17 de jan de 2011

Na agulha: Zabé da Loca toca ao vivo


A ex-agricultura Zabé da Loca  tocadora de pífanos viveu 25 anos numa gruta (loca) no Cariri paraibano - com seu afilhado Beiçola (já falecido), também tocador de pífanos, e em companhia da artista plástica Margarete Aurélio, no sítio Tungão, nas proximidades do município de Monteiro.

Curso de direito da UFMA é um dos mais procurados no SISU

    O curso de medicina da Universidade Federal do Ceará (UFCE) era o mais procurado pelos estudantes no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) até às 10h desta segunda-feira, 17. A instituição recebeu 7.680 inscrições.
    Em segundo lugar, aparece o curso de ciência e tecnologia da Universidade Federal do ABC (UFABC), com 6.495 inscrições. Dos dez cursos mais procurados, o de medicina aparece cinco vezes, seguido dos cursos de direito, ciência e tecnologia e engenharia de produção.
O de direito foi destaque nas universidades federais do Rio de Janeiro (UFRJ), com 3.724 inscrições, UFCE, com 2.994, e do Maranhão (UFMA), com 2.405 concorrentes.
Do Planeta Universitário

Pedro Novais quer facilitar entrada de estrangeiros no país

    O ministro do Turismo, Pedro Novais, é defensor da flexibilização da política de vistos para estrangeiros. Na semana passada ratificou a intenção ao presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA), Alexandre Sampaio. A necessidade de se simplificar a obtenção de vistos para entrar no país é uma das prioridades para a sua gestão.
    Novais também é favorável a desoneração tributária para hotéis, assim como a reclassificação do receptivo internacional como atividade exportadora. Que que a discussão seja pevada para o Congresso Nacional.
    O ministro deve participar do seminário Turismo Receptivo como Atividade Exportadora, que será organizado pela FBHA ainda no primeiro semestre. Ele também deve estar presente na primeira reunião da Câmara Empresarial do Turismo da CNC, que é atualmente coordenada por Sampaio, em fevereiro.
    Pedro Novais pediu  o apoio da FBHA na difusão da campanha de combate à dengue, que será levada aos 65 sindicatos filiados à entidade em todo o Brasil. Outra solicitação de Pedro Novais foi auxiliar na divulgação e implantação da nova classificação dos meios de hospedagem.
Com informações do Mercado e Eventos

Museu de Tudo: Três praças de São Luís em fotos da década de 60


Praça Benedito Leite

Praça Gonçalves Dias


Praça João Lisboa

Dilma quer que Lobão diminua o número de comissionados

    Experiente por conta de gestões na Secretaria de Minas e Energia do Rio Grande do Sul e no Ministério de mesmo nome, a presidente Dilma Rousseff quer que a pasta federal, que permanece na mão de Edison Lobão, diminua radicalmente o número de funcionários comissionados. A intenção da mandatária nacional é fazer com que o setor seja estratégico em sua gestão e tenha mais quadros técnicos para garantir sua funcionalidade.
    A própria Dilma já está tratando pessoalmente do assunto com Lobão, exigindo que se faça uma varredura nos cargos do ministério em busca de uma reorganização da pasta. Assim, segundo ela, o crescimento estrutural brasileiro será mantido e não haverá nenhuma possibilidade de apagão. Para garantir o fato, Dilma estaria até mesmo disposta a sacrificar cargos que pertencem a indicações do PMDB, o principal aliado do PT no governo.

Prefeitura de São José de Ribamar privilegia empreendimento de gringo em sinalização

Placa indica empreendimento no litoral de S. José de Ribamar
    A prefeitura de São José de Ribamar, ainda na gestão de Luiz Fernando Silva (DEM), privilegiou um empresário espanhol com negócio instalado na praia de Boa Viagem, no litoral do município maranhenses. No Km 14 da MA -201 uma placa de padrão turístico indica o empreendimento do gringo como destino.
    As placas turísticas servem para orienta circulação de veículos e pedestres identificando vias, destinos e locais de interesse turístico. De acordo com o Sistema Referencial Turístico adotado pela Prefeitura de São José de Ribamar o empreendimento do estrangeiro denominado Aldeia Guaxenduba mereceu destaque na sinalização. Quando muito nessas placas esapalhadas pelo país há indicações de restaurante ou hoteis, sem dar nome a tais.
    "A utilização de um sistema de sinalização pode ser considerada a forma mais democrática, e muitas vezes a mais eficiente, para transmitir as informações interpretadas", resume o Guia Brasileiro de Sinalização.
    Os preços salgados da aldeia à beira da baía de São José de Ribamar espantaram a freguesia e levou à pique o negócio do gringo. Colocou placa de venda na casa.  
    Na semana passada o atual prefeito, Gil Cutrim (PMDB), recebeu os empresários Tunç Uner, Peyami Derici, Ahmet Hamko e Nedim Dikmen, genericamente apresentados como europeus interessados em investir no município. Diante de tamanha mesura mais um tempo no portal da cidade estará estampada em letras garrafais Saint Joseph Up Sea.

Ceará comemora nesta segunda-feira 212 anos de emancipação


Paisagem do Ceará

    Em homenagem aos 212 anos do Ceará será realizada, hoje, uma programação especial que movimentará os equipamentos culturais ligados à Secretaria de Cultura do Estado (Secult)
    O dia 17 de janeiro é a data representativa da Emancipação política e econômica do Ceará da Capitania de Pernambuco e faz parte no calendário de eventos oficiais do Estado, através do Decreto 13.740, de 18 de maio de 2004. Desde então, a data tem sido celebrada anualmente, a partir de Aquiraz, primeira capital do Ceará.
    A programação foi iniciada a partir das 8 horas na Praça das Flores, em Aquiraz, e prossegue até a noite, quando será encerrada, às 18 horas no Theatro José de Alencar com uma apresentação gratuita da Camerata Eleazar de Carvalho.
    A programação em Aquiraz inclui, ainda: feira de artesanato (com início às 8h, nas proximidades de Museu Sacro São José do Ribamar),visita guiada ao Museu Sacro (a partir das 9h) e atendimento na Biblioteca Volante da Secult, na Praça da Matriz. Às 10h, será aberta a exposição Caminhos da Serigrafia, com obras de Zé Tarcísio, no Anexo do Museu Sacro São José do Ribamar.
    Em Fortaleza, os equipamentos culturais ligados à Secult - Theatro José de Alencar, Museu do Ceará, Arquivo Público, Biblioteca Governador Menezes Pimentel, Museu da Imagem e do Som, Sobrado Dr. José Lourenço e Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, terão programação especial em alusão ao Dia do Ceará.
Do Diário do Nordeste

Redes de supermercados se preparam para banir sacolas plásticas

    As maiores redes de supermercado do país já se preparam para o fim da distribuição de sacolas plásticas gratuitas em suas lojas. Todas as lojas do Grupo Pão de Açúcar comercializam ecobags (sacolas retornáveis).
    A sacola plástica é vendida por R$ 0,12 e a renda vai para instituições de caridade. A renda de alguns modelos vai para o SOS Mata Atlântica.
    As sacolas são considera “vilãs’’ da natureza pelos ambientalistas. Por isso, grandes cidades, como São Paulo, Belo Horizonte e Ribeirão Preto, têm projetos de lei para proibir seu uso. No Rio de Janeiro, já vigora norma que não proíbe as sacolas, mas obriga o comerciante a dar desconto de R$ 0,03 a cada cinco produtos comprados sem o uso delas.
    Outros países, como Itália, França, Alemanha, China e África do Sul, baniram as sacolas ou cobram por seu uso.
    As três maiores empresas varejistas do País já trabalham para extinguir ou diminuir o uso de sacolas e oferecem alternativas aos clientes.
    O Carrefour tem como meta banir as sacolinhas em quatro anos. Para isso, vende sacolas retornáveis e oferece caixas de papelão para o transporte de compras.
    Já o Walmart dá desconto em produtos e tem caixa preferencial para quem não usa os sacos. A empresa pretende reduzir em 50% o uso do plástico em três anos.
    O custo com as sacolas -que varia de 0,3% a 0,7% do faturamento bruto, segundo a Apas - pode encarecer o produto na gôndola, já que os varejistas o repassam ao consumidor.
Da Folhapress

No Radar On-line de Lauro Jardim

Avião de cachorro
Sabe como chegaram ao Brasil os dois novos pastores alemães de Eike Batista – com quem aliás, ele só se comunica em alemão? Desembarcaram no Rio de Janeiro junto com seus adestradores num jato fretado por Eike, sem escalas a partir dos EUA.
De VEJA.COM

Maranhão: Tasso Fragoso, no extremo sul do estado

César Nascimento escapa da tragédia em Petrópolis

   O cantor e compositor César Nascimento é morador da cidade de Petrópolis (RJ), uma das cidades atingidas pela tragédia causada pela chuvas no Rio de Janeiro.
    Em contato com a família em São Luís no final de semana passado o autor de "Ilha Magnética", informou que ele  e família conseguiram saír ilesos da tragédia.
    Na cidade foram registrado até agora 56 mortes e  há 3.600 desalojados e 2.800 desabrigados.

A Folha e a falha

    Minha avó costumava dizer que “pimenta nos olhos dos outros é refresco”. Ou seja, o que dói em mim, pode não doer no meu vizinho, principalmente se eu não gostar dele ou se ele discordar de minhas opiniões. Em setembro de 2009, o jornal Folha de São Paulo publicou um editorial reclamando que estava sofrendo censura imposta por um desembargador do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, que o proibiu de publicar notícias referentes a Fernando Sarney, filho do José Sarney, ex-presidente do Brasil.
    A Folha tinha descoberto um monte de coisas que deixavam Fernando numa saia justa, saia esta costurada pela Polícia Federal com o desencadeamento da Operação Barrica (depois chamada de Faktor). O jornal esperneou e disse que reagiu à altura, procurando amparo na própria Justiça.
    Um ano depois, a mesma Folha, irritadíssima com um site que “zoava” da linha editorial do jornal e inclusive tinha o sugestivo nome de Falha de S.Paulo, não titubeou em entrar na Justiça para tirar a “paródia” do ar. E assim foi feito. Vinte dias depois de circular pela rede, a Falha foi enterrada, caso contrário seus editores pagariam multa diária de mil reais. A desculpa da Folha pra usar da mesma censura que tanto lhe afligiu um ano antes, era de que os autores estavam fazendo uso indevido da marca do jornal. A advogada do diário chegou a dizer que as sátiras não incomodavam nem o nome do site, mas o uso da marca sim.
Não sabemos se alguém acreditou nesta desculpa, já que Folha e Falha têm muito diferença. Agora, o pior, é que depois que saiu do ar, o site ficou muito mais conhecido do que era. A notícia se espalhou como fogo em capim seco, regado com boa dose de gasolina, justamente por se tratar de censura imposta por um jornal (credo em cruz, se contassem uma coisa destas há 30 anos, ninguém iria acreditar). E a coisa ficou pior, quando indignados blogueiros resolveram reagir e copiaram o site em outros endereços que podem se acessados ao bel prazer. A emenda ficou pior que o soneto. Quem não conhecia a Falha, ficou conhecendo e passou a procurá-la. A advogada do jornal, pelo visto, vai ter muita sarna pra se coçar (mais sarna que Sarney), uma vez que o pessoal assegura que não vai dar pra censurar todo mundo. Não sei se me engano, mas desta vez o tiro saiu pela culatra.
No Crônicas da Mara do Paraná On-line

Manchetes dos jornais

O ESTADO DO MARANHÃO - Mais um banco é arrombado com explosivos
O IMPARCIAL - Bandidos explodem mais um banco no Maranhão