6 de set de 2010

Na Folha de S. Paulo - Pelo País

4 dias
é o tempo que o TSE demorou para julgar recurso de Roseana Sarney, candidata do PMDB ao governo do Maranhão enquadrada na Lei da Ficha Limpa. Sua candidatura foi liberada

19 dias
é o período que Jackson Lago (PDT), adversário de Roseana, aguarda julgamento deseu recurso pelo mesmo TSE. Ele também foi enquadrado na Ficha Limpa

MPF quer impedir a retomada da exploração de ouro em Serra Pelada

     A portaria do Ministério de Minas e Energia (MME) que autorizou a retomada da exploração da mina de Serra Pelada pela sociedade entre a cooperativa dos garimpeiros e a mineradora canadense Colossus passou a ser questionada pelo Ministério Público Federal (MPF) no Pará.
     O MPF solicitou à Justiça Federal o cancelamento imediato da autorização sob o argumento de que o contrato que criou a sociedade é totalmente irregular e só foi aprovado porque os garimpeiros foram enganados pela diretoria da cooperativa.
     Assinada pelos procuradores da República André Casagrande Raupp e Tiago Modesto Rabelo, a ação foi encaminhada à Justiça Federal nesta quarta-feira (25), e também pede a suspensão da assembleia convocada para o próximo sábado pela Cooperativa de Mineração dos Garimpeiros de Serra Pelada (Coomigasp).
     Segundo os procuradores, tudo indica que o objetivo da diretoria é realizar o evento só para dar aparência de legalidade a fraudes que viabilizaram a assinatura da parceria com a Colossus.
     O MPF afirma que as irregularidades começaram em 2007, quando a Coomigasp atrasou a publicação do convite a empresas interessadas em explorar a mina, beneficiando a Colossus, que teve mais tempo para elaborar uma proposta porque a empresa já vinha acompanhando os trabalhos da diretoria da cooperativa.
     A Colossus, antes mesmo de o convite ser publicado, procurou outra mineradora que tinha contrato com a Coomigasp, a Phoenix Gems, para acertar a participação dessa outra empresa na nova parceria.
     A Colossus e a Coomigasp, em dezembro de 2007, formalizaram a atuação conjunta, criando a Serra Pelada Companhia de Desenvolvimento Mineral. No entanto, a criação dessa sociedade teria sido feita sem atender ao estatuto da cooperativa.
     De acordo com o MPF, as votações em assembleia foram realizadas sem terem sido convocadas e, de acordo com depoimentos de garimpeiros, a diretoria da cooperativa ameaçava os associados dizendo que se o acordo com a Colossus não fosse aprovado a Coomigasp perderia o direito de explorar a mina.
     - Exploraram, pois, a ingenuidade e parca instrução dos garimpeiros, fazendo afirmação falsa e distorcida, tudo com o objetivo de direcionar o contrato e lograr intento ilícito, o que resultou em prejuízo aos garimpeiros - denunciam os procuradores na ação.
     A diretoria da Coomigasp, antes de realizar as assembléias, decidiu ampliar a participação da Colossus no empreendimento. O terceiro termo aditivo ao contrato aumentou a porcentagem de participação da mineradora no capital social da sociedade de 51% para 75% sobre os produtos extraídos da mina, e alterou a forma de pagamento da indenização.
     Apesar de as denúncias dos garimpeiros terem sido encaminhadas ao Departamento Nacional de Produção Mineral, que comprometeu-se a realizar auditoria sobre o caso, o MME publicou em maio deste ano portaria autorizando a exploração da mina pela sociedade entre a cooperativa e a Colossus.
Do Blog do Altino Machado

Eleições 2010: Aderson Lago denuncia uso da máquina estatal pela coligação de Roseana

Bulgária está de olho nas eleições brasileiras

     Canais de televisão, jornais e revistas búlgaras estão animados com a possibilidade da “eleição de uma búlgara para comandar a sétima maior economia do mundo”. Vários jornalistas, inclusive, preparam-se para uma possível viagem ao Brasil com o intuito de cobrir as eleições de outubro.
     A explicação para esse fenômeno é a de que os habitantes da Bulgária assim enxergam a candidata Dilma Rousseff (PT), que tem pai búlgaro. Ultimamente, a petista vem sendo chamada pela mídia búlgara de “dama de ferro”, “Margaret Thatcher brasileira” ou “toda-poderosa do governo Lula”.
     A empolgação dos búlgaros com uma possível vitória de Dilma é explicada por Jorge Nalbantov, apresentador da TV7: "Somos um país muito pequeno, e a possibilidade de alguém que teve um pai búlgaro ocupar um cargo tão importante nos deixa emocionados".

No Painel da Folha de S. Paulo

Contraponto
Pechincha
Para se diferencial dos partidos que recrutam cabos eleitorais pagos, o PSOL resolveu ofereceu aos seus militantes uma camiseta com os dizeres:"Não recebo um real, estou na rua por um ideal". Junto a um grupo deles, o deputado Chico Alencar panfletava no Rio quando foi abordado por um funcionário de outro candidato:
- Quando você está pagando?
- Nada, aqui todos são voluntários, você não viu o qué está na camiseta?
- Eu li, mas achei que era brincadeira com o Garotinho.No governo dele não era tudo por um real?

Manchetes dos jornais

O ESTADO DO MARANHÃO - Lobão e João Alberto ampliarm vantagem na corrida ao Senado
O IMPARCIAL - Acredite se quiser