8 de jul de 2011

Na coluna do Anselmo Góis

Um instante, maestro
O maestro Roberto Minczuk não reina mais sozinho como diretor-artístico da OSB. Continua como regente principal, mas dividirá o poder agora com um comitê artístico formado por três pessoas — o musicólogo Pablo Bacelar, o ex-diretor do Theatro Municipal do Rio Fernando Bicudo e um terceiro nome que será indicado pelos próprios músicos da orquestra.

Na prática...
Minczuk, que está no Canadá e já foi comunicado, não poderá mais, por exemplo, demitir ou contratar músicos. A decisão foi tomada segunda em reunião do Conselho da OSB, que aprovou ainda um novo regimento interno, antiga reivindicação dos músicos.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!