27 de jul de 2011

Desvio de verbas no Ministério do Trabalho e Emprego repercute no Maranhão

   Suspeitas de irregularidades e desvio de verbas em entidades financiadas pelo Ministério do Trabalho e Emprego se estende ao Maranhão. As entidades com sede em Sergipe seriam responsáveis pela capacitação de trabalhadores em Belém (PA), Aracaju (SE), Belo Horizonte (MG), na capital maranhense e em Timon (MA).
    A polícia federal investiga diretores de três das quatro entidades financiadas pelo MTE que desde 2009 já receberam mais de R$ 11,5 milhões. O processo corre em segredo de justiça. A responsabilidade do Ministério do Trabalho também está sendo alvo da investigação.
    A Associação para Organização e Administração de Eventos para Educação e Capacitação (Capacitar) e a União Multidiciplinar para Capacitação e Pesquisa (Unicapes) estão entre as principais suspeitas de desviar recursos do ministério comandado pelo pedetista Carlos Lupi. 
    A Capacitar assinou quatro convênios com o MTE no valor de R$ 6,6 milhões. Já recebeu R$ 4,5 milhões. Está entre as organizações rés no Processo na Justiça Federal do DF por suposto favorecimento do ministério. No Maranhão a entidade atuou em parceria com o Sindicato das Indústrias da Construção Civil, Fundetec (Fundação de Educação, Cultura e Desenvolvimento Tecnológico), com atuação em Timon, e Lavoro Social.
    O diretor executivo da Fundetec em Timon, Herbert Lago,  também é diretor geral da Faculdade São José, instituição que não aprovou nenhum bacharel no último Exame de Ordem.
    O ministro do Trabalho, o presidente licenciado do PDT Carlos Lupi, e mais quatro servidores do ministério devem depor sobre o caso. As relações das entidades com o PDT motivam o inquérito.
    Lupi tem como braço direito no Maranhão o ex-secretário de estado de Juventude e Esportes, Weverton Rocha. Na semana passada o ministro e o jovem pedetista estiveram reunidos com a governadora Roseana Sarney (PMDB) durante passagem pelo Maranhão.

4 comentários:

Anônimo disse...

Sr du bois,mas o que esperar de um ministro,que quando foi candidato a senador pelo Rio de Janeiro,negociou e VENDEU o mandato de suplente,com o saturnino braga? E quem melhor para representa-lo no Maranhão que este ex secretario do Jackson Lago.Não tem nada errado,pois até a governadora,esqueceu de mandar prende-lo, quando da visita no palácio.Poirot

Francisco Filho disse...

Parece que você gosta de denegrir a imagem das pessoas e das empresas. O SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO ESTADO DO MARANHÃO e FUNDETEC nada tem a ver com essa história. Não invente jornalista, assim você presta um desserviço a popuação. Tenha vergonha na cara e respeite as pessoas. A covardia é um dos piores defeitos de caráter do cidadão. Usa um meio que é para informar para levar mentira as pessoas. Agora sei porque imparcial nao quer mais você. Você é um cancer para o jornalismo.

Francisco Filho disse...

Ta aí a resposta do sindicato, O JORNALISTA MENTIU. Inventou.

Elinaldo disse...

Respeite nosso sindicato, que tipo de jornalista você é? Inventou uma matéria para detonar nosso sindicato? Rapaz você merece ser preso, isso é crime. Jornalismo bandido esse.

Postar um comentário

Comente aqui!!!