21 de out de 2010

Sarney Filho pediu, mas Dilma não assinou documento do Greenpeace


Manifestantes do Greenpeace em Brasília

    A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, tentou mais uma vez pintar sua campanha de verde. Ontem (20), no Hotel Nacional, em Brasília, ela assinou o documento “Compromissos de Dilma com o Meio Ambiente”, no qual se compromete a fazer do assunto prioridade do governo, caso seja eleita. Mas ativistas do Greenpeace consideraram o documento vago. Sem rodeios, ofereceram uma caneta à candidata e abriram um banner com uma pergunta direta: “Dilma, desmatamento zero e lei de renováveis: você assina embaixo?”
     Dilma não assinou, apesar dos conselhos para assinar vindos de Pedro Ivo, assessor de Marina Silva, e do deputado Sarney Filho, ambos do PV e que tinham acabado de declarar apoio à candidata do PT. Irritada, bateu boca com as ativistas do Greenpeace, mas evitou que militantes exaltados partissem para a agressão física.
    A candidata se comprometeu com o veto a anistia de desmatadores e com a redução de áreas de preservação permanente (APPs) e de reserva legal, propostas de seu companheiro de coligação Aldo Rebelo (PCdoB-SP) para mudar o Código Florestal. Também afirma que cumprirá as metas de redução de emissão de gases-estufa, assumidas pelo presidente Lula no fim do ano passado na Conferência do Clima.
    Porém, ao não assinar, ela contradiz o que ela disse no mesmo local: tolerância zero para desmatador. Agora o Greenpeace espera que a contradição se transforme em afirmação pró-floresta.
    “Não queremos um presidente que seja ambientalista desde criancinha, mas que assuma o compromisso e diga com clareza como vai pôr um fim no desmatamento e dar ao país o máximo de participação das energias renováveis em sua matriz energética”, disse Sergio Leitão, diretor de campanhas do Greenpeace. “Essas são apenas duas das principais demandas que o Brasil tem para sair na frente e se tornar uma potência verde no futuro. Vocação nós já temos.”
    A ação dos ativistas faz parte da campanha “Vote por um Brasil mais verde e mais limpo”, iniciada este mês pela organização. Diante da apatia dos candidatos em relação aos temas ambientais, o Greenpeace resolveu pedir uma posição mais clara de Dilma Roussef e José Serra (PSDB). Por meio de uma petição online, em uma semana mais de 10 mil pessoas perguntaram aos dois como eles vão garantir que as árvores parem de cair na Amazônia e que fontes limpas como o Sol e o vento entrem de vez na matriz energética do país.
    “Os candidatos têm a oportunidade e a obrigação de dizer aos eleitores por qual Brasil eles vão lutar: um verde e desenvolvido ou um devastado e atrasado”, afirma Leitão.

Roseana e Bia Arosos puxam caranava pró-Dilma em Paço do Lumiar

    Está programado para hoje à noite no Maiobão uma carreata pró-Dilma. O chamado "Arrastão do 13" deve percorrer ruas do conjunto do município de Paço do Lumiar onde Dilma Rousseff teve 67,53% dos votos válidos no primeiro turno
    Paço do Lumiar foi um dos dois que adotaram o sistema digital na votação do dia 3 de outubro. Houve apenas 8,51% de abstenção no município, uma das menores do estado. A prefeita Bia Venâncio (PDT) reclama para si o êxito eleitoral da petista. Ela deve fazer parte da caravana organizada pela governadora reeleita Roseana Sarney (PMDB).
    Paço do Lumiar da zona metropolitana da ilha de São Luís o candidato José Serra teve apenas 8% dos votos, abaixo de Marina Silva que obteve 23,28% dos votos válidos. Nove candidatos à Presidência da República tiveram votação em Paço do Lumiar. Três votos foram dados a Ruy Pimenta, candidato do Partido Comunista Operário, PCO. O município conta com 39.020 eleitores inscritos na Justiça Eleitoral.

Herdeiras de Chico Mendes se dividem em palanques de Serra e Dilma

    Diferente da família Sarney, que apostam todas as fichas na votória da candidata de Lula, descendentes de Chico Mendes estão em palanques diferentes neste segundo turno das eleições presidenciais. A víuva do seringueiro ambientalista assassinado em 1988, Ilzamar Mendes, apoio José Serra e faz campanha para o tucano no Acre,estado natal de Marina Sila.
Enquanto isso, a filha de Chico, Angela Mendes, aposta no compromisso de Dilma com o meio ambiente.

Jornal O Globo lidera em número de leitores nas redes sociais

    Uma recente pesquisa nos Estados Unidos apontou que o jornal The New York Times é o único periódico americano com mais seguidores no Twitter do que assinantes para sua publicação impressa, totalizando quase 2,7 milhões de ususários. No Brasil, o cenário mostra os cinco jornais de maior circulação - Folha de S. Paulo, Super Notícias, O Globo, Extra e O Estado de S. Paulo - de acordo com dados de 2009 da Associação Nacional de Jornais (ANJ), integrados ao micro-blog mais famoso da rede.
    Pela quantidade, o jornal carioca O Globo lidera o ranking com 121 mil seguidores, na sequência aparecem O Estado de S. Paulo (49 mil), Folha de S. Paulo (31 mil), Jornal Extra (24 mil) e Super Notícias, que tem suas reportagens postadas no Twitter através do perfil O Tempo Online, com 5 mil seguidores.
Facebook
    Entre os jornais analisados, apenas o mineiro Super Notícias não possui perfil na maior rede social do planeta. Conforme o site de relacionamento se populariza no Brasil, a soma de internautas interessados em acompanhar as notícias pelo Facebook aumenta, embora a quantidade de leitores, no caso de O Globo, seja 22 vezes menor do que o número de seguidores no Twitter.
Profissão: editor de mídias sociais
    Com a crescente do mercado voltado às mídias sociais e o brasileiro visto como o internauta mais ativo nas redes, algumas redações como Folha de S. Paulo, O Globo e O Estado de S. Paulo profissionalizaram o ofício de editor de mídias sociais, um setor que, para os profissionais da área, tem muito a favorecer os veículos impressos, mas que ainda não recebe a devida atenção.
    Hoje, a Folha dispõe de um departamento chamado "Novas Mídias", que produz conteúdo específico para dispositivos móveis. Na visão de Marcos Strecker, editor de mídias sociais do jornal, “a integração das notícias com as mídias já é uma realidade. As matérias da Folha terão uma presença cada vez maior no Twitter, Facebook e em outras redes.
    Expandir o alcance da notícia é um dos fatores que interessa ao O Globo ao trabalhar com as mídias sociais. “Os jornais que não participam das redes estão perdendo a possibilidade de difundir suas histórias para fora do espaço físico, onde a sua marca não atinge.” explica Nívia Carvalho, editora de mídias sociais da publicação carioca.
    A avaliação que Rodrigo Martins Carvalho, editor de mídias sociais de O Estado de S. Paulo, faz é a de que os jornais precisam pensar fora do papel. “Tem jornal que não atualiza nem o próprio site. Não adianta apenas criar uma conta no Twitter, é preciso, antes, entender o que é Internet”, afirma.
Do Comunique-se

Mimo de Eike Batista tem valor maior que Bolsa Família de Capinzal do Norte

Brinquedo do empresário Eike Batista em frente a sua casa de praia em Angra dos Reis (RJ). Dono de termelétricas, de poços de petróleo e de todo o gás sob o solo de Capinzal do Norte (MA), Batista atualmente está empenhado de cabeça na Beaux, clinica capilar que mantém com a mulher Flávia Sampaio, na Barra da TIjuca.
A avaliação da lanchinha ultrapassa em muitos milhões toda a Bolsa Familia de Capinzal do Norte.


Manchetes dos jornais

O ESTADO DO MARANHÃO - Ibope prevê a vitória de Dilma
O IMPARCIAL - Servidor estadual terá manhãs livres