30 de nov de 2010

Paulo Bernardo será ministro das Comunicações

Segundo informações de Sônia Racy, que mantém um blog no site do jornal O Estado de S. Paulo, o atual ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, foi escolhido pela presidente eleita Dilma Rousseff (PT) para ser o novo ministro das Comunicações.

Lula se irrita com pergunta sobre Sarney e manda repórter "se tratar"

ESTREITO (MA) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva ficou profundamente irritado nesta terça-feira, 30, em Estreito (MA) com uma pergunta da imprensa sobre sua relação com a oligarquia Sarney no Maranhão. "Se você tiver que fazer algum protesto você vai para o Amapá, porque foi lá que o povo elegeu Sarney. E vai para São Paulo, porque o povo elegeu Tiririca. Na medida que a pessoa é eleita e toma posse, ela passa a ser uma instituição e tem que ser respeitada", afirmou, dirigindo-se ao repórter.
    A pergunta a Lula era se a visita dele ao Maranhão seria em agradecimento ao apoio do grupo Sarney nos oito anos de seu governo. "Uma pergunta preconceituosa como esta é grave, para quem está oito anos cobrindo Brasília. Demonstra que você não evoluiu nada. É uma doença. O Sarney colaborou muito para a institucionalidade. Eu não sei por que o preconceito. Você tem de se tratar. Quem sabe fazer psicanálise", disse.
     Nesse momento, a governadora Roseana Sarney interferiu. "É preconceito contra a mulher. Eu fui eleita governadora do Maranhão para tomar conta do povo." Lula emendou: "Sarney não é o meu presidente. Ele é o seu presidente do Senado ele é o presidente do Senado deste País. Eu lamento que não tenha tido evolução (da imprensa)."
Humildade. Mais cedo, o presidente havia feito um discurso atípico, no qual reconheceu que antecessores não tiveram as mesmas condições que ele ao assumir o comando do País. "Eu tenho consciência que outros presidentes da República não tiveram as mesmas condições que eu", afirmou. "O presidente Sarney pegou o Brasil em época de crise. O Fernando Henrique Cardoso, mesmo se quisesse fazer, não poderia, pois o Brasil estava atolado numa dívida com o FMI. Quando você deve, tem até medo de abrir a porta e o cobrador te pegar", afirmou Lula.
    As declarações foram feitas em um discurso de improviso durante visita ao canteiro de obras da usina hidrelétrica de Estreito, na divisa do Maranhão com Tocantins. Ainda em tom de humildade, o presidente observou que a inauguração da obra ficará mesmo para o governo de Dilma Rousseff. "É a Dilma que virá inaugurar, mas eu tinha que vir para fechar a comporta, pelo menos", declarou o presidente.
    Lula disse que precisou desmarcar três visitas à obra por causa de problemas nas áreas ambiental e social. Comunidades ribeirinhas denunciam que estão sendo prejudicadas pela construção da usina. O presidente afirmou que recentemente foi firmado um acordo entre o consórcio Estreito Energia, construtor do projeto, com o movimento de atingidos pelas barragens. Pelo acordo, a empresa se responsabilizará por garantir a realocação das famílias e criar condições para que os pescadores continuem suas atividades. "Eu não queria violência com qualquer pessoa", declarou Lula.
De O Estado de S. Paulo

Lobão na Usina Hidrelétrica de Estreito

Morre autor de famoso jingle da Varig

    O jingle "Estrela Brasileira", de Caetano Zammataro Neto, foi cantado até pela Xuxa. Fez tanto sucesso que, no início desta década, acabou retomado pela empresa.
    Caetano Zamma, como era conhecido, foi músico e compositor. Teve obra gravada pelo cantor Agostinho dos Santos e, até recentemente, trabalhou com canções publicitárias, como a que fez para a Jovem Pan para a cobertura da Copa de 2006.
    A carreira ele começou como locutor na rádio São Paulo, até que aos poucos foi migrando para a música. Muitos na família do pai, dono de uma olaria, tocavam algum instrumento ou cantavam.
    Em 1962, acompanhou o grupo de músicos brasileiros que se apresentou no histórico concerto de bossa nova no Carnegie Hall, em Nova York. Como tinha um amigo nos EUA, decidiu ficar por lá trabalhando com produção.
    No Brasil, passou pela Bandeirantes e por empresas de publicidade. Sua casa em São Paulo era um ponto de encontro e foi o local onde jurados avaliaram as músicas inscritas para o Festival da Excelsior de 1965. Ele foi produtor musical da emissora.
    No começo do mês, debilitado e em cadeira de rodas, lançou um livro sobre sua carreira. O marcador de páginas traz uma frase sua: "Música e amor nascem do nada, vêm de repente e vivem com a gente para sempre".
    Morreu na segunda (22), aos 75, de câncer de garganta. Deixa viúva, três filhos e dois netos. A missa de sétimo dia será hoje, às 19h, no colégio São Luís, em São Paulo.

5ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul - Programação de hoje

13h30
A VERDADE SOTERRADA - Miguel Vassy (Uruguai/ Brasil, 56 min, 2009, doc)
ROSITA NÃO SE DESLOCA - Alessandro Acito, Leonardo Valderrama (Colômbia/ Itália, 52 min, 2009, doc)
Classificação indicativa: 12 anos

15h30
ENSAIO DE CINEMA - Allan Ribeiro (Brasil, 15 min, 2009, fic)
108 - Renate Costa (Paraguai/ Espanha, 91 min, 2010, doc)
Classificação indicativa: 12 anos

17h30
A BATALHA DO CHILE II – O GOLPE DE ESTADO - Patricio Guzmán (Chile/ Cuba/ Venezuela/ França, 90 min, 1975, doc)
Classificação indicativa: 12 anos
19h30
ABUTRES - Pablo Trapero (Argentina/ Chile/ França/ Coréia do Sul, 107 min, 2010, fic)
Classificação indicativa: 16 anos

Local: CINE PRAIA GRANDE (Centro de Criatividade Odylo Costa, filho-Rampa do Comércio, Praia Grande)

Lula visita canteiro de obras da Usina Hidrelétrica de Estreito

    Pela primeira vez, o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, visitará o canteiro de obras da Usina Hidrelétrica Estreito (UHE Estreito), um dos maiores projetos de geração de energia elétrica em construção do país.
    A visita está marcada para esta terça-feira, 30, às 9h, no canteiro de obras, e deverá contar com a presença de autoridades dos estados do Maranhão e Tocantins, dos municípios da área de abrangência do empreendimento, além de trabalhadores da usina.
    Lula e comitiva serão recepcionados por José Renato Ponte, diretor-presidente do Consórcio Estreito Energia (Ceste), formado pelas empresas GDF Suez-Tractebel Energia, Vale, Alcoa e Camargo Corrêa. Na visita, acompanhará de perto os avanços na construção da UHE Estreito, situada na divisa dos estados do Maranhão e Tocantins, que se prepara para iniciar o enchimento do reservatório, que abrangerá 12 municípios nos dois estados.
    Paralelamente ao processo de enchimento do lago, as obras civis e de montagem da UHE Estreito chegam à reta final. Atualmente, cerca de 8 mil homens trabalham para que a primeira unidade geradora comece a funcionar no início do próximo ano. As estruturas do Vertedouro e da Barragem foram concluídas.
    Já a Casa de Força, localizada no lado maranhense, conta com 90% das obras civis finalizadas Agora, o Ceste se dedica à finalização da montagem da primeira unidade geradora para que se inicie os testes operacionais para a entrada em operação comercial da mesma no início do próximo ano.
Do Jornal Stylo

Gervásio Protásio perde eleição da AMB, disputando pela situação

    O juiz maranhense Gervásio Protásio dos Santos, presidente da Associação de Magistrados do Maranhão, foi derrotada pelo desembargador Henrique Nelson Calandra, do Tribunal de Justiça de São Paulo, na eleição da Associação dos Magistrados Brasileiros. A chapa Novos Rumos (chapa 1),de Calandra, foi eleita para compor o Conselho Executivo e Fiscal da AMB durante o triênio 2011/2013, com o total de 4.552 votos (51,73%). O resultado foi anunciado pelo presidente da comissão eleitoral da entidade, desembargador Roberval Casemiro Belinati. Votaram 8,8 mil magistrados.
    A chapa derrotada, AMBCOMVOCÊ (chapa 2), de Gervásio Protásio dos Santos, recebeu 4.135 votos (46,99%). A diferença foi de 417 votos. Brancos e nulos somaram, respectivamente, 47 e 66 votos. Essa foi a primeira vez que entidade utilizou a votação eletrônica em todo país para eleger sua diretoria.
    A apuração começou com os votos das associações filiadas, por sobrecarta ou pessoalmente. Nessa etapa, a Chapa Novos Rumos tomou a liderança com 54,89% dos votos válidos. A chapa AMBCOMVOCÊ recebeu 43,42%. Votaram por essa modalidade 6.722 magistrados em todo o país.
     Em seguida, aconteceu a apuração dos votos pela internet. A chapa Novos Rumos recebeu 862 votos. A chapa AMBCOMVOCÊ, 1.216. Votaram por meio da web 2.103 magistrados.
Tom de conciliação
    Aos 65 anos de idade, 29 deles dedicados à magistratura, Nelson Calandra é ex-presidente da Associação Paulista de Magistrados (Apamagis).
    Em entrevista à Consultor Jurídico, Calandra disse que uma de suas lutas será "promover a campanha de valorização do juiz para fortalecer a sua legitimação social em cada uma das comarcas do país e estimular ações conjuntas para união da magistratura nacional são exemplos da luta que enfrentar".
    Com discurso pela convergência de entendimentos na associação, Calandra, candidato de oposição, afirma que a entidade deverá trabalhar pelos interesses de todos os magistrados, independentemente do Judiciário a que pertençam. “Embora tenha atribuições diferentes em todo o território nacional, a Justiça é uma só”, afirmou logo após saber do resultado das eleições. “É hora de unificar discurso e ações.”
    Agora à frente de uma das principais entidades de defesa de membros do Judiciário em todo o país, Calandra lembrou também dos jurisdicionados. “Depois de tantos anos de carreira, o maior sonho é servir ao povo da melhor forma.”
    Segundo o novo presidente, cumprimentaram-no pela vitória, por telefone, os ministros Marco Aurélio e Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, o presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Viana Santos, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral paulista, Walter de Almeida Guilherme, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em São Paulo, Luiz Flávio Borges D’Urso, seu concorrente pela presidência da AMB, Gervásio Protásio, o atual presidente da entidade, Mozart Valadares Pires, além de outros magistrados de todos os estados.
Com informações do Conjur

No Panorama Político de Ilimar Franco

Primeiro o PMDB, depois os demais
A presidente eleita Dilma Rousseff, inicia a semana tratando da participação do PMDB em seu governo. Além da Saúde, definida ontem, já está certo que o senador Edison Lobão (MA) voltará para o Ministério das Minas e Energia. O partido terá ainda duas ou três pastas. O ministro nelson Jovbeim(Defesa) não entra na cota do PMDB. Depóis disso, Dilma começará a definir os espaços dos demais partidos da aliança. O PSB deve levar a Integração, e o PP pode manter Cidades.

Manchetes dos jornais

O ESTADO DO MARANHÃO - São Luís: 1 milhão de habitantes
O IMPARCIAL - 1 milhão em ação. Pra frente, São Luís
O QUARTO PODER - São Luís tem: Mais mulheres que homens

29 de nov de 2010

Império Serrano já tem samba enredo para o carnaval de 2011

    O Grêmio Recreativo Escola de Samba Império Serrano já tem o hino para o carnaval de 2011. Com o enredo ‘ Amores Picantes e Sabores Excitantes’, a escola do bairro do Monte Castelo promoveu no último sábado (27) o concurso de samba enredo em sua sede. A proposta vencedora foi dos compositores Darlan Oliveira e Lucas Neto.

Sessão de tortura em idosa em Coelho Neto é repugnante

    A polícia Civil, em parceria com a polícia militar, conseguiu prender Maria das Neves Silva, 52 anos, na Rua da Ecologia- Bairro Mutirão Coelho Neto - MA, acusada de praticar crime de tortura. As ações criminosas (torturas) eram cometidas contra a própria irmã da acusada, Maria das Dores Pereira Brito, 83 anos.

Do http://www.fmsinalverde.com.br/

Tadeu Palácio nem sabe se fica na equipe de governo de Roseana a partir de janeiro

    Não é das mais confortáveis a situação do ex-prefeito de São Luís, Tadeu Palácio, nas hostes sarneystas. Ao deixar o Palácio La Ravardière, o oftalmologista se recusou a retomar a profissão para continuar na carreira política iniciada como vereador de São Luís. Pulou a cerca do PDT, partido que o fez prefeito da cidade, e se vergou às facilidades ofertadas pelo grupo da governadora Roseana Sarney (PMDB). Dentre elas estaria a promessa de apoio a seu projeto de retornar à Prefeitura.
    Na equipe de governo da filha do senador José Sarney, a Tadeu foi reservada uma secretaria sem grande expressão política, a de Turismo. Com promessas de uma enxurrada de dinheiro, o ex-prefeito limitou-se a participações em eventos e assinaturas de protocolos que ficaram na intenção.
    Dos nomes anunciados até agora pela governadora, Palácio nem foi mencionado. No encontro entre Roseana e a equipe de jornalista do Sistema Mirante e mais o convidado Caio Hostílio, assessor do deputado estadual Ricardo Murad na Assembleia Legislativa, nas ilações sobre supostos nomes que apoiará nas eleições de 2012 para prefeito da Ilha de 400 anos, mais uma vez submergiu o nome do ex-pedetista. Em seu lugar emerge o nome de Luiz Fernando Silva, o bem avaliado prefeito da cidade balneária de São José de Ribamar.
    Em sua passagem pela prefeitura, Tadeu criou um séquito fiel. O presidente da Câmara Municipal de São Luís, o vereador Antonio Isaías Pereirinha (PSL), integra a comitiva. Canindé Barros, candidato derrotado a deputado estadual é outro. Aqui e acolá ambos aparecem como supostos candidatos, mas nos bastidores eles trabalham para dar um terceiro mandato a Tadeu Palácio. Enfrentam, no entanto, a discordância de quase totalidade do grupo sarneysta que enxergam pouca chance eleitoral do ex-prefeito diante dos adversários até então tidos como naturais.
    Dos projetos de preparação da festa de 400 anos de aniversário de fundação da cidade sobra para a secretaria de Turismo a preparação da festa. Parte das obras é civil, jogadas nas mãos de Max Barros, nome que está à frente de Tadeu na preferência de Roseana. Mas a política tem sua dinâmica. Enquanto isso, o homem que declarada fidelidade canina a Jackson Lago nem sabe se fica.

Favela escolhe quatro finalistas do concurso do samba-enredo 2011

    A Sociedade Recreativa Favela do Samba escolheu no domingo, 28, os quatro sambas que vão fazer parte da grande final na quadra da escola, no Sacavém. O samba-enredo de 2011 da escola é ‘O Boi é Festa’ idealizado pelo carnavalesco Pedro Padilha.
    Das seis propostas concorrentes foram desclassificadas as dos compositores Darlan e Lucas Neto/ e de Joelson Braga, Nestor, Ananias e Miolo. Assim sendo, ficaram para a finalíssima as propostas dos seguintes criadores: 1. Dio e Magé/ 2. Gilvan Mocidade e Zé Lopes/ 3. Carlinhos Diniz, Sílvio Rayol e Paulinho Rayol/ 4. Luzian Fo, Josias, Wesley e Jotha Júnior.
    Integraram a comissão julgadora, o jornalista Samartony Martins (O Imparcial e TV Difusora), os carnavalescos Pedro Padilha e Júlio Matos, o design Wilson Bonzó, os músicos Luís Curió, Cris Santana e Samir do Cavaco, além do médico Antônio Monteiro, o professor e jornalista Wilson Chagas e a porta-bandeira e radialista Noely Moura (Lili).
  Na  próxima quinta-feira,2, haverá ensaio geral na quadra da escola, a partir das 20 horas, com os sambas concorrentes, e será comemorado o Dia Nacional do Samba, com várias  atrações.
    A grande final será no próximo domingo,5 de dezembro, a partir das 20 horas, na quadra da escola, no Sacavém, com animação da bateria ‘Carcará’ sob o comando do mestre Júlio Diniz.
Com informações da Assessoria da Favela

Gabryella fere Código do Consumidor com propaganda da Semana Nacional de Conciliação

    No intuito de colaborar com a Semana Nacional de Conciliação as lojas Gabryella perpetua mais uma transgressão ao Código de Defesa do Consumidor. Sem cerimônia, o call center da loja dispara telefonemas aleatoriamente para fixos residenciais, propagandeando o evento que tem orientação do Conselho Nacional de Justiça.
    Iniciada nesta segunda-feira em todo o país, a Semana envolve Tribunal de Justiça, Justiça Federal e o Tribunal Regional do Trabalho, mas no Maranhão ganhou conotação quase exclusivamente comercial.
    Com objetivo de desafogar a demanda processual e dar solução a conflitos, o tema escolhido este ano foi "Conciliando a gente se entende". Com essa atitude a Gabryella contribuirá para o acúmulo de processos.
    A gravação de trinta minutos disparada pela Gabryella tem como alvo reduzir o número de inadimplência. No entendimento da empresa, o direito do consumidor se restringe à negociação entre endividados e cobradores. Nada mais que isso. E olhe que na peça ainda há referência ao Conselho Nacional de Justiça.

No Painel da Folha de S. Paulo

Nunca antes Pela primeira vez o Itamaraty dará a um negro o título de Embaixador. A pçromoção de Benedicto Fonseca Filho está para sair no "Diário Oficial"

Manchetes dos jornais

JORNAL PEQUENO - Motorista morre em violenta colisão na av. Carlos Cunha
O ESTADO DO MARANHÃO - Homem morre em acidente
O IMPARCIAL - Baixas no tráfico

28 de nov de 2010

Mostra reúne 45 filmes sobre Direitos Humanos produzidos na América do Sul

     Tem início nesta segunda-feira, 29, a 5ª Mostra de Cinema e Direitos Humanos na América do Sul, em São Luís. A mostra acontece no Cine Praia Grande (Centro de Criatividader Odylo Costa, filho - Praia Grande), com capacidade para 111 pessoas por sessão, até o dia 5 de dezembro. A entrada é franca.
    A abertura da programação será com a exibição do filme "Vidas deslocadas", produção brasileira de 2009, dirigido por João Marcelo Gomes, conta a história do casal palestino Faez Abbas e Salha Nasser, que derdem o direito de permanecer no Iraqui após a queda de Saddam Hussein. Desde 2003, quando deixam o Iraque, vivem em campos de refugiados em Al-Ruweyshed, entre o Iraque e a Jordânia.
    Em setembro de 2007 o casal foi reassentado no Brasil, junto a outros 120 refugiados palestinos. Único povo até então reconhecido pela Iraque como refugiados, de acordo com a ONU, existem atualmente cerca de 4,7 milhões palestinos no mundo todo.
    A partir de quarta-feira às sessões das 13h30 serão reservadas a pessoas com deficiência visual, denominada sessão audescrição. Embora a maior parte da produção seja de filmes brasileiros (26 dos 45 filmes produzidos, sendo um em coprodução com o Uruguai) a mostra reúne filmes produzidos na Argentina, Chile, Uruguai, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela.

Programação
29/11 - SEGUNDA-FEIRA
19h30 – Sessão de Abertura
VIDAS DESLOCADAS - João Marcelo Gomes (Brasil, 13 min, 2009, doc)
PERDÃO, MISTER FIEL - Jorge Oliveira (Brasil, 95 min, 2009, doc)
Classificação indicativa: 14 anos

30/11 – TERÇA-FEIRA
13h30
A VERDADE SOTERRADA - Miguel Vassy (Uruguai/ Brasil, 56 min, 2009, doc)
ROSITA NÃO SE DESLOCA - Alessandro Acito, Leonardo Valderrama (Colômbia/ Itália, 52 min, 2009, doc)
Classificação indicativa: 12 anos
15h30
ENSAIO DE CINEMA - Allan Ribeiro (Brasil, 15 min, 2009, fic)
108 - Renate Costa (Paraguai/ Espanha, 91 min, 2010, doc)
Classificação indicativa: 12 anos
17h30
A BATALHA DO CHILE II – O GOLPE DE ESTADO - Patricio Guzmán (Chile/ Cuba/ Venezuela/ França, 90 min, 1975, doc)
Classificação indicativa: 12 anos
19h30
ABUTRES - Pablo Trapero (Argentina/ Chile/ França/ Coréia do Sul, 107 min, 2010, fic)
Classificação indicativa: 16 anos

01/12 – QUARTA-FEIRA
13h30 – Audiodescrição
AVÓS - Michael Wahrmann (Brasil, 12 min, 2009, fic)
ALOHA - Paula Luana Maia, Nildo Ferreira (Brasil, 15 min, 2010, doc)
CARRETO - Marília Hughes, Claudio Marques (Brasil, 12 min, 2009, fic)
EU NÃO QUERO VOLTAR SOZINHO - Daniel Ribeiro (Brasil, 17 min, 2010, fic)
* Sessão com audiodescrição para público com deficiência visual.
Classificação indicativa: 12 anos
15h30
HÉRCULES 56 - Silvio Da-Rin (Brasil, 94 min, 2006, doc)
Classificação indicativa: 12 anos
17h30
DIAS DE GREVE – Adirley Queirós (Brasil, 24 min, 2009, doc)
PARAÍSO - Héctor Gálvez (Peru/ Alemanha/ Espanha, 91 min, 2009, fic)
Classificação indicativa: 12 anos
19h30
CARNAVAL DOS DEUSES - Tata Amaral (Brasil, 9 min, 2010, fic)
MEU COMPANHEIRO - Juan Darío Almagro (Argentina, 25 min, 2010, doc)
LEITE E FERRO - Claudia Priscilla (Brasil, 72 min, 2010, doc)
Classificação indicativa: 16 anos

02/12 – QUINTA-FEIRA
13h30 – Audiodescrição
PRA FRENTE BRASIL - Roberto Farias (Brasil, 105 min, 1982, fic)
* Sessão com audiodescrição para público com deficiência visual.
Classificação indicativa: 14 anos
15h30
A CASA DOS MORTOS - Debora Diniz (Brasil, 24 min, 2009, doc)
CLAUDIA - Marcel Gonnet Wainmayer (Argentina, 76 min, 2010, doc)
Classificação indicativa: 14 anos
17h30
ALOHA - Paula Luana Maia, Nildo Ferreira (Brasil, 15 min, 2010, doc)
AVÓS - Michael Wahrmann (Brasil, 12 min, 2009, fic)
CINEMA DE GUERRILHA - Evaldo Mocarzel (Brasil, 72 min, 2010, doc)
Classificação indicativa: 12 anos
19h30
KAMCHATKA - Marcelo Piñeyro (Argentina/ Espanha/ Itália, 103 min, 2002, fic)
Classificação indicativa: livre

03/12 – SEXTA-FEIRA
13h30
DOIS MUNDOS – Thereza Jessouroun (Brasil, 15 min, 2009, doc)
AMÉRICA TEM ALMA - Carlos Azpurua (Bolívia/ Venezuela, 70 min, 2009, doc)
Classificação indicativa: 12 anos
15h30
VLADO, 30 ANOS DEPOIS - João Batista de Andrade (Brasil, 85 min, 2005, doc)
Classificação indicativa: 14 anos
17h30
A HISTÓRIA OFICIAL - Luis Puenzo (Argentina, 114 min, 1985, fic)
Classificação indicativa: 12 anos
19h30
XXY - Lúcia Puenzo (Argentina/ França/ Espanha, 86 min, 2006, fic)
Classificação indicativa: 16 anos

04/12 – SÁBADO
13h30
MÃOS DE OUTUBRO - Vitor Souza Lima (Brasil, 20 min, 2009, doc)
JURUNA, O ESPÍRITO DA FLORESTA - Armando Lacerda (Brasil, 86 min, 2009, doc)
Classificação indicativa: 12 anos
15h30
HALO - Martín Klein (Uruguai, 4 min, 2009, fic)
ANDRÉS NÃO QUER DORMIR A SESTA - Daniel Bustamante (Argentina, 108 min, 2009, fic)
Classificação indicativa: 12 anos
17h30
MARIBEL - Yerko Ravlic (Chile, 18 min, 2009, fic)
O QUARTO DE LEO - Enrique Buchichio (Uruguai/ Argentina, 95 min, 2009, fic)
Classificação indicativa: 14 anos
19h30
O FILHO DA NOIVA - Juan José Campanella (Argentina/ Espanha, 124 min, 2001, fic)
Classificação indicativa: livre

05/12 – DOMINGO
13h30
GROELÂNDIA - Rafael Figueiredo (Brasil, 17 min, 2009, fic)
MUNDO ALAS - León Gieco, Fernando Molnar, Sebastián Schindel (Argentina, 89 min, 2009, doc)
Classificação indicativa: 12 anos
15h30
CARRETO - Marília Hughes, Claudio Marques (Brasil, 12 min, 2009, fic)
BAILÃO - Marcelo Caetano (Brasil, 17 min, 2009, doc)
DEFENSA 1464 - David Rubio (Equador/ Argentina, 68 min, 2010, doc)
Classificação indicativa: 12 anos
17h30
O ANO EM QUE MEUS PAIS SAÍRAM DE FÉRIAS - Cao Hamburger (Brasil, 110 min, 2006, fic)
Classificação indicativa: 10 anos
19h30
EU NÃO QUERO VOLTAR SOZINHO - Daniel Ribeiro (Brasil, 17 min, 2010, fic)
IMAGEM FINAL - Andrés Habegger (Argentina, 94 min, 2008, doc)
Classificação indicativa: 12 anos
* O formato de exibição dos filmes é DVCAM.

Alteração do fuso horário do Acre depende de assinatura de Sarney

    Falta apenas o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) homologar o resultado do referendo sobre a hora legal do Acre para que o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), assine um Ato Declaratório reintegrando o Estado, a partir do dia 2 de janeiro de 2011, à faixa de fuso horário de Greeenwich menos cinco horas, ou seja, de duas horas a menos em relação ao horário de Brasília.
    No dia 31 de outubro, 56,87% dos eleitores do Acre rejeitaram em referendo a Lei nº 11.662, de 24 de abril de 2008, de autoria do senador Tião Viana (PT-AC), sancionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que extinguiu o quarto fuso horário brasileiro, de cinco horas a menos em relação ao horário de Greeenwich.
    O movimento político para alterar o fuso horário começou após entrar em vigor a portaria 1.220/07, do Ministério da Justiça. A portaria determina que as emissoras de TV adaptem suas transmissões aos diferentes fusos horários vigentes no País em função da classificação indicativa dos programas.
Do Blog da Amazônia

Favela promove primeira eliminatória da escolha do samba-enredo

    A Sociedade Recreativa Escola de Samba "Favela do Samba" promove neste domingo, 28, em suja quadra, no bairro do Sacavém, a primeira eliminatória do concurso de sdamba-enredo para o carnaval 2011.
    A escola disputa o título de hexacampeã do carnaval de São Luís com o enredo "O boi é festa", desenvolvido pelos carnavalescos Júlio Matos e Pedro Padilha. Seis propostas estão selecionadas para este domingo:
1- Dio e Magé
2 -Luizan Filh, Joca, Jota Júnior e Wesley
3-Silvio Rayol, Carlinhos Diniz e Paulinho Rayol
4-Joelson Braga,Nestor, Ananias e Miolo
5 -Darlan Oliveira e Lucas Mendes
6 - Gilvan Mocidade e Zé Lopes

Esquema de fraude com empresas fantasmas "enquanta" madeira ilegal no Maranhão

João Domingos
    Um esquema que envolve a criação e a homologação de empresas fantasmas por parte do poder público tem garantido fraudes contínuas na emissão de Documentos de Origem Florestal (DOF), levando à legalização de astronômicas quantidades de madeira retiradas ilegalmente na Amazônia.
    Na região de Açailândia e Itinga do Maranhão - respectivamente a 575 e 670 quilômetros ao sul da capital São Luís -, por exemplo, a Gerência Executiva do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em Imperatriz vistoriou os dados das guias usadas por seis empresas e descobriu que elas são fantasmas - não têm endereço, pátio ou serraria.
    Mesmo assim, elas movimentaram, do ano passado até o primeiro semestre deste ano, 58.780 metros cúbicos de madeira serrada (o suficiente para encher cerca de 2 mil carretas) e 201 mil metros cúbicos de carvão (3.665 carretas).
    O Estado obteve uma cópia do relatório. Os endereços fornecidos ao poder público pelas seis empresas foram todos visitados pela reportagem na última quinta-feira. Umas das empresas está numa rua - Bartolomeu Igreja, Centro -, em Açailândia, que não existe.
    Diante da dúvida, o Estado foi à prefeitura para ver o mapa da cidade. De fato, não há na região do centro de Açailândia nem nos bairros vizinhos nenhum logradouro que se chame ou tenha nome parecido com Bartolomeu Igreja.
    Bem perto da prefeitura fica a Rua Paraguai, no Bairro Parque das Nações. Consta na documentação de posse do Ibama que lá existe a WC Madeiras. Só que ninguém ouviu falar dela.
    A única coisa que se parece com uma madeireira nessa rua são as sucatas de uma velha serraria, já desativada, onde mora um homem. Este, respondendo de trás de uma janela e sem se identificar, disse que nunca ouvira falar em tal estabelecimento.
    O endereço que ele ocupa tem nas paredes a inscrição Madeireira Morais. A Rua Paraguai é um local ermo, cheio de buracos, que termina nas encostas de uma fazenda.
No oceano. Esses, como outros que envolvem fraudes, são casos graves. Mas não os mais curiosos. Em Itinga do Maranhão, a cerca de 100 quilômetro dali, na fronteira com o Pará, a empresa JNC Santiago se registrou como tendo sua sede na Rua das Mangueiras, 1.130, Praça do Mercado. No local não existe nenhum número correspondente ao endereço dado pela empresa.
    Pior: as coordenadas geográficas indicadas no registro (latitude 2º23" 1,7" Sul e longitude 43° 08"3,5" Oeste) vão dar no meio do Oceano Atlântico.
    Vizinha dela consta que existe a Dilma Ferreira Souto-Comércio, à Rua Duque de Caxias, 49. Como a outra, também não existe e ninguém ouviu nada a seu respeito.
    No lugar onde deveria estar o número 49 fica uma praça. Na documentação aparece ainda a empresa André Correia Martins, com endereço na BR-010, km 40, em Açailândia. Acontece que o tal km 40 fica a pelo menos 300 quilômetros de distância, próximo da cidade de Estreito, divisa com Tocantins.
    Num único dos seis casos foi possível descobrir a pista de uma dessas empresas fantasmas. Na saída de Itinga para Açailândia existe a Madeireira Alto da Pipira, que funciona regularmente, com documentação e tudo. De acordo com os proprietários, os irmãos Maurício e James Aguiar, em julho de 2007 eles arrendaram o local para uma pessoa conhecida por Izaque Leal de Almeida, que lá tocou a Madeireira Mundo Novo. Mas o contrato foi desfeito no primeiro semestre do ano passado.
    De acordo com a Gerência do Ibama de Imperatriz, a segunda maior cidade do Maranhão, mesmo sem sede e sem pátio, a Mundo Novo ainda declarou ter 47.572 metros cúbicos de carvão vegetal e 8.667 metros cúbicos de carvão.
De O Estado de S. Paulo

Manchetes dos jornais

ITAQUI-BACANGA- Semana sangrenta no Rio de Janeiro
JORNAL EXTRA - Bandidos em fuga: Polícia do Rio empurra os "capetas" para o Nordeste
JORNAL PEQUENO - Um juiz contra a cidadania: Mais de 60 entidades repudiam "atos arbitrários" do juiz de Dom Pedro
O ESTADO DO MARANHÃO - Construção deverá crescer 25% este ano no Maranhão
O IMPARCIAL - Reeleição na AL pode embaralhar sucessão
TRIBUNA DO NORDESTE - Estudantes de São Luís não vão perder o Bolsa Família

27 de nov de 2010

Falta de patrocínio cancela realização da 2º Mostra de Dança Contemporânea do Maranhão

    O coordenador da 2ª Mostra de Dança Contemporânea do Maranhão, Abelardo Teles, informou hoje através de nota distribuída à imprensa o cancelamento do evento. Segundo Teles a "falta de patrocínio" foi a principal motivação do cancelamento.
    "Como é de ciência de todos os maranhenses os governos municipais e estaduais não estão liberando verba pra nenhuma atividade até o fim do ano", esclarece o coordenador.
    A mostra de dança foi o segundo evento do calendário de eventos culturais cancelado neste segundo semestre. O outro foi a mostra de teatro, que nos últimos anos incluiu o estado no roteiro de peças de qualidade.

Lula terá direito a oito funcionários quando deixar a Presidência

    Quando entrar para o grupo dos ex-presidentes da República, a partir de janeiro do próximo ano, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ainda poderá contar com oito funcionários públicos a seu dispor.A lista de itens aos quais os ex-presidentes têm direito inclui quatro seguranças e dois motoristas treinados pelo Gabinete de Segurança Institucional, além de dois carros oficiais. Lula, assim como os outros que o antecederam, também terá outros dois assessores. Todos os funcionários são custeados pela Presidência da República e lotados na Casa Civil e receberão gratificações além de seus salários básicos.
    Os presidentes não recebem nenhum tipo de pensão quando deixam o cargo. Em caso de morte, contudo, as viúvas têm direito a uma pensão equivalente às das viúvas de ex-ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). O valor é o mesmo do salário de um ministro do Supremo, atualmente R$ 26.723,13, e é vitalício. A viúva não poderá acumular esse rendimento com nenhum outro tipo de pensão pago pela União, podendo escolher com qual ficará, se for o caso. Da Tribuna da Bahia

Museu de Tudo: Hotel São Francisco,de Moacir Neves, na década de 70

Novas regras de venda de antibiótico entra em vigor neste domingo

    As novas regras para venda de antibióticos entram em vigor neste domingo, (28). A partir desta data, as farmácias e drogarias de todo o país só poderão vender esses medicamentos mediante receita de controle especial em duas vias. A primeira via ficará retida no estabelecimento farmacêutico e a segunda deverá ser devolvida ao paciente com carimbo para comprovar o atendimento. As receitas também terão um novo prazo de validade, de dez dias, devido às especificidades dos mecanismos de ação dos antimicrobianos. Os prescritores devem estar atentos para a necessidade de entregar, de forma legível e sem rasuras, duas vias do receituário aos pacientes.

Lobão conta "vida bandida" em livro

Depois de receber do pai um soco na cara, Lobão começou a gritar para que saísse do quarto enquanto terminava de fazer as malas. Estava sendo expulso de casa.
    O velho não saía. Avistou, então, os dois violões em cima da cama. Ainda pensou: "O preto ou o de nylon?''. O de nylon. Pegou o instrumento e fez dele uma clava.
    Deu com força na cabeça do pai repetidas vezes. O homem caiu no chão, arrastou-se para fora do quarto tentando fugir dos golpes, que continuavam. Apanhava em silêncio. Ensanguentado, conseguiu chegar à escada.
    Em última tacada, o filho o empurra pelos degraus. Só sossegou porque não havia mais violão para continuar batendo. Em seguida, chamou a irmã: "Vamos sair deste hospício''.Nunca mais voltou para casa. Tinha 19 anos.
    Hoje, aos 53, o músico reúne histórias como essa -algumas ainda mais pesadas- na volumosa autobiografia "Lobão - 50 Anos a Mil''.
     O livro foi escrito com o jornalista Claudio Tognolli. Enquanto o biografado ia fundo nas próprias lembranças, Tognolli fazia a pesquisa factual: compilava notícias publicadas nos últimos 30 anos, recolhia os inúmeros processos judiciais que Lobão teve de responder, entrevistava outros personagens.
    O material jornalístico não se mistura às memórias, só as completa. Vem intercalado em capítulos à parte que, segundo Lobão, estão lá "pra ninguém dizer que sou louco e estou inventando história''.
    O leitor impaciente pode pular esses capítulos sem nenhum prejuízo da narrativa. Mas é fato que, de tão extraordinárias, muitas das polêmicas peripécias narradas parecem mesmo pura invenção.
Indiana Jones
     Lobão conta que escreveu exatamente 871 páginas de memórias. Jogou fora dois terços delas na edição final.
    "Eu me tratei como um personagem'', diz. "No começo, estava seguindo um caminho mais existencialista. Depois, optei pela velocidade e intensidade. Como se eu fosse um Indiana Jones.''
    As aventuras do mocinho se confundem sempre com a do bandido. Incluem um período de três meses na cadeia, condenado por porte e consumo de drogas. E, após a saída da prisão, uma relação íntima com traficantes e outros marginais nos morros cariocas.
    Há contos divertidos, como o dia em que ele e a irmã obrigaram a mãe a fumar maconha. Ou o golpe que deu na Blitz, uma de suas bandas, escondendo deles que ia sair em carreira solo só para aparecer junto da turma numa capa de revista.
    Outros casos são trágicos. Somam-se crises de depressão, tentativas de suicídio dele (por overdose de Rivotril) e da mãe -que, por fim, conseguiu acabar com a própria vida e ainda deixou uma carta culpando ele, o filho.
    "O livro inteiro sou eu morrendo muitas vezes, de várias maneiras'', ele diz. "E depois, sempre, me reinventando.''
    É mais que isso. A partir de sua trajetória turbulenta, Lobão traça um painel daquela geração da música pop brasileira, construída e consagrada entre o final dos anos 1970 e meados dos 1980. Percorrem o livro, entre tantos, Marina Lima, Ritchie, Cazuza, Lulu Santos, Evandro Mesquita, os Titãs, a Gang 90, Herbert Vianna - os desentendimentos com este último mereceram espaço generoso. Lobão coleciona uma série de histórias que, segundo ele, comprovam uma "obsessão'' do líder dos Paralamas do Sucesso por sua pessoa -incluindo plágios e sabotagens.
    "Lobão - 50 Anos a Mil'' termina quando o cantor chega a São Paulo para morar, em 2008. É vida nova.
    "O que mais me deixou orgulhoso é que o livro está bem escrito'', diz. "Se, teoricamente, tudo o que eu contei ali fosse mentira, ele valeria como um bom romance.'
Da Folha de S. Paulo

Manchetes dos jornais

AQUI -MA - E agora? Bolsa Família bloqueado
JORNAL PEQUENO - Justiça suspende resultado da eleição para reitor na Uema
O DEBATE - Lula promete combater narcotráfico
O ESTADO DO MARANHÃO - Votorantim vai construir fábrica de cimento em São Luís
O IMPARCIAL - R$ 1 bi em emendas parlamentares para o Maranhão
TRIBUNA DO NORDESTE - Exército é recebe à bala no Rio

26 de nov de 2010

Quilombolas do Maranhão conhecem a terra de seus ancestrais na África

    Um grupo de quilombolas - descendentes dos escravos que fugiram de seus donos no Brasil e fundaram refúgios, os quilombos - está pela primeira vez na África para conhecer a terra de seus ancestrais.
    A viagem, financiada pela ONG portuguesa Instituto Marques do Valle Flor e pela União Europeia, começou no último dia 17, em Guiné-Bissau, e termina em 2 de dezembro, em Cabo Verde.
    A excursão faz parte do projeto "O Percurso dos Quilombos: da África para o Brasil e o Regresso às Origens". O grupo de viajantes é formado por 21 quilombolas brasileiros - todos do Maranhão - e cinco acompanhantes.
    "O calor com o que nos acolheram deu a impressão de que já nos conhecíamos há milhares de anos, que realmente somos da mesma família", disse a lavradora e quilombola Maria José Palhano, 50 anos, sobre o contato com os africanos.
    "Deu um sentimento de pertencimento, que realmente somos da mesma família e que fomos levados daqui", afirma ela, que é coordenadora da Associação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas do Maranhão (Aconeruq), ONG brasileira parceira do projeto.
    De acordo com dados do Conselho Ultramarino, o Maranhão recebeu 31.563 escravos entre os anos de 1774 e 1799, quase metade deles vindos de Guiné-Bissau.
Partilha cultural
    A pesquisadora e coordenadora do projeto no Brasil, Verônica Gomes, diz que o objetivo da viagem é de "descoberta e de partilha cultural", promovendo a proteção, valorização e difusão da cultura quilombola.
    "A demanda surgiu dos quilombolas brasileiros, que queriam conhecer suas raízes", afirma. "A memória, a oralidade, a territorialidade são princípios na vida dos quilombolas, e isso estará registrado para sempre".
    Palhano identificou nos rostos, no gosto da comida, na hospitalidade e na "alegria de viver, mesmo em horas difíceis" as similaridades entre africanos e os brasileiros afrodescendentes.
    A visita, segundo ela, veio para reforçar esses laços e essa identidade, assim como para mostrar outras influências que ela ainda não havia notado, como no modo de trabalho.
    "Nós trabalhamos em mutirão e percebemos que isso vem daqui, pois nas roças por onde passamos, a forma de trabalho é a mesma, as pessoas se ajudam umas às outras", afirma.
     A visita a Guiné-Bissau começou por Cacheu, no noroeste do pais. A cidade preserva o forte e o porto de onde saíram escravos com destino ao Maranhão, via Cabo Verde.
    Os quilombolas visitaram também diversas tabankas, como são chamadas as comunidades rurais na língua crioula de Guiné-Bissau.
    Também foram realizadas apresentações culturais, tanto de etnias guineenses quanto dos quilombolas, ao longo da semana em que os brasileiros estiveram no país.
Música e culinária
    Para Álvaro Santos, 50 anos, que dirigiu o espetáculo, o tambor de crioula - dança de origem africana celebrada no Brasil em louvor a São Benedito, padroeiro dos negros no Maranhão - é o traço mais marcante da cultura entre os dois povos.
    "Até hoje, seja em uma comunidade quilombola como em uma tabanka guineense, o som do tambor e usado para reunir as pessoas, para celebrar", afirma.
    Apesar de não ser quilombola, Santos diz ter reafirmado nessa viagem sua identidade de afro-brasileiro. "O jeito, o modo, a cultura, e as manifestações culturais de modo geral estão em todos nós", diz. "Não precisei nascer no quilombo, mas precisei me aproximar deles para me sentir mais negro".
    Outra identificação entre Cacheu e Maranhão surgiu pela culinária. O cuxá, prato típico maranhense, tem sua origem na Guiné-Bissau. No país africano, ele é conhecido como baguitche - exceto pela etnia mandinga, que usa o mesmo nome que no Brasil.
     "Essa é mais uma prova de que os mandingas estiveram por lá", diz o diretor-executivo da ONG guineense Ação para o Desenvolvimento (AD), Carlos Schwarz da Silva.
Emoção no porto
    Para a "veterana" do grupo de quilombolas, Nielza Nascimento dos Santos, 69 anos, o momento mais emocionante foi chegar ao porto de Cacheu.
    "Sempre ouvi falar dos meus antepassados, mas nunca tínhamos tido a oportunidade de chegar atá aqui. Agora vamos poder levar a historia para nossa comunidade, para nosso quilombo", diz. "Chorei bastante quando começaram a me contar como os escravos eram transportados para o Brasil".
     Depois da visita dos quilombolas, o governo da Guiné-Bissau anunciou que, a partir do próximo ano, irá realizar, coincidentemente com a Semana da Consciência Negra no Brasil, um festival cultural em Cacheu, onde será criado também um memorial da escravatura.
    Vários quilombolas relataram o desejo de receber os guineenses no Brasil e de manter contato. "Queremos também ajudá-los, já que a situação aqui é mais difícil do que no Brasil", afirma Palhano. "Lá, lutamos muito e temos água encanada, energia, escola. Aqui, ainda falta muita coisa".
De O Globo

Associação dos Magistrados Brasileiro encerra eleição nesta sexta

    "Tenho bases objetivas para me sentir confiante. Fizemos uma ótima campanha, visitamos 27 estados temos bastante apoio, mas é preciso ter tranquilidade e esperar o resultado final", diz o juiz maranhense Gervásio Protásio dos Santos, candidato à presidência da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) pela chapa "AMB com Você", da situação.
    Protásio disputa a eleilção com o desembargador paulista Nelson Calandra, da chapa de oposição "Novos Rumos". Para ele a " vitória moral já foi alcançada, a vitória numérica pertence a Deus".
    O processo eleitoral iniciado na terça-feira, 23, se encerra nesta sexta,26. O vencedor será empossado no dia 16 de dezembro.
    Durante toda a campanha houve pontos de concordância e divergentes entre os candidatos como na defesa pelas prerrogativas dos magistrados e sobre a atuação do Conselho Nacional de Justiça. Há convergência entre as candidaturas sobre a aprovação da PEC 46/2009 . O projeto garante, além de aposentadoria integral, a liberdade e independência funcional dos magistrados, ativos ou não. Também defendem o restabelecimento dos adicionais por tempo de trabalho aos juízes.
    Ambos compromentem-se a resgatar a autoestima do magistrado defendendo subsídios dignos, adicional por tempo de serviço, aposentadoria, pensão integral e paridade. Para Protásio, além das lutas pelas prerrogativas dos magistrados, outro foco de sua gestão será a discussão do Estatuto da Magistratura, "que é essencial, não apenas para o exercício da profissão, mas da própria Justiça".
    Eles também concordam no combate à PEC 89/2003, que, segundo eles, prevê o fim da vitaliciedade dos juizes, "garantia constitucional da magistratura que é indispensável à prestação jurisdicional", diz Protásio. Para ele, o que está em risco não é o interesse puro e simples dos juízes, mas sim a manutenção do direito à democracia de uma nação livre e soberana.
    A PEC 89/2003 dá nova redação aos artigos 93 e 95 da Constituição Federal, para impedir a utilização da aposentadoria do magistrado como medida disciplinar e permitir a perda de cargo em casos de delitos graves praticados pelo juiz.O direito à vitaliciedade é garantia constitucional à magistratura.
Com informações do Consultor Jurídico

Ataques no RJ:Bope define como “desserviço” cobertura de Globo e Record

    As transmissões ao vivo da Rede Globo e Record com imagens da ação policial na favela da Vila Cruzeiro, no Rio de Janeiro, foram motivos de críticas do Batalhão de Operações Especiais (Bope).
    Pelo Twitter, o serviço de comunicação da polícia carioca repreendeu a cobertura das duas emissoras, queixando-se das imagens feitas dos helicópteros. “Um desserviço prestado pelas aeronaves de Record e Globo", diz o post do Bope no Twitter.
     Grande parte dos usuários da rede social concorda que este tipo de cobertura facilita a estratégia de defesa dos traficantes. Com a hashtag “#globocop”, internautas publicaram suas opiniões e questionamentos na rede social: "O Globocop podia mostrar os traficantes em vez de dedurar os soldados do BOPE"
    "O Globocop continua informando os bandidos do plano do BOPE?"
    Sobre as críticas, a Record logo se prontificou sobre o assunto. “Estamos fazendo a cobertura jornalística de fatos graves e não recebemos nenhum pedido ou comunicação da Secretaria de Segurança Pública do Rio para deixar de filmar alguma coisa", esclareceu a central de Comunicação da Rede Record.
    A Globo ainda não se manifestou.
Do Comunique-se

Manchetes dos jornais

ATOS & FATOS - Com prejuízo de R$ 417 milhões Roseana paga servidores
CORREIO DE NOTÍCIAS - MA perde R$ 417 milhões e enfrenta crise, mas pagamento está garantido
JORNAL A TARDE - Roseana reativará as gerências regionais
JORNAL PEQUENO - Mais de 4 milhões de maranhenses estão à beira da fome, diz IBGE
O DEBATE - Mais de 9.450 famílias com cartões bloqueados
O ESTADO DO MARANHÃO - Roseana quer estrutura ágil para governar
O IMPARCIAL - Novo governo: Roseana anuncia volta das gerêncioa e...estes secretários
O QUARTO PODER - Falta de carinho: Chifrou a mulher com travesti
TRIBUNA DO NORDESTE - Adiada a audiência sobre questão da saúde pública

25 de nov de 2010

O maranhense Dyl Pires faz parte do elenco da peça "Roberto Zucco" que abre maratona em São Paulo

    O ator maranhense Dyl Pires faz parte do elenco de "Roberto Zucco", trabalho do grupo Os Satyros que abre a 11ª edição da Satyrianas, maratona de peça, performances e shows que tem início nesta quinta-feira,25, na Praça Roosevelt, polo cultural no centro de São Paulo. No logradouro há seis teatros e, atualmente,24 peças em cartaz de segunda a domingo.
    O texto de Bernard-Marie Koltès foi escrito no final dos anos 1980 e é considerado uma das maiores obras do teatro contemporâneo. Conta a história de um serial killer e é inspirada em fatos reais. A direção, tradução, adaptação e iluminação:é de Rodolfo García Vázquez com trilha sonora de Ivam Cabral, cenário de Marcelo Maffei e figurino de Lori Ann Vargas.
    O elenco é formado por 20 atores que se alternam no palco durante 80 minutos. O tema “Sem você” é interpretados pelos criadores Cristiano Dantas, Ricardo Campanille, Claudio Wendel e Aline Leonello. Fica em cartaz no Espaço dos Satyros Um – Praça Franklin Roosevelt, 214, até 19 de dezembro.

Assista teaser de "Roberto Zucco"

No claudiohumberto.com.br

Lobão de volta
Quem quiser, pode apostar: o senador Edison Lobão (MA) voltará ao Ministério de Minas e Energia. Porque Dilma quer e o PMDB indicou.

Mulher se joga do 10ª andar do TJ-DF
Uma mulher não identificada se jogou ontem (24) do 10º andar do prédio do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, onde fica localizado o restaurante. Nem a polícia nem a assessoria do TJ-DF quiseram se pronunciar sobre o assunto, porém, segundo informações, o motivo do suicídio teria sido depressão.

Dom Gilberto diz que medo e insegurança no Maranhão preocupa cidadãos e religiosos

    O bispo de Imperatriz e presidente do Regional Nordeste V da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, CNBB, dom Gilberto Pastana, disse que a violência contra os padres preocupa a igreja. A declaração do bispo é uma referência às duas mortes registradas este ano no Maranhão.
    No dia 4 de julho, um domingo, o seminarista Mário David Pinheiro Reis, 31 anos, foi morto por assaltantes. Ele e a avó, Cleide de Jesus Pinheiro, 72 anos, foram surpreendidos por dois homens na porta de sua residência, na Rua de São Pantaleão, no centro de São Luís. Os acusados invadiram o automóvel em que as vítimas estavam e anunciaram o assalto. Um dos homens teria obrigado Mário a sair do carro e fez um disparo à queima roupa contra o religioso.
     No sábado passado, dia 20, o padre Bernardo Muniz Rabelo Amaral foi assassinado no município de Humberto de Campos. O suspeito, identificado como Fabrício, pediu carona ao padre, que se dirigia ao povoado Achuí, quando atirou contra o religioso, que morreu em um hospital de São Luís.
     O suspeito anunciou o assalto alguns minutos depois de ter conseguido a carona. Ele acertou o padre Bernardo Muniz com três tiros e fugiu.
    Dom Gilberto Pastana elogiou o trabalho da polícia ao identificar e prender o acusado da morte do padre Bernando Muniz e destacou a necessidade de investimentos em segurança preventiva.
    “Numa sociedade onde as famílias, o cidadão e os religiosos vivem um sentimento de medo e de insegurança, algo está errado e precisa ser consertado”, disse, acrescentando que “apenas Deus pode dar e tirar a vida”.
Com informações de O Progresso

PT nacional vai negociar cargos federais em troca de participação no governo Roseana Sarney

    Enquanto a presidenta eleita, Dilma Rousseff, não anuncia os nomes do ministério o PT mapeia os cargos de segundo escalão as as vagas em órgãos federais nos Estados. O diretório nacional do partido aprovou a criação de uma comissão de transição que deve apresentar nas próximas semanas um mapa completo dos cargos federais fora de Brasília e balanços eleitorais nos Estados.
    O objetivo é orientar o partido tanto no preenchimento dos cargos como na negociação por espaço nos governos aliados. Um exemplo de como o PT pretende agir é o Maranhão. Quando Jackson Lago (PDT) foi eleito governador, em 2006, a família Sarney ocupou os principais cargos federais no Maranhão como uma espécie de compensação pela derrota.
    Agora que Roseana Sarney (PMDB) foi eleita mais uma vez governadora, o PT pretende retomar os postos federais ou usá-los para barganhar espaço no governo. "Vamos perguntar para a Roseana como será a participação do PT no governo dela. Vamos apoiar só na Assembleia? Vamos participar diretamente? Teremos uma secretaria forte?", explicou um dirigente petista.
    Segundo fontes do partido, o mapeamento está defasado há muitos anos. A última vez que o PT realizou um levantamento deste tipo foi em 2002, logo depois da eleição de Luiz Inácio Lula da Silva.
    Na época a responsabilidade ficou toda nas mãos do então secretário de Organização do partido, Sílvio Pereira, que pediu desfiliação em 2005 depois de receber um carro Land Rover de uma empreiteira e chegou a cumprir pena de prestação de serviços comunitários para escapar do processo do mensalão.
    A comissão atual, formada por integrantes de todas as principais correntes do PT e também da bancada federal, tem se reunido com representantes do PT em cada Estado para levantar não apenas os cargos federais como também as demandas regionais e balanços eleitorais.
    Além de nortear a ocupação dos cargos regionais e de segundo escalão no governo Dilma, o trabalho da comissão também vai servir para reduzir a pressão interna por cargos, acentuada pela estratégia nacional de abortar candidaturas estaduais em benefício de partidos que compuseram a coligação que elegeu Dilma.
    O resultado do trabalho será entregue ao presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra, que se encarregará de negociar diretamente com a presidenta eleita e com os partidos aliados. Com isso, o PT espera unificar as ações e evitar o "cada um por si", que poderia gerar atritos desnecessários.
    A previsão é que a ocupação dos cargos nos estados comece apenas depois do Carnaval.
Do IG

Conselho de Administração condena fusão das secretarias de Administração e Planejamento

    Em nota divulgada na imprensa a diretoria do Conselho Regional de Administração se manifesta contrário à fusão das secretarias de Administração e Previdências Social e do Planejamento, intenção da governadora Roseana Sarney ainda não confirmada oficialmente. Embora ainda no terreno oficioso, o anúncio da fusão causou surpresa na categoria e, consequentemente, refletiu na postura do CRA. No entendimento deste as secretarias possuem especificidades com competências e deveres distintos, antecipando que "a união entre elas seria um tanto precipitada na conjuntura atual.
    O conselho indaga ainda sobre os benefícios que a medida poder a trazer, referenciando a existência da Secretaria de Administração em governos que alcançaram níveis de excelências.
    "Torna-se necessário e urgente reavaliar suas estratégias e táticas na condução da administração pública, considerando que é pertinente uma profunda reflexão sobre o tema, pois tal atitude poderá fragilizar a condução do processo adminstrativo do estado", afirma o presidente do CRA, Jorge Henrique Mariano Cavalcante.

No Painel da Folha de S. Paulo

Contraponto
#prontofalei
No comando de sessão da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, Gerson Peres (PP-PA) prestavam homenagem a colegas que não se elegeram.
-Vejo José Genoíno, que entrou aqui jovem, de cabelos pretos, e já está com cabelos brancos...
Flávio Dino (PCdoB) aproveitou a deixa:
- O Genoino quer saber o seu segredo, pois o senhor, aos 79 anos, não tem cabelos brancos.
Peres abriu o jogo de imediato:
- Só há uma solução: a tecnologia. Eu pinto!

Manchetes dos jornais

AQUI-MA - Brutalidade: da cadeia para a morte
ATOS E FATOS - Juiz é condenado por assédio sexual a mulher
JORNAL PEQUENO- Hemomar enfrenta risco de colapso por falta de doadores
O DEBATE -Anunciada nova acumulação de gás no MA
O ESTADO DO MARANHÃO - Governo pagará 13º dias 16 e 17
O IMPARCIAL - Notas na mão: Governo garante pagamento do 13º
O QUARTO PODER - Direto de Rosário: Bimba "cobra" Eliziane Gama
TRIBUNA DO NORDESTE - Rio de Janeiro é dominado por traficantes

24 de nov de 2010

Lula diz que censurar a internet é "estupidez"

Foto: Ricardo Stuckert / PR
     Em entrevista a blogueiros, nesta quarta-feira (24), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que considera “estupidez” qualquer projeto de lei que busque censurar a internet. “Eu acho importante que as pessoas que estão acompanhando percebam claramente que nesse período do governo toda vez que falamos com alguém demos total liberdade para as pessoas perguntarem o que quiserem”, disse o presidente.
    Questionado pelo blogueiro Renato Rovai sobre as políticas públicas para os meios de comunicação no Brasil, o presidente afirmou que os avanços nesta área dependem de correlações de forças políticas. “Os avanços dos meios de comunicação e da imprensa depende da correlação de forças que você tem estabelecida na sociedade, dentro do Congresso Nacional. Eu acho que nós temos que ter pela frente o seguinte poderíamos ter feito mais. As reivindicações são sempre muito fortes – o que a é bom – mas as recusas também são muito fortes - o que é ruim”.
     Esta é a primeira vez em quase oito anos de mandato o presidente Lula concede entrevista exclusiva a blogueiros. Segundo a assessoria do Palácio do Planalto, cerca de 1300 pessoas acompanham a entrevista que é transmitida pelo Blog do Planalto.
Do Politicahoje

OGX diz que poço em São Antonio dos Lopes produz até 3,5 mi de metros cúbidos diários

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A OGX informou nesta quarta-feira que a sua subsidiária OGX Maranhão estimou o potencial de produção do poço OGX-22, na bacia do Parnaíba (MA), em 3,4 milhões de metros cúbicos diários.
    A empresa disse que também identificou nova acumulação de gás na seção devoniana inferior do poço 1-OGX-22.
    "Estas novas informações reforçam a perspectiva do enorme potencial da região, com a descoberta de acumulações em diferentes níveis e potencial produtivo excepcional", disse em um comunicado o diretor geral da OGX, Paulo Mendonça.
    A empresa anunciou em agosto a descoberta de uma megareserva de gás natural na bacia do Parnaíba, que pode conter 15 trilhões de pés cúbicos do combustível, fato classificado pelo dono do grupo EBX, controladora da OGX, Eike Batista, como uma "meia-Bolívia", em referência ao país que exporta cerca de 30 milhões de metros cúbicos diários de gás ao Brasil.
    A OGX informou que a perfuração do poço OGX-22, prospecto denominado Fazenda São José, continuará em andamento até a profundidade total de 3.200 metros, em buscas de novos objetivos exploratórios.
    O poço, localizado no bloco PN-T-68, fica na cidade de Santo Antônio dos Lopes, a aproximadamente 260 quilômetros de São Luis, capital do Maranhão.
    A sonda QG-1, da Queiroz Galvão, iniciou as atividades de perfuração no dia 23 de outubro de 2010.
Denise Luna de O Globo

ONG Entrerios apresenta relatório de crimes ambientais cometidos por terceirizados da Suzano

     As mudanças ocasionadas no ambiente da zona rural do município de Urbano Santos – MA, com efeitos da ação antrópica refletem em alterações significativas no equilíbrio dos sistemas naturais e no modo de vida das comunidades, principalmente no decorrer dos últimos anos com o aumento da exploração da monocultura do eucalipto, onde intensificaram-se os impactos oriundos da interferência humana na paisagem natural e consequentemente na alteração do cotidiano das comunidades circunvizinhas.
    Estes processos transformaram toda a estrutura ecológica e social, provocando, assim, uma maior fragilidade e vulnerabilidade dessas localidades. Como podemos evidenciar a seguir.
    Com base na legislação ambiental, destacamos alguns impactos socioambientais, infrações efetivas e possíveis advindas das terceirizadas da empresa SUZANO Papel e Celulose.
1. DEGRADAÇÃO DE MANANCIAIS NA ZONA RURAL EM ÁREAS DE INFLUÊNCIA DA SUZANO PAPEL E CELULOSE
Figura 1. A – Veículo de irrigação com iluminação auxiliar, caracterizando trabalho noturno; B – veículo utilizado na irrigação de eucalipto; C – valeta feita por moradores da comunidade rural, após represamento da água provocada por elevação da estrada; D – material em suspensão na água, após veículo entrar e retirar uma quantidade da mesma para irrigação.
Figura 2. A – Degradação de manancial (riacho), que servia de fonte de abastecimento para animais e pessoas; B – Rastros de veículo pesado nas margens do riacho. C – Represamento do riacho após elevação da estrada; D – riacho com um elevado nível de degradação.
Figura 3. A – Caminhão-pipa utilizado no transporte de água; B – Moto-bomba de grande poder de sucção, inapropriado devido a baixa capacidade de suporte do riacho; C e D – Resíduos de óleo e lama escoados para o riacho.

1.1 DANOS CAUSADOS AO MEIO AMBIENTE
Eutrofização do curso d’água, haja vista que o córrego foi represado. Contaminação da água provocada por resíduos de óleos e lubrificantes das maquinarias. Morte da fauna e flora local.

1.2 DANOS CAUSADOS A COMUNIDADE LOCAL
Impossibilidade de utilização da água para lazer, pesca e abastecimento.

1.3 LEGISLAÇÃO QUE COÍBE OS REFERIDOS ATOS DE DEGRADAÇÃO AMBIENTAL
Esfera Estadual LEI Nº 8.089
Art. 15. Constitui infração o lançamento de substâncias oleosas ou tóxicas nas águas de domínio público.
Esfera Estadual LEI - Nº 5.405 (CÓDIGO DE PROTEÇÃO DO MEIO AMBIENTE)
Art. 28. A execução de obras, atividades, empreendimentos e exploração de recursos naturais de qualquer espécies quer pelo setor público, quer pelo privado, somente serão admitidas se houver resguardo do meio ambiente ecologicamente equilibrado.
Esfera Estadual LEI - Nº 5.405 (CÓDIGO DE PROTEÇÃO DO MEIO AMBIENTE)
Art. 127 - Sujeitam-se ao disposto nesta lei todas as atividades, empreendimentos, processos, operações, dispositivos móveis ou imóveis, ou meios de transporte, que direta ou indiretamente causem ou possam causar poluição do meio ambiente.
Esfera Federal - LEI N 9.605, DE 12 DE FEVEREIRO DE 1998
Art. 33. Provocar, pela emissão de efluentes ou carreamento de materiais, o perecimento de espécimes da fauna aquática existentes em rios, lagos, açudes, lagoas, baias ou águas jurisdicionais brasileiras:
Pena - detenção, de um a três anos, ou multa, ou ambas cumulativamente.
Esfera Federal - CF/88
Art.225, § 3: As condutas de atividades consideradas lesivas ao meio ambiente sujeitarão os infratores, pessoas físicas ou jurídicas, a sanções penais e administrativas, independentemente da obrigação de reparar os danos causados
Esfera Federal LEI Nº 6.938, DE 31 DE AGOSTO DE 1981
Art 14. Sem prejuízo das penalidades definidas pela legislação federal, estadual e municipal, o não cumprimento das medidas necessárias à preservação ou correção dos inconvenientes e danos causados pela degradação da qualidade ambiental sujeitará os transgressores:
I - à multa simples ou diária, nos valores correspondentes, no mínimo, a 10 (dez) e, no máximo, a 1.000 (mil) Obrigações Reajustáveis do Tesouro Nacional - ORTNs, agravada em casos de reincidência específica, conforme dispuser o regulamento, vedada a sua cobrança pela União se já tiver sido aplicada pelo Estado, Distrito Federal, Territórios ou pelos Municípios.
IV - à suspensão de sua atividade.
§ 1. Sem obstar a aplicação das penalidades previstas neste artigo, é o poluidor obrigado, independentemente da existência de culpa, a indenizar ou reparar os danos causados ao meio ambiente e a terceiros, afetados por sua atividade. O Ministério Público da União e dos Estados terá legitimidade para propor ação de responsabilidade civil e criminal, por danos causados ao meio ambiente.
§ 5o A execução das garantias exigidas do poluidor não impede a aplicação das obrigações de indenização e reparação de danos previstas no § 1o deste artigo.

2. DERRUBADA E DEPREDAÇÃO DE ARVORES PROTEGIDAS POR LEI NAS ÁREAS DE CULTIVOS DE EUCALIPTO DAS TERCEIRIZADAS DA SUZANO PAPEL E CELULOSE.
As imagens abaixo constatam que várias árvores de pequizeiro são derrubadas sem nenhum respeito à legislação pertinente neste país, conforme a Portaria IBAMA NO 113 DE 29/12/95, que protege a espécie arbórea pequizeiro (Caryocar sp).
Figura 4. A - Espécie arbórea Pequizeiro (Caryocar sp.); B – Pequizeiro depredado, sem condições fisiológicas de sobrevivência; C – Pequizeiro derrubado, espécie protegida por lei; D – Sustentação de um único pequizeiro, na tentativa de ludibriar a proteção da espécie.
Figura 5. Várias árvores de pequizeiros abatidas.

2.1 DANOS CAUSADOS AO MEIO AMBIENTE
Redução de espécie de grande importância para o cerrado, pois contribui significadamente na alimentação de animais silvestres.

2.2 DANOS CAUSADOS A COMUNIDADE LOCAL
Redução na fonte de alimentação e renda das comunidades circunvizinhas.

2.3 LEGISLAÇÃO REFERENTE AOS ATOS MENCIONADOS
Esfera Federal Portaria IBAMA NO 113 DE 29/12/95
Art. 1. - A exploração das florestas primitivas e demais formas de vegetação arbórea, que tenha como objetivo principal a obtenção econômica de produtos florestais, somente será permitida através de manejo florestal sustentável.
Parágrafo único. Entende-se por manejo florestal sustentável a administração da floresta para obtenção de benefícios econômicos e sociais, respeitando-se os mecanismos de sustentação do ecossistema objeto do manejo.
Art. 16. - É proibido o corte e a comercialização do Pequizeiro (Caryocar sp.) e demais espécies protegidas por normas específicas, nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste.
Parágrafo único. Não será permitida Autorização para Desmatamento para áreas onde houver a ocorrência natural de maciços florestais referidas no caput deste artigo.
Esfera Federal LEI Nº 11.284, DE 2 DE MARÇO DE 2006
Art. 2. Constituem princípios da gestão de florestas públicas:
II - o estabelecimento de atividades que promovam o uso eficiente e racional das florestas e que contribuam para o cumprimento das metas do desenvolvimento sustentável local, regional e de todo o País;
III - o respeito ao direito da população, em especial das comunidades locais, de acesso às florestas públicas e aos benefícios decorrentes de seu uso e conservação;
V - o acesso livre de qualquer indivíduo às informações referentes à gestão de florestas públicas, nos termos da Lei no 10.650, de 16 de abril de 2003;
VI - a promoção e difusão da pesquisa florestal, faunística e edáfica, relacionada à conservação, à recuperação e ao uso sustentável das florestas;
VII - o fomento ao conhecimento e a promoção da conscientização da população sobre a importância da conservação, da recuperação e do manejo sustentável dos recursos florestais;
VIII - a garantia de condições estáveis e seguras que estimulem investimentos de longo prazo no manejo, na conservação e na recuperação das florestas.
Art. 6. Antes da realização das concessões florestais, as florestas públicas ocupadas ou utilizadas por comunidades locais serão identificadas para a destinação, pelos órgãos competentes, por meio de:
I - criação de reservas extrativistas e reservas de desenvolvimento sustentável, observados os requisitos previstos da Lei no 9.985, de 18 de julho de 2000;
II - concessão de uso, por meio de projetos de assentamento florestal, de desenvolvimento sustentável, agroextrativistas ou outros similares, nos termos do art. 189 da Constituição Federal e das diretrizes do Programa Nacional de Reforma Agrária;
Art. 25. É assegurado a qualquer pessoa o acesso aos contratos, decisões ou pareceres relativos à licitação ou às próprias concessões.
Do Urbano Santos On-Line