17 de set de 2010

No JN no Ar: Uma pena, Pinheiro é só queixas

     Assim que chegamos a uma cidade, a abordagem é quase sempre a mesma: puxar papo com os moradores para saber o que o lugar tem de bom. Mas, nesta sexta, em Pinheiro, a resposta demorou a aparecer.
     Pergunta daqui, dali, nada. Uma, duas, dez pessoas e só queixas. É o centro esportivo que não ficou pronto, a saúde que não presta, o esgoto que corre a céu aberto, urubus para todo lado.
     A busca pelo ‘salame’ estava difícil. Sim, isso mesmo. Salame é um jargão que a equipe do JN no Ar consagrou nessas quatro semanas de trabalho.
     A expressão surgiu logo após a segunda reportagem do JN no Ar, em Almirante Tamandaré (PR), quando provamos o salame produzido artesanalmente pelo Seu Hilton. Ficou simpático no ar. Uma brincadeira, um tempero para a reportagem.
     O ‘salame’ não precisa ser necessariamente comida. É algo de bom da cidade, algo que orgulha os moradores. Afinal, estamos sempre em busca dos desafios, mas também das conquistas de cada município.
     Durante a nossa visita a Pinheiro, a produtora Adriana Caban, que saiu com o repórter cinematográfico Dennys Leutz, me mandou uma mensagem. “Encontraram algum salame. Nós, não”.
     Felizmente, Paglia já havia descoberto o importante papel social do futebol em Pinheiro. São mais de 5 mil jogadores inscritos na Liga Pinheirense de Desportos (LPD). E estávamos a caminho do Rio Pericumã, ponto turístico de Pinheiro, apontado por muitos moradores como o orgulho da cidade.
     No Pericumã, a população se diverte e tira seu sustento. As piabas e badejos preparados com capricho por Dona Maria Santa também vêm do rio. Mas o Pericumã não é um ‘salame’ completo. É para lá que vai o esgoto da cidade. Uma pena.

"Série inimigos" na Bienal de São Paulo

Obras do artista Gil Vicente, em que ele faz auto-retratos matando varios figurões da política, como Lula e FHC

Ibope diz que Flávio e Jackson estão empatados

     De acordo com os números do Ibope revelados pela TV Mirante no JMTV 2ª Edição os candidatos ao governo do estado Jackson Lago e Flávio Dino estariam empatados com 21% da intenção dos votos no primeiro turno das eleições em 3 de outubro. Liderando a corrida estaria a candidata dona da TV, Roseana Sarney (PMDB), com 46% dos votos. Esta segunda rodada de pesquisa contratada pela emissora do Sistema Mirante de Comunicação ao Ibope sobre intenções de votos para eleição de governador do estado, A primeira foi realizada no mês de agosto, já em plena campanha.
     A candidata vem registrando queda desde o início da campanha. Na primeira pesquisa tinha 47%. Caiu um ponto percentual em relação a anterior. Segundo o Ibope Jackson Lago também teve retração diante do eleitorado. O pedetista teria passado de 25% para 21% na preferência dos eleitores do Maranhão que já decidiram em quem votar.
     O Ibope aponta ainda  um crescimento extraordinário da candidatura do comunista Flávio Dino. Ele saltou dos 13 pontos da pesquisa anterior para 21% da preferência entre o eleitorado maranhense.
     Ao contrário da pesquisa divulgada em 27 de agosto, a primeira do Ibope, a candidata à reeleição não é mais apontada como vitoriosa no primeiro turno. O próprio marqueteiro da campanha da filha de José Sarney, Duda Mendonça, admitiu que não aposta todas as fichas no primeiro turno. Três pontos percentuais separam Roseana da soma dos votos dos adversários, coincidente com a margem de erro da pesquisa que atinge a todos.

Confira os números para eleição:
Para o governo do estado
Roseana -  46%
Jackson Lago – 21%
Flávio Dino - 21%
Marcus Silva - 1%
Indecisos -  9%
No segundo turno
Roseana 53% X 30% Jackson
Roseana 49%X 34% Dino
Flavio 39% X 29% Jackson

Para o Senado Federal
Edison Lobão (PMDB) 42%
João Alberto (PMDB) - 33%
Zé Reinaldo Tavares (PSB) - 16%
Edson Vidigal (PSDB) - 11%
Roberto Rocha (PSDB) - 10%
Noleto (PSTU) - 2%
Socorro-Paul0 Rios, Charles Vieira, Claudiceia Durans - 1%

No JN no Ar: O dia em que Garrincha encantou Pinheiro

Garrincha está agachado no meio da foto com uma criança

Está registrado: 13 de setembro de 1972, uma quarta-feira. O clássico reunia o Santos, melhor time de Pinheiro naquela ocasião, e o Cruzeiro. O craque convidado jogou 20 minutos em cada time, sem muito brilho.
     O Estádio Municipal Costa Rodrigues estava lotado, com cerca de 7 mil torcedores, todos ansiosos por dribles, lances geniais, espetáculo. Mas a partida se arrastava e o gênio das pernas tortas estava apagado. Seria uma fraude?
     “A torcida começou a duvidar de que fosse mesmo Mané Garrincha. As vaias começaram”, conta o professor Jovane Amorim.
     Os apupos pouco elegantes dos torcedores despertaram a fera. “Ele pegou a bola, saiu costurando o time adversário inteiro, chegou em cima da linha, mas não fez o gol. Devolveu a bola para o meio-campo”, completou Jovane.
     Os torcedores foram ao delírio. Aplausos sem fim. O placar final de 1 a 1 foi o que menos importou no dia em que Garrincha encantou Pinheiro.

Maranhão: Auditório do Centro de Ensino Euclides Ribeiro em Mirinzal

Polícia Federal vai investigar fraude em milhares de registros civis

     A Corregedoria Geral da Justiça (CGJ) pediu que a Polícia Federal investigue evidências de fraude em milhares de certidões de nascimento praticada na Central da Justiça (antiga Central de Registros). O material enviado pelo corregedor Antonio Guerreiro Júnior à superintendência regional da PF reúne cerca de 50 volumes, cada um com média de 300 páginas, e foi obtido por amostragem nos cinco cartórios de Registro de Nascimento de São Luís. Em torno de 13 mil certidões estão catalogadas nos livros.
     Nos supostos documentos há uma sucessão de erros intencionais, que vão desde a falta de selos oficiais, a assinatura de pessoas não habilitadas e a repetição de única testemunha em inúmeras certidões, que quase sempre trazem números em série. A Corregedoria não sabe se as crianças supostamente registradas nasceram de fato.
     “Não posso determinar a extensão da fraude, há quanto tempo perdura e os prováveis implicados. É a Polícia Federal quem vai responder a essas questões. Para isso acionei o órgão”, disse Guerreiro Júnior nesta sexta-feira, 17, em Balsas (Sul do estado), onde participa de maratona de inspeção a 53 comarcas.
     O corregedor tranquiliza a população quanto a dúvidas sobre a validade ou não dos documentos emitidos. “É cedo para conjecturas. Vamos aguardar a apuração dos federais”.
Fraude antiga
     A Corregedoria tomou conhecimento, no início do ano, de fraude em certidões de nascimento no estado. No final de abril, Guerreiro Júnior e o superintendente Fernando Segóvia discutiram o assunto em reunião na CGJ. Detalhes do plano – que incluiria a participação de cartórios – chegou a conhecimento público com a prisão de seis pessoas que tentavam tirar carteiras de identidade falsas e conseguir a aposentadoria do INSS.
     Segóvia revelaria depois do encontro que parte das fraudes atendeu a intenções eleitorais e comentou que vários municípios maranhenses tinham população menor que o número de eleitores.
     Um segundo ponto chave para a Corregedoria aprofundar as investigações foi uma denúncia da presidente estadual da ANOREG (Associação dos Notários e Registradores). Em março, Alice Brito informou a existência de funcionários designados para a lavratura de atos de competência dos registradores civis de pessoas naturais, sem a autorização dos agentes delegados – o que, segundo ela, implicaria em crimes de falsidade ideológica e usurpação de função pública.
Central extinta
     Em julho, o corregedor e registradores das cinco zonas de registros civis de São Luís assinaram termo de compromisso. Foi restituída a eles a competência para emitir a primeira via do registro civil nas maternidades públicas. O acordo culminou com extinção da Central de Registro, na Rua do Egito, e a criação do Espaço Cidadania nas maternidades.
     A cada semana nos últimos sete meses, espaço anexo ao gabinete de Guerreiro Júnior foi transformado em arquivo para as certidões falsas. Os documentos foram fotocopiados e compilados em livros. A PF recebeu a cópia dos originais. O processo decorrente das investigações tem 18 volumes e traz o aviso “Confidencial” na capa.
     Em ofício ao superintendente Fernando Segóvia, o corregedor pede que seja apurada a responsabilidade dos supostos envolvidos no novo esquema e coloca a Corregedoria à disposição para diligências policiais. Caso requerido, a CGJ vai apresentar os livros originais e abrir os cartórios aos federais.

TV Mirante divulga hoje números do IBOPE no JMTV 2ª edição

     Pelo registro do Tribunal Superior Eleitoral, TSE, a pesquisa da Escutec -Pesquisas de Mercado e de Opinião Pública Ltda sobre intenções de voto nas eleições de outubro deste ano revela dados relativos apenas ao município de Coelho Neto.O interesse sobre o colégio eleitoral com menos de 30 eleitores deve ter fundo científico para a equipe de Duda Mendonça.
     Já a TV Mirante, no entanto, divulga hoje no JMTV 2ª Edição a pesquisa realizada pelo IBOPE registrada sobre número 30242/2010 na Justiça Eleitoral feita no período de 14 a 17 de setembro. É a segunda pesquisa encomendada pela televisão afiliada da Globo e integrante do Sistema Mirante de Comunicação, pertencente aos Sarney.
     O detalhamento dos números levantados pela pesquisa foi apresentado à Justiça Eleitoral ao meio-dia de ontem, 16 de setembro. Por outro lado, já circulam entre coordenadores de campanha e aliados da imprensa.
Canal de pesquisa
     Há segredo, porém, sobre o interesse da pesquisa em Coelho Neto. O período de realização da pesquisa da Escutec foi de dois dias. O levantamento é sobre as eleições para presidente, governador, senador, deputado federal, deputado estadual. O prefeito de Coelho Neto é o ex-deputado estadual Soliney Silva. do PSDB, hoje aliado de Roseana Sarney(PMDB). Para o município convergiu grande parte das emendas parlamentares liberadas pela governadora aos deputados estaduais às vésperas do período eleitoral.
     Na comemoração de aniversário de 40 anos do prefeito a festa foi pública com presença de convidados ilustres como o candidato à reeleição, deputado estadual e ex-secretário de Infraestrutura, Max Barros (DEM).
     A pesquisa registrada no dia 15 de setembro sob o protocolo 31004/2010 foi contratada pela Canal Comunicação, empresa localizada na Rua Pará, em Imperatriz. A empresa de comunicação mantém forte ligação com o coordenador de campanha da coligação "O Maranhão não pode parar" e secretário licenciado de comunicação do governo, Sérgio Macedo.
     No governo José Reinaldo Tavares (PSB), Macedo enquanto titular da SECOM despachou processo de pagamento de R$ 1,2 milhão em favor da Canal Comunicação. Teria sido o estopim do desentendimento de Macedo com a primeira-dama à época e hoje candidata à Câmara Federal, Alexandra Tavares (PSB). As denúncias foram feita no blog de Luis Cardoso.
     Segundo ainda o jornalista no governo Roseana a empresa de comunicação com atuação há uma década foi contratada para fazer todas as coberturas do governo do estado na região tocantina, desde maio do ano passado. A Canal, empresa tocada por Chafi Braide, nome ligado à Mirante em Imperatriz, faz a campanha para o filho de Sergio Macedo, Daniel, candidato a deputado estadual.

Trechos da carta de demissão da ex-Ministra Erenice Guerra

“Nos últimos dias fui surpreendida por uma série de matérias veiculadas por alguns órgãos da imprensa contendo acusações que envolvem familiares meus e ex-servidor lotado nesta Pasta”.
“Não apresentam uma única prova sobre minha participação em qualquer dos pretensos atos levianamente questionados, mas mesmo assim estampam manchetes cujo único objetivo é criar e alimentar artificialmente o clima de escândalo. Não conhecem limites”.
"Preciso agora de paz e tempo para defender a mim e a minha família, fazendo com que a verdade prevaleça, o que se torna incompatível com a carga de trabalho que tenho a honra desempenhar na Casa Civil”.
“Por isso, agradecendo a confiança de Vossa Excelência ao designar-me para honrosa função de Ministra-Chefe da Casa Civil da Presidência da República, solicito, em caráter irrevogável, que aceite meu pedido de demissão”.

Moto Club vai para o "beija-mão" de Roseana e Eike Batista

     Depois de parar para arrumar,o Moto Club aos 73 anos de idade aguarda agora as benesses da governadora Roseana Sarney, um aliado da família, o empresário Eike Batista, ou investimento de um grupo canadense para renascer das cinzas.Batista é o descobridor de gás em Capinzal do Norte e o dono da termelétrica instalada na Ilha de São Luís, uma aberração inimagináveis nos países em que o empresário tira férias.
     A crise do clube rubro-negro do futebol maranhense e que tem no emblema o título de Papão do Norte ficou mais aguda desde 2009. Jogado na segunda divisão após a armação dentro de campo que registrou o placar de 11 a 0 na partida entre Chapadinha e Viana, o que desmontou o quadrangular, rebaixando o papão para a segunda divisão, o Moto alimenta ilusões do passado.
     O presidente do enésimo Conselho Superior, o economista José Cursino Raposo, aposta no cumprimento da promessa da candidata à reeleição Roseana Sarney. Raposo recebeu a promessa de ver o Nota na Mão reeditado. A primeira edição do programa aconteceu durante o primeiro mandato de Roseana quando um irmão de Cursino, Lino Moreira, fez parte da equipe da filha do senador José Sarney como secretário do Meio Ambiente.
     O economista diz que espicha R$ 10 mil do próprio bolso para honrar dívidas que não contraiu. Sabe que tal ato não tem restituição. Ao menos do leão oficial.A diretoria calcula por baixo uma dívida de R$ 150 mil. Fora a tradicional com a Previdência Social, acima de R$ 2 milhões antes da Timemania.
     Já o empresário do subsolo brasileiro, Eike Batista, sonda o clube para assim conquistar a simpatia da população. O Moto divide a torcida maranhense com o Sampaio Corrêa e, com maior distante, do Maranhão Atlético Clube, o bode gregório. Recentemente o JV Lideral botou a cabeça de fora, mas logo teve que dar uma de avestruz. Raposo sabe que a intenção de Eike Batista é amenizar o estrago ao meio-ambiente que promove no estado. Repete a tática da Alumar há trinta anos.
Canadenses também sondam o clube.
Com informações do IG

Papa se diz chocado com "perversão" do clero

O papa Bento 16 criticou nesta quinta-feira (16) os líderes da Igreja Católica por terem sido "insuficientemente vigilantes" durante décadas de abusos sexuais do clero contra crianças. Numa de suas declarações mais incisivas já feitas sobre o tema, o pontífice disse no avião que o levou à Escócia que se sentia chocado com a "perversão" do clero.
     A declaração foi feita no primeiro de quatro dias de uma visita à Grã-Bretanha, um dos países mais laicos da Europa, e num momento em que a Igreja enfrenta no mundo inteiro os reflexos dos escândalos de pedofilia.
     "Essas revelações foram um choque para mim, uma grande tristeza. É difícil entender como essa perversão no ministério clerical foi possível", afirmou. "É também uma grande tristeza que a autoridade da Igreja não tenha sido suficientemente vigilante e não (tenha sido) suficientemente rápida e decidida para tomar as medidas necessárias", acrescentou.
     A visita está sendo marcada também por comentários feitos na véspera por um assessor do Vaticano, que comparou a Inglaterra a um país do Terceiro Mundo.
     O papa tem de manter um delicado equilíbrio nas suas relações com a Igreja da Inglaterra (Anglicana), depois de propor, em outubro passado, que fossem facilitadas as regras para a conversão ao catolicismo de anglicanos insatisfeitos com a ordenação de mulheres no clero e a nomeação de homossexuais como bispos.
     O papa foi recebido pela rainha Elizabeth II com honras de Estado em Edimburgo e à tarde celebrará missa campal em Glasgow. Milhares de lugares continuam disponíveis, e a polícia estima que um terço do parque ficará vazio.
     Mesmo assim, muitos católicos se dizem animados com a visita. "Acho um privilégio que o papa esteja na Escócia", disse a vitrinista aposentada Teresia McFarlene, 65 anos, que esperava a chegada de Bento 16 no centro de Edimburgo.
     Já Frances, uma fiel de 70 anos, aposentada dos trabalhos voluntários, disse que a Igreja deveria ter se empenhado mais contra as acusações de pedofilia do clero. "Ela já passou por cismas no passado, está sendo atacada agora, mas não irá submergir", afirmou.
     O Vaticano minimizou as declarações do cardeal Walter Kasper a uma revista alemã, em que ele comparou a Inglaterra a um país de Terceiro Mundo, e sugeriu se tratar de uma terra de ateus agressivos.
     Kasper, recém-aposentado como chefe da Congregação para a Unidade Cristã - o departamento do Vaticano responsável pelo diálogo com os anglicanos -, deveria ter acompanhado o papa na visita, mas o Vaticano informou que ele se ausentaria por razões de saúde.
Do Abril.com

Manchetes dos jornais

JORNAL PEQUENO - Deu no Estadão de São Paulo: Pivô de escândalo no Amapá foi indicado por José Sarney
O ESTADO DO MARANHÃO - Dilma abre 24 pontos sobre José Serra
O IMPARCIAL - ANP confirma petrôleo em Barreirinhas