24 de mar de 2011

Haroldo Sabóia critica Comitê dos 400 anos de São Luís

    O Comitê Estratégico Organizador do IV Centenário de São Luis foi severamente criticado por Haroldo Saboia.
- “Critico tanto a concepção como a composição desse Comitê” – afirmou Saboia.
    O prefeito João Castelo “desmerece nossa história, enaltece toda sorte de colonialismo cultural e impõe um Comitê de araque, mais com a cara de 400 anos de dominação”, adianta.
    Para Haroldo Saboia é impossível pensar em um verdadeiro Comitê preparativo do IV Centenário sem uma ampla discussão com a sociedade, sem a participação de entidades e personalidades marcantes da vida cultural, política e social da cidade.
    Critica a ausência no Comitê tanto de entidades como o CCN, Centro de Cultura Negra, o Aconeruq e o Instituto Maria Aragão como de nossas escolas de samba bem dos “batalhões” de bumba-meu-boi.
    “É impossível excluir da linha de frente dessas comemorações - adianta Haroldo - figuras como o escritor Jomar Moraes, autor do Guia de São Luis do Maranhão, do jornalista Manoel Santos Neto, autor da admirável série “Universo Poético das ruas e praças de São Luis” publicado por Josilda Bogea e Alberico Cordeiro no “Guesa Errante” de 2007, por exemplo.
    Lembra nomes que “não poderiam ser esquecidos”: compositores como Cesar Teixeira, Josias Sobrinho e Chico Maranhão; historiadores como Mundinha Araujo, Ferreti, Ananias Martins; artistas como Dila, Jesus Santos, Mondego e Marinho; arquitetos Louis Philippe Andrees e Cléon Furtado.
    “Cito esses nomes – diz Saboia – sem querer desmerecer muitos outras figuras igualmente centrais no riquíssimo universo humano de nossa cidade”.
    O prefeito se curvou às imposições das “trades” do turismo - finaliza Haroldo Saboia – e de um desconhecido diretor da Embratur ,Marco Lomanto,que “nunca tinha andado pelas praças, ruas de São Luis. Muito menos pelos seus becos mais pitorescos”.

Digitais de Roberto Costa estão impressas em documento de estudantes pedindo volta às aulas


O deputado estadual Roberto Costa
     Foi do deputado estadual Roberto Costa (PMDB) a ideia da nota das entidades do movimento estudantil poublicadas nos jornais O Estado, Pequeno etc, apelando pela volta às aulas. No bom português, pelo fim da greve dos professores.
    Ao menos 31 entidades são signatárias da peça, publicada nos jornais de maior circulação do estado. Os jornais menores foram excluídos da empreitada, coadunando com o pensamento da SECOM do Estado.
    Costa ensaia seu retorno para a Secretaria Extraordinária de Juventude, ou seja a pasta sem orçamento. Daí sua resistência em trocar o certo pelo duvidoso e trocar um prestígio por um pipper falso.
    Na dúvida, Costa espalha que o ex deputado Alberto Franco (PMDB) seria um bom nome para Juventude. Franco quer mesmo é sentar na cadeira do parlamento para pavimentar seu retorno à Casa, desta vez com votos daqui a quatro anos. Já viu que deu certo com Afonso Manoel e Gardênia Castelo, ex-suplentes hoje com mandatos.
    Egresso do movimento estudantil, contemporâneo de Weverton Rocha e outros bichos de pena, Roberto Costa vai mais longe: organiza uma passeata para a próxima semana desembocando em frente ao Palácio dos Leões. Para tal, pensou em espichar somente cinco mil do bolso. A galeria chiou, pediu o dobro. Costa deu o braço a torcer diante de tamanha convicção ideológica dos estudantres rebeldes, ávidos por aula, de malandragem.

Jader Barbalho volta ao Senado

Barbalho: "O Supremo fez a justiça"
    O ex-deputado Jader Barbalho (PMDB) afirmou que o Supremo Tribunal Federal (STF) "repôs juridicamente, o respeito à Constituição Federal, reconhecendo a soberania popular manifestada em outubro nas urnas", ao derrubar, por 6 votos a 5 a aplicação da Lei da Ficha Limpa para a eleição do ano passado. Ele foi declarado inelegível, em dezembro passado, por norma interna do STF, após empate na votação dos ministros.
    "O povo do Pará já havia feito justiça nas urnas. Agora, o Supremo fez a justiça de mostrar que a Constituição Federal tem de ser respeitada. Eu nunca imaginei outro desfecho que não fosse este", declarou Barbalho. Ele lembrou que sua votação no Estado (1,8 milhão de votos) superou "com folga" as assinaturas colhidas a favor da Lei da Ficha Limpa.
    A retroatividade da lei da Ficha Limpa, segundo Barbalho, era um problema que o próprio presidente do STF, o ministro Cezar Peluso definiu como "absurdo" imaginado sequer pela ditadura militar de 1964. Depois de dizer ter sido eleito duas vezes seguidas deputado federal, embora em dezembro tenha sido impedido de assumir o Senado, ele criticou a "lei casuística que violava as regras do jogo eleitoral com o jogo em pleno andamento".

Sarney perde aliado no Amapá com decisão do Supremo sobre aplicação da Lei da Ficha Limpa


Capi e Janete de volta ao Senado e à Camara
      Com a decisão do Supremo Tribunal Federal sobre a Lei da Ficha Limpa, a bancada do Amapá, estado que deu mandato ao senador José Sarney (PMDB) até 2014,  sofre alterações; No lugar de Gilvam Borges (PMDB), aliado do presidente do Senado, assume João Alberto Capiberibe (PSB), seu adversário até as eleições passadas. Capi foi o segundo mais votado na disputa pelo Senado. Ele teve 131.411 votos, dez mil a mais que Gilvam Borges.
    Na Câmara dos Deputados, Janete Capiberibe (PSB) assume a vaga até então ocupada pela petista Marcivânia Flexa. Os pessebistas comemoram a decisão do STF. Para eles foi feita justiça ao casal Capiberibe, que teria sido vítima de uma armação patrocinada por Gilvam Borges, aliado de Sarney. O filhe de Capi e Janete, Camilo Capiberibe é governador do estado do Amapá.

No claudiohumberto.com.br

Os profissionais
O senador Tião Viana (PT-AC) acertou na briga com José Sarney, dizendo que “dossiê é coisa de profissional”. Os dossiês petistas contra FHC, José Serra, Geraldo
Alckmin etc, foram fiascos dignos do inspetor Clouseau.

Manchetes dos jornais

AQUI-MA -8.346 vagas nos correios
ATOS E FATOS - Policiais civis em greve e policiais militares reclamam
CORREIO DE NOTÍCIAS - Castelo empossa Graça Paz na articulação polícia
JORNAL A TARDE - Hospital Geral será centro de referência em hérnia
JORNAL EXTRA -Roseana manda fazer pesquisa entre aliados
JORNAL PEQUENO - Supremo decide que a Lei da Ficha Limpa só valerá em 2012
O ESTADO DO MARANHÃO -Dois ministériosvão mandar missões especiais ao Maranhão
O IMPARCIAL - DNIT tem mais de um bilhão para recuperar estradas

NO PAÍS
CORREIO BRASILIENSE:Sujou
FOLHA DE SÃO PAULO: STF anula Ficha Limpa nas eleições de 2010
O ESTADO DE S. PAULO:Ficha Limpa só vale a partir de 2012
O ESTADO DE MINAS:Sujou!
O GLOBO:Novo ministro surpreende e joga Ficha Limpa para 2012
VALOR ECONÔMICO:Greves de 80 mil param principais obras do PAC
ZERO HORA:Guinada na Ficha Limpa muda o quadro eleitoral
DIÁRIO DO PARÁ:Supremo decide: Jader senador
JORNAL DO COMMERCIO:Fichas-sujas de volta
MEIO-NORTE: PM tem 15 viciados em crack e 100 alcoólatra
O POVO: Licitação emperra e presídios ficam sem bloqueadores de celular