13 de out de 2011

Feira do emprrendedor terá palestra sobre sítio ecológio

Uma pesquisa de 20 anos resultou em um sítio ecológico, um livro e uma metodologia de ativação do ecológico profundo. Esse é o trabalho que será apresentado na palestra que o jornalista Moisés Matias fará nesta sexta-feira, das 14:30 às 16:30, na Feira do Empreendedor, evento realizado pelo Sebrae/Ma, que começa nesta quinta-feira, no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana.
    O livro Sítio Ecológico, um guia para salvar a terra (2ª ed.), de Moisés Matias, relata o processo de construção de um sítio ecológico, uma área de três hectares situada no povoado Coquilho, zona rural de São Luís. Após cinco anos do início do projeto, a área tem casa ecológica, banheiro seco, galinheiro caboclo, minhocário, mais de 40 tipos de fruteiras iniciando a produção, com outras 60 espécies nativas identificadas e produzindo sementes. “Trata-se de um projeto que prova que o Maranhão é um estado dotado de grandes recursos, e que estas riquezas podem ser transformadas, em um curto período de tempo, em abundância e em qualidade de vida para a sua população”, explica o autor do projeto.
   O livro inaugura no Maranhão o debate da construção da Felicidade Interna Bruta (FIB), indicador de riquezas que está sendo apresentado pela ONU como alternativa ao modelo do Produto Interno Bruto (PIB), uma vez que o FIB inclui como riquezas o tempo livre, a qualidade de governo, os recursos naturais e o patrimônio tradicional.
    Pelo PIB, no caso, o Maranhão é o estado mais pobre da federação, mas no FIB o Maranhão é um dos estados mais ricos do Brasil, apesar de ser socialmente injusto, Seguindo-se a proposta registrada no livro Sítio Ecológico, um guia para salvar a terra, a Maranhão poderia saltar na escala de riqueza e em pouco tempo, em dois ou três anos, com a disseminação de milhares de sítios ecológicos por todas as regiões, o Maranhão seria transformado em um estado rico em Felicidade Interna Bruta, multiplicando a produção de alimentos saudáveis, as casas ecológicas com energia alternativa, a sua população gozando de saúde e com qualidade de vida.
    Parece promessa de palaque, mas tudo pode ser comprovado no museu ecológico, o Sítio Panakuí, espaço que atualmente funciona como centro de demonstração do modelo sítio ecológico e também de espaço de formação de multiplicadores.
    Segundo o autor do livro, tudo é muito fácil, pois o modelo do sítio ecológico já existe na cultura tradicional maranhense. “Precisa ser resgatado e aperfeiçoado, mas o conteúdo e a estrutura já estão presentes no conhecimento do nosso povo”, relata Moises Matias.
    Os interessados no debate podem conferir, nesta sexta-feira, às 14:30, a palestra de apresentação do projeto que semeia a revolução ecológica na sua dimensão funcional e prática, na Feira do Empreendedor. Mais informações no fone 3253 3372, ou no blog http://www.sitiodomoisesmatias.blogspot.com/

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!