13 de mar de 2011

Campo Maior relembra ops 188 anos da "Batalha do Jenipapo" neste domingo


Encenação aconte pela 14º vez em Campo Maior (PI)
    O governo do Estado organizou uma programação especial para comemorar os 188 anos da Batalha do Jenipapo, em Campo Maior. A data é comemorada neste domingo, 13 de março, e haverá missa, culto e a entrega da medalha do Mérito Renascença.
    A data é especial e lembra a luta dos piauienses contra as tropas portuguesas bem armadas, que resistiam à Independência do Brasil e seguiam ordens da Coroa para sufocar os insurgentes. Na luta desigual, o povo da Província do Piauí se armou de pedras e paus para enfrentar os tiros de canhões.
    O episódio, que ficou conhecido como Batalha do Jenipapo, aconteceu no dia 13 de março de 1823, às margens do rio Jenipapo, em uma área que atualmente é parte do município de Campo Maior. Em 2011, 188 anos depois, a coragem dos piauienses que ousaram lutar contra o domínio português ainda rende muitas homenagens. Neste domingo (13), uma ampla programação relembra a história desses guerreiros, e tem como palco principal o monumento “Heróis do Jenipapo”, erguido próximo ao local da luta.

No monumento "Heróis do Jenipapo" acontece a encenação

    Além da solenidade cívico-militar, com a entrega de medalhas e a outorga da Ordem Estadual do Mérito Renascença (homenagem reservada a personalidades que de alguma maneira auxiliaram no desenvolvimento do Piauí) uma grande encenação envolvendo um corpo de 100 atores reviverá, ao ar livre, partes importantes dessa história.
    Um dos grandes momentos da programação é o tradicional espetáculo encenado pelo Grupo Harém em pleno pátio do Monumento Heróis do Jenipapo, em Campo Maior.
    Nesta 14ª edição do espetáculo, a encenação envolve mais de 100 atores oriundos de Teresina e Campo Maior e conta também com a participação de grupos de capoeira e da cavalaria da Polícia Militar.
    A exibição, feita ao ar livre, narra a história de luta dos piauienses contra a resistência portuguesa na tentativa de conquistar a independência. “Houve focos de luta nas regiões de Parnaíba, Oeiras, Piracuruca e Campo Maior. Durante o espetáculo, nós procuramos contar um pouco desse contexto anterior que veio culminar na Batalha do Jenipapo, no dia 13 de março de 1823”, afirma Francisco Pelé, coordenador do Grupo Harém de Teatro e um dos produtores do espetáculo que será exibido em Campo Maior.
    Após a entrega das medalhas, acontece a encenação da Batalha do Jenipapo com 120 atores e figurantes. O Diretor responsável pelo espetáculo é Arimatan Martins.
    A grande novidade para a encenação deste ano será a participação do Coral de Vaqueiros do Piauí, que vai apresentar uma versão do Hino do Vaqueiro no fechamento do espetáculo. “O espetáculo vem crescendo a cada ano, começou tímido, mas vem ganhando uma grandiosidade. Ele funciona como uma versão do teatro de cortejo, feito na rua. Nossa intenção é ampliá-lo a cada ano e fazer uma espécie de opereta”, afirma Francisco Pelé.
    O espetáculo Batalha do Jenipapo tem duração de 40 minutos. O texto, adaptado a partir do trabalho de historiadores que reconhecem a importância do evento para a história do Brasil, é de autoria de Ací Campelo. A direção é de Arimatan Martins.
Programação
Campo Maior, 13 de março de 2011
12h - Missa em Ação de Graça
Local: Catedral de Santo Antonio
14h – Culto em Ação de Graça
Local: Igreja Universal do Reino de Deus
Endereço: Rua Senador José Eusébio, 1047 – Centro
16h – Solenidade Cívico-Militar em comemoração aos 188 anos da Batalha do Jenipapo
Entrega da Medalha “Heróis do Jenipapo”
Outorga da Ordem Estadual do Mérito Renascença do Piauí
Desfile Militar
Apresentação da peça teatral “A Batalha do Jenipapo”
Local: Monumento Heróis do Jenipapo


0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!