23 de jun de 2011

Museu de Tudo: LP de 85 do Bumba-meu-boi de Ribamar, sotaque de orquestra

    O LP do "Bumba-meu-boi de Ribamar" do sotaque de orquestra traz a toada "Pai da Malhada" que dá nome ao boi de matraca da cidade balneária.
    A toada abre a Face B do long play gravado no Estúdio Sonato em maio de 1985. Os amos e cantores do boi Preto, Catanhede e Josias se revezam nas 12 toadas do disco.
    A coordenação da gravação foi de Preto, intérprete de cinco toadas.
    A toada "Brasil de Luto" (faixa 3 da Face A) faz referência à morte do presidente eleito pelo Colégio Eleitoral, Tandcredo Neves.
    O trabalho foi patrocinado pelo Serviço de Imprensa e Obras Gráficas do Estado, SIOGE, na administração de Francisco Alves Camêlo; e teve participação especial do prefeito de São José de Ribamar, J. Câmara, falecido em 2010 e da cervejaria Cervamar.

Ficha técnica
Interpretação
Grupo Bumba-meu-boi de Ribamar
Coordenação: Preto
Gravado no Estúdio Sonato/maio/85
Técnico de som: Nonato
Amos e cantores: Preto, Catanhende e Josias
Músicos:
Neuton: trombone
Vavá e Brech´´o:piston
Josias:Banjo
Dedezinho:bumbo
Cebola:onça
Proprietário:Bilu-São Luís,MA
Participação especial de:
-J. Câmara: Prefeito de São José de Ribamar
-Cervamar - Maranhense com muito orgulho
-Fernando Martins - Diretor de Transporte
-Oswaldo Gomes

Face A
1 - Jóia Importada (Preto)
Int. Preto
2-O velho canário (Josias)
Int.Josias
3-Brasil de Luto (Cantanhede)
Int.Cantanhede
4 - Homem esquecido (Preto)
Int.Preto
5 - Realidade (Josias)
Int.Josias
6 -Novilho campeão (cantanhede)
Int. Cantanhede

Face B
1 - Pai da malhada (Cantanhede)
Int. Cantanhede
2 - Passarinho verde (Preto)
Int. Preto
3- Tem que respeitar (Urro) (Preto)
Int. preto
4-Escultura na areia (Preto)
5 - Miunha infância (Preto)
Int. Josias
6 - Não vá chorar minha querida (Preto)
Int. Preto

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!