2 de ago de 2011

Câmara de São Luís deve rejeitar título de cidadão para Silas Malafaia

    Os vereadores da Câmara Municipal de São Luís tendem a dar uma resposta "malafóbica" ao projeto de Decreto Legislativo da vereadora Rose Sales (PCdoB) propondo concessão do título de cidadão ludovicense ao partor Silas Malafaia.
    O pastor da Igreja Assembleia de Desus Vitória em Cristo tem se postado frontalmente contra os ativistas do movimento GLBT que luta pela aprovação na Câmara Federal do Projeto de Lei 222. Mafalafaia diz que trava um combate incessante há 20 anos contra o projeto que adota punição a homofobia no país.
    Na sessão desta terça-feira,2, a galeria da Câmara Municipal de São Luís foi tomada por representantes dos movimentos gays da capital maranhense contrários à entrega do título ao pastor.
    Um pedido de vista do vereador Ivaldo Rodrigues (PDT), vice-líder do governo na Câmara, adiou a votação do projeto de Decreto Legislativo. Rodrigues pediu 72 horas para dar parecer técnico sobre a proposta da vereadora comunista. O pedetista não declarou ter fobia de Malafaia, mas conseguiu travar o processo.
     Rose Sales reclama para si a bandeira das minorias na Câmara. O título é uma incongruência na trajetória da  vereadora em primeiro mandato.
    Pelas manifestações antecipadas dos vereadores o destino do título está traçado: será o arquivamento. A rejeição da proposta fará parte da história do legislativo municipal de São Luís.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!