27 de jan de 2011

Dora Kramer critica candidatura de Sarney para quarto mandato como presidente do Senado

    O senador José Sarney (PMDB-AP) se lançou candidato à reeleição para a presidência do Senado. Nesta quinta-feira, o parlamentar telefonou para líderes do seu partido anunciando a decisão. Se eleito, esta será a quarta vez que Sarney lidera a Casa. Até o momento, Sarney é o único candidato ao cargo.
    A colunista da BandNews FM, Dora Kramer, a apresentação do parlamentar como candidato único não é surpreendente. Mas, “o que me surpreende é o Senado aceitar assim com uma naturalidade que realmente impressiona, porque o Sarney vai ser presidente do Senado pela quarta vez, apesar de todos os escândalos envolvendo o nome dele e da exoneração de diretores que ele havia nomeado e que transformaram a Casa em um nicho de privilégios corporativos”, disse.
    Ainda de acordo com Dora, “é como os senadores admitissem que entre os 80 parlamentares não há ninguém capaz de assumir o Senado”. Para ela, os outros senadores não têm peso e nem interesse em liderar um processo de renovação. “É como se o Senado dissesse à sociedade que o Senado vai bem como está”, completou.

Na agulha: Chico Buarque na voz de Lirinha

Tirinha do dia

Prefeito de São Bento segue ignorando a justiça com apoio de Ediláziio Júnior

    Quando eleito em 2004 o prefeito de São Bento, Luizinho Barros (PSB), fez um carnaval para mostrar o estado de abandono do hospital municípal. Contou para isso com a grande audiência de um programa policial de São Luís  para amplificar sua sanha de renovação. Citado em assuntos criminais, Barros sucedeu a Isaac Dias (PDT), um dos nomes mais consistentes da história da oposição no Maranhão.
    Na quanta-feira,26, o promotor de Justiça da Comarca de São Bento, Carlos Henrique Soares Monteiro, ajuizou duas ações de execução contra Luizinho Barros: uma de obrigação de fazer e outra de quantia Certa. 
    O objetivo das ações é garantir aos cidadãos sambentuenses atendimento adequado no Hospital Municipal Vicente Ribeiro Aragão que, de acordo com inspeção realizada pela Vigilância Sanitária Estadual (Suvisa), precisa de reforma e reparos imediatos.
    Desde 2009 o prefeito em segundo mandato vem embromando o Ministério Público. Além de não pagar multas, Barros descumpriu Termo de Ajustamento de Conduta.Por trás do prefeito existem forças não tão ocultas.Uma delas atende pelo nome de Edilázio Júnior (PV), deputado estadual eleito e diplomado e candidato à 1ª secretaria de Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Maranhão.
    No carnaval de 2010 junto com a esposa, filha da desembargadora Nelma Sarney, o ainda nem candidato desfrutou do prestígio penuciário do prefeito de uma das cidades mais pobres da Baixada Maranhense. Não espanta tamanha afronta à promotoria por parte do prefeito.
    Acusado de desviar verbas em 2007 e citado em crimes eleitorais em 2008, Luizinho Barros para se reeleger prefeito contou com a colaboração do ex-deputado estadual   Rubens Pereira, então ocupante da Casa Civil do governo Jackson Lago. Numa lógica ao avesso o candidato acabou merecendo mais atenção do Palácio dos Leões sob o comando do PDT que o escudeiro fiel do jacksismo, Isaac Dias. Em 2010 ele mostrou sua face nem tão oculta: apoio Roseana.

Na coluna do Ilimar Franco

Curto-circuito no PV
Candidato a líder do PV na Câmara com o apoio de Marina Silva, o deputado eleito Alfredo Sirkis (RJ) foi surpreendido ontem com a eleição de Sarney Filho (MA) para o posto. Sirkis não compareceu à reunião em Brasília. “Se ele não está aqui, é porque não quer”, disse o presidente do partido, José Luiz Penna. Sirkis alega que a escolha do novo líder não estava na pauta da reunião, e sim a formação de bloco parlamentar.

Gastão Vieira é flagrado fazendo críticas ao PT e a colegas de partido

     Durante almoço ontem, em Brasília, um grupo de dez deputados do PMDB lançou fortes críticas contra o PT e integrantes da própria sigla.
    Sem saber que um repórter da Folha estava na mesa ao lado, disseram que o PT tenta marcar o PMDB como o partido do "fisiologismo" e que o governo repassou à sigla só ministérios irrelevantes.
    A reunião ocorreu no restaurante Fritz, o mesmo em que a "equipe de inteligência" da pré-campanha de Dilma Rousseff se reuniu para traçar estratégia de espionagem contra o PSDB em 2010.
    Estavam no encontro Ibsen Pinheiro (RS), Osmar Serraglio (PR), Osmar Terra (RS), Edinho Bez (SC), Gastão Vieira (MA), Raul Henry (PE), Geraldo Resende (MS), Mauro Mariani (SC), Manoel Júnior (PB) e o deputado eleito Alceu Moreira (RS).
    Eles batizaram o grupo de "Afirmação Democrática".
Da Folhaonline

TCU aceita denúncia de desvio de recursos da Fundação José Sarney

Leandro Colon
    O Tribunal de Contas da União (TCU) aceitou a denúncia contra a Fundação José Sarney por supostos desvios de recursos públicos de patrocínio da Petrobrás. O órgão determinou ao Ministério da Cultura - que intermediou o patrocínio - que entregue, num prazo de 60 dias, análise da prestação contas do convênio. O processo ficará sob a responsabilidade dos técnicos da Secretaria de Controle Externo.

Acervo. Fundação abriga peças da gestão Sarney na Presidência

     A ação é fruto de reportagem publicada no dia 9 de julho de 2009 pelo Estado revelando os desvios de verba da entidade criada pelo presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). Na época, senadores da oposição pediram investigação e, depois, a CPI da Petrobrás pediu informações.
     A decisão do TCU de considerar procedente a denúncia foi tomada em reunião reservada no dia 19 e as determinações foram publicadas no Diário Oficial da União anteontem. O tribunal retirou o sigilo do caso. O relator é o ministro José Múcio Monteiro, ex-ministro de Lula.
    A reportagem do Estado mostrou que a fundação desviou para empresas fantasmas e outras da família de Sarney dinheiro da Petrobrás repassado em forma de patrocínio para projeto cultural que não saiu do papel. Do total de R$ 1,3 milhão repassado, pelo menos R$ 500 mil foram parar em contas de empresas prestadoras de serviço com endereços fictícios em São Luís.
    Uma parcela do dinheiro, R$ 30 mil, foi para a TV Mirante e duas emissoras de rádio, a Mirante AM e a Mirante FM, de propriedade da família Sarney. A verba foi transferida em 2005. Uma auditoria da Controladoria Geral da União, concluída em janeiro de 2010, confirmou as irregularidades reveladas pelo Estado.
 De O Estado de S. Paulo

São Luís não está incluída entre as cidades que substituirão o antigo RG pelo RIC

    O novo Registro de Identidade Civil (RIC) que substituirá o antigo RG não tem data para chegar ao Maranhão. Anunciado pelo diretor do Instituto de Identificação do Maranhão,Ident, Orlando Trinta Arouche, para ter início no mês de fevereiro, São Luís não está incluída entre as cidades que terão convocados pelo Ministério da Justiça para obter o novo documento.
     Segundo o diretor do órgão da Secretaria de Segurança Pública, o estado estaria aguardando apenas um comunicado do Comitê Gestor do Ministério da Justiça para dar início ao pçrocesso. 
    Cerca de 100 mil pessoas vão receber uma carta do Ministério da Justiça até o final de janeiro com a convocação para trocar o documento. São moradores de Brasília, Salvador, Rio de Janeiro, Ilha de Itamaracá (Pernambuco), Hidrolândia (Goiás), Nísia Floresta (Rio Grande do Norte) e Rio Sono (Tocantins) serão os primeiros brasileiros a terem o RIC.
    Até o final do ano, mais 1,9 milhão de pessoas serão chamadas para obter o novo documento. Os convocados foram selecionadas pelos órgãos estaduais ou de acordo com uma lista do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) - que recadastrou eleitores para votarem em urnas biométricas.
    Os primeiros contemplados irão receber uma carta indicando o local onde o novo documento poderá ser retirado. A estimativa do Ministério da Justiça é que em 10 anos todos os brasileiros terão o RIC. "Neste prazo, a nova identidade e o RG vão conviver até que a troca do documento seja completa", informou Araújo.
    Nesta etapa de implantação do RIC, não há a possibilidade de o próprio cidadão ir até o órgão de identificação de seu Estado e requisitá-lo. Ainda é preciso receber a convocação. O documento é expedido pela Casa da Moeda e sua emissão é gratuita, bancada pelo Ministério da Justiça.
    O RIC tem 17 itens de segurança, foi idealizado para impedir fraudes e facilitar a vida dos cidadãos na obtenção de benefícios sociais e em contratos privados, como abertura de contas e operações bancárias, reduzindo a possibilidade de erros e prejuízos. Além disso, ele reúne vários documentos, como o CPF, identidade, título de eleitor e programa de integração social (PIS) em um só.
Com informações de agências

No Painel da Folha de S. Paulo

Contraponto
Aeroporto
O tradicional discurso sobre o Estado da União feito por Barack Obama anteontem levou o apresentador Marcelo Tas a comentar no Twitter o efeito que um cargo de tal responsabilidade pode provocar nas pessoas.
-Obama falou de Sputnik... mas eu só consegui prestar atenção no cabelo branco dele.
Também no microblog, o deputado Flávio Dino (PC do B-MA) provocou, brincando com uma das principais características físicas do apresentador:
-Isso é coisa de quem não tem cabelo.

Manchetes dos jornais

JORNAL PEQUENO - TCU acata denúncia contra a Fundaç]ao José Sarney
O ESTADO DO MARANHÃO - Casos de dengue e violência tem que ser informados ao MS
O IMPARCIAL - Problema de Moradia