18 de dez de 2010

Faz um ano que Fernando Sarney ensaiou suspender a censura ao Estadao

    Neste sábado, 18 de dezembro de 2010,completa um ano que o engenheiro e empresário maranhense Fernando Sarney, filho do presidente do Senado Federal, José Sarney (PMDB-AP), entrou com pedido de desistência da ação contra o jornal O Estado de São Paulo, impedindo o veículo de comunicação de divulgar informações a respeito da Operação Boi Barrica.     Na operação, rebatizada de Faktor, a Polícia Federal investigou a atuação do empresário. A pedido do empresário, o jornal foi proibido pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal em 31 de julho de 2009 de noticiar fatos relativos à operação da PF.
    O Estado não aceitou a decisão pelo arquivamento. Em 29 de janeiro, o advogado Manuel Alceu Affonso Ferreira apresentou ao TJ-DF manifestação em que sustenta a preferência do jornal pelo prosseguimento da ação, para que o mérito seja julgado.
    Desde o dia 29 de janeiro, o Estado aguarda definição do Supremo Tribunal Federal sobre o processo que o impede de divulgar informações a respeito da Operação Boi Barrica, pela qual a Polícia Federal investigou a atuação do empresário Fernando Sarney. Triste exemplo para o filho do autodenominado guardião da democracia brasileira.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!