5 de mai de 2010

Maioria dos deputados maranhenses foge da votação do projeto Ficha Limpa

     Dos 18 deputados federais da bancada maranhense apenas oito participaram da sessão da Câmara que aprovou o texto-base do projeto Ficha Limpa. O projeto foi aprovado por 388 votos.Dos 513 deputados, 380 participaram. Todos os deputados maranhenses presente na sessão votaram pela aprovação do texto.
     O único deputado presente a votar contra foi o deputado Marcelo Melo (PMDB-GO) que justificou que o voto alegando ter se equivocado na hora do voto por cansaço físico.
     O presidente da Câmara, deputado Michel Temer (PMDB-SP), não votou por estar impedido regimentalmente. Os dez maranhenses faltosos engrossaram oi grupo de 123 parlamentares ausentes à sessão. Ainda falta a análise dos destaques para que a proposta siga para o Senado.

Quem votou
Carlos Brandão PSDB Sim
Davi Alves Silva Júnior PR Sim
Domingos Dutra PT Sim
Flávio Dino PCdoB Sim
Julião Amin PDT Sim
Pedro Fernandes PTB Sim
Ribamar Alves PSB Sim
Sarney Filho PV Sim
Total: 8


Quem faltou
Cleber Verde (PRP)
Clóvis Fecury (DEM)
Gastão Vieira (PMDB)
Nice Lobão (DEM)
Pedro Novais (PMDB)
Pinto Itamaraty (PSDB)
Professor Sétimo Waquim (PMDB)
Roberto Rocha (PSDB)
Waldir Maranhão (PP)
Zé Vieira (PP)

Total: 10

Flagrante de furto do patrimônio histórico de São Luís, em Boa Vista, na entrada da Maioba

Adriano Sarney se mete agora nos negócios de energia limpa

     Apontado como sócio de uma empresa de consultoria intermediadora de convênios de bancos com o Senado, José Adriano Cordeiro Sarney (na foto o primeiro à esquerda), neto do senador José Sarney (PMDB-AP), não se emendou depois de ter sido denunciado por favorecimento de parentesco em transações de empréstimos consignados na Casa presidida pelo avô.
     No turbilhão de denúncias que emergiram contra o senador José Sarney há cerca de um ano, Adriano foi confirmado como sócio da Sacris Consultoria que atuava em parceria com o Grupo MBM, também intermediando seguro de vida para servidores do Senado Federal. Ele negou qualquer mãozinha por conta do parentesco e na trilha do tio Fernando Sarney prometeu acionar os jornais que o envolveram no escândalo.
     No início deste ano, o neto do Sarney tentou se camuflar na cidade de Tutóia, município portal do Delta das Américas no Maranhão. Durante uma reunião com alemães interessados em instalar no Maranhão empreendimento de energia eólica, Adriano esteve o tempo inteiro acompanhado os detentores da liderança de tecnologia no mundo.
     Filho do deputado federal Sarney Filho (PV-MA), Adriano Sarney esteve no município acompanhando o pessoal do Ministério das Minas e Energia, à época ainda sob o comando do senador Edison Lobão (PMDB). Desde 2007 a Petrobras apresentou interesse em desenvolver no Maranhão uma experiência em geração desse tipo de energia. O prefeito Baquil, que depõe hoje na CPI da Pedofilia, anfitrionou o neto do presidente do Senado.

Deputado Domingos Dutra pede solução para conflito em São João do Paraíso

O deputado federal Domingos Dutra (PT) quer que o Tribunal de Justiça do Maranhão resolva de uma vez por todas a situação da prefeitura de São João do Paraíso. No município maranhense a prefeitura está entregue à presidente da Câmara já que o prefeito Raimundo Galdino Leite, o Boca Quente, e seu vice, Itamar Aguiar (PRP) estão foragidos.


Há 15 dias, o juiz Armindo Nascimento Reis Neto deu como procedente representação do Ministério Público e mandou cassar o diploma de Boca Quente, e expedir o diploma e dar posse ao segundo colocado nas eleições, José Aldo. Boca Quente é filiado ao PV, partido comandado no estado pelo deputado federal Sarney Filho. Outros 18 prefeitos foram eleitos no Maranhão pelo mesmo partido nas eleições de 2008.

Em 9 de abril a população ateou fogo na prefeitura numa reação contra decisão do Tribunal de Justiça que determinou a volta do prefeito afastado liminarmente por improbridade administrativa. Boca Quente acumulava dívidas salariais com o funcionalismo. Desde então o Grupamento de Operações Especiais (GOE) e Força Tática (FT) se instalaram na cidade atuando como gestores. Segundo Dutra o caso está sendo tratado pela Polícia do Maranhão enxertado com interesses políticos.

Calendário eleitoral - Eleição 2010

5 de maio – quarta-feira
(151 antes)

1. Último dia para o eleitor requerer inscrição eleitoral ou transferência de domicílio (Lei nº 9.504/97, art. 91, caput).

2. Último dia para o eleitor que mudou de residência dentro do município pedir alteração no seu título eleitoral (Código Eleitoral, art. 46, § 3º, II c.c. o art. 91, caput, da Lei nº 9.504/97 e Resolução nº 20.166/98).

3. Último dia para o eleitor portador de necessidades especiais solicitar sua transferência para seção eleitoral especial (Lei nº 9.504/97, art. 91, caput e Resolução nº 21.008/2002, art. 2º).

No Painel da Folha de S. Paulo

Contraponto



Ficha muito suja
Manifestantes favoráveis ao projeto da "ficha limpa", que barra a candidatura de condenados pela Justiça, faziam ontem uma "faxina" simbólica em frente à rampa do Congresso, com vassouras e baldes, quando perceberam que não tinham levado água para enxaguar o local.
O grupo se pôs então a encher os baldes com água do lago artificial situado na entrada do Legislativo, até que um dos jovens "faxineiros" observou:
-Ih, esta água está mais suja do que a rampa!
E, dirigindo-se aos poucos deputados que aderiram à manifestação, alertou:
-Se essa água respingar aí em vocês...

Manchetes dos jornais

O ESTADO DO MARANHÃO - Ave choca-se com avião da TAM em SL
O IMPARCIAL - Ave bate e danmifica avião durante pouso
O QUARTO PODER - Acusados de roubo, homicídio e estupro