28 de abr de 2010

Rosena prometeu financiar filme de Guilherme Fontes em 2001

Condenado a três anos e um mês de prisão por sonegação de impostos em sua produtora, a Guilherme Fontes Filmes, o ator Guilherme Fontes é um velho conhecido da governadora Roseana Sarney. Quando em seu segundo mandato como governadora, em 2001, Roseana prometeu a Fontes patrocinar seu filme nunca terminado “Chatô, o Rei do Brasil”.

Em troca do patrocínio da governadora que na época alimentava a ilusão de ser a primeira presidente do país, antes que a Lunus sepultasse de vez sua ambição desmesurada, Fontes rodaria o filme fictício em terra dos Sarney. Quando esteve no Maranhão,o ator-diretor tinha acabado de ser inocentado do Tribunal de Contas da União. Não se tem notícia se o patrocínio foi empenhado. Na época quem tinha a chave do cofre era Jorge Murad, marido de Roseana.

Parte dos impostos não pagos por Fontes se refere ao dinheiro recebido como patrocínio para a relização do filme sobre Assis Chateabriand Bandeira de Mello, inicialmente programado para estrear em 1997.Desde 1995 que o ator global vem driblando a Justiça. Foi acusado de enriquecimento ilícito e de ter adquirido um apartamento com o dinheiro da produção.



A sentença contra o ator que nega o crime será analisada pela 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!