31 de mar de 2010

Grita consegue patrocínio de 2009 para montar Via Sacra

Somente na semana passada o Grupo Independente de Teatro Amador – GRITA teve a confirmação pelo governo do estado do patrocínio ao espetáculo Via Sacra. Uma pendência na Procuradoria Geral do Estado ainda relativa ao ano passado justificava a retenção do pagamento do patrocínio de 2009 e o atraso na aprovação do projeto deste ano do espetáculo que ganhará sua 30ª versão nos dias 1 e 2 de abril, quinta e Sexta-feira Santa.

O secretário de Cultura, Luiz Bulcão, deixou para última hora o apoio prejudicando a montagem do espetáculo, um dos mais grandiosos do estado. Foi necessárioi a pressão dos integrantes do Grita para que as negociações chegassem a termo.

Este ano o tema do espetáculo será Via Sacra: uma escola de arte, referência ao Ponto de Cultura que em funcionamento no Grita vai capacitar jovens da área Itaqui-Bacanga em várias oficinas.

Considerado um dos maiores espetáculos de rua do Nordeste, a Via Sacra do Anjop das Guarda envolve um grande número de pessoas em sua montagem. Somente no elenco são cerca de 1.200 integrantes.

A idéia dos dirigentes do Grita é inserir de uma vez por todas a Via Sacra no calendário cultura do estado e do município de São Luís.

Engenheiros, marceneiros, pedreiros, pintores, comunicadores, técnicos, assistentes sociais, administradores, carroceiros, costureiras, estudantes, comerciantes, professores e uma gama de profissionais se envolvem diretamente na montagem do estapetáculo.

O espetáculo deste ano traz novidades: pela primeira vez, haverá uma representação de José, um dos principais personagens da história de Jesus. Nesta cena, José fala com o Cristo, ainda adolescente, sobre a importância do trabalho para o homem. O corredor das reflexões contará com stand´s que mostraram um pouco dos trabalhos de capacitação do Grita. Haverá ainda um memorial do grupo. Em outra cena, Jesus refletirá sobre a sua sagrada missão, o grande trabalho que vai realizar e os “trabalhadores” que o acompanharão. Na caminhada para o calvário, haverá crianças, em uma cena que denunciará a exploração do trabalho infantil.

Segundo o diretor do espetáculo, Waldemir Nascimento, a composição de todo esse evento engloba aspectos religiosos, culturais e sociais, “o Grupo GRITA tem buscado colocar para a sociedade a importância de questões sociais complexas, mas que fazem parte do nosso dia-a-dia. “Respeitamos a fidelização dos elementos principais da história, mas sempre preparamos algumas surpresas para o público, detalhes que diferenciam cada edição do espetáculo”, complementa Waldemir.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!