16 de nov de 2010

Haddad: "Problemas no Enem afetaram apenas 0,1% dos inscritos"

    O ministro da Educação, Fernando Haddad, disse durante audiência pública na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE), do Senado Federal, que a repetição de provas apenas para os alunos prejudicados por erros da impressão de provas no último exame do Enem não afeta a isonomia do exame. De acordo com o ministro, os problemas do exame neste ano afetaram apenas 0,1% dos inscritos.
    Segundo ele, a nova data de aplicação do exame será divulgada até o começo da próxima semana. O ministro disse também que o novo dia de aplicação do Enem - para os alunos prejudicados pelos erros com o caderno amarelo - será anunciado quando for finalizada a leitura das atas dos locais da prova.
    Haddad argumentou que a repetição de provas para parcela dos inscritos é utilizada em exames mundialmente reconhecidos, como o Toefl e o SAT. A isonomia seria garantida pela utilização da metodologia da Teoria da Resposta ao Item (TRI).

Dilma Pokémon vira sucesso na internet


 Um vídeo que circula nos últimos dias pela internet traz uma versão bem humorada da disputa durante o segundo turno das eleições presidenciais. No vídeo, Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) travam uma batalha a exemplo dos bichos do desenho Pokémon. O vídeo, intitulado Dilma Pokémon, teve grande repercussão no twitter, ocupando o 1º lugar no Trending Topics Brasil e o 9º no TT mundial.

Semana da Consciência Negra tem início nesta terça no IFMA do Maracanã

Será aberta nesta terça-feira,16, no Instituto Federal do Maranhão (IFMA) - Campus Maracanã, a atividades da Semana da Consciência Negra. A programação que se estende até o dia 19 de novembro foi elaborada pelo Núcleo de Estudos Afrobrasileiros e Indiodescendentes (NEABI), como forma de implementação efetiva das leis 10.639/2003 e 11.545/2008, que tratam da inclusão da história e literatura africana, afrobrasileira e indígena, em escolas públicas e privadas.
    No primeiro dia, logo após a abertura oficial, haverá degustação de culinária de origem africana. Ao mesmo tempo, ocorrerá uma mostra de “Moda Afro” e a exposição “Manequim Vivo”, sob a coordenação da professora Antônia Macedo. Às 10h, será lançada a revista em quadrinhos Zumbi e Daniel, produzida pelos alunos Roseane Caldas, Lucas Viana e Mayanne Azevedo.
    Entre as temáticas que serão abordadas no evento, estão o Bullyng Étnico-Racial; Cyberbullying: o uso da internet como instrumento de disseminação do racismo; Nova Cartografia Social da Amazônia - Territorialidade e Identidade; A Representação da Pessoa Negra no Livro Didático de História Utilizado na 3ª e 4ª série do Ensino Fundamental. A professora Socorro Botelho, integrante do NEABI, fará uma exposição nas leis 10.639/2003 e 11.545/2008.
    Uma equipe multidisciplinar, formada por pedagogas, assistente social e estudantes do Campus Maracanã, realizará atividades de extensão na escola municipal Haydêe Chaves, que fica no entorno da instituição. No decorrer da Semana da Consciência Negra, haverá várias manifestações culturais, ao espetáculo do Projeto de Educação Alternativa Descobrindo o Saber, na sexta-feira (19).
Dia 20 de novembro
O Dia da Consciência Negra é comemorado no dia 20 de novembro, data em que Zumbi dos Palmares foi morto, no ano de 1695. Zumbi foi um dos principais representantes da resistência negra à escravidão, na época do Brasil Colonial, e liderou o famoso Quilombo dos Palmares, comunidade livre formada por escravos fugitivos das fazendas. A Semana da Consciência Negra tem o objetivo de valorizar a cultura e levantar reflexão sobre as injustiças praticadas contra os negros.

Bradesco trabalha para se adequar à “Lei das Filas”

    O cliente entrou no banco, retirou sua senha para o caixa e aguardou, sentado, pelo atendimento. Mas não precisou aguardar por muito tempo. Apenas 11 minutos após receber a senha, o cliente foi atendido. Essa é nova realidade das agências do banco Bradesco em Imperatriz.
    As medidas adotadas pelo Bradesco são formas de se adequar à chamada “Lei das Filas”. Segundo ela, o cliente de estabelecimentos financeiros deverá ser atendido em, no máximo, trinta minutos. Além disso, a lei também assegura outros benefícios aos usuários do serviço, como, por exemplo, o direito de aguardar pelo atendimento sentado.
    O banco Bradesco, agora, mantém seis caixas funcionando só na sua agência do Centro da cidade. Também foi feita a aquisição de cadeiras, para que o cliente espere sentado pelo atendimento. Por último, o banco também implantou uma forma de os usuários contabilizarem o tempo em que são atendidos. Nas senhas, constam seus horários de emissão e os funcionários do banco são orientados a transcrever, também nas senhas, o horário em que os clientes são atendidos. Desta forma, cada cliente pode verificar quanto tempo teve de aguardar pelo atendimento.
    No final de outubro, o Bradesco foi condenado a fechar duas de suas agências em Imperatriz por não cumprir a Lei das Filas. O banco, agora, busca mudar a imagem deixada pelo episódio.
Entenda o caso
    No final de outubro, por determinação judicial, o Bradesco teve que fechar duas de suas agências em Imperatriz, mantendo apenas a agência da avenida Getúlio Vargas, no Centro da cidade, aberta. Segundo a decisão, o banco não teria se adequado à Lei das Filas.
    O banco já havia sido julgado, em 2008, pelo mesmo motivo. Na ocasião, recebeu um mês de prazo para se adequar, mas não cumpriu a ordem. Com isso, atendendo ao requerimento de cumprimento de sentença emitido pelo Ministério Público Estadual, o juiz Adolfo Pires da Fonseca Neto determinou que as agências fossem fechadas. Dois dias depois, o Tribunal de Justiça cassou a decisão.
De O Progresso

IBGE indica que 226 mil famílias ainda não têm acesso ao programa

BRASÍLIA
    Existem pelo menos 226 mil famílias pobres no País com direito a receber benefícios do Bolsa- Família, mas ainda sem acesso ao programa de transferência de renda. São pobres cuja existência é indicada por estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mas que não são localizados pelas prefeituras municipais, responsáveis pelo cadastramento dos beneficiários do programa.
    De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social, o maior número de vagas está concentrado em São Paulo. São quase 319 mil vagas para jovens no Estado com a mais baixa cobertura no país: 77,93% do número estimado de pobres recebe o benefício, de acordo com o levantamento mais recente da pasta.
    O resultado do Estado é provocado, em grande parte, pela situação do município de São Paulo, que teria cadastrado menos da metade (40,57%) dos pobres indicados pelos dados do IBGE.
    A baixa cobertura de São Paulo é compensada parcialmente pelos Estados do Nordeste e do Norte. Todos - com exceção de Rondônia - superaram as estimativas do IBGE, cadastraram e asseguraram o pagamento de benefícios a um número maior de pobres. As duas regiões concentram pouco mais de 60% dos beneficiários do Bolsa-Família.
Desafio. Se a inclusão de um número maior de pobres no programa é ainda um desafio para o governo da presidente eleita, Dilma Rousseff, uma questão está preliminarmente afastada dos debates da equipe de transição, segundo a ministra Márcia Lopes (Desenvolvimento Social). Está descartada a proposta de redução dos pagamentos do Benefício de Prestação Continuada (BPC).
    O benefício, pago a idosos e portadores de deficiência pobres, está atrelado ao salário mínimo, e tem impacto muito maior nos custos do governo do que o Bolsa-Família, embora atenda a uma clientela menor.
    Neste ano, os 3,6 milhões de beneficiários do BPC receberam R$ 22 bilhões, contra os R$ 13,4 bilhões pagos aos 12,7 milhões de famílias beneficiadas pelo programa de transferência de renda.
    Mudanças no BPC foram deixadas de lado por causa do peso do programa no combate à pobreza e à desigualdade. A redução do valor do benefício foi estudada no governo Lula.

PARA LEMBRAR
Tema foi um dos motes da campanha
    Carro-chefe do governo Lula, o Programa Bolsa-Família virou um dos principais temas da disputa eleitoral entre Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB). Durante a campanha, aliados da petista espalharam a informação, sobretudo no Nordeste, de que o PSDB acabaria com o benefício. Serra reagiu prometendo o pagamento de um 13.º para todos os cadastrados no programa.
    Os palanques também sediaram outro tipo de confronto, sobre a paternidade do programa. Para Dilma, Lula era o "pai", enquanto Serra batia na tecla de que ele era um dos inspiradores do benefício, criado no governo de Fernando Henrique Cardoso.
    A disputa do Bolsa-Família teve ainda uma batalha política no Congresso. Na véspera da campanha, o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) irritou o governo ao aprovar na Comissão de Constituição e Justiça um benefício adicional para os alunos com bom desempenho escolar. A proposta poderia ter ido para a Câmara, mas o PT recorreu para "segurar" seu andamento e evitar seu uso eleitoral pelos tucanos.
De O Estado de S. Paulo

IV Feira do Livro de São Luís - programação desta terça-feira, 16

AUDITÓRIO MARIA ARAGÃO (100 LUGARES)
18hs Prof. Dra. Elizabeth Sousa Abrantes (UEMA/História): Mesa Redonda - Fazendo gênero no Maranhão (com os autores da coletânea do livro)
20hs – Prof. Dra. Sandra Regina Rodrigues dos Santos (UEMA/História)Mesa Redonda: Balaiada no Maranhão: Passado e Presente (com participação de bolsistas de iniciação científica)

AUDITÓRIO JOSÉ LOUZEIRO (200 LUGARES)
19hs – Prof. Dra. Adriana Zierer (UEMA/História): Paraíso, Inferno e Purgatório: A Visão do Homem Medieval sobre o Além (com participação de bolsistas de iniciação científica)
20hs –Casemiro de Medeiros (CE)- Educação
21hs – Bruno Carneiro Lira (PE) - Lançamento do livro "Leitura e recontextualização - O discurso multicultural"

CAFÉ LITERÁRIO (40 LUGARES)
18h30min – Sônia Almeida e José Ewerton Neto - Escrita, psicanálise e literatura
20hs – Sobre Rosa Mochel - Prof. Trovão

CASA DO ESCRITOR
15h - Marilete Geralda da SilvaCrianças diagnosticadas copm TODA/H Expectativas e acompanhamento dos pais
16h - José de Ribamar S. FernandesA fantástica arte de pensar
17h - José Maria de Sousa MedeirosO fruto da ira é doce
18h – Gilberto Matos RouchaGestão escolar; È possível construir o que não foi construído
19h - Somadena (José Machado de Jesus) – Zum- O Peixinho herói para salvar a Lagoa da Jansen
20h - Marluce VenâncioProfessores do curso de arquitetura e urbanismo da UEMA – Equinoz – Nocos olhares sobre a cidade (Nouveax regards surfa ville)
21h – Hans Soseph/Nina HohnA menina mão de soro e o bichinho rotation

Manchetes dos jornais

JORNAL PEQUENO - CEF vai pagar Bolsa Família pelo celular
O ESTADO DO MARANHÃO - Roseana mudará a máquina estadual
O IMPARCIAL - Mãe tem dentes quebrados pelo próprio filho