelo telefone 0800-7030206 ou no site da companhia.

Em uma segunda fase, a montadora afirma que colocará nos veículos avisos de segurança sobre o uso e a fixação dos tapetes. A convocação no Brasil faz parte de uma onda global de recalls da montadora que já afetou mais de 8 milhões de veículos no mundo desde o início do ano.

Na Folha de S. Paulo: No Maranhão, docente recebeu "aúxílio de retorno das férias'

Irregularidades nas contas das fundações de apoio são quase rotineiras. Na da Universidade Federal do Maranhão, professores receberam pela fundação até mesmo "auxílio de retorno das férias", segundo o ministro do TCU José Jorge. "Eu queria saber como o sujeito vai gastar o dinheiro das férias depois que retornar ao trabalho", ironizou o ministro.

Em 2007 o tribunal iniciou um procedimento para regulamentar a relação entre fundações e universidades. Criadas para facilitar a pesquisa, as fundações estavam cada vez mais sendo desvirtuadas para tornarem-se contratadoras de mão de obra para a universidade. Com isso, administradores se livraram de processos.

O tribunal acabou atropelado pelo escândalo da Finatec, a fundação da Universidade de Brasília (UnB). Em fevereiro de 2008, o MP do Distrito Federal apontou diversas irregularidades em compras da fundação, que financiaram uma reforma de R$ 500 mil no apartamento do então reitor, Timothy Mulholland. Ainda há 14 investigações sobre a Finatec no TCU.

Após o escândalo, o TCU determinou que os ministérios da Educação e Ciência e Tecnologia teriam um ano para deixar de enviar recursos diretos para as Fundações. Eles teriam que ser enviados primeiro às universidades. E deu ainda um prazo até novembro de 2009 para que fosse feito o conjunto de leis para regular o setor.

Os recursos continuam sendo enviados direto às fundações. Ainda assim, o ministro Augusto Cedraz reconhece que universidades e governo vêm tentando se adequar. (DA e AP)

Funkeiras, ex-BBBs e atletas pretendem virar deputados

DA REPORTAGEM LOCAL
DA SUCURSAL DO RIO
Animadas com o fenômeno Clodovil, celebridades ensaiam o discurso para tentar transformar a fama em votos nas eleições de outubro.

A lista de candidatos improváveis vai de ex-participantes do "Big Brother" ao pentacampeão Vampeta, passando pelos ex-bad boys Romário e Edmundo e pela funkeira Tati Quebra-Barraco.

Vencedor do primeiro "BBB", Kleber Bambam sonha em trocar os bicos como cantor e animador de festas pelo sossego de um mandato de deputado estadual.

Ele já escolheu a plataforma de campanha, pelo PTB-SP: o esporte.

Bambam promete estudar para aprender as atribuições de um político. "Vou fazer um curso e pedir dicas para o meu cunhado, que é veterinário. Ele me instrui em tudo".

Já coroada rainha dos taxistas e da bateria de uma escola de samba do Grupo de Acesso do Rio, a Mulher Melão -apelido de Renata Frisson, 22 anos e anunciados 109 cm de busto- sonha se tornar agora rainha das urnas.

Ela tentará uma cadeira na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro pelo nanico PHS. Entre seus projetos, está levar a mamografia para mulheres das comunidades.

A campanha, porém, começou fora de hora: na última quarta, fiscais do TRE-RJ apreenderam na zona norte do Rio 19 faixas com suposta propaganda irregular. Ela pode receber multa de R$ 5.000 a R$ 25 mil por faixa.

Famosa pelo hit "Dako é Bom", Tati Quebra-Barraco deve ser candidata a deputada federal.

Tati virou evangélica e se filiou ao PTC, mesmo partido que elegeu o estilista e apresentador Clodovil Hernandes (1937-2009) à Câmara dos Deputados, em 2006.

Segundo um assessor, ela ainda não quer falar sobre a candidatura. Tati continua fazendo shows e não excluiu de seu repertório nenhuma canção de duplo sentido.

Em pré-campanha para deputado federal pelo PSOL, o professor baiano Jean Wyllys, vencedor do "BBB" 5, capricha no discurso politizado. "Desde que venci o programa, o que mais tenho feito é fugir do circo da mídia de entretenimento", jura.

"Sei que a imprensa vai me botar no nicho do Romário e da Tati Quebra-Barraco, mas não sou isso. Tenho algo a dizer", afirma Wyllys.

Manchetes dos jornais

AQUI-MA – Clima quente no Coroadinho
O ESTADO DO MARANHÃO – Começa a disputa pela Procuradoria de Justiça
O IMPARCIAL - Maranhenses podem estar presos no Suriname