21 de jan de 2011

Piocerá tem início no próximo domingo

    A 24ª edição do Rally Piocerá será iniciada no domingo, 23 de janeiro. Serão 7 dias de programação e 1.100 quilômetros de competição, entre Piauí, Maranhão e Ceará. A prova off-road conta com o patrocínio do Governo do Estado do Piauí e com a participação de competidores de 23 estados do país.
    O Piocerá acontece de 23 a 29 de janeiro, com largada em Teresina, passando por Barreirinhas, Lençóis Maranhenses, Delta do Parnaíba, Ubajara, chegando a Jericoacoara, local da premiação. Um mapa de apoio detalhado será distribuído entre os competidores.
    Desde 2004, o Piocerá é considerado a maior prova de regularidade do Brasil. Este ano é esperado 1.000 pessoas para o evento, entre competidores, equipes e familiares. As inscrições podem ser feitas até a manhã do dia 24.
    A largada será no Jockey Club de Teresina, às 6h de terça-feira (25). Nos dois dias anteriores, 23 e 24, serão feitas revistas técnicas nos veículos e revistas médicas com os competidores. A festa de premiação acontecerá no sábado, 29, às 18h para os veículos motorizados e às 21h para os ciclistas.
    Este ano, o Piocerá volta com a Campanha No Câmbio da Mama, que orienta mulheres dos municípios da rota da competição. A campanha é uma iniciativa da Fundação Maria Carvalho, de Teresina, criada pelo médico mastologista Luís Airton. Quatro palestrantes, entre médicos e pessoas da fundação, passam orientações de como se prevenir do câncer de mama e a quem recorrer em caso de suspeita.
Portal 45graus

Amigos das bibliotecas no Maranhão escolhem diretoria coincidente com mandato de Roseana

    Diretora Administrativa-Financeira da Fundação de Previdência Complementar  da CEMAR; amiga de Fernando Sarney, o indiciado; e de uma pá de socialites, a administradora Maria Teresa de Lima Martins encontra tempo e disposição para presidir a Sociedade de Amigos das Bibliotecas do Maranhão, SAB/MA. A menos que como bom literato possua um alter ego para responder pelas atividades na dita sociedade.
    Neste sábado,22, os amigos se encontrarão na Casa de Josué Montello para eleger a diretoria da entidade para o quatriênio 2011/2014, mesmo período do quarto mandato da governadora Roseana Sarney (PMDB). Mera coincidência.
    Com o menor número de bibliotecas do país, o Maranhão tem carência de sociedades da natureza da SAB/MA, sem fins lucrativos e voltada para a "difusão e hábito da leitura". Quão nobre são as intenções da sociedade que optou pelo silêncio cúmplice diante do fechamento por mais de dois anos da Biblioteca Pública Benedito Leite, referência de São Luís.
    Nada que provoque um choque ou curto circuito nas relações da dita com o poder. Nem mesmo a Sociedade de Amigos da Benedito Leite resmungou diante da exclusão do órgão entre as prioridades da Secretaria de Estado da Cultura. Se é que existem fora do circuito Madre Deus.
    Chavões à parte, Maria Teresa de Lima Martins é contumazmente escolhida pelo colunista Pergentino Holanda para distribuir convites de festas chics. É proeminente nos eventos badalados. Frequentemente figura em fotos ao lado dos ocupantes do poder no Estado. Isso não quer dizer que a inclusão de um projeto da Sociedade entre os selecionados pela Secma tenha algum toque pessoal.

SOCIEDADE DE AMIGOS DAS BIBLIOTECAS DO MARANHÃO - SAB/MAMARIA TERESA DE LIMA MARTINSLITERATURALEITURA NO BAIRRO

Roseana Sarney fez operações secretas em paraísos fiscais, diz executivo suíço

Jailton de Carvalho
BRASÍLIA - Documentos em poder do executivo suíço Rudolf Elmer mostram que a governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), e o marido dela, Jorge Murad, fizeram operações secretas no banco Julius Baer, nas Ilhas do Canal e Ilhas Virgens, dois dos mais conhecidos paraísos fiscais.
    Na última segunda-feira, Elmer entregou parte dos papéis, uma lista com nomes de dois mil empresários e políticos acusados de movimentação de dinheiro de origem suspeita, ao fundador do site WikiLeaks, Julian Assange. Para Elmer, essa seria uma forma de combater a sonegação, a corrupção e a lavagem de dinheiro em âmbito internacional. Ele foi preso na última quarta-feira sob acusação de quebra de sigilo bancário.
    Na relação, obtida pelo GLOBO antes de o material ser encaminhado ao WikiLeaks, constam ainda os nomes de outros brasileiros e de empresários e políticos de outros países. Numa entrevista em Londres, logo depois de receber a lista de Elmer, Assange disse que iria repassar o material para o "Financial Times" e para a "Bloomberg".
Roseana e Murad: emissários de depósito de US$ 10 mil
    Os nomes de Roseana e Jorge Murad aparecem associados à Coronado Trust-JBTC, que seria administrada pelo também brasileiro Joseph Brafman. Na lista de Rudolf, Roseana e Murad aparecem como emissários de um depósito de US$ 10 mil.
    A transação foi feita numa operação triangular com a Totar Business Corporation, empresa aberta nas Ilhas Virgens para gerenciar a Coronado Trust e, com isso, dificultar ainda mais a identificação dos verdadeiros donos do negócio.
    O repasse foi registrado em 27 de setembro de 1993. Roseana e Murad fundaram a Coronado Trust em 1993 e a mantiveram aberta até 1999. Trust é uma espécie de contrato que dá ao titular poderes para fazer movimentações financeiras e patrimoniais em nome de terceiros.
    Entre os brasileiros da lista de Elmer estão ainda Luiz Fernando da Cruz Secco e Sônia Silva da Cruz Secco, destinatários de US$ 900 mil. Os dois são do Rio de Janeiro. Aparece também o nome da Fabus Foundation, cujo contato é José Diniz de Souza, também beneficiário de US$ 900 mil. Pelos documentos, a Foundation tem sede em Campinas. Na lista constam ainda nomes de americanos, ingleses, alemães, espanhóis, árabes, chineses, canadenses, argentinos, gregos, irlandeses, libaneses, mexicanos, malteses, peruanos e suíços, entre outros.
    Rudolf Elmer tem dito que decidiu vazar os documentos para coibir a sonegação, a lavagem e a corrupção que, para ele, seriam acobertadas em parte por regras do sistema financeiro que opera em paraísos fiscais. Ele trabalhou na sede do banco, na Suíça, e depois chefiou as operações da instituição nas Ilhas Cayman. Num determinado momento, entrou em choque com a empresa e decidiu vazar um dos segredos mais cobiçados: a movimentação de dinheiro de quem tenta pagar menos impostos, esconder patrimônio ou simplesmente escapar de investigações fiscais ou criminais.
Trust teria sido mantida sem movimentação
    Procurados pelo GLOBO, Roseana e Jorge Murad confirmaram a existência da Coronado Trust. Segundo o advogado da governadora, Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, Murad decidiu abrir a Trust no início da década de 90 para proteger o patrimônio. Naquele período, ele teve uma filha numa relação fora do casamento. O advogado disse, no entanto, que a Trust não recebeu ou repassou dinheiro a partir do Julius Baer. Ela teria sido mantida por seis anos sem qualquer movimentação.
- O depósito (que aparece no arquivo de Elmer) foi apenas para custear as despesas da própria Trust - disse Kakay.
    Em dezembro do ano passado, Kakay se reuniu com dirigentes do banco Julius Baer na Suíça e obteve uma declaração de que a Coronado não recebeu recursos da Totar. O GLOBO tentou, sem sucesso, localizar Joseph Brafman. O advogado enviou nesta quarta-feira uma mensagem aos defensores de Assange alertando para o risco de divulgação de informações equivocadas sobre Roseana Sarney.
De O Globo

Último operador cinematográfico de São Luís resiste no Cine Bar

    Celso Aquino dos Santos teve que esperar o Século XXI para realizar um sonho que parecia impossível: ter a sua própria sala de cinema.
    Último operador cinematográfico ainda vivo em São Luís, Celso Aquino há cinco meses abriu o Cine Bar, na Rua de Nazaré 328. Das 9h30 às 21 horas em duas salas do prédio são projetados filmes proibidos para menores de 18 anos. Por dia são oito filmes exibidos. Na Sala 1 a exibição do filme na telona é feita através de dois projetores. “Para agüentar 11 horas e meia de filmes, ininterruptamente, são necessários dois projetores”, explica o operador aposentado.
    Cícero Aquino é uma testemunha viva da história do cinema no Maranhão. Durante anos trabalhou no Cine Roxy, templo contemporâneo do pornô na rua do Egito, centro de São Luís, adquirido recentemente pela prefeitura de São Luís com projeto de ser transformado em teatro municipal.
    Antes do Roxy, o operador cinematográfico se iniciou na profissão no Cine Rival que já não existe. O cinema ficava no início da Rua Grande, próximo ao Cine Éden, que ainda conserva o nome na fachada portentosa de uma loja de departamento.
    Apaixonado pelo cinema, sem puxar para si a denominação de cinéfilo, Cícero Aquino dos Santos tem história para contar. A memória não o trai. Nascido em São Luís e criado em Teresina, retornou a ilha em 1957. Na época, nas cabines de projeção existia uma equipe trabalhando. Eram dois operadores e um auxiliar. Foi um vizinho, pai de um amigo de infância, que também era operador, que o iniciou na profissão.
Cinema das Estrelas
    O magnata do cinema naquele tempo era o empresário Moisés Tajra, proprietário dos cinemas Roxy, Éden, Rival, Rialto (na rua do Passeio) e Cine Ribamar, situado na avenida Gonçalves Dias da cidade balneária, distante 37 quilômetros do centro de São Luís. Destes, somente o Roxy ainda é sala de cinema. Todos sucumbiram à invenção do cinema em casa e ao avanço do comércio na área do centro.
    Apesar de ser o maior deles e também o mais luxuoso, com características arquitetônicas neoclássicas, o Éden com seus 1.200 lugares não desfrutava da condição de “o mais fulgurante”. Com 670 lugares era o Cine Roxy que recebia o nome de “cinema das estrelas”. “Para lá iam todas as famílias da alta sociedade maranhense. Vestiam-se a caráter para assistir às sessões que aconteciam invariavelmente à noite”, recorda Cícero Aquino.
    28 de novembro de 1957 é uma data inesquecível para o operador cinematográfico hoje dono do Cinebar. Foi quando teve sua carteira assinada. No ano seguinte o Cine Roxy, inaugurado em 1939 com a exibição de “As Aventuras de Robin Hood”, fechou para reforma. Seria reinaugurado no ano seguinte com o filme “A Caldeira do Diabo”. “Apesar do título, era um melodrama. Se passava em uma pequena cidade americana onde todos compartilhavam seus segredos, medos e mentiras”, resume Aquino.
Só para homens
    Ele lembra que no Rival, primeiro cinema que trabalho, as sessões eram freqüentadas somente por homens. Sem placa de GLSBT, o cinema era rejeitado pelas mulheres por ter bancos sem encosto. “Eram bancos parecidos com os que existiam nas igrejas católicas”, compara.
    Quando veio “a revolução”, Cícero Aquino era chamado à Polícia Federal para receber instruções sobre a exibição dos cinejornais. Eram peças que propagandeavam o “milagre brasileiro” impingido pelos militares no país tropical a partir de 1º de abril de 1964.
    Na década de 60 os cinemas se replicaram no centro e pelos bairros da cidade. Donos do Cine São Luís, que funcionou no Teatro Arthur Azevedo, a família Duailibe em 1962 abriu o Monte Castelo. Na virada da década de 70 inaugurou o mais moderno do centro, o Cine Passeio, no canto da Rua do Passeio com a Rua Grande. O primeiro filma da programação foi “Candelabro Italiano”. No local funciona também uma loja.
    Com a morte de Bernardo Tajra, herdeiro de Moisés, o operador cinematográfico assistiu a derrocada do “cinema das estrelas”. Aos poucos viu sendo dilapidado o passado glorioso da sala. O declínio do cine Roxy, em termos de público, se acentuou a partir da década de 90. Até a década de 80, a sala disputada clientela com as demais localizada no centro. A exibição do filme “O Império dos Sentidos”, produção japonesa dirigida por Nagisa Oshima, proibida de passar nas telas brasileiras durante décadas prenunciou o futuro da sala.
    “Essa desintegração do cinema se deve muito ao advento da televisão, depois do vídeo e, por fim, da pirataria. Hoje o acesso é universalizado. Todo mundo assiste todos os filmes. Ainda mais que todos agora são dublados”, explica.
Sessão gigante
    O Cine Bar tem capacidade para 60 pessoas. O preço do ingresso é R$ 5,00, sem meia, mas com validade para o dia inteiro. Por isso a sessão é denominada de gigante.
   Nas duas salas são exibidos diariamente oito filmes intermitentemente. A divisão é meio a meio.
    “A preferência do público é pelo filme nacional. Quando programamos filmes estrangeiros, o cliente geralmente reclama”, constata Cícero Aquino. Junto com o filho ele mantém a empresa funcionando diariamente.

Manchete do Jornal Extra

Inscrições para o ProUni começam nesta sexta-feira

BRASÍLIA - As inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni) serão abertas nesta sexta-feira (21) e seguem até 25 de janeiro. Nesta edição serão oferecidas 123.170 bolsas de estudo em 1,5 mil instituições privadas de ensino superior. Do total, 80.520 são integrais e 42.650 parciais, que custeiam 50% da mensalidade.
    Os estudantes interessados no benefício deverão acessar o site do ProUni [www.portalprouni.mec.gov.br]. Para participar do programa, o candidato precisa ter cursado todo o ensino médio em escola pública ou estabelecimento privado com bolsa integral, além de atender a alguns critérios de renda. É necessário ainda ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2010 e atingido pontuação mínima de 400 pontos na média das cinco provas – também não pode ter zerado a redação.
     As bolsas integrais são destinadas aos alunos com renda familiar mensal per capita de até um salário mínimo e meio. Já as bolsas parciais são para os candidatos cuja renda familiar mensal per capita é de até três salários mínimos.
    O candidato pode escolher até três cursos, elegendo sua prioridade. A lista dos pré-selecionados em primeira chamada será divulgada dia 28 de janeiro. Esses estudantes deverão comprovar informações nas instituições de ensino até 4 de fevereiro. No dia 11 de fevereiro, será divulgada a lista dos pré-selecionados em segunda chamada, com prazo de comprovação de documentos até 17 de fevereiro.
    Caso ainda haja bolsas disponíveis, o Ministério da Educação abrirá um novo período de inscrições entre os dias 21 e 24 de fevereiro, com divulgação da primeira lista de pré-selecionados em 27 de fevereiro. Quem já tiver conseguido uma bolsa na primeira etapa de inscrições não poderá participar da disputa. O cronograma completa do ProUni está disponível no site do programa.

Ministra do TSE nega seguimento a três processos de político no Maranhão

    A presidente em exercício do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministra Cármen Lúcia, negou seguimento a três pedidos de Flauberth Amaral (PTB), candidato ao cargo de deputado federal pelo estado do Maranhão nas últimas eleições.
    Amaral entrou no TSE com reclamação, mandado de segurança e ação rescisória. No primeiro caso, pedia liminar para ter deferido seu registro de candidatura. O registro foi negado pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral) por ausência de quitação eleitoral.
    Ele argumentou que a decisão que indeferiu seu registro de candidatura feriu os princípios da legalidade, da isonomia e da segurança jurídica. Para Cármen Lúcia, a reclamação é "incabível".
    A ministra também negou seguimento ao mandado de segurança. Nele, o político questionava decisão do ministro Hamilton Carvalhido, que, ao analisar seu recurso, negou seguimento, alegando extemporaneidade. "O mandado de segurança não há de ser conhecido", sentenciou a ministra.
    Na ação rescisória, Amaral tentava rescindir acórdão do TSE, solicitando liminar para determinar o deferimento de seu registro de candidatura. Cármen Lúcia também negou seguimento a este pedido, julgando ser a ação "inviável".
Da Folha de S. Paulo

No Painel da Folha de S. Paulo

Vigília
Inconformada com o gabinete que lhe foi destinado no Senado, Marinor Brito (PSOL-PA) avisou que pretende acampar em frente ao gabinete de José Sarney (PMDB-AP), em protesto. Ela quer espaço maior e mais perto do plenário.

Manchetes dos jornais

ATOS & FATOS - Mario Maceiria diz que pensão de ex-governadores é contra lei
CORREIO DE NOTÍCIAS -TCE condena gestores a devolver mais de  R$ 10  mihões
JORNAL A TARDE - Entrega de declaração anual do simples nacional  vai até 28 de fevereiro
JORNAL PEQUENO - Festinhas com adolescentes tem álcool, drogas e até strip teaser
O DEBATE - Corpo de bombeiros  entra em situação de alerta no Maranhão
O ESTADO DO MARANHÃO - Governo cobra da Prefeitura dados sobre a dengue
O IMPARCIAL - 8 mil ponrs de venda irregular de gás no MA
TRIBUNA DO NORDESTE - Prefeitura intensifica combate a dengue