22 de dez de 2010

Com corte de R$ 17 milhões no orçamento da CAEMA governo deve manter o povo na m...

Balde de água é vendido a R$ 15,00 na Vila Luizão 
     Com corte de R$ 17 milhões a Companhia de Saneamento Básico do Maranhão, CAEMA, mergulhará em 2011 no mar de ineficiência acumulada em toda sua existência. Segundo denúncia do deputado estadual reeleito Rubens Pereira Jr. feita durante a votação do orçamento de R$ 9,6 bilhões do estado para o próximo ano, primeiro da quarta gestão da governadora Roseana Sarney, haverá uma redução de R$ 78 milhões para R$ 59 milhões nos investimentos da empresa de economia mista.
    A CAEMA que trocou de nome nos primeiros momentos da terceira gestão de Roseana, ainda em curso, tem um custo de pessoal em torno de R$ 9,8 milhões.Segundo informação da direção da empresa a arrecadação mensal da empresa é de R$ 11 milhões. A direção da empresa calcula que com a implantação integral do Plano de Cargos e Salário haverá acréscimo em 40% desse valor.  Há relutância em implantar o PCS, volta e meia motivo de choque entre trabalhadores e a companhia.
     As deficiências da empresa são notáveis,principalmente na periferia da capital. Na Vila Luizão não precisa esforço para se encontrar carroças abastecendo residências. O comércio de água beira a exploração entre comunitários. Um recipiente com 40 litros chega a ser vendido por R$ 15,00. Por esse valor  quem quiser desfrutar de um metro cúbico de água (1000 litros) terá que desembolsar R$ 375,00. Logo que assumiu o governo em 2009, a governadora e o então secretário de Saúde, Ricardo Murad anunciaram um empréstimo na ordem de R$ 255 milhões, para resolver o problema de água no Maranhão.
    Amargando um dos piores indicadores em saneamento básico no país, o Maranhão há risco de submergirmos literalmente na merda que Lula constatou em uma de suas passagens pelo Estado.

FAIXAS TARIFAS RESIDÊNCIAL DA CAEMA

Consumo (m3)  Água                Esgoto              Total
Até 20              R$ 1,34             R$ 0,67              R$ 2,01
21 a 30             R$ 1,77            R$ 0,88               R$ 2,65
31 a 50             R$ 3,11            R$ 1,56               R$ 4.67
51 a 70             R$ 5,06            R$ 2,53               R$ 7.59
71 a 100           R$ 6,18            R$ 3,09               R$ 9.27
Acima de 100   R$ 7,73            R$ 3,86               R$ 11,59

Reveja:Quero tirar o povo da merda, diz Lula.

Bispo recursa homenagem do Senado em protesto contra aumento salarial dos parlamentares

    O bispo de Limoeiro do Norte (CE), Dom Manuel Edmilson da Cruz, recusou  ontem (21) receber a Comenda dos Direitos Humanos Dom Helder Câmara do Senado Federal. O religioso disse que sua atitude era um protesto contra o aumento salarial de 61,8% aprovado pelos parlamentares em causa própria.
    Em discurso no plenário do Senado, o bispo criticou os parlamentares. “Quem assim procedeu não é parlamentar, é para lamentar”, afirmou.
    Ele ainda opinou que o aumento dado aos parlamentares deveria ser relacionado ao aumento do salário mínimo, de cerca de 6%. “O aumento a ser ajustado deveria guardar sempre a mesma proporção que o aumento do salário mínimo e da aposentadoria. Isso não acontece. O que acontece, repito, é um atentado contra os direitos humanos do nosso povo”.

Juiz é acusado de participar de "leilão de virgem"

    O TJ de Alagoas vai investigar se um juiz de União dos Palmares esteve em festa onde seria leiloada uma virgem adolescente. No evento também aconteceria o concurso do "bumbum mais bonito", cujas candidatas eram adolescentes, e rifas de sexo oral.
    Investigações da Polícia Civil sobre um possível esquema de exploração sexual de adolescentes na cidade -a 81 km de Maceió- reuniram depoimentos de testemunhas que disseram ter visto o juiz Aécio Flávio Brito na festa.
    Ele responde a processo disciplinar sob acusação de libertar irregularmente dois PMs presos.
    O leilão não chegou a acontecer, pois policiais civis e militares interromperam a festa.
    Duas adolescentes de 14 e 17 anos foram encontradas no bar. Elas negaram a existência do leilão. Segundo a polícia, mais de cem homens participavam da festa.
    Thaís da Silva Costa e Gizela de Oliveira dos Santos, promotoras da festa, estão presas preventivamente sob suspeita de exploração sexual. O dono do bar -Nelson Tenório - está foragido.
    As mulheres negaram que seria feito o leilão e que agenciavam prostituição. A reportagem não localizou os advogados desses envolvidos.
    Fernando Maciel, que representa o juiz em outros processos, disse que foi informado sobre o caso pela imprensa e que não irá comentar.
(SÍLVIA FREIRE)

Pedro Novais admite que pagamento de motel foi um "erro que será corrigido"

    Em nota enviada ontem à noite ao Estado, o deputado Pedro Novais (PMDB-MA) reconheceu o pagamento de um motel com o dinheiro da Câmara. Ele alegou que foi um erro. "O erro será corrigido", disse.
    Segundo ele, o dinheiro foi usado para hospedagem de assessores e aliados políticos em São Luís. "Alertado pelo jornal O Estado de São Paulo, o deputado pediu uma auditoria nessas prestações de contas. Foi descoberta a inclusão indevida de uma nota fiscal de hospedagem do Hotel Pousada Caribe (Motel Caribe)", diz a nota.
   Ontem, a reportagem questionou, pessoalmente, por duas vezes, o parlamentar no corredor de seu gabinete. Ele disse que não falaria sobre as despesas lançadas em nome do Motel Caribe. "Pare de encher o saco. Faça o que você quiser", disse. Logo na manhã de ontem, a reportagem esteve em seu gabinete, no oitavo andar do Anexo IV, mas foi expulsa do local por assessores do deputado.
    O Estado então o aguardou do lado de fora. Pedro Novais recebeu a visita do senador Hélio Costa (PMDB-MG). Na despedida, o deputado levou Costa até o elevador do oitavo andar. O Estado então abordou Pedro Novais e perguntou se ele poderia esclarecer as despesas. Foi quando disse ao repórter para parar de "encher o saco". Questionado mais uma vez, ele afirmou: "Pergunte o que você quiser".
    Logo após conversar com o Estado, o deputado Pedro Novais mobilizou a cúpula do PMDB para ajudá-lo a encontrar uma versão para o episódio. O parlamentar procurou o líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves RN). Assessores da liderança do PMDB e de empresas de comunicação foram acionadas para auxiliar o futuro ministro. Até integrantes do governo de transição foram informados. A preocupação era a falta de experiência de Pedro Novais na relação com a imprensa e episódios delicados como esse da verba usada no motel.
    Somente no fim da tarde de ontem o deputado começou a dar sinais de que apresentaria uma versão. Foi quando seu chefe de gabinete, Flávio Nóbrega, encaminhou uma nota de três linhas em que Novais teve de reconhecer o pagamento do motel .
De O Estadao

Alerta do procurador José Cláudio Pavão Santana no twitter

Caluniar alguém, imputando-lhe falsamente fato definido como crime: Pena - detenção, de seis meses a dois anos, e multa.
Parágrafo primeiro - Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga.

Ludus divulga gabarito das provas do Concurso de Paço do Lumiar

Está no site do Instituto Ludus o gabarito das provas do concurso da Prefeitura Municipal de Paço do Lumiar. Para acessar clique aqui.

No blog do Planalto - Eta turminha ranheta

    Vejam se não é coisa de gente ranzinza: a Folha de S. Paulo gastou uma coluna de 100 cm² de tinta e papel importados e isentos de impostos para apontar uma contradição entre o que o presidente Lula disse no programa de rádio “Café com o Presidente” de ontem e o pronunciamento que fez à Nação em 22 de dezembro de 2008. O título do texto publicado na edição de hoje do caderno Mercado é: “Lula agora pede responsabilidade na hora de gastar”.
    É um exemplo do tipo de jornalismo sem compromisso com a verdade, que publica tudo que está na cabeça do editor ou do repórter, sem amparo na realidade. No caso, bastaria ter consultado a íntegra do pronunciamento do presidente clique aqui.
    Todas estas informações estão disponíveis na página mantida pela Secretaria de Imprensa da Presidência .
    No pronunciamento, o presidente disse aos brasileiros e brasileiras que não tivessem “medo de consumir com responsabilidade” e, se tivessem dívidas, procurassem “equilibrar seu orçamento” antes:
    E você, meu amigo e minha amiga, não tenha medo de consumir com responsabilidade. Se você está com dívidas, procure antes equilibrar seu orçamento. Mas, se tem um dinheirinho no bolso ou recebeu o décimo terceiro, e está querendo comprar uma geladeira, um fogão ou trocar de carro, não frustre seu sonho, com medo do futuro.
    Porque se você não comprar, o comércio não vende. E se a loja não vender, não fará novas encomendas à fábrica. E aí a fábrica produzirá menos e, a médio prazo, o seu emprego poderá estar em risco.
    Assim, quando você e sua família compram um bem, não estão só realizando um sonho. Estão também contribuindo para manter a roda da economia girando. E isso é bom para todos.
    No Café com o Presidente, ele disse que as pessoas deveriam aproveitar e comprar o que quisessem, “mas com muita responsabilidade para não se endividarem”:
    Que as pessoas aproveitem e comprem o que quiserem comprar, mas com muita responsabilidade para não se endividarem, porque o mês de janeiro é sempre muito pesado. Então, é importante que a gente não perca o senso de responsabilidade nas nossas compras. Comprar, fazer a dívida necessária, mas sabendo que a gente precisa ter um 2011 tranquilo. Portanto, não vamos passar 2011 apenas pagando o que a gente gastou em 2010. Vamos gastar o suficiente para não atropelar a esperança e o futuro de todos nós.
    Quem tenta encontrar contradição entre uma fala e outra está buscando pelo em ovo. A contradição só existe na cabeça dos ranhetas.

No Painel da Folha de S. Paulo

Toma lá...Pedro novais (PMDB-MA) beneficiou sua base eleitoral com recursos do Ministério do Turismo, que comandará a partir de janeiro. Prefeitos das cidades favorecidas admitem que retribuíram fazendo campanha para o deputado.
.. dá cá Dos cinco municípios onde Novais foi mais votado, quatro receberam um terço dos R$ 8,2 milhões emn emendas que ele indicou ao ministério entre 2009 e 2010. Apelidade de "Pedro não vai" dado sua escassa presença no Maranhão, o deputado consegue, o deputado consegue, com esses recursos, obter o apoio dos prefeitos a cada eleição.

Editor de Veja dá explicações sobre plágio de reportagem da Scientific American

    Um leitor da revista Veja acusa a publicação de cometer plágio em uma matéria na edição Especial Sustentabilidade, veiculada no último sábado (18/12). A reportagem "10 mitos sobre a sustentabilidade" apresenta alguns trechos iguais aos publicados em março de 2009 na Scientific American, com o título “Top 10 Myths about Sustainability”. No entanto, a Veja nega e diz que há apenas uma fonte em comum, mas que também ouviu outros entrevistados.
    Algumas partes do texto são realmente diferentes e há entrevistas de Anthony Cortese, fundador e presidente da Second Nature, Rosely Imbernon, especialista em educação ambiental da Universidade de São Paulo e Mark Lee, diretor da Sustainability, mas há outros trechos iguais ou bem similares à revista norte-americana.
    De acordo com o editor-executivo da Veja, Jaime Klintowitz, o leitor já foi respondido e o que houve foi apenas uma fonte em comum, Anthony Cortese, fundador e presidente da Second Nature. “De 10 títulos há 7 em comum, tem essa coincidência. Mas nossa principal fonte é a mesma da Scientific American, o Anthony Cortese. De qualquer forma, matérias sobre esses são assuntos são parecidas”, explicou.


    A REPORTAGEM NO ESPELHO
“When a word becomes so popular you begin hearing it everywhere, in all sorts of marginally related or even unrelated contexts, it means one of two things. Either the word has devolved into a meaningless cliché, or it has real conceptual heft. “Green” (or, even worse, “going green”) falls squarely into the first category. But “sustainable,” which at first conjures up a similarly vague sense of environmental virtue, actually belongs in the second. True, you hear it applied to everything from cars to agriculture to economics. But that’s because the concept of sustainability is at its heart so simple that it legitimately applies to all these areas and more.
    Despite its simplicity, however, sustainability is a concept people have a hard time wrapping their minds around. To help, Scientific American Earth 3.0 has consulted with several experts on the topic to find out what kinds of misconceptions they most often encounter. The result is this take on the top 10 myths about sustainability. And after this introduction, it’s clear which myth has to come first....”
Com informações do Comunique-se

Manchetes dos jornais

AQUI -MA - Itaqui-Bacanga: Enforcada
ATOS & FATOS - Direito de Resposta: Ceersema esclarece sobre as declarações afirmadas por promotor de Cururupu
JORNAL EXTRA - Loura é suspeita do caso: Bebê é roubado dentro de hospital
JORNAL PEQUENO - Justiça barra exclusividade do BB para empréstimo consignado a servidores
O ESTADO DO MARANHÃO - Assembleia aprova PEC da reeleição e orçamento
O IMPARCIAL - Deputados ganham presentão de Natal
TRIBUNA DO NORDESTE - Assemblçeia aprova reeleição e orçamento