20 de ago de 2011

Pedro Novais tem performance eleitoral medíocre em cidades turísticas do Maranhão

Pedra Caída, em Carolina

    O ministro do Turismo do governo Dilma Rousseff, Pedro Novais, indicado pelo PMDB (Sarney diz que não foi ele), não tem afinidades com o eleitorado das cidades com potencial turístico no Maranhão. Novais tem fama de só pisar no estado quando é para renovar o mandato ou inaugurar obras resultante de emendas parlamentares de sua autoria. Tem obtido êxito como deputado turista em sua própria base. Não é à toa que está no sétimo mandato. Nas eleições passadas retornou como deputado federal para Brasília com 89.658 votos, o nono de sua coligação e o décimo entre os eleitos pelo Maranhão para a Câmara.
Margem do Rio Corda, em Barra do Corda
   Sua colaboração para incluir nvoos destinos no roteiro turístico do estado através de emendas, também não tem surtido efeito eleitoreiro. Nas eleições de 2010, o deputado federal Pedro Novais obteve 26 votos em Barra do Corda, cidade que destinou recursos por acreditar em seu potencial turístico como redentor da miséria da população. Parte dele são índios guajajaras e canelas em constantes conflitos agrários. De lá saiu o ex-superintendente do Incra, Benedito Terceiro, afastado por irregularidade em convênios.
    No destino vislumbrado por Novais o atual prefeito Manuel "Nenzim", desviou mais de R$ 50 milhões e livrou-se das algemas da PF com uma liminar obtida com a bênção do senador José Sarney (PMDB-AP).
    A votação de Novais foi apenas 0,07% dos 36.998 votos válidos no primeiro turno em Barra do Corda. Cresceu em relação à anterior, de 2006, quando novamente eleito, Pedro Novais Lima obteve apenas sete votos dos 37.922 eleitores que compareceram às urnas. Nesse pleito 48.241 estavam habilitados para participar do pleito no município.
    Nas cidades potencialmente turísticas no Maranhão sua performance eleitoral é sofrível. Em Barrerinhas, por exemplo, cidade portal dos Lençóis Maranhenses, Novais teve 45 votos no primeiro turno das eleições de 2006, entre 25.060 votos válidos. Na época o município contava com 30.724 cadastrados. Nas eleições passadas, Novais conquistou 68 votos dos 26.810 votos válidos.
Igreja do Carmo, construção do Século XVII, em Alcântara
    Em Alcântara, cidade fundada em 1648, nem se fala. Nas eleições de 2006, para não dizer que não saiu sem nada, ganhou um voto dos 11.448 eleitores participantes do pleito no município que já esperou um rei que nunca nem chegou. Em 2010 teve sete votos na cidade tombada pelo patrimônio nacional. No município de Carolina, outro polo turístico do Maranhão onde está Cachoeira de Pedra Caída, Novais teve apenas 43 dos mais de 11 mil votos válidos em 2010.

1 comentários:

Anônimo disse...

Du Bois,voçe tem razão quando fala sobre o Pedro Novais.Voçe só atinge a perfeição ,pois esquece de dizer ,que os 89.658 de votos que ele teve,são de pessoas iguais ao deputado,sendo ele o fiel representante deste povinho,que elege este deputadinho.Ele não tem culpa de nada, pois ele não enganou ninguem.Ele se elege,e se beneficia nas coisas legais e tambem nas coisas ilegais,e os 89.658 eleitores,continuam na mesma ,desculpe-me,merda.Espirito de Odorico Paraguaçu.

Postar um comentário

Comente aqui!!!