20 de jul de 2011

SETRES mente sobre geração de empregos no Maranhão no mês de junho

    Não são verdadeiros os números divulgados pela Secretaria de Trabalho e Economia Solidária, Setres, através da Secom, sobre a geração de empregos com carteira assinada no mês de junho no Maranhão. Mais uma vez a manipulação dos números objetiva simplesmente favorecer a imagem virtual do governo Roseana Sarney (PMDB).
    Utilizando uma aritmética onde dois e dois são cinco, possível no universo do cálculo matemático, a realidade é subjulgada a bel prazer do órgão para difusão do irreal. Real foram as 24 vagas abertas no mês de maio, registradas pelo Caged sem ajuste. Ajustada esse número não deixou de ser ridículo: 606. Um estouro.
    Não é necessário, porém, ser nenhum expert na ciência dos números para extrair a verdade dos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho (confira aqui).
    Será dessa maneira que Roseana Sarney quer ser reconhecida, pelo governo mitônomo compulsivo.
Confira os números do CAGED:
Tabela 8
Maranhão - SALDOS MENSAIS E ACUMULADOS DO EMPREGO POR UNIDADE GEOGRÁFICA, EM 2011
Jan.               Fev               Março             Abril             Maio           Jun.         Ac. no ano
- 1.060 -494   1.160 2.747  -3.816 -3.243   1.935 1.980      24 606    4.683 4.683   2.926 6.279
_ Saldo negativo
* O primeiro número corresponde aos dados sem ajuste. O segundo é ajustado (quando são incorporadas as informações declaradas fora do prazo.
Admissões no Nordeste
Bahia - 71.172
Pernambuco - 50.972
Ceará - 43.691
Maranhão - 19.175
Rio Grande do Norte - 15.482
Paraíba - 11.440
Alagoas - 10.002
Piauí - 9.931
Sergipe - 9.180
Total na região - 241.035

Saldo de emprego no Nordeste (Admissões - Desligamentos):
Bahia -11.767
Pernambuco - 11.328
Maranhão - 4.683
Ceará - 4.084
Paraíba - 2.504
Piauí - 1.702
Alagoas - 1.450
Rio Grande do Norte- 1.407
Sergipe - 1.028
Total na região - 39.953

O que diz a matéria da SECOM:
Maranhão é o primeiro em criação de empregos no Nordeste no mês de junho
O Maranhão gerou 19.165 empregos de carteira assinada durante o mês de junho. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho.
Com 14.482 demissões registradas, o saldo líquido de novos empregos ficou em + 4.683, levando o Maranhão ao melhor desempenho entre os estados do Nordeste. Este é o segundo melhor resultado para o mês de junho desde 2003, tendo sido superado apenas por 2010, quando 4.702 novos empregos foram gerados neste mesmo mês.
A melhora no índice foi devido ao grande desempenho da Agropecuária, setor que mais contratou durante este mês (+1.366), seguido pelos setores de Serviços (+1.057), Indústria de Transformação (+955) e Construção Civil (+938).
No acumulado do ano (janeiro a junho), o Maranhão registrou 103.889 contratações e 97.610 demissões, dando um saldo +6.279 empregos. Nos últimos doze meses, houve 213.156 contratações e 192.416 demissões, resultando no saldo líquido de +20.740 novos empregos. O índice também mostra que a taxa de rotatividade do trabalhador maranhense é alta, o que precisa ser melhorado.
De acordo com o secretário de Trabalho, José Antônio Heluy, o esforço que o Governo do Estado tem feito em prol da qualificação profissional de trabalhadores poderá se refletir na taxa de rotatividade. “O Trabalhador bem qualificado tem mais garantia de estabilidade no emprego, isso é um fato. E o Governo tem investido em qualificação e vai dar continuidade a esses investimentos”, declarou o secretário.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!