24 de fev de 2010

Lobão visita Usina Hidrelétrica de Estreito nesta sexta

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, visita, nesta sexta-feira (26), as obras da Usina Hidrelétrica de Estreito, no estado do Maranhão. Ele desembarca no aeroporto de Imperatriz às 9h30, de onde segue para o município de Estreito, onde visita o canteiro de obras de Estreito, hoje uma das maiores obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

A usina deve entrar em operação comercial ainda este ano, antecipando todo o seu cronograma de obras. A UHE Estreito é um dos maiores projetos de geração de energia elétrica em construção no Brasil, com capacidade para gerar 1.087 megawatts. Está sendo construída pelo Consórcio Estreito Energia (Ceste), formado pelas empresas GDF Suez, Vale, Alcoa e Camargo Corrêa.

Somente durante a fase de implantação do empreendimento estão sendo gerados cerca de 6.500 empregos diretos e 16.500 indiretos, totalizando 23.000 postos de trabalho. Além disso, tem sido priorizada a contratação da mão-de-obra local.

De acordo com o ministro, um total de R$ 92 bilhões de investimentos em grandes obras, como a Usina Hidrelétrica de Estreito e outros empreendimentos nas regiões Norte e Nordeste, até 2013, vão representar aumento de mais de 35% no setor elétrico em relação ao período entre 2005 e 2008. Lobão comemorou essas estimativas porque, segundo ele, mostram o acerto da política adotada pelo governo federal para a área que ele comanda há dois anos.

Nos próximos quatro anos, as usinas de Estreito, no Rio Tocantins, de Jirau e Santo Antonio, no Rio Madeira, vão representar investimentos de aproximadamente R$ 23 bilhões. Lobão já havia anunciado na última segunda-feira (22) projeções do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) de que os grandes projetos nas áreas de energia elétrica vão liderar a expansão da infraestrutura do País. De um total de R$ 274 bilhões previstos para investimentos nos próximos quatro anos em energia e telecomunicações, 33,6% virão de projetos de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!