26 de dez de 2010

Apesar da falta de criatividade da Secom, Menescal quase abala prestígio do prefeito João Castelo

    Desde que assumiu a prefeitura de São Luís, em janeiro de 2009, o tucano João Castelo participou de 68 solenidades, delas suscitando reportagens produzidas pela secretaria de Comunicação do Município com títulos que no jargão da imprensa é de um clichê prá lá de medíocre.
    Ora iniciando por Castelo, ora por João Castelo os títulos das reportagens endereçadas aos veículos de comunicação indefectivelmente usam o verbo prestigiar no presente do indicativo. Ad nauseam as reportagens constatam a pauta do dia ou noite cumprida pelo prefeito de São Luís. De relançamento de jornal, passando por jantar à posse de Corte Momesca, o prestígio do prefeito se repete sobejamente.
    No lançamento da fábrica do grupo Votorantim em São Luís, último evento em que esteve prestigiando - segundo o título da Secom - Castelo (ainda conforme o título) se viu em uma saia justa, com sua reputação à risca e quase derruba o título da Secom.
    No meio da solenidade, da qual participava a governadora Roseana Sarney (PMDB) como todo seu prestígio, Castelo foi interpelado pelo empresário Menescal. Sem se fazer de rogado o homem das comunicações das placas descortinou a dívida acumulada pela prefeitura com sua empresa. Com dificuldade em ouvir os reclames de Menescal, Castelo ouviu pouco, mas boas.

Confira o pretígio de Castelo segundo a SECOM:
20/12/2010 Castelo prestigia lançamento da fábrica do grupo Votorantim em São Luís
16/12/2010 Castelo prestigia cerimônia de diplomação dos eleitos de 2010
28/11/2010 Castelo prestigia noite de louvor com show de padre Zezinho em São Luís
19/11/2010 Castelo prestigia solenidade em homenagem ao Dia da Bandeira no 24BC
27/10/2010 Castelo prestigia entrega de título à professora Terezinha Rêgo
23/10/2010 João Castelo prestigia festa dos 42 anos da Fiema
12/10/2010 Castelo prestigia apresentação da Banda Sinfônica da Marinha em São Luís
19/09/2010 João Castelo prestigia festa em comemoração aos 15 anos da Dalcar
05/09/2010 Castelo prestigia desfile em homenagem ao Dia da Raça e destaca tema deste ano
21/08/2010 João Castelo prestigia lançamento de livro em homenagem a Duque Bacelar
07/08/2010 Castelo prestigia outorga do título de Honoris Causa a Jomar Moraes
26/07/2010 João Castelo prestigia evento da Marinha no navio veleiro Cisne Branco
06/07/2010 João Castelo prestigia inauguração do Atacadão do grupo Carrefour no Bequimão
11/06/2010 Castelo prestigia mais um dia de festa na Maria Aragão
10/06/2010 Castelo prestigia homenagem aos 145 anos da Batalha Naval do Riachuelo
04/06/2010 Castelo prestigia Assembleia da Convenção Batista Maranhense
19/03/2010 Castelo prestigia lançamento do livro do desembargador James Magno Farias
14/02/2010 Castelo prestigia desfile dos blocos tradicionais do grupo A na Passarela do Samba
28/01/2010 Castelo prestigia lançamento de suplemento cultural do Jornal Pequeno
22/01/2010 Castelo prestigia posse de novo chefe da 27ª Circunscrição de Serviço Militar
15/01/2010 Castelo prestigia posse do novo Capitão dos Portos do Maranhão
18/12/2009 João Castelo prestigia posse de nova mesa diretora do Tribunal de Justiça do Maranhão
15/12/2009 Castelo prestigia sessão especial em homenagem ao Dia da Bíblia
14/12/2009 Castelo prestigia o Dia do Marinheiro na Capitania dos Portos do Maranhão
11/12/2009 Castelo prestigia jantar de confraternização da Alumar
07/12/2009 Castelo prestigia Feira da Criatividade Natalina na Praça Maria Aragão
04/12/2009 Castelo prestigia inauguração do Fórum Eleitoral de São Luís
03/12/2009 João Castelo prestigia entrega de título à ministra do TST
02/12/2009 Castelo prestigia entrega de título ao comandante da Capitania dos Portos do Maranhão
01/12/2009 João Castelo prestigia posse de juiz federal no TRE
30/11/2009 João Castelo prestigia solenidade de formatura de aspirantes no 24º BC
08/11/2009 Castelo prestigia Impacto 2009 no Cohatrac e destaca valorização da fé cristã
06/11/2009 Castelo prestigia inauguração da Alpha Máquinas e Veículos no Distrito Industrial
06/11/2009 João Castelo prestigia relançamento do Jornal do Maranhão
29/10/2009 Castelo prestigia encerramento da Campanha Municipal de Incentivo à Amamentação
28/10/2009 Prefeito Castelo prestigia lançamento de livros de Roque Macatrão na AML
17/10/2009 Castelo prestigia encerramento da Semana Mundial da Alimentação
14/10/2009 Castelo prestigia Halleluya no Aterro do Bacanga
11/10/2009 Castelo prestigia posse de Ney Bello Filho na AML
25/09/2009 João Castelo prestigia lançamento do livro de Daniel Blume
24/09/2009 Castelo prestigia lançamento do livro Crônicas para Cândida no Palácio Cristo Rei
21/09/2009 Castelo prestigia Casamento Comunitário e destaca importância da família
20/09/2009 João Castelo prestigia exposição Barcos do Brasil no Iphan
10/09/2009 Castelo prestigia entrega do título ao comandante do 24º BC
08/09/2009 Castelo prestigia noite da música em homenagem ao aniversário de São Luís
07/09/2009 João Castelo prestigia desfile da Independência no Anel Viário
25/08/2009 Castelo prestigia entrega do título ao comandante do 24º BC
09/07/2009 João Castelo prestigia encerramento do "Programa Integrar"
29/06/2009 Prefeito João Castelo prestigia arraial da Câmara de Vereadores
21/06/2009 João Castelo prestigia posse da nova diretoria da Fiema
21/06/2009 Castelo prestigia batizado do boi de Tajaçuaba e arraial da Maria Aragão
17/06/2009 Castelo prestigia diplomação do novo desembargador do Tribunal de Justiça
08/06/2009 João Castelo prestigia lançamento da Record News em São Luís
01/06/2009 João Castelo prestigia festança junina no Ceprama
30/05/2009 João Castelo prestigia abertura da 58ª Conferência do Rotary Club Internacional
30/05/2009 Prefeito João Castelo prestigia inauguração da nova sede da Polícia Federal
28/05/2009 Prefeito João Castelo prestigia abertura do XXV Fonaje
24/05/2009 Castelo prestigia Dia do Agente de Limpeza na Praça Maria Aragão
18/04/2009 Castelo prestigia Dia do Exército e recebe diploma de legionário
02/04/2009 Castelo prestigia promoção de professores e enfatiza valorização dos profissionais da educação
24/03/2009 Castelo prestigia lançamento do livro de Ney Bello Filho no Palácio Cristo Rei
25/02/2009 João Castelo prestigia desfile das escolas de samba de São Luís
19/02/2009 João Castelo prestigia posse de novos dirigentes do TRE
14/02/2009 João Castelo prestigia Baile da Maranhensidade
02/02/2009 Castelo prestigia eleição da corte momesca
02/02/2009 João Castelo prestigia Baile do Erê no Circo da Cidade
02/02/2009 Castelo prestigia posse da nova Mesa Diretora da Assembléia Legislativa

Na agulha: Trillha sonora do filme do diretor Esmir Filho, "Os famosos e os duendes da morte"


ow that, winged rats
they prowl above our dizzy heads
spreading good diseases with paranoia eyes
let people shoot'em, let people shoot'em

pigeon suicide squad
we hope you'll end successfully dead
never really liked birds or feather or flights
we wish you success, we wish you success

pigeon suicide squad
three cheers for pigeon suicide squad
me and my friends
want to see you all dead
three cheers for pigeon suicide squad

O mau sinal do governo que nem começou

Elio Gaspari
     A permanência do deputado Pedro Novais (PMDB-MA) no Ministério do Turismo e da senadora Ideli Salvatti (PT-SC) no da Pesca são um mau presságio para um governo que nem começou. Revelam ligeireza com o dinheiro da Viúva, onipotência e descaso pela opinião pública.
     Novais recebeu da Câmara R$ 2.156 por conta de uma nota fiscal do motel Caribe, de São Luís, relacionada com despesas feitas no estabelecimento durante a noite de 28 de junho. A senadora, que recebe R$ 3.800 mensais para custear sua moradia na Capital, cobrou à Viúva R$ 4.606 referentes a diárias de hospedagens no hotel San Marco, de Brasília, entre janeiro e dezembro deste ano.
     Descobertos, ambos atribuíram as cobranças a “erros” praticados por assessores e informaram que devolveriam o dinheiro. Pedir desculpas à patuleia, identificando publicamente os responsáveis, nem pensar.
    Cobrança de parte da presidente eleita, que acabara de indicá-los para o Ministério, muito menos.
    Preservou-se o padrão de casa-grande dos maganos de Brasília. Ao pessoal da senzala, restou o alívio da descoberta do avanço sobre seu dinheiro, feita pelos repórteres Leandro Colon, Matheus Leitão, Andreza Matais e José Ernesto Credencio.
    O deputado Novais, um maranhense octogenário que vive no Rio de Janeiro e chegou ao Ministério do Turismo por indicação do senador José Sarney, do Amapá, foi imediatamente defendido pelo líder de seu partido, Henrique Eduardo Alves: “Ele está esclarecendo de forma competente”. Em seguida, pelo futuro ministro das Relações Institucionais, deputado Luiz Sérgio (PT-RJ): “O Pedro Novais é um parlamentar experiente e, pela história dele, precisamos dar crédito à sua versão”.
    Num primeiro instante, a reação de Novais foi típica dos senhores de escravos: “Pare de encher o saco. Faça o que você quiser”. Depois, apresentou uma explicação que tem muito de experiente e pouco de competente: “Indignei-me como parlamentar e homem público, mas, acima de tudo, como cidadão e marido. A acusação leviana tenta atingir minha moral e a firmeza de minha vida familiar. Sou casado há 35 anos. Na noite de 28 de junho, data da emissão da nota fiscal pelo estabelecimento, estava em casa, ao lado de minha mulher. Não posso aceitar que essa falha seja usada para acusações irresponsáveis à minha pessoa”.
    Mesmo que na noite de 28 de junho o deputado estivesse na Igreja Evangélica Brasileira, que fica na Rua do Amor, nas cercanias do motel Caribe, isso não teria qualquer importância. Foi seu gabinete que apresentou à burocracia da Câmara a nota fiscal do motel. Ademais, uma funcionária do Caribe informou que houvera uma reserva em seu nome.
     Admitindo-se que tudo não passou de um erro, Novais deveria ser grato ao repórter Leandro Colon, pois ele permitiu que expurgasse de sua longeva biografia e de seu firme matrimônio a sombra de uma despesa de R$ 2.156 num motel.
     Em 2002, a nação petista sabia que o tesoureiro Delúbio Soares ia além de suas chinelas nas mágicas financeiras que fazia com o publicitário Marcos Valério. Acharam que dava para segurar. Em 2003, o poderoso José Dirceu sabia como operava seu assessor Waldomiro Diniz. Achou que dava para segurar.
    Depois que as acrobacias confluíram no mensalão, Nosso Guia deu-se conta de que deveria ter substituído Dirceu logo depois do caso de Waldomiro. Em todos os episódios, o governo comprou o risco da crise porque tolerou malfeitos que lhe pareciam toleráveis.
    Isso, supondo-se que Dilma Rousseff não fazia ideia das atividades da família Guerra quando patrocinou a ascensão da doutora Erenice à chefia da Casa Civil da Presidência.
    A senadora Salvatti e o deputado Novais foram preliminarmente exonerados pela teoria do “erro”, sempre praticado por assessores jamais identificados e nunca disciplinados. Repetindo: nem desculpas pediram. Passou-se adiante o pior dos sinais: “Vamos em frente, não tem problema”.
De O Globo

Chanchada na larga

Fernando de Barros e Silva
    O futuro ministro do Turismo de Dilma Rousseff patrocinou com dinheiro público uma noitada a amigos no Motel Caribe, na periferia de São Luís. Até ontem uma figura obscura e irrelevante da política nacional, o deputado Pedro Novais, do PMDB maranhense, usou R$ 2.156 da sua "verba indenizatória" (R$ 32 mil mensais, além do salário) para pagar essa farra privada. Aconteceu em junho.
    Uma porção de rabanadas natalinas a quem adivinhar: quem é, quem é o padrinho da indicação do animado deputado ao ministério? Sim, o próprio. José Sarney, em parceria com Henrique Eduardo Alves (RN), o líder do PMDB na Câmara.
     Flagrado agora pelo jornal "O Estado de S. Paulo", Novais "corrigiu o erro", como ele disse, e devolveu o dinheiro. Deveria fazê-lo fantasiado de Papai Noel, o bom velhinho.
     Ontem, quem alegou "erro administrativo" foi a futura ministra da Pesca, Ideli Salvatti, do PT-SC. A Folha revelou que a senadora gastou mais de R$ 4 mil de verba indenizatória para pagar diárias de um hotel em Brasília, ao mesmo tempo em que recebia o auxílio-moradia.
     Ideli, Novais, Pesca, Turismo... Não é o caso de perguntar o que essa gente fazia no hotel ou no motel - e sim o que vai fazer no governo.
    O Ministério da Pesca é uma piada em si. E o Turismo se transformou nos últimos anos num entreposto de emendas fajutas, uma espécie de Casa das Fraudes a serviço de conchavos parlamentares.
     Dilma deveria levar mais a sério o pouco que falou depois de eleita. Na sua primeira entrevista coletiva, ela disse o que buscava nos seus ministros: "Vou exigir competência técnica, desempenho, um histórico de pessoas que não tenham problemas de nenhuma ordem".
    Ao tolerar que a periferia do primeiro escalão do governo seja loteada na base da chanchada, a presidente desautoriza a si mesma e destrava portas que não deveria. Não é a melhor maneira de subir a rampa. Sobretudo para quem bancou Erenice Guerra na Casa Civil.
Da Folha de S. Paulo

No Painel da Folha de S. Paulo

Quem avisa... Em recentem conversa com Dilma, um veterano do Senado comentou a provável reeleição de José Sarney (PMDB-AP) à presidência da Casa: "Você vai trazer um problema velho para um governo novo". Ela nada respondeu.

Manchetes dos jornais

ATOS & FATOS - Explorando os pobres:População revoltada com Castelo pelo aumento do IPTU
JORNAL PEQUENO - Conselho Nacional de Justiça puniu 45 juízes em cinco anos
O ESTADO DO MARANHÃO - Participação da indústria no PIB do Maranhão deve dobrar
O IMPARCIAL - Crack, o ópio da periferia