28 de fev de 2010

Maranhão está entre estados que mais assentaram no governo Lula

      Os estados do Maranhão, Pará e Mato Grosso, todos da Amazônia Legal, encaixaram 50% dos 574 mil lotes de assentados no governo Lula desde 2003, segundo dados oficiais. Nestes estados se concentram 17% dos acampados do Movimento dos Sem Terra no país.

     Revelam os dados que o número de lavradores acampados inflou desde o primeiro ano do primeiro mandato de Lula. Em 2003 esse número saltou de 60 mil para 150 mil famílias. Nesse primeiro momento de extrema euforia, Lula prometia assentar todos os acampados do país. O número de acampados, porém, continua estagnado em 220 mil famílias.

     O MST acusa o governo Lula de promover política de assistencialismo com a distribuição de cestas básicas nos acampamento. Por outro lado, mantém a estrutura agrária secular e perversa do país.

      No Nordeste estão 56% dos acampados no país e apenas 30% dos assentados até agora pelo governo Lula. A dificuldade na obtenção de terra é a principal dificuldade apontada pela superintendência do INCRA para assentar os acampados na região Nordeste.

      O MST diz que Lula cumpriu a meta de assentamento somente no ano de 2005. A defasagem no ano passado, por exemplo, foi de 25 mil famílias, entre as meta estabelecida e alcançada pelo governo federal. São esses os motivos que levaram o MST a comunicar ao PT que não apoiará nenhum candidato no primeiro turno, repetindo a postura de 2006.

Governo federal treinará policiais para combater o crack

     O governo federal vai treinar 15 policiais militares e guardas municipais de cada estado para combater o tráfico e o consumo de crack. O anúncio do treinamento foi feito na sexta-feira,26, pelo secretário nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça, Ricardo Bakestreri, durante reunião da Comissão Brasileira sobre Drogas e Democracia, CBDD, na sede do Movimento Viva Rio, no Rio de Janeiro.


     “O crack é uma droga que possui uma nova característica. É vendida nas ruas, não em pontos específicos, em pequenas quantidades e por baixos valores. Nossa polícia ainda não tem khow how para combatê-la”, explicou.

     Balestreri aproveitou o encontro também para defender alterações na legislação sobre as drogas. Ele sustentou que é preciso tratar de maneira diferenciada os pequenos e grandes traficantes.

     “Hoje, a política de enfrentamento ao tráfico de drogas não é inteligente.È preciso alterá-la. Não podemos penalizar o pequeno traficante da mesma forma que aquele que produz em escola industrial”, orientou.

     De acordo com o secretário,cerca de 90 mil pessoas estão presas por tráfico de drogas no país. Deste grupo, 90% são réus primários. Têm bons antecedentes e foram presos com pequena quantidade de droga.

     “E sabemos que os presídios funcionam como escola de crime”, completou.

     A idéia da Comissão Brasileira sobre Drogas e Democracia é encaminhar ao Congresso um projeto de lei que trate do assunto.

Morre em São Paulo o bibliófilo José Midlin

SÃO PAULO – O empresário e bibliófilo José Mindlin, de 95 anos, morreu na manhã deste domingo no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Ele estava internado há cerca de um mês na instituição, com pneumonia. O corpo será levado para o Cemitério Israelita de Vila Mariana, onde o velório está previsto para 13h. O sepultamento ocorrerá às 15h.


Mindlin reuniu ao longo de 80 anos uma biblioteca, chamada Biblioteca Brasiliana, que é considerada a mais importante coleção do gênero no Brasil formada por um particular. Ele e sua esposa doaram o acervo no ano passado à Universidade de São Paulo (USP).

O conjunto de livros e manuscritos inclui cerca de 40 mil volumes, entre obras de literatura brasileira e portuguesa, relatos de viajantes, manuscritos históricos e literários (originais e provas tipográficas), periódicos, livros científicos e didáticos, iconografia (estampas e álbuns ilustrados) e livros de artistas (gravuras).

Entre as obras, colecionadas desde a década de 1930, estão raridades como a primeira edição de “Grande Sertão: Veredas”, de Guimarães Rosa, e a primeira edição de “O Guarani”, de José de Alencar, livro que demorou quase vinte anos para ser comprado, entre leilões e oportunidades perdidas. Em entrevista ao iG em 2009, Mindlin declarou: "Tinha pena de quem não dava o devido valor aos livros e não sabia o que estava perdendo, o prazer que os livros podem proporcionar".

Formado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, Mindlin fundou a indústria de autopeças Metal Leve, onde ficou até 1996. Dono da cadeira número 29 da Academia Brasileira de Letras, da qual passou a fazer parte em 2006, Mindlin era advogado, jornalista e empresário.

* Com Agência Estado

V Semana de Teatro acontece de 22 a 28 de março no TAA

O maior evento de artes cênicas do Estado se inicia no dia 22 de março no Teatro Arthur Azevedo (TAA) e percorrerá durante uma semana outros espaços públicos como Teatro Alcione Nazareth, Teatro João do Vale, Circo da Cidade, praças e sedes de grupos teatrais. É a V Semana de Teatro, grande intercâmbio cultural entre os artistas maranhenses e os do Brasil inteiro nas suas mais variadas linguagens e estilos.


     A organização da V Semana do Teatro no Maranhão é de responsabilidade da Comissão Artística do TAA, segmento teatro que tem a frente o arte-educador e professor do IFMA (Alcântara): Armando Veras e Michelle Cabral, diretora e professora da UFMA e os produtores convidados, também artistas cênicos: Cássia Pires, Alex Santos, Tourinho, Josué da Luz, Lauande Aires e Nilce Braga.
     No Arthur Azevedo será montado o cantinho do escritor, com livros dramaturgos maranhenses e de obras teatrais. As entradas são gratuitas.
     As inscrições dos cursos serão gratuitas e realizadas no TAA, com vagas limitadas e oficinas com duração de 15 dias. Cursos já confirmados: Lambe-Lambe (SC), Cascatas Acrobáticas (PB), Perna de Pau (RJ), Treinamento de Viewpoints (RJ), Direção Cênica e Maquiagem Teatral.

     Espetáculos inscritos para a mostra: "A mulher do Trem", do Grupo Os fofos encenam (prêmio de melhor espetáculo de 2009 pela CPT); "Traição", da Cia Duplô (RJ); "De malas prontas", da Cia. Pé de Vento Teatro (SC); "Abajur Lilás", do Grupo Imagens de Teatro(CE);"Seios", da Cia Satélite (RJ); "Lambe Lambe in Tchekov", dos Anjos da Noite Cia. de Teatro (SC) e outros.

     Neste ano a semana contará com uma seleção especial de Teatro de Rua e peças de categoria Projeto Social. Os espetáculos maranhenses inscritos são:
O baile das Lavadeiras (Grupo Teatro Dança)
A mulher ambulante (Pés de Fulô)
Entre Laços (Pequena Companhia de Teatro)
Bussos etc e tal (Colun Vox)
Duas Cenas (Cia. de Teatro Vitrine)
As Cores de Frida, espetáculo de Teatro-dança (Núcleo Atmosfera de Dança)
João e Maria (Tramando Teatro),
ABC da Cultura Maranhense (Cena Aberta)
História de todos os dias (Cia. Chegança)
Carroça é nossa (Xama Teatro)
Encontros Improváveis (Núcleo de investigação teatral fósforo)
O homem do cubo de gelo (Núcleo Pesquisas Teatrais Rascunhos) e outros. 

     Na segunda semana de abril, ainda fazendo parte das comemorações do Dia Mundial do Teatro (27 de março), 10 cidades maranhenses farão parte da caravana teatral, recebendo um espetáculo adulto, um infantil e uma oficina, tudo com entrada franca.




Manchete dos jornais

Atos & Fatos – Prefeito desvia 1,3 milhão e prejudica nove municípios

Correio de Notícias – CPI/Pedofilia: criança violentada contrai DST

Diário da Manhã –Vacina contra a nova gripe causa polêmica no Brasil e no mundo

Jornal A Tarde – Semus intensifica ações de combate à dengue em São Luís

Jornal Extra –Polícia de Cutrim sob investigação: MP investiga morte de jovem por ronda da comunidade

Jornal Pequeno –Tragédia anunciada: Enchentes “de calendário” é ameaça para Trizidela do Vale

O Estado do Maranhão – Lobão aposta que PT e PMDB vão se aliar no Maranhão
O Imparcial – Eleições sem fim no interior do Maranhão