25 de abr de 2011

Na agulha: Luisa Maita em estreia de talento

Deputado do PSDB tenta salvar obra do PAC no Maranhão

João Domingos
    Mesmo sendo de oposição, o deputado tucano Carlos Brandão (MA) resolveu antecipar-se ao Tribunal de Contas da União (TCU) para tentar impedir que a duplicação de 60 quilômetros da BR-135, entre a capital São Luís e Bacabeiras, venha a ser embargada. A obra está prevista no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).
    Na sua luta para assegurar a duplicação da rodovia, Carlos Brandão programou levar neste terça, 26, ao local da obra os deputados que integram a Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara, auditores do TCU, representantes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Ministério Público Federal, Conselho de Engenharia e Associação Comercial do Maranhão.
    "Há um desencontro de cálculos entre o TCU e o Dnit. É preciso que eles cheguem a um acordo para que a obra não sofra atrasos", disse Brandão. "São Luís é uma das únicas capitais do País que não tem uma via duplicada na sua saída. Há mortes constantes na área", afirmou o deputado ao Estado, justificando a luta que tem travado em prol de uma obra do PAC, orçada em R$ 290 milhões.
     O TCU alega que o preço está muito elevado. O Dnit diz que é o justo, porque há muitas dificuldades a serem superadas na obra. Por exemplo: a rodovia está espremida entre uma adutora de água e uma ferrovia. Para a duplicação da rodovia os trilhos terão de ser transferidos de lugar.
De O Estadao

Maranhão teve o segundo maior número de mortes em BRs no Nordeste

    O estado da Bahia concentrou o maior número de mortes (25) no país, superando Minas Gerais (24). Segundo o relatório da Polícia Rodoviária Federal, PRF, entre quarta-feira e domingo, 175 pessoas morreram em acidentes nas estradas federais de todo o Brasil na Semana Santa.
     No Nordeste depois da Bahia o Maranhão foi o estado que registrou o maior número de acidentes com mortes em rodovias federais. Houve 55 acidentes em rodovias federais que cortam o Maranhão com 45 feridos e sete mortes. Os acidentes aconteceram nas rodovias BR-135 (24), BR-010 (11), BR-316 (10), BR-222 (8) e BR-230 (2). Ainda segundo o relatório da PRF, foram, no total, 45 feridos e sete mortes. Em cinco dias de operação, 2.923 veículos foram fiscalizados, 658 autuações, 14 veículos retidos, onze documentos recolhidos e três CNHs recolhidas.
    A Polícia Rodoviária Federal registrou 72 acidentes, com 40 feridos e cinco mortos nas rodovias que cortam o Rio Grande do Norte durante a Operação Semana Santa (entre os dias de 20 e 24 de abril). De acordo com a PRF, apesar da intensa fiscalização nas rodovias houve o crescimento na média de acidentes, por dia, em relação à Semana Santa do ano passado. O número de ocorrências por dia passou de 10 para 14.
    Cinco pessoas morreram vítimas de acidentes durante esse feriado nas rodovias que cortam o Pernambuco. Segundo balanço divulgado pela Polícia Roviária Federal (PRF), houve 145 acidentes, envolvendo 265 veículos. Na Operação Semana Santa, que durou cinco dias, foram registradas 86 pessoas feridas nos acidentes. No mesmo período do ano passado, houve oito vítimas fatais em 66 acidentes.
    No Ceará foram registradas três mortes nas estradas federais durante o feriadão. Em relação ao mesmo período do ano passado houve uma queda de 50% no número de mortes. Segundo a PRF, o número de acidentes e feridos também foi menor se comparado ao mesmo período de 2010. A PRF afirma ainda que mais de 18 pessoas presas e que foram realizadas mais de 800 autuações no feriadão. As prisões foram efetuadas principalmente com motoristas que dirigiam sob efeito de álcool. O balanço geral da PRF será divulgado nesta manhã.
    A superintendência da PRF do Piauí registrou 24 acidentes, sendo 15 feridos e 2 mortos na BR-135, no município de Alvorada do Gurgueia. O Piauí possui sete rodovias federais com 2.550 km. No ano passado, a PRF registrou durante a Semana Santa 26 acidentes com 12 feridos e um morte. A PRF registrou também quatro casos dirigindo sob efeito de álcool. O IML registrou 22 mortes por acidente de trânsito, 15 destas mortes ocorreram até terça-feira.
     A Polícia Militar de Sergipe divulgou na manhã desta segunda-feira, 25, o balanço da operação realizada nas rodovias estaduais pela Companhia de Policiamento Rodoviário Estadual (CPRv) durante o feriadão da Semana Santa.Foram confeccionados 26 autos de infração, com nove veículos apreendidos e conduzidos ao pátio do Departamento de Trânsito de Sergipe (Detran-SE).Com relação ao número de acidentes, foram registradas dez ocorrências, com duas mortes.
    A Polícia Rodoviária Federal da Paraíba registrou um aumento de mais de 100% no número de acidentes e de feridos registrados durante o feriadão da Semana Santa deste ano se comparado com o mesmo período do ano passado. Este ano foram 66 acidentes com 33 feridos e dois mortos em ocorrências registradas nas rodovias federais que cortam o estado da Paraíba. Dos 66 acidentes, 41 não tiveram vítimas. Na operação em 2010, foram registrados 29 acidentes com 18 feridos e dois mortos, Já as ocorrências com mortos tiveram os mesmos números daquele ano.
    Em Alagoas a PRF divulgou, nesta segunda-feira (25), o balanço das ocorrências durante o feriadão de Tiradentes e da Semana Santa. Desde a meia-noite do dia 20 até o fim da noite deste domingo (24), foram registrados 42 acidentes nas rodovias federais que cortam o Estado. Uma pessoa morreu e 19 ficaram feridas.

Deputados de pires na mão na Assembleia Legislativa do Maranhão

    Na Assembleia Legislativa do Maranhão os deputados estaduais se transformaram em pedintes de mão cheia. Através de indicações os parlamentares protocolaram antes da Semana Santa um cesto de solicitações aos governos do estado, federal, instituições financeiras e empresas que respondem por serviços de telefonia, etc. Os pedidos são destaques em manchetes do site do Poder Legislativo maranhense (Confira aqui).
    A deputada Vianey Bringel (PMDB), mulher do prefeito de Santa Inês, Roberto Bringel, pede benefícios para Santa Luzia e Alto Alegre. Os pedidos são para o governo do estado e as operadoras de telefonia que atuam no Maranhão.
    O deputado Stênio Rezende pede a gratuidade da 2ª via da CI (Carteira de Identidade), segundo entende um direito constitucional.
    O deputado Magno Bacelar (PMDB), o nota 10, pede benefícios para a cidade de Chapadinha, onde a mulher é prefeita, junto à governadora e ao DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura).
    Dr. Pádua (PP), deputado em primeiro mandato, pede instalação de unidade do Ifet (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia) no município de Estreito.
    O filho do prefeito de Barra do Corda, Manoel "Nenzim" Mariano (PV), deputado Rigo Teles (PV) pede posto de Caixa Econômica para um povoado do município de Mirador, localizado na região central do Maranhão.
    O deputado Marcos Caldas (PRB) pede ao governo federal a conclusão da BR-222, rodovia que liga o Maranhão, Piauí e Ceará.

Família de desaparecidos ignoram site de busca do Ministério da Justiça

Apenas quatro nomes de desaparecidos no Maranhão constam no cadastro do site de desaparecidos do Ministério da Justiça. A mais recente inclusão data de novembro de 2008. Todos os casos do cadastro são de crianças e adolescente. Registra o notório desaparecimento do menino Ícaro Ferreira Rodrigues com apenas dois meses no bairro da Liberdade, em São Luís. Foi a própria mãe do desaparecido que registrou o caso junto à DPCA, Departamento de Proteção à Criança e ao Adolescente, origem de todos os dados.
    O site tem objetivo de contribuir com a localização de desaparecidas, dentre elas crianças e adolescentes. Sua gestão é compartilhada entre ONGs, Conselhos Tutelares e outras entidades que constituem a  Rede Nacional de Identificação e Localização de Crianças e Adolescentes Desaparecidos – ReDESAP. Em 12 estados do país são capacitados atores. A defasagem e número reduzido de registros na ferramenta é igual no Brasil inteiro.
    O Ministério da Justiça é o órgão rsponsável pela base de dados sobre desaparecimento de pessoas. Desde fevereiro de 2010 foi criado o Cadastro Nacional de Pessoas Desaparecidas com o objetivo de ampliar a busca e localização de crianças, adolescentes e adultos desaparecidos. A alimentação do Cadastro acontece de forma descentralizada pelos parceiros da ReDESAP, que são habilitados para tal. Ao serem inseridas, as informações serão atualizadas simultaneamente no site www.desaparecidos.mj.gov.br.
    Desde o início de abril, uma lei aprovada pela Câmara Municipal de São Luís, de autoria do vereador Ivaldo Rodrigues (PDT), obriga donos de bares e estabelecimentos de diversas a afixar cartazes de crianças e adolescentes desaparecidos.
    Pela capital do Maranhão, porém, o que se flagra são iniciativas isoladas com suportes bastante inusitados, mas estratégicos. No mural do Terminal Rodoviário de São Luís -que ja´se chamou Kiola, genitora do senador, e Castelo deu o nome do ex-governador Luiz Rocha, mas nunguém sabe- cartazes indicam que não crianças e adolescentes são os procurados por familiares. Terminais da integração também servem como pontos de divulgação. Muitos dos casos são de deficientes mentais.
Os cadastrados no site www.desaparecidos.mj.gov.br
Nome: Alan Carlos Fernandes Macedo
Data de Nascimento: 05/08/1989
Data de Inclusão: 12/03/2004
Desaparecimento: 26/06/2003
Local: Sao Luís







Nome: Analeide de Jesus Almeida Costa
Data de Nascimento: 01/12/1988
Data de Inclusão: 25/11/2004
Desaparecimento: 15/08/2004
Local: Sao Joao Batista







Nome: Ícaro Ferreira Rodrigues
Data de Nascimento: 23/07/2008
Data de Inclusão: 14/11/2008
Desaparecimento: 04/09/2008
Local: Sao Luís





Nome: Jordana Oliveira Silva
Data de Nascimento: 05/06/2002
Data de Inclusão: 26/01/2006
Desaparecimento: 23/06/2004
Local: Sao Luís



Chico César polemiza com o Ceará ao desancar "forró de plástico"

O secretário de cultura da Paraíba, Chico César
    O cantor e compositor Chico César, titular da Secretaria da Cultura da Paríba, comprou uma briga com o Ceará ao afirmar que não gastará dinheiro público com o que denominou de ''forró de plástico''.
    O artista já havia feito a declaração ao programa no quadro "Chamada a cobrar" do Biotônico, programa da rádio UOL (clique aqui para ouvir), apresentado por Zeca Baleiro, Celso Borges, ambos maranhenses, e ao jornalista paulistano Otávio Rodrigues, o Doctor Reggae. Mas, na semana passada, ele tornou oficial a declaração ao distribuir nota com o mesmo teor. Chico César afirmou que não irá contratar “bandas de forró de plástico e nem grupos sertanejos” para as comemorações juninas na Paraíba. 
    “O Estado encontra-se com falta de recursos e já terá inegáveis dificuldades para pactuar inclusive com aqueles municípios que buscarem o resgate desta tradição. Nunca nos passou pela cabeça proibir ou sugerir a proibição de quaisquer tendências. Quem quiser tê-los que os pague”, explicou.  Como justificativa aponta  questões envolvendo poluição sonora, alto custo das apresentações e irregularidades nas prestações de contas por parte das administradoras.
    A contribuição desse tipo de música, no entendimento de Chico César é pedratória à tradição musical nordestina. Cita como exemplo uma apresentação onde o músico Sivuca foi hostilizado pelo público. “Ele, já velhinho, tocava sanfona em vez de teclado e não tinha moças seminuas dançando em seu palco. Vaias também recebeu Geraldo Azevedo porque ele cantava Luiz Gonzaga e Jackson do Pandeiro em festa junina financiada pelo Governo aqui na Paraíba, enquanto o público, esperando a dupla sertaneja, gritava ‘Zezé, cadê você? Eu vim aqui só pra te ver’”, lembrou. O secretário conta com o apoio dogovernador paraibano Ricardo Coutinho (PSB) e da primeira dama Pámela Bório para a medida.
    Chico César também encontrou eco de apoio  no Ceará, principal exportador desse tipo de forró. O presidente da Associação Cearense do Forró e proprietário da casa de shows Kukukaya, Walter Medeiros, discorda. “Não é papel do Estado financiar a desconstrução da cultura popular. E o maior financiador destas bandas de plástico é o Governo do Estado do Ceará”. Para ele, o Estado “desconstrói o que tenta construir” quando contrata “bandas que incentivam o machismo, a bebedeira e a prostituição infantil. “Eles inauguram espaços públicos com uma banda que chama as meninas de rapariga. Não entendo porque, até hoje, o movimento de mulheres não se manifestou”.
    Na contramão, alguns músicos cearenses reagiram à taxação. “Eu queria saber se ele sabe o que é plástico?”, rebateu o cantor e compositor Dorgival Dantas. Incomodado com as palavras de Chico César, ele preferiu sair em defesa dos artistas. “Inventaram esses apelidos de forró pé-de-serra, forró autêntico. Se não quer convidar uma pessoa para tocar, chama ela de lado e diga que não vai chamar. Pode ter certeza que os músicos que mais sofrem são os que aprenderam a tocar simples. Você conhece alguém que tenha tocado mais simples que Luiz Gonzaga?”, questiona ele, que taxou a atitude do paraibano de “safadeza, falta de atitude, covardia e besteira”.
Com informações de O Povo

Pai de Santo que aplicou golpes no Maranhão é preso no Mato Grosso

    O pai de santo Sérgio Ricardo de Vasconcelos, 44, foi preso em Cuiabá (MT),acusado de aplicar golpe no Maranhão e Bahia foi preso em Cuiabá (MT), depois de ter enganado ao menos oito pessoas.Ele tinha prisão preventiva decretada pela Justiça da Bahia justamente por estelionato. Em Cuiabá, onde chegou há duas semanas, Sérgio Vasconcelos alugou uma casa, mas em nome de uma cliente.
    Sérgio Vasconcelos instalou-se no Parque Cuiabá onde começou a consultar. Várias pessoas consultaram com ele e reclamaram do serviço. Disseram que ele não tem ligação com a Federação Nacional de Espiritismo. O pai de santo, no entanto, disse que está tudo em ordem.
    Uma das vítimas relatou que ele cobra entre R$ 1.500 e R$ 3.500 e não passa recibo exigindo o pagamento somente em dinheiro. As pessoas começaram a desconfiar porque os serviços não estavam a contento e ele nunca fornecia documento algum.
    As vítimas acionaram a PM e ele foi levado no domingo, 24, para o Cisc do Planalto, acusado de estelionato. Policiais plantonistas, no entanto, não entenderam que ele tivesse aplicado golpe algum, mas ao checar a ficha criminal, descobriram
    "Ele está preso porque esta com a prisão preventiva decretada pela Bahia. Aqui em Mato Grosso, não foi caracterizado golpe, ainda", relatou um policiais.
    As oito vítimas que estiveram na Delegacia acreditam que, com a divulgação da prisão dele, mais pessoas que sentiram lesadas deverão procurar a Polícia.
Com informações do Mídia News

Manchetes dos jornais

Maranhão
O ESTADO DO MARANHÃO - Vacinação contra gripe se inicia hoje
O IMPARCIAL - Falta transparência na Câmara Municipal
Nacional
CORREIO BRASILIENSE:Cinco dias para ficar de olhos bem abertos
FOLHA DE SÃO PAULO:Empregos crescem na faixa acima dos 50 anos
O ESTADO DE MINAS:Calvário na ida. Tormento na volta
O ESTADO DE S. PAULO:Construtora atrasa obra e eleva custo de imóvel em SP
O GLOBO:Agentes da ditadura criam rede de arapongas
VALOR ECONÔMICO:Plano de reativação da Telebras fica no papel
ZERO HORA:Tempestades expõem demora habitual para normalizar energia
Regional
DIÁRIO DO PARÁ:Idosa é espancada e abusada
JORNAL DO COMMERCIO:Sport e Santa numa boa
MEIO-NORTE:Flamengo bate o Flu e vai pegar o Vasco
O POVO:Liminares emperras 561 ações da prefeitura