2 de jan de 2011

Em dois anos de governo Castelo não tem vinte obras concluídas para apresentar à população

    Em dois anos de administração o prefeito João Castelo (PSDB) não tem muito o que apresentar para avivar a etiqueta de “fazedor de obra” que sempre reclamou para si. Três avenidas Santos Dumont (São Cristovão), Dr. Carlos Vasconcelos (João de Deus), Deputado Mauro Bezerra (Caratatiua), e uma ponte no trecho Cohab-Cohatrac concluídas em mais de 700 dias de “trabalho”.
    Castelo enxerta no rol de obras com os inacabados canais do Rio Gangan (Turu), do Cônego Tavares (Anil), Mercado Central e do Tropical Shopping, o canal do Coroado, e pavimentação da Avenida da Vitória.
    Na saúde aponta a aquisição do aparelho de ressonância magnética do Socorrão II, reforma dos centros de saúde do São Cristóvão e Liberdade e da Maternidade Nazira Assub (na Estiva), entrega do Centro de Especialidade Odontológica, reforma do Hospital da Criança, na Alemanha. Na educação o grande feito – que não deixa de ser destacável – foi a distribuição gratuita de fardamento para estudantes da rede municipal.
    No geral não chegam a vinte as obras de vulto realizadas pelo tucano que começa a arquitetar sua permanência no La Ravardière. São Luís Merece mais, como resumiua o slogan das propostas de campanha do tucano em 2008.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!