13 de ago de 2011

Festival de Rabeca reúne mestres do instrumento no Piauí


Mestre Joaquim Carlota
    Rabequeiros de vários estados brasileiros se revezaram no palco no 4º Festival da Rabeca, em Bom Jesus (645 km de Teresina), no Piauí, na abertura do evento na quinta-feira,11.  Neste sábado,13, terceiro e último dia da 4ª edição do Festival o grupo Eistein, de Portugal será a última atração do Salão da Serra de Bom Jesus. O grupo de teatro traduz em cena infantil as descobertas e invenções do gênio.
   Uma inovação dentro do festival é o “Projeto Rabeca Itinerante”, onde mestres rabequeiros do festival, como o bomjesuense Joaquim Carlota (foto), se apresentam em vários pontos de Bom Jesus e arredores no intuito de divulgar a música e a cultura rabequeira. A ideia é que a cada dia de festival um mestre rabequeiro faça um concerto dentro do cotidiano de várias cidades próximas a Bom Jesus. As cidades de Cristino Castro, Currais, Redenção do Gurguéia e Santa Luz devem receber o projeto itinerante.
    Também de Portugal,  o grupo “Velha Gaiteira” se apresentou na sexta-feira. Durante o evento foi realizada uma oficina que ensina tocar rabeca também acontece na cidade.
    O trio “Velha Gaiteira” de Portugal apresentou músicas regionais do norte de Portugal, tendo a gaita de fole como principal instrumento. Formado há mais de uma década o grupo já se apresentou na Espanha, França e Eslovênia. Esta é a primeira vez que o trio se apresenta no Brasil. “Estamos muito felizes de estar aqui. Conheci a rabeca através de um documentário”, relata Ricardo Santos.
Com informações de assessorias

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!