9 de jul de 2011

Infraero justifica atrasos nas obras do aeroporto de São Luís

    A Infraero emitiu neste sábado,9, nota oficial explicando o atraso no cronograma de obras no aeroporto em Sao Luís no Maranhão que terão início em agosto.
Leia a nota abaixo:
    Em respeito à sociedade maranhense, a Infraero esclarece que dois fatores provocaram atrasos no cronograma das obras do Terminal de Passageiros interditado no Aeroporto Internacional de São Luis/Marechal Cunha Machado:
1- Necessidade de cumprimento legal de alguns procedimentos, como ter mantido o prédio intacto por 60 dias para realização de perícia técnica – o que já se encontra em andamento e não causará impacto no próximo cronograma das obras;
2- Na condução das melhores práticas administrativas, a Infraero decidiu ampliar o nível de conforto do Terminal com outras ações, como duplicação da sala de embarque superior; nova cobertura para todo o meio fio; climatização de todo espaço e nova praça de alimentação.
    Atendendo ainda às boas práticas de gestão, a Infraero, em diálogo constante com os órgãos de controle, concluiu que seria inadequada, juridicamente, a contratação emergencial das obras devido ao bom estado dos Terminais provisórios.
    Mesmo assim, a Infraero prevê iniciar as obras no dia 1º de agosto e terminá-las em meados de dezembro. A Infraero vai investir R$ 10 milhões de reais no restabelecimento do Terminal interditado.
    A Infraero tem prestado todas as informações à Justiça Federal, aos órgãos de controle, como Ministério Público e Tribunal de Contas da União (TCU), que tem acompanhado a perícia e fiscalizará todas as fases da obra dando mais agilidade a sua execução.
    Por fim, a Infraero pede a compreensão de todos e reafirma seu compromisso e empenho em entregar o Terminal pronto, atenuando os transtornos causados.
Histórico da interdição segundo a Infraero:
    Desde a interdição do Terminal de Passageiros, em 24/03/2011, nenhum voo foi cancelado ou sofreu atraso por conta da infraestrutura aeroportuária. Foram adotadas as seguintes medidas visando a não paralisação das atividades aeroportuárias e a reabertura do Terminal interditado:
1 - Instalação de estruturados e recuperação do antigo Terminal de Cargas da Vasp, para embarque e desembarque de passageiros;
2 - Contratação de peritos para fornecer laudos iniciais sobre o ocorrido;
3 - Escoramento de toda estrutura espacial do terminal;
4 - Desativação de todos os sistemas (elétrico, hidráulico, ar condicionado, elevadores, escadas rolantes, check-in, esteiras de bagagens);
5 - Contratação de projetos para definição da metodologia técnica para recuperar/substituir a estrutura espacial do terminal;
6 - Contratação de perícia técnica para identificar as causas das ocorrências na estrutura espacial (divulgada no dia 05/07/11 no DOU);
7 - Adequação de vias e estacionamento de veículos para nova área de desembarque;
8 - Climatização do antigo Terminal de Passageiros;
9 - Adequação das vias de acesso interno para trânsito dos ônibus;
10 - Desativação e transferência da administração do aeroporto para outro local, visando abrir espaço para atividades operacionais;
11- Aquisição de ônibus adaptados para transporte de passageiros;
12 - Remanejamento das concessões comerciais.
Da Assessoria da Infraero

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!