18 de ago de 2011

Sindicalista denuncia que em 74 municípios do Maranhão não há um policial civil

    A cidade de Pirapemas, no Maranhão,  está submetida ao total abandono pelo poder público estadual em relação à segurança pública.  A presença da polícia civil é inexpressiva. Conta com apenas um investigador policial, que nada podendo fazer sozinho, se torna uma mera figura decorativa a espera da aposentadoria. Com 27 anos na atividade aguarda pela aposentadoria e ingressar em outra fase de tormento e abandono.
    Segundo o censo 2010, Pirapemas conta com 17 mil habitantes. A situação do município não é ímpar no estado. Em 74 municípios maranhenses não há um policial civil nas delegacias.
    A denúncia é do presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Maranhão, Sinpol-MA, Amon Jessen, que também é investigar policial. Policiais civis, incluindo delegados, estão em greve no estado desde o dia 2 de junho. O governo do estado promete melhorias salarias para a categoria a partir de janeiro do próximo ano. em nota a Secretaria de Segurança Pública se compromete em fazer investimentos estruturais nas condições de trabalho dos policiais civios e delegados dentro do cronograma de ações previsto para este ano.
    Segundo o sindicalista em texto publicado no site do Sinpol-MA, a delegacia policial que possui uma estrutura física razoável, não tem sequer um computador. Os procedimentos são feitos em uma lan house da cidade. No município não existe uma viatura de polícia. Não há também carcereiro. A orientação é em caso de flgrande conduzir o acusado até a regional de Itapecuru.
    Amon Jessen informa ainda que nesta quinta-feira, 18, um funcionário teceirizado respondia pela delegacia. Ele faz as vezes de escrivão ad hoc e investigador ad hoc, na ausência do policial civil, que hoje estava de folga em São Luís, onde reside.
   

CGU vai fiscalizar contas de Boa Vista do Gurupi e S. Raimundo do Doca Bezerra

    Bela Vista do Gurupi e São Raimundo do Doca Bezerra são as duas cidades do Maranhão cujas contas públicas serão fiscalizadas pela Controladoria-Geral da União (CGU). Já Axixá foi o município sorteado para a 13ª edição do Programa de Fortalecimento da Gestão Pública – criado em 2006 com o objetivo de promover em cidades com até 50 mil habitantes, a boa e regular aplicação e prestação de contas dos recursos públicos, por meio da capacitação dos agentes municipais.
    Os municípios de 23 Estados, foram escolhidos por sorteio no início do mês. A fiscalização faz parte de um programa criado em 2003 pela CGU, que tem o intuito de inibir a "corrupção entre gestores de qualquer esfera da administração pública".
    A maior cidade a ser fiscalizada é Quirapá, com 314 mil habitantes, no Paraná. O menor município é Reserva de Cabaçal, com população de 2.572 pessoas, no Mato Grosso. Além dos dois Estados, também serão fiscalizadas cidades em Alagoas, Espírito Santo, Sergipe, Acre, Paraíba, Bahia, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Ceará, Pernambuco, Maranhão, Piauí, Goiás, Santa Catarina, Pará, Tocantins e Amazonas.
    De acordo com balanço da CGU, já foram fiscalizados 1.811 municípios, o que corresponde a 32,55% do total do País, e foram analisadas contas relativas a cerca de R$ 13,8 bilhões. Os relatórios das fiscalizações são encaminhados aos gestores das políticas públicas que, segundo a CGU, vão definir as providências para a correção de eventuais desvios verificados.
Com informações do CGU

MPX fecha contrato de R$ 6,5 bilhões para explorar gás em Santo Antonio dos Lopes (MA)

    A MPX de Eike Batista fechou um contrato no valor de R$ 6,5 bilhões no leilão de energia elétrica para entrega em 2014, chamado de A-3. O valor representa a contratação por 20 anos de uma usina a gás natural de ciclo combinado com 500 MW de capacidade instalada que será construída no município de Santo Antônio dos Lopes, no interior do Maranhão.
    Para construir a usina negociada no leilão, a MPX investirá R$ 1,1 bilhão. A geração de empregos prevista é de até 3 mil vagas. Somando com os projetos adquiridos do Bertin, a empresa consolida a venda de energia elétrica de 1180 MW do complexo, do qual a MPX tem 70% e a Petra Energia 30%.
    “A vitória no leilão e a compra de duas usinas concluídas ontem aumentam em 77% a carteira de empreendimentos da MPX, passando de 1080 MW para 1906 MW. Em 2014, a nossa receita anual somente com a parcela de investimento chegará a R$ 1,3 bilhão ”, afirma o Presidente da MPX, Eduardo Karrer.
    O gás natural será fornecido pelos blocos terrestres localizados na região da Bacia do Parnaíba, com recursos estimados em mais de 11 trilhões de pés cúbicos, dos quais a MPX possui 23% de participação.
    A operação dos blocos será realizada pela OGX Maranhão, que já solicitou à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP) a declaração de comercialidade para produção de 5,7 milhões de metros cúbicos por dia.
    “Estamos concretizando o projeto integrado de produção de gás natural e geração de energia elétrica, com grande sinergia. Isso mostra o poder de geração de riqueza da MPX e do Grupo EBX. Entramos no projeto há menos de dois anos e criamos uma plataforma de negócios espetacular”, afirma Karrer.
    A MPX possui licenciados 3722 MW em termelétricas a gás natural no complexo termelétrico de Parnaíba, sendo que 500 MW tiveram energia elétrica negociada no leilão realizado hoje, e outros 680 MW, adquiridos da Bertin, comercializaram energia no leilão A-5 de 2008. Com isso, a empresa investirá R$ 1,7 bilhão na implantação de um importante parque gerador no interior do Maranhão.
Com informações do Portal Fator Brasil

Clodomir e Graça Paz não prestigiam filiação de Vidigal ao PDT


Foto:Maurício Alexandre
    Na solenidade de filiação do casal Edson e Eurídice Vidigal ao Partido Democrático Trabalhista, PDT, notável foi a ausência do casal de pedetistas Clodomir e Graça Paz, ambos integrantes da equipe do governo do prefeito de São Luís, João Castelo (PSDB).
    Os Vidigal foram recebidos pelo presidente estadual da legenda, Igor Lago, e pela ex-primeira dama do Estado, a médica Clay Lago. Os históricos Maria Lúcia Teles, Josemar Pinheiro e Julião Amim, o vereador de São Luís, Ivaldo Rodrigues, o deputado estadual Carlos Amorim, o vice-prefeito de Imperatriz, Jean Carlos, foram prestigir o ingresso do ex-ministro do Superior Tribunal de Justiça e da ex-secretária de Estado de Segurança Cidadã nas fileiras do PDT.
    No discurso lido, Vidical ratificou sua convicção em permanecer sempre ao lado das oposições, evocou o ex-governador do Maranhão Jackson Lago, e apontou problemas crônicos da cidade de São Luís como a falta de abastecimento de água tratada e saneamento.

Presdiente do TCE-MA também recebe ressarcimento de plano de Saúde da Assembleia

    Entre os ex-deputados estaduais ressarcidos para pagamento de planos de saúde pela Assembleia Legislativa está o atual presidente do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão, Edmar Cutrim. Entre 2010 e julho de 2011, Cutrim recebeu 15.561,04. O valor é pago desde 2005, ano que passou a vigorar a resolução.

Deputados pedem renúncia de Novais, que diz não

BRASÍLIA - “Só existem três formas de sair do ministério, se a presidenta Dilma quiser, se deixar de ter o apoio do meu partido ou se eu adoecer”, disse o ministro Pedro Novais, ao finalizar sua participação na reunião extraordinária na Câmara Federal. “Não vim aqui para emitir conceitos pessoais e sim falar de fatos. Quem em sã consciência é capaz de dizer que vai julgar no escuro, sem convicção, sem certeza? Não estou para perdoar nem transigir. Estou para cumprir o meu dever e cumprirei”, completou, referindo-se às declarações dos deputados de que deveria pedir exoneração os envolvidos na Operação Voucher. 
MAIS DENÚNCIAS
    O deputado Antony Garotinho chegou a afirmar em plenário que recebeu informações de policiais federais que cerca de 100 deputados estariam envolvidos em denúncias de emendas fraudulentas para desvio de verbas públicas. “O senhor vai esperar um novo escândalo ou já está investigando?”, perguntou.
    “Já mandei para o TCU diversos convênios de emendas parlamentares para investigação e estou aguardando o resultado”, respondeu o ministro. Segundo ele, a maior parte é de convênios realizados no ano passado para realização de festas e eventos que, segundo ele, “podem não ter sido realizados.”
    Novais ressaltou que este ano o Ministério do Turismo, em cumprimento a um dispositivo da Lei de Diretrizes Orçamentárias, está proibido de firmar convênios com ONGs para realização de eventos. “Eu sou favorável até que as emendas para as prefeituras sejam proibidas também”, concluiu.
Do Panrotas

Manchetes dos jornais

Maranhão
ATOS E FATOS - Polícia Federal prende 32 e pedreiro é dono de R$ 32 mi
JORNAL A TARDE - Maranhão tem melhor desempenho no combate à aftosa
JORNAL PEQUENO - Delegados rejeitam proposta do governo do estado para acabar com greve
O DEBATE - Governadora abre debate de lideranças em São Luís
O ESTADO DO MARANHÃO - Refinaria de Bacabeira é prioridade para Petrobras
O IMPARCIAL - AL paga R$ 546 mil em regalias a ex-deputados
TRIBUNA DO NORDESTE - Ricardo vai explicar contratos suspeitos
Nacional
CORREIO BRASILIENSE:Jatinho derruba ministro da Agricultura
FOLHA DE S. PAULO:Denúncias derrubam o 4° ministro do governo Dilma
ESTADO DE MINAS:Jatinho derruba ministro
O ESTADO DE SÃO PAULO:Quarto ministro de Dilma a cair, Rossi vê complô político
O GLOBO:Denúncias derrubam outro ministro, agora do PMDB
VALOR:Empresas ignoram crise e buscam captação externa
ZERO HORA:Dilma perde quarto ministro em oito meses de governo
Regional
DIÁRIO DO PARÁ:Polícia conclui inquérito amanhã
JORNAL DO COMMERCIO:Sede do Náutico à venda
MEIO-NORTE:34 mil famílias terão Água para Todos no PI
O POVO:Este banheiro custou R$ 29,6