12 de jun de 2011

Pai de Marlene Mattos está internado em hospital em São Luís

    O pai da empresária Marlene Mattos, o maranhense José Fernando Ferreira Santos, 79,está internado desde sexta-feira, 3 de junho, no Hospital Português. Ele tem enfizema pulmonar e deu entrada no hospital com suspeita de pneumonia. Há cerca de dez dias ele respira com ajuda de aparelhos.
    Um dia depois o pai ser internado circulou pelo internet a notícias da morte da ex-empresária da apresentadora Xuxa Meneghel. "Não morro fácil assim não, tô mais viva que nunca”, comentou a empresária no twitter.
    Marlene Mattos, 60, nascida em São José de Ribamar, município da região metropolitana de São Luís, não mantém contato com o pai há mais de cinco anos. Ela foi acionada na justiça pelo pai que reclamou pensão, quando Mattos ainda empresariava Xuxa na rede Globo.
    A empresária lançado até o fim do ano o livro “Pedaços de ontens”, contando detalhes da vida e carreira . "Vou falar de coisas que gosto e não gosto de lembrar, das minhas experiências no trabalho. Quem fez parte disto estará no livro”. Durante 20 anos ela esteve lado de Xuxa.

Maranhenses enfrentam frio gaúcho na construção da Arena do Grêmio

    O frio de renguear cusco, tão característico do inverno no Rio Grande do Sul, é o principal inimigo de um grupo de maranhenses que viajou mais de 3 mil quilômetros para colocar de pé a Arena do Grêmio.
    Apesar disso, os 130 operários vindos diretamente da cidade de Chapadinha, distante 252 quilômetros da capital São Luís, enfrentam com alegria e orgulho o desafio de construir o futuro do Tricolor.
    “É uma grande missão. Nunca imaginamos cruzar o Brasil para trabalhar na construção do novo estádio do Grêmio. Nosso grupo é unido e vamos dar duro para que tudo saia da melhor maneira possível. Não há frio que vá nos impedir”, bradou Juraci Costa dos Santos, que tomou a frente do grupo como porta-voz na entrevista realizada pelo site gremista.
    Contratados pela empresa OAS para suprir a falta de pessoal capacitado no setor, os operários estão há 15 dias trabalhando no terreno de obras no bairro Humaitá. A previsão é que permaneçam pelo período de nove meses, quando boa parte da obra já tiver sido concluída.
    Os funcionários estão recebendo atenção exclusiva da OAS para que a adaptação em Porto Alegre ocorra da melhor maneira possível:
    “Estamos sendo muito bem tratados. Temos todos os cuidados que precisamos, até mesmo para minimizar o frio, o principal problema”, revelou Santos.
    Sobre a distância de casa, o que poderia ser um problema a mais no dia a dia destes trabalhadores maranhenses, o grupo foi unânime em minimizar a saudade.
    “Todos nós estamos aqui atrás dos nossos objetivos, que são fazer bem o nosso trabalho e dar uma melhor condição de vida para nossas famílias que estão nos esperando no Maranhão”, finalizou o operário.
    O presidente Paulo Odone, ao lado do presidente da Grêmio Empreendimentos (GE), Eduardo Antonini, e membros da OAS, fez questão de conversar com os funcionários, falando do orgulho em recebê-los para construção da Arena.
Do Finalsports

Lambe-lambe:Convocação para o trabalho escravo em São Luís (MA)

Programação do domingo,12, no Cine Rio Anil

14h00 - Um gato em Paris
15h20 - Simon Werner desapeceru
20h20- Os nomes do amor
Cinesystem Anil (Rio Anil Shopping - Av. São Luís Rei de França, 08 Lj 2001, Rio Anil Shopping Center. Bairro Turu CEP: 65065-470.Telefone: (98) 8126-8402 )

Dois

São João 2011: Programação do Arraial da Maria Aragão deste domingo,12

18h – Teatro Desejo de Catirina GAMAR
19h – Tambor de Crioula Mirim Maria Seguins
20h – Barriquinha
21h – Show do Grupo Lamparina
22h – Boi Pirilampo (V)
23h – Bumba-meu-boi de Morros
00h – Bumba-meu-boi União da Baixada

Site do governo do Piauí é hackeado

    Neste domingo (12) o site do governo do estado do Piauí foi mais uma vez alvo da ação de hacker. Em apenas três dias foram duas ações deste tipo no site do governo do Piauí. Na noite da última sexta-feira, dia 10, o site oficial do governo do estado do Piauí já havia sido hackeado.
    Ao abrir a página principal do site, o internauta toma um susto com as imagens que aprecem. Primeiro aparece uma foto da reunião do governador Wilson Martins com os deputados da comissão de combate as drogas. Logo em seguida vem a foto de um palhaço e de um vampiro de olhos verdes no espaço destinado para a exibição das principais matérias.
    Na sexta feira (10) dia da primeira ação dos racker era possível encontrar a música "Molin Molin" - música usada durante campanha eleitoral do governador Wilson Martins.Quando o internauta clicava na matéria, uma foto com os governadores do nordeste, que participaram na manhã de hoje do Fórum para reforma tributária na região aparecia juntamente com a figura de um palhaço e frase "100% Deface Brasil".
Do blog do Emanuel Vital

Região metropolitana de São Luís poderá ser ampliada para oito municípios

    Com cinco municípios em seu território a antiga Ilha de Upaon-Açu poderá ganhar mais três: Itaqui-Bacanga, Cidade Operária e Maiobão. Os dois primeiros desmembrados do município de São Luís e Maiobão do município de Paço do Lumiar.
    Se aprovada a criação, a região metropolinata de São Luís vai abranger oito municípios: São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar, Raposa, Maiobão, Cidade Opérária, Itaqui-Bacanga; e mais Alcântara, do outro lado da baía de São Marcos.
    O petista Zé Carlos da Caixa (PT) encaminhou requerimento de criação do município do Itaqui-Bacanga, divindo a autoria com Dr. Pádua (PP) da proposta de criação do município do Maiobão. A proposta de criação do município de Cidade Operária foi o único dos três a ser apresentado por lideranças comunitárias.

São João 2011: Brahma patrocina arraiais oficiais do governo do estado e prefeitura

    A cervejaria Brahma está patrocinando 15 arraiais de são João em São Luís, incluindo o Arraial da Praça Maria Aragão, Parque Folclórico da Vila Palmeira; Ceprama e São Luís Shopping (Vila Junina), organizado pelo Sistema Mirante de Comunicação, dos Sarney. Nos dois primeiros a programação já está em andamento. Em todos há exclusividade de produto.
    Na região do Itaqui-Bacanga, a Brahma patrocina três arraiais: na Vila Embratel, Anjo da Guarda e Sá Viana. Os arraias da Maria Aragão e do Ceprama são oficiais da Prefeitura e do Governo do Estado, respectivamente. O arraial da Liga dos bois, montado na Lagoa da Jansen pela Secretaria de Estado de Turismo, está fora do circuito de patrocínio da cervejaria da Ambev.
    Do Tambor de Crioula da Fé em Deus,que abriu a programação do Arraial da Praça Maria Aragão, organizado pela Fundação Municipal de Cultura da Prefeitura de São Luís, no dia 1º de junho até a apresentação do Boi Barrica, o dia 3 de julho serão 242 apresentações de grupos folclóricos e shows de artistas maranhenses.
    Os bois da Maioba, do sotaque de matraca, Novilho Branco e Pirilampo, mistura de sotaques, são os que se apresentam o maior número de vezes no arraial. Cada um com quatro apresentações na temporada.
    O arraial do Parque Folclórico da Vila Palmeira tem patrocínios do governo do estado e da prefeitura de São Luís.

Instituição e rebeldia

Ferreira Gullar
Todos concordam que é muito difícil definir o que é arte. Não obstante, se refletimos sobre o que conhecemos e consideramos expressão artística, verificamos que, em que pese a enorme variedade de estilos e concepções, há ali um traço comum que nos permite englobá-la numa mesma definição: é arte.
   Houve épocas em que era quase impossível fazê-lo de modo amplo, uma vez que a conceituação estreita reduzia a expressão artística a princípios e normas, fora das quais a arte seria impossível.
   Foi precisamente o abandono dessas regras que tornou possível a visão abrangente que caracterizou a crítica de arte do século 20, capaz de compreender as mais diversas manifestações artísticas, desde as pinturas parietais do paleolítico até a limpidez da estatuária grega, o delírio barroco e a poética revolucionária do cubismo, do expressionismo, do dadaísmo.
   Um dos traços mais característicos dessa visão nova da arte era a valorização do fator expressivo e autônomo das formas em detrimento da representação do real: compreendeu-se que, mais que copiar a realidade, a arte a recria e a inventa.
   Mas o impulso irreverente, que movia os artistas do começo do século 20, ultrapassou não apenas a concepção acadêmica como pôs em questão o próprio conceito de arte.
   Quem levou essa atitude a seu ponto extremo foi Marcel Duchamp, ao afirmar: "Será arte tudo o que eu disser que é arte". Essa afirmação, tomada ao pé da letra, significa que nada é arte, ou seja, que o fazer artístico não tem qualquer sentido.
   Mas nem ele próprio acreditava nisso, tanto que suas obras mais importantes - "O Grande Vidro" (1915-1923) e "Étant donnés" (1946-1966) - demandaram-lhe muitos anos de trabalho e criatividade.
   De qualquer modo, não foi esse lado de sua personalidade que influiu sobre futuras gerações de artísticas e, sim, aquele outro lado, o da antiarte. De uma maneira ou de outra, o que se chama hoje de arte conceitual ou arte contemporânea parte do princípio duchampiano de que tudo é arte ou pode ser dado como tal. Noutras palavras, todos os valores - sejam teóricos, artesanais ou estéticos - que serviam para esse tipo de expressão, tornaram-se dispensáveis.
   Isso não é uma crítica, apenas uma constatação. Qualquer que seja a importância que se atribua a esta ou aquela obra dita "contemporânea" - casais nus no MoMA, por exemplo - não possui aquelas referidas qualidades que constituem as obras de arte: casais nus que se exponham num museu não foram feitos por nenhum artista nem por ninguém. São apenas algo que se mostra como uma expressão, um conceito, qualquer que seja ele - enfim uma "boa ideia". Em face dessa constatação é inevitável concluir que tais manifestações estão fora do campo da arte.
  No entanto, esses casais nus foram mostrados no Museu de Arte Moderna de Nova York, um dos mais conceituados museus do mundo. Como se explica isso?
   A primeira resposta que me ocorre é que, no campo das artes plásticas, o conceito de obra de arte, como produto do trabalho e fruto de uma linguagem elaborada pelo artista, já não vale.
   Entre os que conceituam, gerem ou decidem sobre o que merece ou não ser exibido e destacado, o que vale é, em vez da obra, o questionamento do que se chama de arte e do próprio museu ou certames nacionais e internacionais, criados para expor obras de arte. Agora, esses espaços tornaram-se locais onde se "nega" a arte.
   A palavra "nega" está aí entre aspas porque não é agora uma negação contestadora de fato. Já foi, quando Duchamp expôs o seu famoso urinol, intitulado "Fontaine". Agora, instituição e rebeldia se identificam e uma redime a outra. O museu, as bienais, são hoje locais onde a não arte - seja urinol ou casais nus - vira arte.
   Trata-se, de fato, de um impasse: a rebeldia que necessita da instituição para ser rebelde é a negação da rebeldia. Não por acaso, o artista escolhido para representar o Brasil na Bienal de Veneza, este ano, se declara contra salões, premiações e a própria Bienal onde vai expor.
   Claro, porque, se se mostrar contente de expor ali, deixará de ser rebelde e, como sua obra é a não obra, tudo o que lhe resta é o espaço institucional, onde ela é aceita como rebeldia. Fora de lá, não é.

No claudiohumberto.com.br

PERGUNTA NO DIA DOS NAMORADOS

Agora ministra de Relações Institucionais, Ideli repetirá o beijaço que aplicou há quatro anos no presidente do Senado, José Sarney?

Manchetes dos jornais

Maranhão
ATOS E FATOS - Desembargador acusado de reprovar candidata que não cedeu a seu assédio sexual
JORNAL A TARDE - Campanhas de prevenção da Semus garantem resultados positivos
JORNAL EXTRA- Assédio sexual: Ou dá ou desce!
JORNAL PEQUENO- Governo atrasa obras do antigo Maristas
O ESTADO DO MARANHÃO - Deputados propõe a criaçãod e mais de 130 municípios no Maranhão
Nacional
CORREIO BRASILIENSE:Brasil cresce, mas ainda é o país da desigualdade
FOLHA DE SÃO PAULO:Dilma mantém aprovação apesar de Palocci e inflação
O ESTADO DE S. PAULO:Indústria reduz investimento, mas quer manter inovação
O ESTADO DE MINAS:Duas rodas, muitos crimes
O GLOBO:Taxa de incêndio paga viagem de bombeiros a Europa e EUA
ZERO HORA:Lei polêmica dificulta a prisão de suspeitos
Regional
DIÁRIO DO PARÁ:Polícia ataca filial do PCC no Pará
JORNAL DO COMMERCIO:Sobram vagas, faltam médicos
MEIO-NORTE:Morto "mata" mulher viva e frauda INSS
O POVO:Um  guia para os apaixonados no ambiente de trabalho