24 de jun de 2011

Tadeu Palácio quer iniciar campanha à reeleição lembrando a era pedetista no La Ravardière

Tadeu Palácio e Jackson Lago: pedetistas
    Faltando quinze meses para as eleições municipais o ex-prefeito de São Luís, Tadeu Palácio (2002-2008), começa a ensaiar movimentos para viabilizar sua candidatura à releição. Na secretaria de Estado do Turismo, Palácio quer fazer um paralelo entre sua gestão e a do tucano João Castelo, uma das mais desastrosas dos 400 anos de São Luís. Isso será contado em livro de luxuosa edição.
    Para lustrar os seis anos em que ocupou o Palácio La Ravardière, Tadeu Palácio requisitou o trabalho de ex-assessores, ligados sobretudo à Secretaria Municipal de Comunicação.
    Na gestão palaciana a Secom empanturrou a mídia venal com recursos que jorravam da Imagine, agência de publicidade do publicitário Evilson Almeida, de histórico um pé lá e outro cá no sarneysmo. Relegado no governo Jackson Lago, Almeida imaginou outras formas de manter na carteira as verbas publicitárias. Com a mãozinha do ex-secretário municipal e secretário de estado da comunicação, jornalista José Ribamar Pinheiro (Zeca Pinheiro), hoje lotado no Senado Federal, Evilson Almeida conseguiu sair do sufoco no período de vaca magra da era Jackson. Nesse período Zeca teve olhos somente para a Open Door, menina dos olhos do secretário de Fazenda e do escambau, Aziz Santos.
    São essas relações sem preserrvativos que Tadeu Palácio quer ressuscitar para bancar o material de primeira qualidade a ser apresentado ao suposto eleitorado.
    O ex-pedetista enfrenta percalços ora intransponíveis, como a desaprovação de contas de sua gestão pelo Tribunal de Contas do Estado. Há digitais fortemente suspeitas na apreciação dessas contas. Nos corredores palacianos comenta-se que o senador José Sarney (PMDB-AP) não acha bom selar Palácio como candidato do grupo. Não confia no neo-aliado. Isso não constará no livro de Tadeu.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!