27 de abr de 2011

Banda londrina Man of Kin tem show programa para 13 de maio em São Luís (MA)

    A banda londrina Man of Kin estará no Brasil no mês de maio para realizar 11 shows. São Luís (MA) está no roteiro. As apresentações no país fazem parte de uma turnê mundial Heality Check Wordwid Tour, que já passou pelos EUA e ainda seguirá para outros locais da América do Sul, além de Europa, Ásia e Oceania.
    É a segunda vez que a banda vem ao Brasil e será a primeira vez a tocar em São Luís. O show vai ser dia 13 de maio e conta com a participação de bandas locais.
    A excursão tem início em São Paulo no dia 6 de maio. No dia 27 eles encerram a turnê no Rio de Janeiro. A Man of Kin fará shows em cinco capitais do Nordeste do Brasil.
Datas e locais dos show da Man of Kin
06/05 (sexta-feira) – São Paulo/SP
07/05 (sábado) – Palmas/TO
08/05 (domingo) – Belém/PA
13/05 (sexta-feira) – São Luiz/MA
14/05 (sábado) – Teresina/PI
15/05 (domingo) – Fortaleza/CE
20/05 (sexta) – Natal/RN
21/05 (sábado) – Salvador/BA
22/05 (domingo) – Vila Velha/ES
26/05 (quinta-feira) – Curitiba/PR
27/05 (sexta-feira) – Rio de Janeiro/RJ
Com informações do site Full Rock

Turista de São Paulo morre durante acidente em Barreirinhas

    Barreirinhas, localizada a 260km de São Luís, é um dos principais Pólos Turísticos e de Lazer do País, principalmente, por ser portão de entrada para os Lençóis Maranhenses - verdadeiro santuário da natureza, com 155 mil hectares de dunas, rios, lagoas e manguezais.
    Apesar da beleza e singularidade, dois fatos desagradáveis ocorreram nesse final de semana envolvendo turistas que visitavam a cidade. Segundo informações apuradas pelo Blog, um toyoteiro bêbado atropelou uma turista nas dunas de Barreirinhas e um carro de um grupo de turistas do estado de São Paulo, que voltava de uma excursão aos Lençóis Maranhenses, capotou na estrada e caiu em um igarapé nas proximidades do município de Humberto de Campos.
    Feridos, os turistas foram levados para o Hospital de Humberto de Campos, mas devido a estrutura inadequada do local para prestar atendimento, Raul Melo Jr., 48 anos, veio a falecer. Naquele momento, não havia sequer uma ambulância para transportar os feridos a São Luís. A vítima fatal visitava os Lençóis acompanhado da esposa, filha e genro.
    Isso é inadmissível! Onde estão as autoridades competentes para colocar limites? Um bom destino turístico passa também pelo enfrentamento e fiscalização constante a esse tipo de prática. Talvez se tivesse um atendimento de urgência e emergência eficaz bem como profissionais preparados para trabalhar no destino turístico, a vida de Raul Melo Jr. fosse poupada.
    Pensemos nisso: A luta por um turismo de qualidade, sustentável, passa por todas essas questões, envolvendo diretamente a qualidade de vida em todos os aspectos e relações bem construídas com os outros.
Do Blog Cazombando 

Novo Conselho de Ética tem Renan e aliados de Sarney

Os senadores José Sarney (à esq.) e Renan Calheiros, durante sessão
Gabriela Guerreiro
    Depois de responder a cinco processos por quebra de decoro parlamentar no Conselho de Ética do Senado, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) foi eleito ontem membro titular do órgão, responsável por investigar a conduta dos 81 senadores.
    Ao lado de Renan, foram escolhidos para compor o colegiado outros 14 senadores -grande parte com processos na Justiça.
    Amigo de Renan e do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), o senador João Alberto (PMDB-MA) foi indicado para presidir o conselho. O peemedebista deve ser eleito hoje para o comando do órgão.
    Apesar da ligação com Sarney, que respondeu a 11 processos no conselho em 2010, Alberto promete independência. "O conselho é cortar na nossa própria carne", disse. "Já estou preparado, exerci o cargo duas vezes."
    A vice-presidência do conselho deve ser ocupada por Gim Argello (PTB-DF), que é investigado em inquérito que está no STF (Supremo Tribunal Federal) por ter alugado computadores por valor superfaturado quando era deputado distrital em Brasília.
Entre os indicados para o Conselho de Ética estão os senadores Romero Jucá (PMDB-RR) e Valdir Raupp (PMDB-RO), que também respondem a processos judiciais. Foram indicados seis líderes partidários, depois que muitos senadores se recusaram a ocupar cadeiras no conselho temendo futuros desgastes políticos.
    Único a votar contra as indicações para o conselho, o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) disse que Sarney escolheu sua tropa de choque para controlar o órgão.
"Quem vai mandar alguma coisa para um conselho que tem pessoas amigas do presidente da Casa?", perguntou.
    O conselho estava sem seu quadro completo desde agosto de 2009, quando a oposição se retirou do colegiado em protesto contra o arquivamento dos processos contra Sarney. Criado em 1993, o órgão analisou desde então mais de 20 representações contra senadores, das quais 15 foram arquivadas.
    No caso de Renan, o conselho chegou a aprovar o pedido de cassação do parlamentar, que foi rejeitado pelo plenário. Renan respondeu a uma série de denúncias em 2007, quando foi acusado de ter recorrido a um lobista para pagar aluguel e pensão à jornalista Mônica Veloso, com quem tem uma filha.
"BULLYING"
    As indicações para o Conselho de Ética foram feitas um dia depois de o senador Roberto Requião (PMDB-PR) tomar o gravador de um repórter que o questionou sobre a aposentadoria que recebe como ex-governador.
    Requião foi ontem à tribuna do Senado para fazer novas acusações à mídia. "Temos que acabar com o abuso, o bullying que sofremos nas mãos de uma imprensa às vezes provocadora e muitas vezes irresponsável."
Sem se desculpar por ter tomado o gravador e apagado a entrevista, o senador reconheceu que "não deveria ter perdido a paciência" com o repórter, mas acusou o jornalista de tentar acuá-lo com "perguntas agressivas".
--------------------------------------------------------------------------------
Colaborou JOÃO CARLOS MAGALHÃES, de BRASÍLIA
Da Folha de S. Paulo




Maçaranduba no Senado

Fernando de Barros e Silva
SÃO PAULO - Fico na dúvida se Roberto Requião (PMDB-PR) deveria ser encaminhado a algum posto de polícia ou ao departamento médico do Senado. Sua agressividade é crônica. Os espetáculos de truculência que protagoniza são recorrentes.
    O senador arrancou o gravador das mãos de um repórter que insistia em saber se ele abriria mão da aposentadoria que recebe como ex-governador (R$ 24.117). Ao tomar o aparelho, Requião ainda ameaçou: "Já pensou em apanhar, rapaz?".
    Isso se deu no plenário do Senado. Logo a seguir, pelo Twitter, Requião fez a apologia da própria delinquência: "Acabo de ficar com o gravador de um provocador engraçadinho. Numa boa, vou deletá-lo".
    O senador aceitou devolver o objeto que havia subtraído à força do jornalista só depois que a direção da rádio Bandeirantes acionou seu gabinete. Mas devolveu sem o cartão de memória. Foi preciso que a Secretaria de Comunicação do Senado intercedesse para que Requião entregasse o cartão -com a entrevista devidamente apagada.
    Diante desse enredo de filme de gângster, José Sarney conseguiu ser fleumático: "Requião é um cavalheiro". Além de minimizar o episódio, o presidente do Senado rendeu homenagem à figura do machão brasileiro, gentil ou brutal de acordo com seus caprichos.
Procurada pela vítima, a Polícia Legislativa alegou não ter competência para cuidar do caso. A Casa também não tem corregedor desde a morte de Romeu Tuma. O Senado de Sarney e Requião se vê em avançado processo de sucupirização.
    Ontem, de volta à tribuna, o senador disse ser vítima do "bullying de uma imprensa às vezes provocadora e muitas vezes irresponsável". Nem sempre ele usou a boca para se expressar. Em 2004, torceu o dedo de um repórter com quem se irritou.
    Espera-se que desta vez o Senado tome alguma providência para punir o Maçaranduba do Paraná. Caso contrário, seus acessos coléricos podem ser incorporados ao cardápio de atrações do Circo do Sarney.
Da Folha de S. Paulo

Ministério autoriza concurso para mais de 4 mil vagas nos Ifets

    O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão autorizou, através de portaria divulgada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (25), a realização de concursos públicos para provimento de cargos do quadro de pessoal de Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, vinculados ao Ministério da Educação. Foram autorizadas 2.867 cargos de professor da carreira de educação básica, técnica e tecnológica e 1.816 postos de técnico-administrativo em educação, totalizando 4.683 oportunidades.
    Segundo a portaria, a realização dos concursos e a verificação prévia das condições para nomeação dos aprovados serão de responsabilidade do dirigente máximo do Instituto Federal. O provimento dos cargos está, segundo a portaria, condicionado à existência de vagas na data da nomeação e à adequação das novas despesas à lei orçamentária anual. Confira neste link a portaria completa.
Da Agência Brasil

No claudiohumberto.com.br

“Temos que acabar com o abuso, o bullying que sofremos...”
SENADOR ROBERTO REQUIÃO, CHAMADO NO PARANÁ DE “MARIA LOUCA”, CULPANDO A VÍTIMA

QUESTÃO DE ÓTICA...
...Ou de ética? Para o presidente do Senado, José Sarney, o senador Maria Louca “não agrediu a liberdade de imprensa” tomando gravador de repórter. Para Sarney, certamente, o agredido foi o gravador...

Manchetes dos jornais

Maranhão
O ESTADO DO MARANHÃO - Superintendente do SMTT é exonerado após denúncias
O IMPARCIAL - Gasolina: preço volta a baixar
Nacional
CORREIO BRASILIENSE:Dilma vai privatizar aeroporto de Brasília
FOLHA DE SÃO PAULO:Ex-investigado, Renan vai cuidar de ética no Senado
O ESTADO DE MINAS:Extraordinário: Acabou a farra
O ESTADO DE S. PAULO:Governo fará concessão de aeroportos a empresas
O GLOBO:Dilma abandona dogma do PT e privatiza aeroportos
VALOR ECONÔMICO:Crédito de fundo de Reserva à Eletrobras soma R$ 4,4 bi
ZERO HORA:Obras para Copa são insuficientes, alertam companhias aéreas
Regional
MEIO-NORTE:Wilson quer fim da Polícia Civil do Piauí
O POVO:Cemitérios clandestinos ameaçam saúde pública