2 de mar de 2011

Na coluna do Ancelmo Góis

Jogou a toalha
     Segunda, Ferreira Gullar, 80 anos, foi dormir candidato a uma vaga na ABL, depois de um telefonema de seu conterrâneo José Sarney. Mas ontem desistiu de novo.

Não é de hoje...
    Na verdade, Gullar sempre resistiu aos acenos dos amigos para entrar na ABL. Numa entrevista ao “Jornal da poesia”, em 1995, disse que a Academia é uma instituição “anacrônica”, a começar “pelo fardão e pela espada”. E mais: “A ABL não tem função alguma. É uma instituição meramente consagratória.” É. Pode ser.
De O Globo

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!