27 de dez de 2010

Lembrança de Vespasiano Ramos

AO CRISTO
“Divino apagador dos desenganos
Tu que foste há quase dois mil anos,
Sacrificado pela Humanidade,
Prometeste voltar! Não voltes, Cristo:
Serás preso, de novo, às horas mudas,
Depois de novos e divinos atos
Porque, na terra, deu-se apenas, isto:
Multiplicou-se o número de Judas
...E vai crescendo a prole de Pilatos”.
* Vespasiano Ramos, poeta maranhense, cujo corpo está enterrado no cemitério dos Inocentes, em Porto Velho (RO), numa sepultura totalmente entregue às “traças”. Durante a campanha, o prefeito de São Luís, João Castrelo (PSDB), prometeu aos membros da Academia Caxiense de Letras trazer os restos mortais do poeta para sua terra natal.

Na agulha:Uma canção de Mark Sandman (1953-1999)

Em memória de Leal Júnior

"Os amados pelos deuses morrem jovens"
Oscar Wilde

Novais, por Novaes

Carlos Eduardo Novaes, escritor
     Quer dizer que o deputado Pedro Novais – que caiu de pára-quedas no ministério da Dilma, jogado do avião do Sarney – antes de assumir a pasta do Turismo já botou na conta do governo a excursão que fez ao Motel Caribe em São Luis?
    Como você sabe, os parlamentares em Brasília têm direito a uma tal verba indenizatória – era de R$ 32 mil por mês – para compensar seus baixos salários. São gastos com os ossos (duros) do ofício ressarcidos posteriormente mediante a apresentação de notas e recibos. Foi assim que um assessor do Novais chegou à secretaria da Câmara carregando uma pilha de papéis.
    – O que é isso? – indagou o funcionário, conferindo as notas – R$ 22 mil só em diárias no Hotel Emiliano? É um dos mais caros de São Paulo!
    – Você queria que um deputado de seis mandatos e 80 anos se hospedasse em uma pensão? – e acrescentou – Ele não é povo. É representante do povo! É diferente.
    – Ele não é deputado pelo Maranhão?
    – Por isso mesmo! Não tem onde ficar em São Paulo!
    – Mas por que tantas diárias? Ele despacha de São Paulo?
    O assessor ficou irritado com tantas perguntas:
    – Vai dizer que você nunca viu uma nota desse valor? Vamos logo com isso!
    – Não posso aceitar essa nota sem saber a razão das despesas.
    – Ah não? Espera que você vai receber uma ligação do gabinete do senador Sarney. Sarney é padrinho do Novais, sabia?
    O funcionário entubou a nota e continuou sua conferência:
    – Motel Caribe... – leu em voz alta. – Motel Caribe?
    – Tá pensando o quê? Meu deputado tem 80 anos, mas ainda dá no couro!
    – Aqui diz que ele promoveu uma festa para 15 casais!! Não posso aceitar essa nota.
    – Por que não? Eram todos congressistas!
    – Foi alguma reunião partidária? De comissão parlamentar?
    – Exatamente! – disse o assessor, aproveitando-se da pergunta – Uma reunião da Comissão de Moral e Bons Costumes!
    – Na suíte Bahamas, a mais cara do motel?
    – Os outros quartos estavam ocupados por outras comissões.
    – Essa nota vai pegar mal. Já imaginou se a imprensa tomar conhecimento? Vai ser um escândalo! Já seria se o deputado tivesse 30 anos e acompanhado de uma única mulher. Com 80, e 15 casais, o escândalo será muito maior!
    O assessor estava impaciente:
    – Vai ou não vai ressarcir essa despesa? Mistura essa nota com as outras que ninguém vai reparar... é tudo verba indenizatória!
    – Tudo bem – consentiu o funcionário da Câmara, pensando no emprego. – Tem algo mais para abater?
    – Só mais essa, da farmácia. Quinze embalagens de Viagra!
Do Jornal do Brasil

Juscelino Kubitscheck era homofóbico

Machão
Juscelino Kubitscheck era homofóbico, quer dizer, ojerizava os gays, além da conta, tanto que sofreu bastante, quando soube que um dos seus principais assessores na Presidência, mineiro como ele, facilitava.
Da coluna de Lúcio Brasileiro em O Povo

Secma contrata funcionários para participar de reveillon promovido pelo Governo do Estado

     Ao menos cinco nomes do elenco de cerca de 50 artistas escalados para participar do “Reveillon 2011 - Prosperidade e Paz. Boas Festas”, promovido pela Secretaria de Estado do Maranhão, Secma, têm contracheques no órgão interveniente: Wellington Reis, Claudio Pinheiro, Sérgio Habibe, Chico Maranhão e Roberto Brandão, este último vocalista do Bicho Terra, banda que ocupara o palco Belvedere,na Litorânea, a partir da meia-noite do dia 1º de janeiro.
    A prática é recorrente na gestão do advogado e compositor do Bicho Terra, Luiz Henrique Bulcão. Se a legalidade da prática é ignorada, a imoralidade é no mínimo cultivada com maestria pelo gestor da cultura oficial no estado.
    Wellington Reis é superintendente de Ação e Difusão Cultural da Secretaria. Claudio Pinheiro é superintendente do Mais Cultura no Maranhão. Sérgio Habibe é diretor do Centro de Cultura Popular Domingos Vieira Filho. Chico Maranhão pertence ao quadro funcional da Secma na condição de arquiteto.
    Alguns artistas antes cotados para participar dos eventos da Secma foram rifados. Tutuca foi um deles. Após se envolver um episódio de ringue com o instrumentista e compositor Ronaldo Pinheiro, logo imediatamente o retorno de Roseana Sarney (PMDB) ao governo, a música de Tutuca passou a fazer parte do índex da turma da Madre Deus.

Lula diz que denúncia contra Pedro Novais está mais do que justa e deve ser investigada

    Durante café da manhã com jornalistas que cobrem o Palácio do Planalto, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi questionado duas vezes sobre o caso do deputado e futuro ministro do Turismo, Pedro Novais (PMDB-MA), que usou dinheiro da Câmara para pagar diária de motel em São Luís, no Maranhão. "Se usou, vai ser investigado", disse, sendo logo interrompido por um assessor do Planalto que queria encerrar a entrevista.
    Antes Lula tinha sido questionado sobre o caso no momento em que reclamava das denúncias da imprensa. Lula respondeu dizendo que o repórter que fez a pergunta o conhecia e sabia que ele desaprovava atitudes como a do futuro ministro do governo Dilma, ligado ao grupo do senador José Sarney. "Você convive longo tempo comigo e sabe que não é isso que eu penso. Neste caso, está mais do que justa (a denúncia). Só tem um jeito de você não ser punido e não ser acusado: é não cometer o erro".
    Em seguida Lula baixou o tom de críticas à imprensa. "A denúncia da imprensa, na maioria das vezes, é importante. É que às vezes a denúncia é pela denúncia", disse. Depois o presidente citou o caso de outro indicado de Sarney, o ex-ministro Silas Rondeau, que deixou o governo acusado de corrupção. "Nunca existiu o envelope, mas nunca foi desmentido." Lula criticou a imprensa, mas neste caso a denúncia de que uma assessora de Rondeau teria entregue ao então ministro um envelope pardo com R$ 100 mil foi feita pela Polícia Federal e não pela imprensa".
De OEstadao

Leonel Brizola foi esquecido no Paraíso


Local onde seria instala a Unidade Integrada Leonel Brizola

    O terreno foi adquirido na gestão do prefeito Tadeu Palácio (2002-2008) para construção da Unidade Escolar Leonel Brizola, para integrar a rede municipal de São Luís. Na época era secretário municipal de Educação o professor Moacir Feitosa, ex-candidato a deputado federal derrotado nas eleições de outubro de 2010. Assim, se passaram seis anos e a área localizada na Avenida Paraíso do Residencial dos Signos foi sendo ocupada aos poucos até não restar mais espaço para a escola em homenagem ao gaúcho fundador do PDT, na época partido de Palácio e Feitosa.
    Embora tenha sido criada pelo Decreto Nº 26.019, publicado no diário Oficial do Município em 8 de março de 2004, a Leonel Brizola não saiu do papel.

Ocupação de área pública na Avenida Paraíso

    A área destinada à escola onde antes funcionou o Motel Paraíso, pelo decreto, teria 6.241,90 metros quadrados. A idéia era atender crianças do Residencial dos Signos, e de ao menos oito bairros da região como Santa Ifigênia, Jardim Lisboa, Residencial São Paulo, Jardim Tropical, Vila Flamengo, Vila São Luís, Jota Lima e Residencial Alberto Franco.
Do jornal A Vez dos Bairros

Sated premia melhores do teatro e dança dia 30 no TAA

No Painel da Folha de S. Paulo

tiroteio
O ministério de Dilma é um time sem grandes estrelaqs e com dois 'bad boys': Pedro Novais e Ideli Salvati. Se continuar assim, corre o risco de ser rebaixado.
DO DEPUTADO CHICO ALENCAR (PSOL-RJ) sobre a equipe confirmada pela presidente eleita para o primeiro escalão federal a partir do dia 1º de janeiro.

Manchetes dos jornais

O ESTADO DO MARANHÃO - Vôo charter traz turistas portugueses para o Maranhão
O IMPARCIAL - Foco de analfabetismo