31 de jan de 2011

Filhas de Aluízio Mendes e de Silas Rondeau são "funcionárias" do Conselho Editorial do Senado

    Nathalie Rondeau e Gabriela Aragão Mendes, respectivamente, filhas do ex-ministro Silas Rondeau, edo secretário de Segurança Pública da governadora Roseana Sarney, Aluizio Mendes, respectivamente estão lotadas no Conselho Editoral do Senado. Nathalie é aspirante a modelo. Ambas são afilhadas do  senador José Sarney (PMDB-AP) que deve assumir pela quarta vez a presidência do Senado.
    Ex-ministro de Minas e Energia do governo Lula, Rondeau virou um dos alvos centrais do Ministério Público Federal e da Polícia Federal na Operação Faktor (ex-Boi Barrica).ocupa desde 2006 uma cadeira no Conselho de Administração da companhia petrolífera na cota do governo -a presidente Dilma o manteve no cargo. O ex-ministro recebe R$ 6.670 mensais para participar de uma reunião por mês na estatal.
    Apesar dos escândalas que balançaram sua gestão em 2009, Sarney insiste nas velhas práticas no Senado.
    A prometida reforma administrativa na Casa ficou na promessa. Estrutura inchada, falta de controle de funcionários fantasmas, excesso de mão de obra terceirizada e de cargos de diretores, são alguns dos vícios crônicos, além de apadrinhados do senador e de colegas espalhados em gabinetes e secretarias.
    Em 2009, no auge do escândalo dos atos secretos revelados pelo Estado, Sarney prometeu aprovar uma reforma interna e entregar uma Casa "modernizada". "O Senado está cumprindo o que prometeu à nossa sociedade", afirmou, em plenário, no dia 29 de outubro daquele ano.

1 comentários:

Anônimo disse...

Meu amigo, se vc trabalhasse realmente saberia a grande mentira que está dizendo.

Postar um comentário

Comente aqui!!!