5 de abr de 2011

HISTÓRIA DO MARANHÃO - Jackson Képler Lago * Pedreiras 1/11/ 1934 +São Paulo 4/04/2011


Jackson Lago discursa no balcão do Palácio dos Leões

Líder do MST lamenta perda de Jackson Lago

    Veja abaixo mensagem do integrante da Coordenação Nacional do MST, João Pedro Stedile, para os familiares do ex-governador do Maranhão, Jackson Lago.
    Perdemos um grande lutador do povo brasileiro, o companheiro Jackson Lago.
    Desde os tempos de estudante de medicina, na década de 60, envolveu-se nas causas mais justas.
    Amargou a longa noite da ditadura. Foi perseguido. Mas resistiu.
    Militante da esquerda, atuou no PDT. Foi prefeito de São Luís e governador do Maranhão.
    Foi estupidamente apeado do cargo, no seu terceiro ano de governo, por maquiavélicos interesses da oligarquia que manda no estado há tantos anos.
    Perdemos um combatente das causas mais justas.
    Com seus 76 anos de vida, deixou muitas lições.
    Nós, do MST, estamos todos de luto.
    Certamente, Jackson já esta trocando ideias com nossa querida Maria Aragão e com João do Vale, que pedem notícias do povo maranhense.
    Um abraços aos familiares e camaradas,
João Pedro Stedile
Coordenação Nacional do MST

HISTÓRIA DO MARANHÃO - Jackson Képler Lago * Pedreiras 1/11/ 1934 +São Paulo 4/04/2011

“Éramos amigos desde 13 de julho de 1968, quando perdi minha perna na luta pela mesma causa, a luta contra regime militar e a oligarquia Sarney no estado do Maranhão. Estou muito triste. Ele deixou na sua trajetória um sinal de esperança”
Manoel da Conceição

Nota de pesar do PCdoB pelo falecimento de Jackson Lago

    O presidente do PCdoB/MA, Flávio Dino, emitiu na manhã desta terça-feira, 5, uma nota de pesar pela morte do ex-governador do estado, Jackson Lago.
PARTIDO COMUNISTA DO BRASIL
NOTA OFICIAL
    O Partido Comunista do Brasil manifesta seu pesar pelo falecimento do companheiro Jackson Lago, ex-prefeito de São Luís, ex-governador do Maranhão e destacado dirigente nacional e estadual do PDT.
    Nosso Partido esteve ao lado de Jackson Lago em memoráveis batalhas: anistia, diretas já, chapa Lula-Brizola (1998), sucessivas eleições para prefeito e na vitória contra a oligarquia em 2006.
    Jackson Lago marcou sua história política ao lado dos que combatem pela justiça e pela liberdade.
    Desejamos que seu principal legado seja a continuidade do diálogo democrático e a permanente união do campo democrático e popular.
    A toda a família Lago, aos companheiros do PDT e aos amigos nossa solidariedade.
São Luís, 05 de abril de 2011
Flávio Dino
Presidente do Comitê Estadual e membro da Executiva Nacional do PCdoB

HISTÓRIA DO MARANHÃO - Jackson Képler Lago * Pedreiras 1/11/ 1934 +São Paulo 4/04/2011

Jackson Lago no comício da resistência na Deodoro



PDT nacional divulga nota de pesar pela morte de Jackson Lago

NOTA DE FALECIMENTO DO VICE-PRESIDENTE NACIONAL DO PDT
E EX-GOVERNADOR DO ESTADO DO MARANHÃO
JACKSON LAGO
    Lamentamos profundamente a perda irreparável do amigo e companheiro de fundação do PDT Jackson Lago. Sua história de vida se confunde com a história de superação do povo brasileiro, e foi exemplo de luta e coerência durante toda sua vida em favor do povo do Maranhão, seu estado natal.
    O corpo físico se vai, mas as suas ideias ficam na mente de milhares de brasileiros.
Saudações socialistas e trabalhistas,
Direção Nacional do PDT

"Foi com o dr. Jackson que as esquerdas do Maranhão enfrentaram a ditadura militar" - Pe. João Maria, ASP

    O Maranhão se despede de um dos seus maiores cidadãos e políticos das últimas décadas. O médico, Jackson Lago, por duas vezes prefeitos de São Luís, secretário de Estado da saúde e por dois anos governador do Maranhão, deixa uma imagem de uma pessoa extremamente comprometida com as camadas populares maranhenses.
    Foi com dr. Jackson que as esquerdas no MA enfrentaram a ditadura militar. Ele ocupou no período do golpe uma cadeira na assembleia legislativa na oposição à ditadura.
    Foi com ele que em São Luís iniciou-se o desenho e implantação dos distritos sanitários. Quando secretário de saúde, deu todo o seu apoio à criação do CERES, Conselho Estadual de Reforma Sanitária, primeira experiência maranhense de controle social e participação popular na política de saúde.
    Derrotado pela força da oligarquia maranhense, o médico só pode assumir, com muitas dificuldades e contratempos, a liderança política do Maranhão em 2007, para perdê-la, de uma forma mais esdrúxula possível. Foi sob os governos dele - em São Luís e no Estado - que o controle social pode dar passos em frente: o Orçamento Participativo com suas assembleias nos bairros e seu Conselho Municipal, os Conselhos de políticas públicas e a articulação estadual dos conselhos, foram por ele apoiados e saudados com entusiasmo. Iniciado na região do Turi, os Fóruns de Cidadania e Direitos Humanos foram por ele recebidos e incentivados. As legítimas pressões pressões populares foram por ele reconhecidas, embora nem sempre soube dar a devida atenção a elas, talvez por influência de grupos políticos que não comungavam esse seu desejo de ver o povo junto com ele governando.
    As administrações de dr. Jackson são passíveis de reflexões críticas. Não é esse o lugar de fazê-las. Indubitavelmente, Jackson foi nas útlimas décadas, o administrador do nosso Estado e da capital mais moderno, mais democrático, mais popular.
    Nos deixou cedo demais. A doença, que não lhe tirou do compromisso nas últimas eleições, lhe abateu mais rápido do que pudessemos imaginar.
    Descanse, Jackson. Que Clay, seus filhos e parentes possem se orgulhar de ter compartilhado uma vida integralmente dedicado às pessoas mais humildes do nosso Estado e que a lembrança a este grande homem fortaleça em nós a convicção de que a luta por democracia vale a pena e deve ser enfrentada até os nossos últimos suspiros.
    Obrigado, Jackson, descanse numa profunda e merecida paz!
João Maria Van Damme
ASP-MA

Presidente do PT- MA lamenta falecimento do ex-governador Jackson Lago

NOTA DE PESAR
    O Partido dos Trabalhadores, em nome de seus dirigentes, filiados e militantes, lamenta profundamente o falecimento do ex-governador Jackson Lago, ocorrido em São Paulo na tarde desta segunda-feira, após lutar incansavelmente contra o câncer.
    Médico dedicado que sempre acreditou no Maranhão, Jackson se destacou na vida pública, ao longo dos anos como Prefeito de São Luís e Governador do Maranhão, mandatos que exerceu, sempre buscando a melhoria da qualidade de vida dos maranhenses, conquistando assim o respeito e a admiração da militância petista.
    Neste momento de luto, o PT no Maranhão manifesta sua solidariedade à esposa Dra. Clay Lago, filhos, netos e amigos de Jackson Lago.
São Luis, 04 de abril de 2011.
Raimundo Monteiro
Presidente Estadual do Partido dos Trabalhadores

HISTÓRIA DO MARANHÃO - Jackson Képler Lago * Pedreiras 1/11/ 1934 +São Paulo 4/04/2011

"O povo não esquecerá do seu governador e do seu ideal de luta por justiça social, progresso, liberdade e democracia".
George Castro

Prefeito de São Luís decreta luto oficial de três dias na cidade

    O prefeito de São Luís, João Castelo (PSDB), decretou luto oficial por três dias, a partir desta terça-feira (05), no município pela morte do ex-governador Jackson Lago, 76 anos.
NOTA DE PESAR
    O Brasil - e o Maranhão, em particular - perde um dos seus mais emblemáticos e combativos líderes políticos. Defensor da liberdade, da justiça social e dos direitos humanos, Jackson Lago foi, sobretudo, um homem de bem, leal e de honestidade inatacável.
    Prefeito de São Luís por três mandatos e legítimo Governador do Maranhão por dois anos, por vontade da maioria, deixou a sua marca de homem público dedicado às causas do povo, à saúde dos mais humildes e à educação transformadora. Médico de formação humanística, Jackson Lago tem a sua trajetória de vida identificada pelo engajamento político, marchando sempre ao lado da verdade e da ética.
    Foi um homem de muitas lutas e jamais se deixou abater pelas adversidades da vida, mesmo nos momentos mais difíceis. São Luís está consternada porque perde também um cidadão de respeito, dedicado à família e ao trabalho.
    Jackson Lago deixa como legado a coragem de lutar sempre por um Maranhão livre, mais justo e independente.
JOÃO CASTELO RIBEIRO GONÇALVES
Prefeito de São Luís

Vice-presidente da FAMEM, Gil Cutrim manifesta pesar pelo falecimento de Jackson Lago

Nota de pesar pelo falecimento de Jackson Lago
    Foi com tristeza que recebi a notícia da morte do ex-prefeito de São Luís e ex-governador do Maranhão, Jackson Kleper Lago.
    Fundador do PDT no Maranhão, Jackson Lago, ao longo dos seus mais de 40 anos de vida pública, contribuiu com as lutas sociais e com o desenvolvimento de nosso Estado.
    E este trabalho, inegavelmente, tem que ser reconhecido por todos os políticos maranhenses integrantes das mais variadas correntes partidárias.
    Em nome do povo de São José de Ribamar, quero prestar os sinceros sentimentos à família de Jackson Lago, ressaltando o grande respeito que todos nós, ribamarenses, nutríamos por ele.
São José de Ribamar, 04 de abril de 2011

Procuradora-geral de Justiça manifesta solidariedade à família de Jackson Lago

NOTA DE PESAR
    O Ministério Público do Estado do Maranhão vem a público manifestar pesar pelo falecimento, nesta data, do ex-governador do Estado Dr. Jackson Kepler Lago, e prestar solidariedade à família enlutada.
Maria de Fátima Rodrigues Travassos Cordeiro Procuradora-Geral de Justiça

HISTÓRIA DO MARANHÃO - Jackson Képler Lago * Pedreiras 1/11/ 1934 +São Paulo 4/04/2011


Jackson Lago e o ministro Edison Lobão


Prefeitos da região Tocantina lamentam morte de Jackson Lago

    É grande a repercussão da morte do ex-governador Jackson Lago em Imperatriz e na região Tocantina com quem tinha uma relação de carinho e afeto.
    A cidade não esquece o gesto do ex-governador quando escolheu Imperatriz como a primeira cidade a ser visitada, assim que fora declarado governador do Maranhão e em Praça Pública assumiu diversos compromissos, grande parte cumpridos.
    Todos sabiam da gravidade do estado de saúde do ex-governador, mas tinha a esperança de que ele viesse a se recuperar. O prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, também médico, reagiu com surpresa á noticia da morte de Lago. “ O Maranhão perde um dos maiores políticos de sua história. Um homem que dedicou toda vida ao Estado; como médico e como político” assinalou Madeira que decretou luto de três dias e emitiu nota de pesar.
    O prefeito de Governador Edison Lobão, Lourencio Moraes, também lamentou a morte do ex-governador Jackson Lago, lembrou sua trajetória política, onde chegou a ser prefeito por três de São Luís.
    O prefeito Lourencio Moraes declarou que "o ex-governador Jackson Lago foi um exemplo de homem público ao fazer uma gestão descentralizada, com apoio dos municípios". "O Maranhão perde um grande líder político", disse.
NOTA DA PESAR DO PREFEITO SEBASTIÃO MADEIRA
    Profundamente entristecido, em nome do governo municipal e, da cidade de Imperatriz, manifestamos nosso grande pesar pelo falecimento do homem, do médico, do político, do grande ser humano que foi o Doutor Jackson Lago, pessoa que muito amou a vida, as pessoas e, o Maranhão como ninguém.
    Imperatriz fica triste com perda desse cidadão maranhense na essência da palavra. Fica a saudade e o vácuo nas lides política.
    Foram décadas de vida pública, de luta e, significativa contribuição para um Maranhão melhor.
    Aos familiares do doutor Jackson, nesta hora difícil, nosso abraço de afeto e respeito.
Sebastião Torres Madeira
Prefeito de Imperatriz

HISTÓRIA DO MARANHÃO - Jackson Képler Lago * Pedreiras 1/11/ 1934 +São Paulo 4/04/2011

Corpo de Jackson Lago chega no início da tarde em São Luís

    A chegada do corpo do ex-governador do Maranhão Jackson Lago (1934-2011) em São Luís está prevista para às 14h45, trazido em voo comercial da TAM. Será velado nesta terça-feira na sede do Partido Democrático Trabalhista (PDT), na Rua dos Afogados, centros. O enterro está marcado para quarta-feira,6, às 10 horas no cemitério Parque da Saudade, no bairro do Vinhais.
   Segundo boletivo da assessoria do Hospital do Coração (Hcor), em São Paulo, onde estava internado desde o último dia 30 para tratamento de miocardite (inflamação do músculo cardíaco), Lago fazia tratamento quimioterápico para combater um câncer de próstata, contra o qual lutava há três anos.
    Jackson Kléper Lago era médico de formação, mas fez carreira na política. Foi prefeito de São Luís por três mandatos (1989-1992, 1997-2000 e 2001-2002). Candidatou-se ao governo do Maranhão três vezes, porém só conseguiu ser eleger em 2006, após derrotar Roseana Sarney (PMDB).
    Lago passou apenas dois anos à frente do governo do Maranhão. Foi cassado pela Justiça Eleitoral em 2009, por abuso de poder político no pleito de 2006. Na última eleição, ano passado, disputou novamente o governo, mas não foi eleito.

HISTÓRIA DO MARANHÃO - Jackson Képler Lago * Pedreiras 1/11/ 1934 +São Paulo 4/04/2011

"Jackson Lago pertence à historia do trabalhismo e do Maranhao, por sua luta democrática e nacionalista"
Flávio Dino (PC do B-MA), ex-deputado federal

Repouso do guerreiro

“Manifesto meus sentimentos de pesar a sua família, aos companheiros do PDT maranhense e a todo o povo do Maranhão”.
Brizola Neto

Justiça e injustiça

Eliane Cantanhêde
BRASÍLIA - Três governadores eleitos em 2006 foram cassados em 2009 por "abuso do poder econômico": Marcelo Miranda (PMDB), do Tocantins, Cássio Cunha Lima (PSDB), da Paraíba, e Jackson Lago (PDT), do Maranhão, que morreu ontem, melancolicamente.
    Foram acusados de dispor da máquina pública para obter votos, nomeando afilhados e distribuindo benesses entre os eleitores. Dos três, dois, Cunha Lima e Lago, foram substituídos pelos candidatos que haviam derrotado nas urnas.
    Será que eles fizeram algo muito diferente dos adversários? Será mesmo que Lago usou mais o poder econômico no Maranhão do que a derrotada Roseana Sarney?
    Ele perdeu a eleição em 2002 para José Reinaldo, que, de amigo, virou inimigo dos Sarney numa guinada política e pessoal. Quatro anos depois, numa eleição que deixou os institutos de pesquisas rubros de vergonha, Roseana passou a campanha inteira como favorita, mas Lago ganhou no segundo turno. Ganhou nas urnas, perdeu na Justiça Eleitoral três anos depois.
    Em 2010, a eleição no Maranhão foi um festival de barbaridades. Lula obrigou o PT a dar uma cambalhota e usar a bandeira e a estrela vermelha na campanha de Roseana, a oposição se dividiu entre Lago e Flávio Dino (PC do B), e o Estado teve quase um quarto de abstenções, o recorde nacional. Resultado: Roseana venceu no primeiro turno por 50,08%, por um triz.
    Dúvida: Jackson Lago foi cassado para que o país se torne efetivamente melhor, ou porque não teve a mídia, o dinheiro, os advogados e as vantagens que a adversária Roseana teve a vida inteira?
    E por que só os governadores de Maranhão, Paraíba e Tocantins? É improvável que só eles tenham usado a máquina, as verbas, os secretários e rádio, TV, internet, programas sociais e compra de votos em eleições para si ou para aliados. Nos Estados ricos ninguém faz isso? Aliás, e Lula para eleger Dilma?
Da Folha de S. Paulo

Manchete do dia

Manchetes dos jornais

Maranhão
AQUI-MA - Chumbinho no jantar
ATOS E FATOS - Morre em São Paulo o ex-governador Jackson Lago
CORREIO DE NOTÍCIAS - Morre no Incor em São Paulo o ex-governador Jackson Lago
JORNAL A TARDE - Morre o ex-governador Jackson
JORNAL EXTRA - Oposição de luto: Morre Jackson Lago vítima de câncer de próstata
JORNAL PEQUENO - Morre o ex-governador Jackson Lago
O ESTADO DO MARANHÃO - Morre Jackson Lago
O IMPARCIAL - O Maranhão perde Jackson Lago
Nacional
CORREIO BRASILIENSE:Explorados até o último centavo
FOLHA DE SÃO PAULO:Inquérito no STF sobre propina envolve Temer
O ESTADO DE MINAS: Gasolina dispara e já chega a R$ 3
O ESTADO DE S. PAULO:Nota do Brasil sobe e mercado prevê mais pressão cambial
O GLOBO:Voo 447: achados corpos; faltam as caixas-pretas
VALOR ECONÔMICO:China avança em novos setores e destrói empregos
ZERO HORA:Álcool caro força consumo recorde de gasolina no RS
Regional
DIÁRIO DO PARÁ:Vale escolhe novo presidente
JORNAL DO COMMERCIO:Ciúme, barbárie e mortes em Vitória
MEIO-NORTE:Reforma do aeroporto será feita em 3 fases
O POVO:Juiz atropela, mata e é liberado

Nota de pesar da presidenta Dilma Rousseff pelo falecimento de Jackson Lago

    A presidenta Dilma Rousseff manifestou-se, por meio de nota de pesar, ao falecimento do ex-governador do Maranhão Jackson Lago ocorrido no final da tarde desta segunda-feira (4/4), num hospital em São Paulo. Jackson Lago iniciou carreira política na década de 60, “participando ativamente do movimento de resistência à ditadura”. Junto com Leonel Brizola, Lago ajudou a fundar o PDT. Foi também prefeito de São Luís em três ocasiões. Aos 76 anos, ele deixou mulher, três filhos e seis netos. Lago morreu de falência múltipla de órgãos.
A seguir a íntegra da nota de pesar.
    Jackson Lago destacou-se, pela dedicação e competência, como homem público e também como médico e professor de medicina. Começou sua carreira política na década de 60, participando ativamente do movimento de resistência à ditadura. Ao lado de Leonel Brizola, ajudou a fundar o PDT, em 1979, e tornou-se dirigente do partido. Eleito para a prefeitura de São Luís em três oportunidades, chegou a ser apontado, em uma pesquisa nacional de opinião, como o melhor prefeito do país. No momento de sua perda, envio meu abraço solidário a seus parentes, amigos e correligionários.
Dilma Rousseff, Presidenta da República Federativa do Brasil