30 de mai de 2011

Na agulha: Sérgio Sampaio canta em casa "Cabras Pastando"

"Túnel do tempo" no Senado omite caso Collor e bajula Sarney

    Reinaugurado com pompa pelo presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), o "túnel do tempo" da Casa - como é chamado o corredor que liga o plenário a gabinetes de senadores - traz agora uma decoração que "reescreve" a história da Casa, omitindo fatos e bajulando o próprio Sarney.
    Os painéis com os principais momentos da instituição, dos primeiros anos da independência do Brasil até o ano passado, não fazem referência, por exemplo, ao impeachment, em 1992, do então presidente da República e hoje senador Fernando Collor, e nem tampouco à cassação do ex-senador Luiz Estevão (DF), em 2001. As CPIs que marcaram a atuação da Casa também ficaram de fora.
    Com relação às propostas de maior relevância aprovadas pelo Senado, foi destacado um projeto de Sarney de 1996 que assegura tratamento gratuito aos portadores de aids. Foi omitido, porém, o avanço da proposta do então senador Nelson Carneiro (do Rio de Janeiro, falecido em 1996) que, em 1977, instituiu o divórcio no País.
    José Sarney é ainda homenageado com a publicação de foto em que ele aparece jurando a Constituição, no lugar do presidente Tancredo Neves, eleitos pelo colégio eleitoral. Para Sarney, o impeachment de seu antigo desafeto e hoje aliado, Fernando Collor, "não é marcante".
    "Olha, eu não posso censurar os historiadores encarregados de fazer a história, talvez esse episódio seja apenas um acidente que não devia ter acontecido na história do Brasil", alegou. "Mas não é tão marcante como foram os fatos que aqui estão contados, que foram os que construíram a história, e não os que de certo modo não deviam ter acontecido. O que vale é que nós temos uma Constituição, sempre nos organizamos em torno da lei", declarou.
    O painel com as principais propostas aprovadas pela Casa faz referência à extensão da licença-maternidade para 180 dias, passando a ideia de se tratar de uma medida obrigatória para todas as mães, e não apenas para funcionários do serviço público, dependendo de negociação na iniciativa privada. Cita também a Lei da Ficha Limpa, decorrente de uma proposta de iniciativa popular.
Da Agência Estado

Nan Souza se consolida no trade em parceria com a Secma

Bulcão e Nan Souza: parceiros
    No carnaval de 2011, no segundo mês do melhor governo da sua vida, Roseana Sarney (PMDB) apresentou aos artistas um ator que integraria daí pra frente a cena cultural maranhense: o São Luís Convention & Visitors Bureau, entidade tocada pelo ex-deputado estadual e empresário do turismo Nan Souza.
    Funcionando como agente interveniente da cultura, o Convention a principio daria estofo legal às ações da Secretaria de Estado da Cultura, Secma,  pagando as brincadeiras carnavalescas como parte do contrato com o órgão do governo. Pelo serviço descontaria dos cachês taxas de cerca de 30%.
    De certa forma bem aceita, a parceria entre o convention e a Secma evitaria os percalços legais que muitas brincadeiras enfrentam diante da defasagem de documentação e, não muito raro, inadimplências com o fisco e outras feras indomáveis.Como Brasa, presidente da Associação de Blocos que no governo Jackson Lago (2007-2009) fez o papel de Nan Souza.
    Passado o carnaval a parceria permaneceu e deu mostras de que se estenderá ao longo da gestão Luiz Nazaré Bulcão/Roseana Sarney.
    O passo seguinte foi a parceria na realização da VI Semana de Teatro do Maranhão, evento cuja abertura barulhenta fez o diretor do TAA revelar que para tanto foram investidos R$ 500 mil. O interveniente da cena pitoresca: o mesmo São Luís Convention & Visitors Bureau. Nenhum destes eventos consta na agenda do site do convention.
    Contrariando a máxima de que a suprema sabedoria em política é o subterfúgio, o ex-deputado Nan Souza fez questão de subir ao palco e enfrentar a estriptosa vaia para exaltar a sensibilidade da governadora.
Sede do São Luís Convention na Praça Dom Pedro II
    À toa Nan Souza nunca foi. Derrotado em pleitos sucessivos, o político que iniciou carreira no bairro da Liberdade conclamando os comunitários a forjar uma liderança no maior quilombo urbano da América Latina resistiu ao ostracismo. 
    Mecenas de outrora, amuletado em Fernando Sarney dos tempos da CEMAR, Nan Souza mergulhou no trade turístico a partir do empreendimento à beira da Praia da Ponta D´Areia: o hotel Brisa Mar, que murmuram ter digitais de Sarney Filho. Depois de dirigir a Associação Brasileira da Indústria Hoteleira, ABIH, no Maranhão, Souza vislumbrou voos mais altos no convention.
    Fruto da parceria com a Secma, o empresário-político finalmente dará um passo firme e definitivo no trade. Sua mais recente conquista é um casarão localizado no Largo Dom Pedro II, no coração histórico de São Luís, que já foi joguete na mão de Ricardo Murad quando gerente metropolitano. No passado, Murad chegou a prometer ao violonista João Pedro Borges que ali sediaria o clube do Choro. Não passou de mais uma bravata do "tratorzão", hoje enguiçado numa garagem da Secretaria de Estado da Saúde.
    Com placa no tapume, Nan Zouza avisa que em breve o convention terá sede próxima ao Palácio dos Leões. Sua mostra de poder passa por cima de licenças do Conselho Regional de Engenharia, CREA, e também da Superintendência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Iphan. Sem uma placa sequer destes órgãos, o São Luís Convention & Visitors Bureau vai repisando a política tradicional de transgressão dos poderosos na ilha tombada pela Unesco e cercada pela serpente.
REVEJA O PROTESTO NA ABERTURA DA VI SEMANA DE TEATRO DO MARANHÃO

Sarney Filho condena segmento do atraso em discurso na Câmaras dos Deputados

"Eu fiquei perplexo com o discurso raivoso do representante do que há de mais atrasado no ruralismo brasileiro. Ao mesmo tempo em que fiquei perplexo, eu fiquei feliz, porque as palavras insultuosas daqueles que não têm argumentos racionais para debater um assunto tão sério como esse, para mim, significam elogios.
    Ser atacado por esse segmento do atraso, por esse segmento do retrocesso, por aqueles que defendem seus interesses pessoais acima dos interesses da sociedade, para mim, é uma honra que botarei com destaque no meu currículo.
    ...................................
    Portanto, Sr. Presidente, aqui fica a minha palavra: continuarei lutando pelo futuro do Brasil.
    Faço um apelo aos companheiros e às companheiras aqui no sentido de que não votem com esse segmento atrasado, não votem com os olhos voltados para o passado, votem com os olhos voltados para o futuro."
Fragmento do discurso do deputado federal Sarney FIlho (PV) durante votação do Código Florestal pela Câmara dos Deputados.

Maranhãozinho e Centro do Guilherme fazem pacote de pregão para realizar festas juninas

    Os municípios de Maranhãozinho e Centro do Guilherme, situados na região do Turi no oeste do Maranhão, realizam no mesmo dia licitação para contratação de empresa para realização dos festejos juninos. A licitação na modalidade pregão presencial do tipo menor preço de ambos os municípios está sendo realizada pelo pregoeiro Francis Santos da Silva.
    Os prefeitos municipais de Centro do Guilherme, Maria Irene de Araújo Sousa, Detinha, e Maranhãozinho, Josimar Cunha Rodrigues, marido e mulher, compartilham o mesmo slogan de gestão: "uma administração de verdade".

Técnicos em contabilidade do Maranhão e mais cinco estados são reprovados em exame

SÃO PAULO - Os Estados do Acre, Maranhão, Rio Grande do Norte, Rondônia, Tocantins e Mato Grosso não conseguiram aprovar nenhum técnico em contabilidade no primeiro exame de suficiência da categoria, que em 2011 passou a ser exigido por lei para o exercício da profissão.
Do Valor Econômico

TCM do Ceará pressiona municípios a cumprirem lei da transparência

    O Tribunal de Contas dos Município, TCM, do estado do Ceará enviou ofício às prefeituras que se enquadram na Lei Federal complementar nº 13, de 27 de maio de 2009, solicitando informalções sobre onde estão disponibilizadas suas despesas e receitas.
    A referida  lei determina que desde sexta-feira,27, as prefeituras com população entre 50 e 100 mil habitantes informem em tempo real, através da internet, as execuções orçamentária e financeira do município.
    Atualmente os municípios cearenses informam sua movimentação mensalmente através do Sistema de Indformações Municipais do TCM. A movimentação diária deve ser disponilibilizado através de links do site da respectiva prefeitura.
Com informações de O Povo

Manchetes dos jornais

Maranhão
O ESTADO DO MARANHÃO - TJ mantém suspensão de licitãção de hospital
O IMPARCIAL - Deficientes barrados em concurso público
Nacional
CORREIO BRASILIENSE:Condomínios têm processo suspenso
FOLHA DE SÃO PAULO:Brasileiros não fazem planos para se aposentar
O ESTADO DE S. PAULO:Fundos de FGTS da Vale e da Petrobrás encolhem R$ 1,6 bi
O GLOBO:Governo prepara ação contra onda de assassinatos no campo
VALOR ECONÔMICO:China age para vetar Brasil no Conselho de Segurança
ZERO HORA:Contrabando e desvio de explosivos ampliam o poder de quadrilhas
Regional
JORNAL DO COMMERCIO:Mortes, tensão e reação
MEIO-NORTE:18 mortos em fim de semana violento
O POVO:Novo hospital começa a atender em outubro